aki

cadastre-se aqui
aki
Política
29-07-2016, 9h11

Meirelles e Padilha disputam poder; Lula enfrenta Moro

Ao recorrer à ONU, petista faz ação preventiva contra eventual condenação
12

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

Desde a queda de Romero Jucá no começo do governo Temer, o Ministério do Planejamento está a cargo de um interino, Dyogo Oliveira, secretário-executivo da pasta. Oliveira tem respondido diretamente ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, principal nome da área política do governo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, deseja que a Secretaria de Orçamento Federal, que está na estrutura do Planejamento, vá para a Fazenda. Argumenta que seria mais racional, porque o Planejamento elabora o Orçamento, mas quem paga a conta é a Secretaria do Tesouro, subordinada à Fazenda.

Em tese, seria algo para dar mais racionalidade ao Orçamento da União. Mas o que ocorre mesmo é um embate pelo poder. Meirelles e a equipe econômica têm travado batalhas com Eliseu Padilha e o ministro das Relações Exteriores, José Serra. Padilha já deu declarações sobre juros e tem forte influência sobre liberações do Orçamento, sobretudo para obras e emendas parlamentares. Já Serra busca influenciar a política comercial e dá sugestões que a Fazenda vê com ressalvas, como vender a cobrança de dívidas ativas da União para instituições financeiras.

A avaliação geral no governo Temer é que o impeachment de Dilma será aprovado no final de agosto. Começará, então, o jogo para valer. A equipe econômica será cobrada a mostrar serviço, tirando as promessas do papel. Meirelles busca se fortalecer para essa fase do jogo político.

*

Ação política e preventiva

Outra batalha política é travada entre o ex-presidente Lula e o juiz federal Sérgio Moro. A PF (Polícia Federal), que tem estreita parceria na Lava Jato com Moro e o Ministério Público Federal, elaborou um laudo técnico que acusa Lula de ter orientado reformas num sítio em Atibaia, propriedade frequentada por ele e sua família.

Os advogados de Lula anunciaram um recurso ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) para dizer que a investigação da Lava Jato e a conduta de Moro seriam persecutórias e abusivas em relação a Lula.

O ex-presidente adotou esse caminho porque, na avaliação dele, de seus advogados e do PT, está claro que Moro condenará o petista num futuro processo sobre o sítio de Atibaia e um apartamento no Guarujá.

O TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, tem confirmado as sentenças de Moro. Portanto, Lula tende a sofrer uma condenação num órgão colegiado, o que impediria uma eventual candidatura dele a presidente em 2018.

Além de se julgar injustiçado pela Lava Jato, porque os advogados de Lula argumentam que ele não cometeu crime, há um movimento para tentar evitar essas condenações. Se elas acontecerem, alegam os advogados do petista, seriam resultado de eventual parcialidade e de abuso de autoridade de Moro em relação a Lula.

Lula faz um movimento político. Se tiver sucesso no Comitê de Direitos Humanos da ONU, haveria uma recomendação ao Brasil a respeito da injustiça de eventual sentença condenatória de Lula. Essa recomendação não possuiria força legal.

Mas, ao recorrer a um organismo internacional, Lula, que tem boa imagem no exterior, cria um fato político com efeitos internos tanto no debate político-eleitoral como em instâncias da Justiça. Afinal, o petista continuaria lutando no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e no STF (Superior Tribunal Federal) a fim de tentar reverter eventuais condenações e ter liberdade para disputar a Presidência se assim desejar.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
12
  1. Silvio disse:

    A luta de LuLLa nao eh para garantir uma futura candidatura, eh para nao morrer na prisao, como Jose Dirceu

    • walter disse:

      Exatamente Caro Silvio, o Lula é covarde o suficiente, e mostra total falta de lealdade ao País, quando envolve “sapo de fora”, como ele diz;mais um tiro no Pé,garante mais poder ao MORO…
      Quando as “brigas”, dos ministros, para influenciarem nas decisões, são positivas; que joga água fora da bacia, como futuro candidato, é o Serra; quer ser Presidente ou governador…A rejeição dele, é mostruosa por falta…
      Caro Kennedy, seu papel como entrevistador, dos candidatos atuais, com raríssimas exceções, deve ser muito duro; equivalem, a entrevistar a dilma, a frustração é garantida.No Mundo atual, o melhor candidato, deve ser preparado, como um bom jornalista; vejam as campanhas no EUA, enchem os olhos…

      • walter disse:

        Nossa Kennedy, as viúvas do lula, entraram em cena; perdão, não posso deixar de argumentar, que um Presidente da República, deve se submeter a qualquer julgamento, com a cabeça erguida, se não deve…neste caso, a apelação a cortes internacionais,não alteram em nada o veredito; eles não podem interferir em nossa justiça, só aguçam o Rigor nas condenações…o lula deve muito, e sabe disso; deveria ser condenado,só por ter conduzido a dilma ao poder…
        Esta apelando, por saber que aqui dentro, não vai escapar; tudo isso é uma preparação, para pedir asilo; pretende fugir a responsabilidade; sua família, por tabela, foi beneficiada, e deve responder por isso; fosse ladrão de galinha,não dava ibope

        • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

          Walter, caro colega… bem colocada essa questão de asilo político.
          Lembrando que a mulher dele tirou passaporte italiano para os filhos, pensando num futuro melhor para eles… não foi isso ?
          Boa hora para pedir os passaportes de todos, inclusive os diplomáticos da meninada !

