aki

cadastre-se aqui
aki
Política
03-02-2017, 0h14

Marisa cumpriu bem papel de militante e chefe de família

FHC e Lula dão exemplo de civilidade em momento de divisão no país
4

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

Marisa Letícia Lula da Silva cumpriu bem o papel dela como militante política e chefe de família. Ela ajudou a fundar o PT em 1980 e articulou uma resistência de mulheres contra a prisão de Lula e outros sindicalistas durante a ditadura militar.

Na prática, dona Marisa foi a chefe da família Lula da Silva. Como o ex-presidente da República sempre teve uma atuação muito pública, cheia de viagens e compromissos, ela agia para proteger a vida privada dele e da família.

Tem importância pessoal e política o abraço que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi dar em Lula nesta quinta no hospital. O petista adotou gesto semelhante quando compareceu ao velório de dona Ruth Cardoso, esposa de FHC.

Num momento de divisão política e luta acirrada no debate público no Brasil, o encontro tem forte simbolismo. Apesar das desavenças políticas, FHC e Lula dão exemplo de solidariedade e civilidade.

*

Força congressual

A reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para presidir a Câmara com 293 votos foi uma vitória política de Michel Temer. É sinal de que o atual governo conta com base de apoio sólida também na Câmara e não só no Senado.

Rodrigo Maia é um aliado confiável do governo para votar a agenda de reformas no Congresso. Com apoio do Palácio do Planalto, ele conseguiu rachar o centrão, grupo de 13 partidos conservadores, e obteve vitória expressiva no primeiro turno.

Mas a Lava Jato continua a ser um fator de instabilidade, porque deve atingir figuras importantes do governo e seus aliados. Maia, por exemplo, é citado nas delações da Odebrecht. Ele, porém, nega irregularidades.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
4
  1. Celeste da Silva disse:

    FHC e Lula dão exemplo de civilidade em momento de divisão no país. Isso sim, é que se pode dizer, solidariedade, civilidade, respeito e acima de tudo, educação, pois esse momento de tanta dor, precisamos respeitar os sentimentos dos outros, independente de religião, condições financeiras, raça, e de ideologia. Todos nós temos o direito de não gostar do Lula e sua família, ou quem quer que seja, podemos sim, não aceitar as suas idéias, mas temos o dever, a obrigação de respeitar os seus sentimentos. Desejo ao Sr. Lula os meus sentimentos e que Deus conforte toda a família nesse momento de tanta dor.

  2. Wellington Alves disse:

    Apesar de todas as desavenças, queremos apenas o melhor para nossas famílias e nosso país. Alguns se esqueceram disso.

  3. BALCÕES DE NEGÓCIOS DE CRIMINOSOS NÃO VENCERÃO A LAVA JATO! disse:

    Parabéns aos dois ex-presidentes por colocarem o sentimento humano acima dos ideais políticos. Ao mesmo tempo tentativas para driblar as leis, como nomeações para cargos contemplados com foro especial (“justiça Padrão Fifa”, excremento produzido para proteger cidadãos corruptos especiais), são repugnantes; mais o toma lá, dá cá “desonesto”, visto que sem o assentimento da população, ao contrário¸ repugnado por aqueles que são os “verdadeiros“ donos dos mandatos dos “representantes” que, pela total perda da vergonha na cara, julgam-se os donos, após eleitos – nas campanhas são ovelhas, após eleitos, lobos devoradores!
    Como os Fernandinhos Beira Mar, os Marcolas, os milhares de presos da criminalidade chamada de “comum” respeitarão as leis, se os responsáveis pela criação e execução delas são os primeiros a driblá-las por todos os meios, para não cumpri-las, transformando Executivo, Legislativo, Judiciário em verdadeiros “balcões de negócios de criminosos de altíssima periculosidade”?

  4. walter disse:

    Caro Kennedy, no passado o lula, já deu uma de cabo eleitoral para o FHC, estão ligados de alguma forma…principalmente com relação a lava jato…os dois partidos, independentes de qualquer coisa, participaram do caixa dois, são fatos consumados…por isso todos estão unidos; caciques dos grandes partidos, para encontrarem saídas, para não serem apenados pelo supremo…Quanto ao gesto de solidadriedade, era o mínimo que o o FHC e o próprio governo, deveriam fazer, já que o Brasil esta pagando esta conta; considerando o lula como ex presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-07-07 05:46:57