aki

cadastre-se aqui
aki
Política
01-02-2017, 21h29

Ministros veem contrariedade de Mendes com Cármen Lúcia

Eleição de Eunício mostra força do governo Temer no Congresso
4

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) entenderam o pedido de vista feita hoje por Gilmar Mendes como uma demonstração de contrariedade com a presidente da corte, Cármen Lúcia.

Ela marcou para hoje a continuidade do julgamento a respeito dos critérios para os ocupantes da linha sucessória da Presidência da República. Marcou no mesmo dia e hora em que o Senado fazia a eleição para escolher o sucessor de Renan Calheiros (PMDB-AL) no comando da Casa.

Se o julgamento tivesse terminado hoje, a depender do resultado, Renan sofreria um constrangimento ou poderia até ser impedido de presidir a sessão para a escolha do sucessor. Há possibilidade de prevalecer o entendimento de que um réu num STF não pode assumir interinamente a Presidência nem continuar no posto de comando de um poder da República.

Nos bastidores, ministros dizem que Gilmar Mendes avaliou que Cármen Lúcia quis fazer uma manobra política para ficar bem na foto perante a opinião pública. Daí ter pedido vista e adiado eventual conflito com Renan.

*

Força no Congresso

O placar de 61 votos a favor da eleição de Eunício Oliveira (PMDB-CE) para presidir o Senado é uma vitória do governo Temer. O presidente Michel Temer demonstra ter base sólida e um aliado confiável para votar reformas no Congresso.

Como Eunício é citado nas delações da Odebrecht, esse assunto ainda vai render, no mínimo, turbulências para o novo presidente do Senado. A depender de uma decisão do STF sobre critérios para a linha sucessória do presidente da República, Eunício poderá até perder o cargo se virar réu no tribunal.

No discurso de hoje, ele deu um recado indireto para o Judiciário e o Ministério Público. Defendeu o combate a corrupção, mas falou que enfrentará tentativas de interferência de outros poderes. É sinal de incômodo com a Lava Jato.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Ouça o comentário na CBN às 19h58, comentando resultado da eleição no Senado:

Ouça o comentário das 15h32 na CBN, antes da vitória de Eunício:

Comentários
4
  1. RAYMUNDO AVELINO disse:

    O pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, foi para preservar a ministra Carmem Lúcia. Pois depois que o presidente do senado Renan Calheiros deixou de cumprir a liminar expedida pelo ministro Marco Aurélio Mello, os sex-presidentes Fernando Henrique e José Sarney, entraram em campo para junto com os demais ministros, dar uma saída prática para que Renan permanecesse na presidência. E não seria nada conveniente, que em seu último dia de mandato, passasse por tamanho constrangimento.

    • walter disse:

      Tem razão, caro Raymundo Avelino, o salamaleque foi feito com requintes de manobras explicitas; quando vamos mudar o brasil?
      A ministra Carmen Lúcia, acabou de dar uma de mineira, esta transferência do Fachin de Turma, para participar de um “sorteio”, para conduzir a Lava Jato, foi mais que um sorteio…kkk…deu Fachin na cabeça; imaginem se fosse outro dos quatro…Não podemos dizer, que a ministra não esta tentando, mas infelizmente, tudo cheira manobra…graças a deus, o Fachin, até que provem o contrário, é um ministro isento…existe entre os “guerra” nos três poderes, até quando?

  2. Brilho de holofote é falso... estrela tem brilho próprio! disse:

    Esse ministro Gilmar Mendes perdeu o senso do ridículo. Sua grotesca necessidade de se colocar sob os holofotes só o ridiculariza cada dia mais. Não percebe que pessoas como a ministra Carmem Lúcia, ou o ministro Teori Zavaski, só para citar esses dois, com suas atitudes discretas, humildes e firmes, totalmente diferente das suas, fazem com que eles sejam muito mais respeitados e admirados.
    Vontade de ser estrela todo mundo pode ter: só que para ser estrela é necessário ter brilho próprio – o brilho do holofote é falso!

  3. Deus abençoou o Brasil, protegendo a Lava Jato! disse:

    O que mais temíamos, não aconteceu, graças a Deus! Que Deus continue iluminando o Brasil, protegendo e inspirando o ministro Fachin, para que ele continue honrando o belíssimo trabalho do ex-relator da Lava Jato, o ministro Teori Zavaski!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-21 12:47:19