aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
23-10-2015, 21h43

Mercado financeiro vê 2016 com pessimismo ainda maior

17

Postado por: ISABELA HORTA

Instituições do mercado financeiro passaram a enxergar o ano que vem com pessimismo ainda maior. Há bancos de investimentos que projetam para 2016 recessão na faixa de mais de 2% e inflação de 6,5%, exatamente o teto da meta oficial. Ao negar hoje “pedaladas” em 2015, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, buscou reverter expectativas negativas.

Levy também defendeu a presidente Dilma Rousseff, porque o novo pedido de impeachment da oposição sustenta que o governo petista realizou as manobras fiscais neste ano. Enfraquecido politicamente, Levy ganha pontos com Dilma ao agir assim.

O ministro da Fazenda também defende a política econômica que vem aplicando, mostrando que ela é diferente da que se fazia no primeiro mandato de Dilma, quando havia maquiagem fiscal.

A situação de Levy no governo, no entanto, ainda é delicada. Apesar de Dilma ter rebatido pressões do PT para demiti-lo, é fato que o ex-presidente Lula sugeriu a troca do ministro da Fazenda.

Nesta sexta, em entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, o petista disse que seria “desleal” pedir a saída de Levy. Mas, nos bastidores, Lula defende que o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles assuma o comando da economia.

Além das críticas de Lula e de setores do PT, Levy também tem tido brigas internas com outros ministros.

Em resumo, continua difícil a situação do ministro da Fazenda, que aumentou seu isolamento no governo.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta sexta-feira:

Comentários
17
  1. César disse:

    Economia do Brasil de 2014 perto de zero e encolhendo. Para a Presidente Dilma e para o ex-Presidente Lula era só uma marolinha! Gastaram $40 bilhões em pedaladas além do limite do permitido no orçamento.
    No ano de 2015 economia do Brasil encolhendo perto de 3%. Para a Presidente Dilma é só uma travessia necessária para retomar o crescimento. travessia que custou o emprego de 1.240.000(um milhão e duzentas e quarenta mil) pessoas. Começou o ano prometendo um superávit primário de 1,2% do PIB, reduziram para 0,15 depois para 0,7% e agora já se transformou em um déficit de $50 à 70 Bilhões ou até mais.
    O mercado estima uma queda no PIB de 2016 de 2%. O Banco Central já jogou a toalha quanto à meta de inflação do próximo ano. Não vai conseguir trazer para o centro da meta e pode não atingir nem mesmo o limite da meta. A inflação já está em dois dígitos. Os juros já são os mais altos do mundo e foram mantidos assim na última reunião do COPOM, 14,25%. O Dólar não para de subir e apesar de todas as intervenções feitas pelo governo continua perto de $4 Reais por Dólar. A CPMF é a aposta do governo Dilma para pagar pelos desajustes contas e voltar a fazer o superávit primário de 0,7% do PIB. Taxar o país que já está paralisado é a solução? Na Câmara a CPMF provavelmente não vai passar. Perderemos a segunda e a terceira notas de crédito. A recessão vai se aprofundar e a inflação e o desemprego vão aumentar.
    Dilma e Lula tinham razão, 2014 era só uma marolinha. O tsunami ainda está vindo!

  2. Me engana que viro bicho disse:

    Interessante a expressão do Levy enquanto nega as pedaladas aos repórteres. Olhar vacilante, voz emudecida. E mente muito mal. Percebe-se facilmente que está procurando entre mil pensamentos o que dizer, contanto que não seja a verdade. Contudo, note-se que era uma vez a conversa da travessia. E que ninguém duvide, isso sempre foi mentira, conversa de palanque.

    O ano de 2016 não é o problema. O problema será se continuarmos com este diálogo imbecilizado que discute filosofia democrática frente ao impeachment, quando deveria se estar discutindo a sobrevivência das empresas e dos cidadãos. Eles não tem nada para se preocupar, pois funcionário público recebe salário mesmo quando o país está nas piores condições econômicas.

    Quanto mais deve o país padecer para que fique finalmente entendido que enquanto Dilma e sua corja não renunciarem ou forem impedidos a economia vai continuar afundando? A falta de inteligência de alguns não está considerando que não há governo, pois não há mais credibilidade. É uma mentira atrás da outra. O sistema petista de governo está falido e até seus integrantes e simpatizantes já questionam sua eficácia. Que poder místico é este que leva alguém ainda a dar apoio a esta mulher? Que desejam estes cidadãos que teimosamente insistem na sua permanência? O que temem em depô-la e seguir adiante?

    Como é possível não perceber? Agora mente até para estrangeiros. Diz que vai comprar caças. Vai nada! Está fazendo é cortina de fumaça. Não tem dinheiro nem para comprar cesta básica para seus assistidos. Deve as calças e muito mais. Até a imprensa internacional já a coloca na parede. Que vergonha. Diz que a corrupção não está em seu governo, propositalmente tentando confundir as palavras governo e partido.

    A corrupção está sim em seu governo, debaixo de suas fuças, ela é que finge não ver porque não tem energia, moral e nem credibilidade para combatê-la. O máximo que já fez foi dizer que quer que tudo seja apurado e nada mais. É uma parasita do poder. Uma doença para a nação.

