aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
02-06-2016, 9h15

Meirelles sofre 1ª derrota; Janot enfrenta Mendes

Governo cede a pressão de servidores; Câmara aprova pauta-bomba
36

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A aprovação na Câmara de um pacote bilionário de reajuste para servidores dos Três Poderes é a primeira derrota do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Prevaleceu o desejo político do presidente interino, Michel Temer, de tentar se fortalecer com as corporações.

Temer assumiu o poder prometendo recolocar a economia nos trilhos, mas cedeu a acordos que vinham sendo represados pela presidente afastada, Dilma Rousseff. É fato que muitos desses acordos estavam sendo negociados por Dilma e havia tendência do governo anterior de pagar o preço de agradar o funcionalismo público _especialmente os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

O presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, foi uma das autoridades que mais pressionaram pelo aumento que terá efeito cascata em todo o Judiciário. O impacto nos próximos quatro anos varia de R$ 58 bilhões a até R$ 100 bilhões, a depender de quem faz a estimativa. É uma verdadeira pauta-bomba que foi aprovada na Câmara.

O Senado deveria rever essa decisão, mas, com políticos acuados pela Lava Jato, o Congresso Nacional demonstra pouca vontade de resistir ao lobby dos servidores com os quais convivem de perto. Enquanto o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, defende uma reforma da Previdência que endurecerá as regras para aposentadoria, a classe política como um todo prioriza pleitos corporativos.

São legítimas as reivindicações salariais de todas as categorias. Fazem parte da democracia. Os pleitos devem ser respeitados, mas é preciso realismo fiscal. Os funcionários públicos já têm um rendimento superior à média dos trabalhadores da iniciativa privada.

Ontem o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil recuou para o tamanho que tinha cinco anos atrás. O país retrocede na economia. Faltam recursos para fechar as contas públicas. O Congresso dá um mau exemplo. Ao agir assim, o grosso da conta do ajuste será cobrado dos mais pobres.

*

Confronto jurídico 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, comprou briga com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes. Janot reagiu duramente ao pedido de Mendes para que o Ministério Público Federal reavaliasse a necessidade de abrir inquéritos para investigar o presidente do PSDB, o senador Aécio Neves (MG).

Na resposta ao Supremo, o procurador-geral da República adota um tom duro para defender o que ele considera ser uma atribuição constitucional do Ministério Público.

Janot diz que a decisão de Gilmar Mendes de devolver os pedidos de abertura de inquérito contra Aécio mostra que “o Poder Judiciário estará despindo-se da sua necessária imparcialidade e usurpando uma atribuição própria do Ministério Público”,  a quem caberia a iniciativa de “promover a ação penal”. Janot afirmou ainda que, durante a fase de investigação, o Judiciário não poderia formar opinião.

Pelo estilo duro, deverá vir uma reação forte de Gilmar Mendes. O procurador-geral da República e o ministro do STF têm trocado algumas farpas em julgamentos no Supremo, mas essas investigações a respeito de Aécio tendem a elevar a temperatura na tensa relação dos dois.

Aécio nega as acusações. Mendes acha que ele não precisa ser investigado, mas Janot pensa diferente. Nos bastidores, a maioria dos ministros do Supremo tende a concordar com Janot, mas é difícil que façam oposição pública ao comportamento de um colega. Um ministro do Supremo tem liberdade de decisão monocrática. Essa briga ainda renderá muito pano pra manga.

Ouça o comentário de hoje no “Jornal da CBN”:

Comentários
36
  1. Abelardo junqueira disse:

    Está acontecendo o que já imaginávamos. Temer coloca uma equipe forte na economia e outra , sem comentários, para fechar os acordos no congresso. Não resiste a pauta bomba! Quer dizer que todo mundo vai continuar apertando seus orçamentos e os servidores terão reajuste? Pede seu chapéu de volta Meirelles.
    E quando vai acabar a novela Cunha. Será que o congresso não tem vergonha do que estão fazendo pelo Brasil? Será que a sociedade toda tem que ver este espetáculo grosseiro de hipocrisia e ficar calada? Será que os nossos magistrados não poderiam ser mais rápidos em suas decisões, em vez de ficarem deitando saber jurídico nos seus longos e infinitos votos? Está cansando !

