aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
26-08-2019, 22h25

No G7, Macron ganha de Bolsonaro por pontos

Francês torna global crise criada por colega brasileiro
2

Kennedy Alencar
São Paulo

O balanço da reunião do G7, grupo das sete maiores economias do mundo, é negativo para o Brasil, apesar de Alemanha e o Reino Unido não terem assumido o mesmo tom da França em relação ao acordo entre a União Europeia e o Mercosul.

Mas o presidente francês, Emmanuel Macron, ganhou a luta de Bolsonaro por pontos, porque tornou tópico de destaque do encontro do G7 a crise global criada por Bolsonaro. É inegável que a Amazônia está em chamas em nível recorde. Os dados mostram isso. E Macron marcou a sua posição, deixando Bolsonaro na defensiva.

A França e a Irlanda podem deixar em banho-maria o acordo entre a União Europeia e o Mercosul. Mas Macron tornou global a crise criada por Bolsonaro com suas palavras e atitudes para destruir décadas de uma política ambiental que passou a ser respeitada no planeta. Ou seja, fácil destruir uma reputação rapidamente. Difícil reconstruir.

Agora, o Brasil tem de fazer o que Bolsonaro não quer. Restabelecer a força dos órgãos fiscalizadores, como o Ibama e o ICMBio. Vai acontecer?

O uso dos militares para combater queimadas é paliativo, apesar de bem-vindo. O Brasil precisa dar força aos fiscais e punir quem desmata e queima a Amazônia. Não adianta o presidente fazer um pronunciamento moderado e negar a realidade.

Macron acertou ao defender a sua mulher de ataque misógino de um internauta brasileiro endossado por Bolsonaro.

O comportamento misógino do presidente brasileiro nesse caso foi lamentável. Ministros de Bolsonaro também fizeram ataques a Macron que são totalmente inapropriados para as funções que exercem.

Ouça esse comentário a partir dos 4 minutos no áudio abaixo.

*

Só problema

As crises criadas no PSDB, pela filiação do deputado federal Alexandre Frota, e no Novo,por causa do desempenho de Ricardos Salles no Meio Ambiente, também foram temas do “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
2
  1. Mariza disse:

    Kennedy, o Novo não está em crise e só tratando o assunto do Ministro do Meio Ambiente de forma rápida e prática.

  2. walter nobre disse:

    Sinceramente Kennedy, neste instante cabe aos dois Bom Senso, já que são representantes de Nação, se fazerem meia culpa empatarão e a “carruagem passará”; ficou clara a intenção maléfica do Macron, na visita do bolsonaro em julho, já tentava desqualificar o Brasil na UE…se há um compromisso entre lideres de nações, é não meter o bedelho na gestão do outro, pelo menos não em público…se o Macron tivesse aceitação no seu País, não faria este show pirotécnico…com relação a inclusão do alexandre frota no PSDB, um partidinho de terceira, com seus caciques todos marcados por corrupção, vai se arrepender, fica claro que a traição continua a valer na gestão Dória…quanto ao Ricardo Salles, segue a cartilha de forma clara, podemos não gostar de sua atuação, por ter disposição e presença, só cairá pela possibilidade de um processo, por enquanto segue firme…

Deixe uma resposta para walter nobre Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-19 11:04:07