  3. Felipe M T disse:

    Para crescer o país tem que ser mais funcional e evitar suas complexidades. Um exemplo que o Brasil pode seguir é o Japão que vinha a alguns anos sem crescer sua taxa de PIB, depois cresceu 4,6 com mais emissão do papel- moeda nos cofres, posteriormente, o Japão investiu esse capital em infra estrutura, educação, saúde e cultura. O Brasil se encontra num quadro recessivo que nem o Japão estava. Seguir esse exemplo seria ideal para voltarmos a crescer. O certo e a solução da história toda é aplicar o capital em investimentos concretos e de forma funcional, não direcionando a moeda sem fidelidade perante as razões do povo.

  4. Wilson disse:

    O Ex-ministro Delfin Netto seria uma opção. mas acho que não iria querer pegar o abacaxi.

  5. carlos alberto de souza disse:

    e joquim levi administrar com grana e facil administrar sem grana ai e competencia que voce ja não mostrou, ja esta na hora de deixar a teta, da para alguem que saiba fazer , voce esta torcendo para mandar o brasil de chapeu na mão pegar a grana cara do fmi e ai com isto entrarmos na ciranda financeira, que so interessa banqueiro, overnigt,

  6. Ge orges disse:

    Continua difícil mesmo é a situação de quem tem um pouco de discernimento de ter que engolir mais um desgoverno recheado de corrupção e de políticos que só querem pensar em si. Vamos fazer de conta até quando com a contínua falta de moralidade e de administração? Esperar que nos enfiem goela baixo mais um monte de tributos para poder continuar essa festa?

  7. charles disse:

    Não há ator politico neste senário que não esteja envolvido em corrupção.
    Desta forma estão todos amarrados em sua propria armadilha.
    As amarras so soltarão TALVEZ na proxima eleição…
    Até lá esqueçam o Brasil.Seremos Africa,Haiti,Venezuela ou pior…

  8. Alguém poderia me dizer quando irá terminar o mandato do Lula ???
    Pelo que tenho observado já vai para mais de 12 anos, não tem mais fim esse absurdo.
    O cara não quer mesmo largar o osso, só mesmo investigando o seu rápido enriquecimento e depois manda-lo para a cadeia, assim ficaremos livres desse câncer.

  9. antonio barbosa disse:

    Me desculpe se vou contar uma historinha, mas creio que cabe aqui. Em uma certa época de um certo banco houve um funcionário que foi promovido por ser competente e assumiu a liderança de um grupo de analistas. Entretanto o chefe do chefe, o gerente geral, não gostava dele, mas nunca havia expressado seu sentimento ao chefe direto, o gerente. Resultado: qualquer problema que aparecia a culpa era sempre do pobre promovido. Todos seus acertos, empreendimentos de novas ideias, mudanças de comportamento bem sucedidas eram entendidas como meras obrigações do cargo. Enfim, por não suportar mais ser sempre criticado quando um “clipes caia no chão”, ele arranjou um novo emprego e foi embora. No dia de sua saída ele se dirigiu à sala do gerente geral e lhe disse: “Pra você que não gosta de mim, deixo o melhor do meu sorriso, este sorriso sarcástico, este olhar cínico e a certeza de que minha saída te faz feliz, mas faz muito mais a mim e nada te castiga mais do que me ver feliz. Entretanto nunca se esqueça: Todos nós, sem nenhuma exceção, temos nosso predador. Um dia você vai conhecer o seu”. Apesar do Sr. Lula ser um “bagre ensaboado” ele vai encontrar seu predador também. Ah, se vai.

  10. Agora é apertar os cintos porque 2016 vai ser um ano complicado.

  11. Alberto disse:

    O do ministério da Fazenda é o “marisco” entre a presidenta e o presidento.

  12. César disse:

    O Ministro da Fazenda Joaquim Levy disse que em 2015 o governo não pedalou. Não houve a necessidade de pedalar, pois já desce a ladeira no embalo.

  13. robyson andreotti disse:

    Brasil pode voltar a crescer em 2016, notícia Les Echos.
    Apesar da gravidade da crise atual e das inúmeras pressões pelo Impeachment de Dilma Rousseff, Luciano Coutinho presidente do BNDS, tem certeza que a presidenta não irá cair. Ele reconhece que as incertezas atuais pesam sobre a economia brasileira, que atravessa uma fase aguda de recessão, com inflação e dívida pública elevadas.
    Mas, com a superação da crise política e com os ajustamentos necessários, o crescimento vai voltar no segundo semestre do ano que vem, com uma taxa de 2 a 2,5%.

  14. Pasquale disse:

    Robison que ajustes? roubaram e mentiram e o ajuste será o aumento do impostos?
    Eu como cidadão brasileiro não aceito.
    Vc deve morar em um país diferente do meu.Se vc quer pagar, pode pagar,eu não vou.

  15. Espero que a economia em 2016 seja melhor do que em 2015, várias empresas de menor porte estão sendo fechadas e a economia está se retraindo.

  16. O país tem que ser mais funcional para evoluir, muito interessante sua percepção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-24 16:55:46