    • walter disse:

      Caro Abelardo, não existe qualquer LISURA, nos três poderes; eles acreditam que estão acima da LEI, e estão, só existimos, nesta “sociedade”deformada, para pagar as contas; A PAUTA BOMBA DA DILMA, NÃO PODERIA SER DESATIVADA PELO TEMER,O MEIRELLES SABE, E ENTENDE O TAMANHO DA BUROCRACIA…ENQUANTO GASTARMOS MAIS QUE A ARRECADAÇÃO,NÃO RESOLVEREMOS NADA, A CONTA NÃO FECHA
      Caro Kennedy, o caso Aécio, Gilmar e Janot, parece uma piada de mal gosto, quem não deve não teme; o Aécio, com um padrinho destes, deveria seguir sozinho…Nosso País precisa agilizar aprovações; gerando condições na retomada da ECONOMIA POXA…

  2. Paulada disse:

    Meu caro, não é uma questão de pauta bomba ou até o Janot ir de encontro a orientações de Gilmar Mendes, não adianta tapar o sol com a peneira, pois você sabe que um governo que nasce ilegítimo, vive assim e morre assim. Por favor, não trate Michel Temer como uma pessoas capaz de ser um salvador porque você sabe melhor do que a que interesses ele representa.

    • Luiz Silva disse:

      Paulada, fiquei em dúvida. O Supremo pediu aumento quando o Brasil está a beira da falência e a Câmara aprovou. Qual a relação disso com o governo Temer?

    • Ele representa “todos os brasileiros” que não queriam continuar com Dilma e o PT e votaram em outro candidato. Ele representa os eleitores arrependidos da Dilma que votaram nela pelas promessas mentirosas da candidata que se tornou Presidente e não fez o que prometeu. O Presidente interino também recebeu estes votos por ser da mesma chapa PT/PMDB-Dilma/Temer.
      Como diz o ex-juiz e agora comentarista esportivo, “a regra é clara”, o substituto do Presidente é o Vice-Presidente.
      Eu não votei nele por que não votei Dilma, mas por hora, vou apoiar as mudanças que devem ser feitas pelo governo para reverter o quadro de profunda recessão econômica que o desgoverno Dilma/PT, nos enfiaram.
      Dilma/PT nunca mais!

      • Dimas J Trindade disse:

        Tá muito difícil de sustentar isso. Se Temer continuar acontecerá justamente o que você mais teme. Está claro que o PT não quer a saída de Temer. Quer tê-lo como vidraça até 2018. Aí o PT levará de lavada. Pode escrever.

  3. Edi Rocha disse:

    Faltou comentar sobre o relatório do Conselho de Ética da câmara sobre Eduardo Cunha. Foi um fato político importante de ontem também.

  4. Carlos Augusto de Souza disse:

    Sem dúvidas nenhuma é no mínimo uma falta de senso do Governo Temer pedir para que esses projetos fossem votados, Temer ainda não é o legítimo presidente do Brasil e parece que esqueceu que 90% da população também não o aprova para presidente do Brasil. Como essas medidas impopular facilmente chegará a 100% de rejeição. Na Realidade a provação do Governo, do Senado e da câmara é uma das piores do últimos anos. Muitos desses políticos que ai estão não serão reeleitos em 2018.
    Não há de se entender os políticos do PMDB e governo Temer, parece que não tem competências para se manterem no poder, o máximo que conseguem ficar é em segundo plano sempre. e o pior se não conseguirem sucessos nestes 2 anos e meio de governo que restam, nem em segundo plano mais ficarão.
    Com toda essa imparcialidade e proximidade do STF com o governo e seus aliados, com certeza poucos corruptos serão punidos e como não podem usar um peso e 2 medidas, Lula também ficará livre para voltar em 2018.

  5. Carlos de Souza disse:

    O que nos traz esperança em relação ao futuro é que uma grande parte da população brasileira hoje, acordou para politica e estão acompanhando os atos dos seus representantes. Eu sempre que posso acompanho a TV câmara, TV senado e a TV justiça e muitas pessoas que conheço também acompanham as audiências e as votações mais importantes, hoje com certeza não será mais tão fácil enganar o povo brasileiro e pequena massa do povo mais humilde não será o suficiente para eleger esses picaretas que ainda existem na política.