    • Joaquim José da Silva Xavier disse:

      é mt bonita a frase: “ninguém está acima da lei” mas apenas quando se aplica duramente contra quem não gostamos!!!

      e como “ninguém está acima da lei” Juiz Sérgio Moro deve responder pelos abusos comprovadamente cometidos!!!
      da mesma forma que Lula, deve responder, acaso comprove-se que a reforma do sítio e o triplex tenha sido propina para alguma medida em favor das empresas.

    • Edi Rocha disse:

      Uma das coisas que não faz sentido é que Lula está com a vida dele sendo devassada pelo judiciário a mais de 02 anos e até hoje nada de prova incontestável de crimes. Só suposições.
      .
      Oras, o judiciário “não acha nada” e continua a constranger o Lula. Não sou a favor disso. Qual a desculpa para um investigação que nunca termina?
      .
      Nada teria contra, se encontrassem algo, mas já que não acham, deixa ele em paz. E se Lula resolver concorrer a presidência de novo, será um direito dele.
      .
      A época do governo Lula (2003 a 2010) foi o período mais próspero que o Brasil já viveu. A economia estava muitíssimo bem. As pessoas tem o costume de reclamar de tudo e tem memória curta. Corrupção sempre existiu, precisam é parar de só querer punir se for ligado ao PT.

  2. joubert disse:

    Acusação totalmente verdadeira Moro e completamente parcial… quando se trata de Lula e acusações contra ele em Atibaia e no guarujá são para la de forçadas…
    A impressão que se tem e que como não aparece nada concreto contra vão requentando essas acusações na justiça para desgasta-lo
    Não sei se arriscariam prende-lo com base em acusações tão fracas mas podem criar uma stuação para ele não poder se eleger…

  3. Edi Rocha disse:

    Vamos ver o que os 18 juízes de diversos países que integram o Conselho da ONU (que julgarão o caso) vão achar das condutas de Sérgio Moro em relação a Lula.

  4. A HONRA DO PAÍS ESTÁ NAS MÃOS DO JUDICIÁRIO! disse:

    A grande verdade é que se Lula, Cunha, Renan, Jucá e muitos outros semelhantes não forem para a cadeia, o Judiciário brasileiro ficará desmoralizado perante toda a nação!
    Não entendo como poderia isso acontecer e os juízes do país continuarem tendo “coragem” de condenar qualquer outro cidadão brasileiro em outros crimes!
    É preciso que o Judiciário, em especial o STF, assumam legitimamente a função de fazer cumprir o princípio constitucional de que “todos são iguais perante a lei”.
    Ou mais uma vez teríamos de nos curvarmos à célebre frase do grande jurista Rui Barbosa:
    “DE TANTO VER TRIUNFAR AS NULIDADES, DE TANTO VER PROSPERAR A DESONRA, DE TANTO VER CRESCER A INJUSTIÇA, DE TANTO VER AGIGANTAREM-SE OS PODERES NAS MÃOS DOS MAUS, O HOMEM CHEGA A DESANIMAR-SE DA VIRTUDE, A RIR-SE DA HONRA, A TER VERGONHA DE SER HONESTO”.

    • Antonio disse:

      Só uma perguntinha meu caro: porque você não citou Aécio, Alckmin, Perrella, Agripino Maia, etc., etc., e tantos outros do PSDB e DEM, o próprio presidente interino, etc. etc. que juntos com todos estes que você citou formam um “belo” time. Todos com prontuários “mais sujos que pau de galinheiro” e com processos na justiça. Aliás pergunto ao Walter, que também acompanha o blog deste excelente jornalista, porque você tem tanto ódio do Lula? Que você tenha suas preferências vá lá, mas ofender as pessoas do jeito que você faz?

      • p/Antonio: É preciso passar o país a limpo! disse:

        Eu apenas citei os quatro que, acho, são os quatro maiores… os que você citou também devem ser incluídos, dentro do processo legal!
        Acho que todos os corruptos devem ir para a cadeia, independente de que partido político seja:PT, PMDB,PSDB,DEM, ou qualquer outro partido!
        Afinal, devemos querer que todo ladrão de cofre público vá para a cadeia, como vão os ladrões “pés de chinelo”!

    • Dalmir Zanetti disse:

      Perdão ao discordar de sua opinião, embora respeite-a. No direito e digo no direito e não na tv e até no atual supremo, a presunção de inocencia tem validade nos processos até que provas sejam efetiva e irretocáveis mudando o curso. O MPF, a PF e até o juizo federal comandado na 13a vara em Curitiba, pelo Juiz Moro, devem apresentar provas irrefutáveis para condenar alguém e não tem conseguido demonstra-la. Basta ler os processos. É um direito dele discordar das ações do judiciario, se em sua visão, estão tentando prejudica-lo. O primeiro fator na justiça é a isenção e se vossa senhoria leu o despacho, leu a resposta do juiz ao ministro do supremo em que foi repreendido por agir ilegalmente, foi sim uma antecipação de veredicto. Portanto essa estranha mania de dizer que a honra disso ou daquilo está em jogo não passa de falácia, pois quando ocorre ao contrario do que queremos é porque o judiciario está corrompido, quando é como desejamos é porque está funcionando corretamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-20 17:56:39