aki

cadastre-se aqui
aki
Política
23-08-2018, 13h08

Migração do voto de Lula para Haddad ainda não começou pra valer

Pesquisa Datafolha traz ex-presidente com 39%
8

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

A pesquisa Datafolha mostra que ainda não começou para valer uma transferência de votos de Lula para Fernando Haddad, que tende a ser o nome que representará o PT nas urnas no dia 7 de outubro na eleição presidencial. No cenário em que Haddad substitui o ex-presidente, o ex-prefeito tem apenas 4% de intenção de voto.

É improvável que um candidato petista tenha menos do que 20% de votos nas urnas. Esse percentual pode ser suficiente para colocar Haddad no segundo turno.

Ainda há um horário eleitoral no rádio e na TV no meio do caminho. Em duas semanas de propaganda massiva, será possível medir melhor os efeitos de Lula como cabo eleitoral, caso esteja confirmada a substituição do ex-presidente pelo ex-prefeito como cabeça de chapa até esse momento da eleição.

Outra pergunta também poderá ser respondida: o postulante do PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin, conseguirá quebrar a fortaleza eleitoral de Bolsonaro?

Dificilmente haverá um segundo turno entre Alckmin e Bolsonaro, porque os dois disputam uma mesma fatia do eleitorado com orientação ideológica de direita.

Levando em conta o cacife de Lula, que apareceu com 39% de intenção de voto no primeiro turno na pesquisa Datafolha, e a fidelidade que o eleitorado de Bolsonaro tem demonstrado até aqui, o mais provável se a eleição fosse realizada hoje seria um segundo turno entre os candidatos do PT e do PSL.

Não pode ser descartada a possibilidade de Marina Silva entrar nessa briga. Por ora, ela está mais bem posicionada que Ciro para almejar um lugar no segundo turno. Alckmin apostará no enorme tempo de TV para obter uma das vagas.

*

Uma entrevista com a chefe do escritório do Unicef em São Paulo, Adriana Alvarenga, foi feita ontem no “Jornal da CBN – 2ª Edição”. Ela apresentou propostas de políticas públicas para crianças e adolescentes que serão enviadas aos candidatos à Presidência e aos governos estaduais.

A cassação do mandato do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e o julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre a possibilidade de terceirização para atividade-fim também foram temas de comentários. Ouça abaixo:

Comentários
8
  1. Tiago disse:

    Haddad não foi apresentado como “o candidato do Lula e do PT” nessa Datafolha. Esse detalhe faz toda a diferença. Haddad ainda é pouco conhecido. Há uma esperança crescente entre os petistas e lulistas. Há condições favoráveis ao Haddad e, se o imponderável ajudar, é possível que Haddad passe para o segundo turno em primeiro lugar com uma ampla vantagem, batendo nos 40% (ou passando). Lembro que Haddad tem condições de conquistar votos onde Lula teria maiores dificuldades, como nas classe médias sulistas e “sudestisnas”.
    Sendo muito generoso, acredito que a soma entre Bolsonaro e Alckmin não vai passar dos 25%.

  2. walter disse:

    Vamos lá Kennedy, esta pesquisa do Datafolha, não se sustenta; duvido que possam dividir por Estado estes votos…tudo muito nebuloso…quanto ao Lula, na cadeia, mesmo que através de um vídeo, se o TSE permitir, não terá esta consistência toda…vai transferir no máximo, uns 50%, e olhe lá…escolheu o cavalo errado, o haddad é muito polido, não consegue falar tantas bobagens, em sequência, muito almofadinha; não terá sorte no norte e nordeste…não tem muito o que apresentar, diante do caos, que o PT criou por tabela…descolar do Temer não dá, e nem do MDB…se o PT não admitir suas mazelas, ficará difícil de vender o abacaxi…teria que jogar toda a culpa na dilma, que de fato, não conseguiu manter uma postura sóbria…talvez não consiga se eleger senadora…Haverá surpresa absoluta, em quem seguirá a segundo turno; pode acabar a peleja no primeiro.

  3. BRAGA BH disse:

    Depois deste Post, vão vir as carpideiras de plantão choramingar aquilo que é o obvio: Se Lula conseguir transferir 50% de seus votos para o”CANDIDATO DO LULA” seja ele qual for, o PT estará sim no segundo turno. Nesta pesquisa o que resta de diferente a ser comentado é que as mulheres não votam em Bolsonaro que detem votos fiéis na casa de 18%. Acredito que teremos um ‘Russomano’ a caminho do Planalto personificado por Bolsonaro. A cada debate ele demonstra o seu nivel de intelectualidade!!

  4. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Nem a pesquisa Datafolha é confiável… nem Haddad é competente.
    Lembrando que Haddad foi de longe o mais desastroso prefeito de São Paulo, perdeu para Dória no primeiro turno, fato inédito na política !
    Tem mais, uma pessoa se prestar para esse papel de “laranja” é no mínimo, indecente !

    • NSK disse:

      Mais patacoada amarela… O Haddad foi um bom prefeito, tendo recebido prêmios de urbanismo no exterior. Perdeu na onda do anti-petismo visceral, com a “mírdia” local bombardeando 24/7 e para um sujeito que foi vendido aos desavisados como “novo na política” (hahaha!!).

      Além disso, mesmo laranja é bem melhor do que chuchu sem sal.

  5. Augusto Cesar disse:

    Lula/Haddad/Manoela, rumo a vitoria.

  6. Miguel Ângelo disse:

    Acredito que haverá transferência de voto do Lula para Ciro, Haddad, pouquíssimo para a Marina, e menos ainda para o Bolsonaro. Com o Lula fora por questões legais o resultado da eleição será o seguinte: Bolsonaro 21%, Ciro 23%, Haddad 25%, Marina 22%, 9% de votos brancos e nulos. No segundo turno Ciro 53%, Haddad 38%, brancos e nulos 9%. A economia mostrará sinais negativos com a possibilidade de Bolsonaro ser um dos finalistas. O próprio Lula vai pedir para votarem no Haddad, caso não seja o voto dele que prestigiem o Ciro. O Brasil com isto ganha na economia, e os brasileiros não retrocederão ao momento da Ditadura onde as obras que eram feitas, e até os elefantes brancos, tinha como recursos a poupança das fundações de aposentadoria e já do INSS. Porque os recursos financeiros de ricos, estavam aplicados no over night ou open market, muito pouco nominativo e quase tudo ao portador. Não havia emprego, não haviam empresas e as vagas de empregos públicos eram dadas aos amigos da farda

  7. Adilson Dias da Silva disse:

    Gostaria que o Tse julgasse como a mesma eficiencia os outros diversos candidatos ficha suja. Por exemplo em Paulínia_SP em 2012 o candidato Edson Moura tinha seus direitos políticos cassado , registrou sua candidatura, fez campanha e passou para o filho Edson Moura Júnior dois dias antes da eleição, na urna voto para Edson Moura, ganhou, Edson Moura Júnior assumiu, a questão chegou no Tse, o juiz comentou ( é imoral mas é legal).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-11-19 19:35:40