  6. joao dias disse:

    O aumento salarial é um direito sagrado do funcionalismo da Uniao, Estados e Municipios. O funcionalismo não tem culpa, seja ele vinculado ao Poder Executivo, Legislativo ou Judiciário. A culpa recaí, sem nenhuma dúvida, sobre os responsáveis pelos três Poderes da República. O excesso de funcionários é um instrumento de fazer política, com o dinheiro do Povo. A prova é que sempre usam a expressão ” A máquina pública está inchada ” E inchada por que ? porque usam a contratação de funcionários comissionados como uma ” mercadoria ” de clientelismo. já pensando nas próximas eleições e na maioria de votos no Poder Legislativo. Acabando o clientelismo, nos três Poderes da República, os verdadeiros funcionários que não tem nada com clientelismo passarão a merecer mais respeito e consideração. A culpa dos problemas que o País enfrenta, é da governança e da deficiência gerencial , consciente ou inconsciente.

  7. Raimundo Andrade disse:

    No caso do aumento para os funcionários públicos, não se ouviu, por parte dos representantes do governo, nenhuma preocupação em relação ao rombo com as contas públicas. No entanto, essas mesmas autoridades passam a ideia para a sociedade de que toda mazela da nação tem um nome: Previdência Social…Ora,nunca existiu, por parte de nenhum governo, estudos sérios que comprovem que a previdência social está quebrada. Entra um governo e fala uma coisa, entra outro e a história muda…. Gente, o povo brasileiro cansou de ser manipulado e exige transparência nesse assunto. Não se pode utilizar sempre do mesmo argumento para prejudicar quem, religiosamente, contribui com um sistema e espera no final da vida, ter a garantia do seu direito respeitado, conforme manda a constituição do País.

  8. Wilson disse:

    Quem não trabalha na Justiça Federal não sabe o que é não ter reajuste durante 10 anos, como está ocorrendo.

  9. ISSO É UMA VERGONHA: TETO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DE 39 MIL REAIS = SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL DE 880 REAIS! disse:

    Se é legal, não é moral: um teto de salário de funcionário público federal ser 39 mil reais e o salário mínimo do país 800 reais!
    Que “representante do povo” admite um absurdo desse?
    Um governo que veio para mudar o que estava errado, deveria ter começado não ratificando isso!
    Além de nomear para ministros cidadãos investigados pela justiça, ratifica essa vergonha nacional!
    Minha alegria em ver cair um governo corrupto com um projeto criminoso de poder que afundou o país no maior mar de lama jamais visto na História, está durando pouco.
    Temo que a frase de Rui Barbosa continue, em relação ao nosso país:
    “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”

  10. Wellington Alves disse:

    O problema não era a Dilma? Quem vai pagar essa conta do judiciário? Cadê as panelas desses hipócritas que se dizem nacionalistas? Sobre Gilmar Mendes, está mais claro como água que vai defender o amigo. Nunca foi imparcial. Não diziam que o Lula não tinha o que temer se fosse inocente? E o sr. Aécio, por que teme? Qual razão dessa proteção vigorosa do amigo?

  11. É PRECISO PASSAR O BRASIL A LIMPO! disse:

    SERÁ QUE O EXMO. SENHOR MINISTRO GILMAR MENDES EXPLICOU O PORQUÊ DE ACHAR QUE JANOT DEVERIA “REAVALIAR” A NECESSIDADE DE ABRIR INQUÉRITO CONTRA AÉCIO NEVES?
    SE NÃO O FEZ, POR QUE NÃO O FAZ?
    SERÁ QUE O ALTO CARGO QUE OCUPA O ISENTA DA NECESSIDADE DISSO?
    SE FOR O CASO, AÍ SÓ A HUMILDADE PESSOAL PODERIA FAZER COM QUE ELE EXPLICASSE O PORQUÊ DE NÃO INVESTIGAR AÉCIO NEVES! (HUMILDADE NÃO DIANTE DO PROCURADOR GERAL RODRIGO JANOT, MAS CONSIDERANDO QUE 200 MILHÕES DE BRASILEIROS GOSTARIAM DE SABER O PORQUÊ AÉCIO NÃO DEVE SER INVESTIGADO, “NA OPINIÃO DO MINISTRO GILMAR MENDES)!
    OBS. AFINAL UM POVO QUE PAGA, CONTRA SUA VONTADE, 39 MIL REAIS DE SALÁRIO (FORA AS MORDOMIAS) A FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, NÃO MERECE SABER POR QUE HÁ CIDADÃOS PRIVILEGIADOS NO PAÍS, SENDO QUE A CONSTITUIÇÃO DIZ QUE TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI?

