aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
15-09-2015, 21h31

Na largada, pacote de R$ 70 bi pode perder R$ 40 bi

11

Postado por: ISABELA HORTA

Quase R$ 40 bilhões do pacote econômico anunciado pelo governo nesta segunda-feira podem ficar no papel. Isto equivale a mais da metade do novo esforço fiscal, que é de R$ 70 bilhões _valor que combina propostas de aumentar impostos e cortar gastos.

Em duas reuniões da presidente Dilma Rousseff com deputados e senadores, os líderes partidários disseram que dificilmente a CPMF será aprovada. Os parlamentares também se queixaram da tentativa do governo de direcionar emendas parlamentares obrigatórias para gastos específicos.

A principal dificuldade em relação à CPMF é uma rejeição dos deputados e senadores a aumentar impostos, o que seria uma medida impopular.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já disse publicamente que será difícil aprovar a CPMF. Em conversas reservadas, ele avalia que, no melhor cenário, a CPMF seria aprovada no ano que vem. Por se tratar de um novo imposto, só poderia valer apenas em 2017.

Como o governo Dilma é fraco politicamente, essa medida só terá chance de vingar se houver um acordo prévio com os políticos e os empresários. Ou seja, nem com acordo está fácil. Sem acordo, fica muito difícil.

Mas Dilma, mais uma vez, não articulou politicamente antes de apresentar a ideia de recriação da CPMF.

Um dia após o lançamento do novo pacote econômico do governo, o balanço já é negativo. Surgiram resistências no Congresso Nacional, no empresariado e no sindicalismo.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta terça:

Comentários
11
  1. Francisco disse:

    Kennedy, Para que o governo quer a CPMF? Para financiar mais portos em Cuba? mais refinarias na Venezuela? comprar mais Pasadinas? só deputado muito louco ou estupido para aprovar isso.

    • Edi Rocha disse:

      Olha, as críticas precisam ser sensatas. Já houve várias notícias informando que o governo precisa arrecadar mais dinheiro para a relação Crédito x Débito seja balanceada. Ou seja, ainda que fosse outro governante, ainda assim o governo precisa disso, então, em outras palavras, de um jeito ou de outro “vamos pagar a conta”.
      .
      Obviamente que chegou a esse ponto porque o governo errou na condução da economia antes. Mas não pense o contrário, a conta virá para o povo brasileiro de qualquer jeito. Os políticos que hoje afirmam ser contra ao aumento de impostos, na verdade não estão dispostos a ceder seus apadrinhados comissionados por exemplo (daí, como se pode notar, a dificuldade da redução de ministérios).
      .
      Lembre-se que ninguém governa sozinho, não são TRÊS PODERES à tôa…

      • Joaquim disse:

        É Edi tenho que concordar com você. Tadinha da Dilma tal inocente, tal boazinha, tal honesta, não tem condição que se relaconar com esta corja dos outros poderes.
        Por isto Dilma o melhor para você, seja egoísta, renuncie.

  2. Luis disse:

    Eu paguei cpmf, hoje estou aposentando , quero que paguem para poder aposentar em paz.

  3. Antonio Adalmir Fernandes disse:

    A criação da CPMF é absolutamente injusta, por visar tapar buraco oriundo das políticas desastradas do governo, que foi completamente incapaz de promover reformas das estruturas do Estado, com vistas à busca da eficiência e economia de recursos públicos. Nesse caso, o governo agiu com bastante perversidade, por tentar onerar com muita maldade os contribuintes que já se encontram atribulados com insuportável carga tributária muito além da sua capacidade contributiva. A presidente, infelizmente, foi coerente com a sua insensibilidade para enxergar as dificuldades também dos contribuintes, que estão sendo penalizados com a recessão da economia e o terrível custo de vida, que estão atormentando violentamente os brasileiros. Ninguém suporta mais tanto sacrifício, principalmente por força das deficiências gerenciais e administrativas do governo. Acorda, Brasil!

  4. Pereira disse:

    O maior dos problemas é devido o Governo Federal só faz cobrar da população brasileira, cada vez se cobra mais e mais… Nunca estão satisfeitos, sempre mais e mais… Cadê escolas de qualidade? Cadê as estradas de qualidade? Cadê hospitais de qualidade? Cadê a segurança de qualidade? Cadê as moradias de qualidade? Cadê os políticos sérios? E se têm apareçam para dizer não a esses novos aumentos de impostos. A verdade é como sempre digo o governo federal só quer cada vez arrecadar mais e mais… Desse modo se garantira a diminuição mesmo da pobreza, pois uns morreram de fome, preocupação com tantas contas a perderem de vistas para pagar.

  5. César disse:

    A Presidente Dilma Rousseff quer nos enfiar goela abaixo mais impostos? Depois de aumentar o preço de todas as tarifas, o gás, os combustíveis, energia elétrica? O custo de vida está um absurdo! A inadimplência só tem aumentado, e não é por que picaretas estão dando golpe nos comércios. São trabalhadores honestos que não estão conseguindo honrar os seus compromissos, por falta de condições, perderam os seus empregos ou o dinheiro que ganham, já não cobre as despesas que tem. E a Presidente e uma pequena parcela de fanáticos pelo Partido dos Trabalhadores, ficam defendendo mais aumento de impostos. Diminuam o tamanho do estado! O Brasil e os brasileiros, já não aguentam mais pagar impostos. Cadê as escolas de qualidade? Cadê os hospitais de padrão FIFA? Cadê a segurança pública? Cadê o transporte de primeiro mundo? Gastaram o dinheiro do contribuinte com Copa do Mundo e com Jogos Olímpicos, enquanto as prioridades ficaram para depois deixadas de lado em segundo plano, mas,escancaradas para o mundo todo ver. A Baía de Guanabara sem saneamento básico é um grande exemplo disto. É o governo do pão e circo! E ficam alguns fanáticos, escrevendo para defender o maior responsável por tudo isto. O ex-Presidente Lula! O pai da Dilma! O responsável por vender ilusões ao povo e dividir a Nação Brasileira em nós contra eles. O pior Presidente que já tivemos!

  6. César disse:

    A revolta que começou o aumento das passagens de ônibus em 0,20 centavos em 2013, não ensinou nada à Presidente da Pátria Educadora Dilma Rousseff. Agora quer uma nova revolta! A revolta dos 0,2 centésimos de aumento de impostos da CPMF. Está pedindo para cair!

  7. Alberto disse:

    Então ao invés de engatar uma 1ª marcha,engataram ré.Largou prá trás.Na terra brasilis baderna é elogio.

  8. João Lopes disse:

    o povo que e esquecido, quando tirou a Cpmf, esse inposto foi disolvido em outras alicotas, com confis, iof, cide, e outros mais, so mudou a maneira de arrecadar…. tanto que a carga tributaria continuou a mesma,,,, apenas enganou o povo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 16:28:58