  12. Jeferson disse:

    O fim de Michel Temer e seu governo está próximo, o povo quer eleições.

  13. Alessandre disse:

    Sou servidor público do Judiciário. Essa maneira de tratar os servidores é tão injusta e ignorante que não dá pra comentar.
    Sempre isso, colocam todos no mesmo saco, como se servidores dos poderes tivesses os mesmos vencimentos que Magistrados, Procuradores, Delegados Federais, etc ….
    Não percebem que essa casta acima representa 1% do quadro, mas abocanham 50% das verbas?
    Como servidor do Judiciário, temos carga horária de 40h semanais, efetivamente trabalhadas, como todos sabem os tribunais estão abarrotados de ações, que geram muito trabalho.
    Temos metas a cumprir e há pressões pelo cumprimento como em qualquer empresa.
    Nos últimos 8 anos tivemos 15% de correção salarial, 15% em 8 anos !!!!
    Jornalistas não recebem aumento? Bancários, operários, professores, faxineiros, etc … todos recebem aumento em suas datas bases, mas servidor NÃO.
    Servidor não tem FGTS, e paga 11% de INSS sobre o salário BRUTO.
    Então não misturem servidor com JUIZ, PROCURADOR, DELEGADO, DEPUTADO.

  14. Sergio Luiz disse:

    Temer surgiu no governo por meio de um impeachment DUVIDOSO e que cada vez mais se parece com um golpe. Como um governo desse pode tentar desenvolver um país do tamanho do Brasil? Impossível… precisamos urgente de novas eleições, (para tudo).

  15. ISSO É UMA VERGONHA! TETO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO, 39 MIL REAIS = SALÁRIO MÍNIMO DO POVO, 880 REAIS! disse:

    “A aprovação na Câmara de um pacote bilionário de reajuste para servidores dos Três Poderes é a primeira derrota do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Prevaleceu o desejo político do presidente interino, Michel Temer, de tentar se fortalecer com as corporações”.
    MUITO BEM: NUM MOMENTO EM QUE O POVO É CHAMADO PARA O SACRIFÍCIO, UMA PAUTA BOMBA DESSA É APROVADA PARA “AGRADAR” O FUNCIONALISMO PÚBLICO!
    O POVO PRECISA APRENDER QUE SUA ARMA É O ” V O T O “!!!
    NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES DEVE RESPONDER A ESSES “FALSOS REPRESENTANTES DO POVO” QUE SÓ LUTAM POR SEUS PRÓPRIOS INTERESSES, NEGANDO-LHES SEUS VOTOS.
    O POVO DEVE ELIMINAR DE VEZ ESSES POLÍTICOS CORRUPTOS QUE TÊM AFUNDADO O PAÍS NO MAR DE LAMA FÉTIDA DA CORRUPÇÃO, PRIVILEGIANDO POUCOS E MASSACRANDO A MAIORIA DA POPULAÇÃO INDEXADA A UM VERGONHOSO SALÁRIO MÍNIMO DE FOME!
    É PRECISO VOTAR, FUTURAMENTE, COM UMA LISTA NA MÃO, ONDE CONSTE OS NOMES DESSES TRAIDORES DO POVO!

  16. Souza disse:

    O governo quer explodir a sociedade…. A nação com um deficit de 170,5 bilhões de reais e o governante coloca “nas costas do povo” um gasto de 58 bilhões de reais em uma nação que se diz deficitária…. Chacoteiam com os mais de 11 milhões de desempregados e, principalmente, com os mais pobres!!!!!

  17. Carlos Garcia disse:

    Todos os anos os funcionários de empresas privadas recebem reajustes de no mínimo 8%, que repõem perdas inflacionárias. Os funcinários do setor público só terão aumentos de 5% ao ano pelos próximos quatro anos. Isso é muito menor que a inflaćão do período. Na iniciativa privada ninguém ficou com o salário congelado.

  18. Diego Silva disse:

    Quanto à investigação sobre Aécio não é novidade que ele sempre é favorecido pelas decisões de Gilmar. Ora! o STF mostra mais uma vez a sua parcialidade. Gilmar Mendes já deveria ter sido afastado do cargo devido a seus julgamentos incoerentes.Mas isso é impossível de acontecer pelo fato de os membros do judiciário serem “deuses” aqui no Brasil.

  19. Carlos Eduardo disse:

    Não há que se questionar os reajustes dos servidores, pois na verdade trata-se de recomposição salarial, frente à galopante inflação e ao desenfreado aumento do custo de vida.

    Não temos FGTS, não recebemos aumentos anuais e outras benesses que a iniciativa privada oferece. Muito menos o Governo respeita disposição constitucional que obriga a União a conceder data base a todas as categorias.

    Todo e qualquer reajuste é tão somente por lei, após árdua e longa tramitação pelo Congresso.

    Estes acordos foram exaustivamente negociados com o governo Dilma e contemplados no Orçamento. Além do mais, estes reajustes foram escalonados e estendidos até, pelo menos, 2018.

    Não pega bem tentar induzir a opinião pública, atribuindo aos servidores qualquer parcela de responsabilidade pelo descaminho fiscal e orçamentário do país. Este é prato principal que a mídia mais gosta de saborear…

    A propósito, o senhor fica mais de 1 ano sem reajuste?

  20. Nardo disse:

    O governo interino prometeu e cumpriu.
    Extrema contenção de despesas por conta do rombo orçamentário.
    Brasil. País da Vergonha.
    Veremos tramontinas serem batidas?

  21. Ricardo disse:

    Para bancar esse reajuste em cascata, só elevando impostos E/OU reajustando a tabela do Imposto de Renda abaixo da inflação, reajustando as aposentadorias do INSS abaixo da inflação, cortando verbas para a educação e saúde (eu sei que existem fraudes, mas isso é outro assunto). Agora sim o Brasil está indo bem! Não era isso que quase todo mundo queria? Cadê o cara do mosquito Zika pra defender o Governo Federal?

    • Wellington Alves disse:

      Isso não é motivo para ele ir na Paulista de camisa CBF/Nike ou bater panela. Mas quando tivermos novamente um presidente eleito e comprometido com o social, aí ele irá protestar com as “zelites”.

  22. ALex disse:

    Os servidores públicos do Judiciário Federal (q não são juízes) não recebe NENHUM reajuste desde 2006, 10 ANOS sem nem a reposição da inflação. Ganham mais do que a média da empresa privada? ONDE? Servidor Público não é Juiz. Estes recebem reajustes anuais religiosamente, enquanto o funcionalismo “mortal”, está preterido. Vamos então igualar por baixo Sr. Kennedy. Q tal, a partir de agora, os trabalhadores da iniciativa privada NÃO receberem mais o dissídio ANUAL…em nome do ajuste fiscal…. assim se igualam ao funcionalismo público… que tal?
    Ah, o Sr, me parece inteligente, o orçamento da união é ANUAL… e o impacto citado pelo senhor é ao longo de 4 ANOS… ou seja as comparações e argumentos são esdrúxulos e falaciosos. Só mais uma informação que o Sr. OMITIU, estes reajustes já estão previstos no orçamento 2016 APROVADOS em 2015 pelo governo Dillma.

  23. Até o julgamento definitivo do impeachment o Presidente é interino, será chantageado por todos os lados. Todos querem se aproveitar do momento de fragilidade para “levar vantagem”. Por isto há pressa em aprovar o impeachment definitivo.
    Até lá, investigados que não deveriam ser Ministros serão indicados por seus padrinhos, que ameaçam mudar o voto no julgamento.
    Quem vai presidir o julgamento é o Ministro Lewandowski do STF, que negociou o aumento.
    O estado brasileiro é tratado como balcão de negócios de onde o dinheiro brota fácil para os bolsos dos “donos do estado”.
    Nas próximas eleições temos que dar a resposta aos políticos achacadores e aos partidos envolvidos na roubalheira que dividiram os 3% de cada obra feita pelo estado brasileiro.
    Para retira-los do poder, precisamos diminuir o poder deles, não elegendo os seus apoiadores.
    Fora corruptos!

  24. Stanislalw: ISSO É UMA VERGONHA, É PRECISO PASSAR O PAÍS A LIMPO! disse:

    Políticos e governantes, aumentando seus salários:
    “Sacrifícios para o povão… privilégios para os “abençoados” remunerados com salários vindos dos cofres públicos, ora bolas, afinal ninguém é de ferro… funcionários públicos concursados, nomeados, eleitos, são os que “carregam” o país, pô – mais os do Legislativo, que “trabalham” tanto em prol do país, de 3ª feira à 5ª feira, que ninguém é de ferro, pô!
    39 mil reais para o teto do funcionalismo público é muito se comparado ao salário mínimo de 880 reais, pô!
    Mas 39 mil reais não é nada, comparado ao que ganham o Neimar, o Roberto Carlos, pô”!!!
    E assim continua o país da falta de vergonha na cara no Executivo, Legislativo e Judiciário!
    E assim continua o país do povo sem vergonha na cara: que aceita a falta de vergonha na cara do Executivo, Legislativo, Judiciário, votando mal e aceitando ser governado por bandidos de altíssima periculosidade!

  25. RAIMUNDO AGUIAR DE CAMPOS GUIMARÃES NETO disse:

    Os aposentados estão com as suas aposentadorias sem a correção devida há anos. Os três poderes da republica tem poderes para aumentar os seus próprios salários acima da inflação com direitos a receber retroativamente. Gostaria que os nobres Deputados e Senadores da republica bem como os nossos Ministros do Supremo Tribunal Federal fizessem jus aos polpudos salários que recebem trabalhando e julgando os processos com rapidez, porque quando os mesmos julgam os processos da pauta recebem outros processos que são dados entradas nas diversas secretarias.

    Como todos os brasileiro sabem, dentro do Supremo Tribunal Federal e no Congresso Nacional há um tratamento sempre um tratamento diferenciado dando a impressão de verdadeiro corporativismo.

    Gostaria que todos trabalhassem sem enganação porque o povo brasileiro está cansado de ser enganado por todos os senhores.

    Mas informamos que estamos esperando a próxima eleição para fazer uma verdadeira limpeza.

    RAIMUNDO AGUIAR DE CAMPOS

  26. Administração de boteco disse:

    O mesmo problema se repete, falta de liderança. Para brasileiro democracia é um regime onde cada um faz o que quer, na hora que bem entender, inclusive impor ideias usando seu limite de poder ou influencia. A diferença entre a ditadura e a democracia neste país é que na ditadura vc tem um tirano a mil milhas, enquanto que na democracia surgem mil tiranos a cada milha.

  27. Wellington Alves disse:

    Engraçado ver os apoiadores do impeachment reclamando tão já. Era isso o que vocês queriam. Se quisesse que a ordem funcionasse, por que desestabilizaram o país? Vão correr pegar suas panelas? Usar suas camisas CBF/Nike? A hipocrisia é engraçada.

  28. Antenor disse:

    Dosando a situação “entre a cruz e a espada”, Temer fica em extrema saia justa, no que se refere à governabilidade.
    Só haveria uma saída para ele; qual seja: Fechar o congresso e governar por decretos. Traduzindo: Regime Ditatorial. Dilma (rasteira como o PT), ao apagar das luzes do seu “desgoverno”, enviou propostas bombas para a câmara, com a pura intensão de “ferrar” seu vice. Dentre tais medidas, 10% de aumento para o bolsa família e esse reajuste para os servidores. É claro que iria detonar a credibilidade do Temer, caso isto passasse! Se o Temer vai contra, cria problemas com seus servidores (que contam com reajustes que não têm Há anos). Por outro lado, fica em situação difícil com a opinião pública, já que essa quer medidas de contenção de despesas. Por isto que sempre defendo a agilização do processo de impeachment para o Brasil poder caminhar com mais estrutura político-econômica e mais definição nas medidas necessárias para sairmos do buraco em que estamos. FORA DILMA!

  29. juliano disse:

    Não era para gastar menos e arrecadar mais? Será que a turma do temer não entendeu? Pagar piso salarial para servidor público 44 salários mínimos? Num país com uma turma de marajás razoáveis seu piso não ultrapassa 20 vezes o salário mínimo, e como diz a turma do temer, precisamos consertar o que está errado. Difícil engolir, mesmo a mídia ajudando.

  30. Maria da Consolação disse:

    O mais incrível é que o Congresso aprova a DRU, que nada mais é que a possibilidade do Temer em remanejar os recursos do orçamento (até 30%!), e condenou Dilma por editar decretos suplementares que também visavam remanejar os gastos do governo. Vai entender…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-30 10:21:50