aki

cadastre-se aqui
aki
Política
08-08-2016, 9h23

Odebrecht pode abalar estabilidade de governo Temer

PMDB e PSDB dão respostas sobre delações parecidas com as do PT
21

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Reportagens publicadas no fim de semana pela revista “Veja” e o jornal “Folha de S.Paulo” a respeito de anexos das delações premiadas de Marcelo Odebrecht e executivos da empresa provocam grandes impactos políticos.

Segundo a revista, o então vice-presidente, Michel Temer, pediu a Marcelo Odebrecht, numa reunião em 2014, ajuda para campanhas do PMDB. O pagamento teria sido feito via caixa 2. O atual ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, teria recebido R$ 4 milhões. O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, teria ficado com R$ 6 milhões.

De acordo com o jornal, a campanha presidencial de 2010 do tucano José Serra recebeu R$ 23 milhões por meio de caixa 2. Haveria ainda na delação informações de pagamento de propina a contratos da Odebrecht no período em que Serra governou São Paulo.

Todos os acusados negam ter recebido dinheiro ilegal. Eles afirmam que recursos oriundos da Odebrecht foram doações devidamente contabilizadas.

Mas o potencial de dano político é alto. As duas reportagens atingem o presidente interino, que está prestes a ser tornar efetivo, o ministro da Casa Civil, que é o mais próximo auxiliar de Temer, o ministro das Relações Exteriores, potencial candidato a presidente da República em 2018 pelo PSDB ou por um outro partido para o qual migraria, e o presidente da maior entidade empresarial do país, que foi um dos líderes da campanha para a queda de Dilma com um discurso bastante moralista.

Todas as delações precisam vir acompanhadas de provas. Portanto, se confirmadas as revelações apontadas pelas reportagens, haverá um caminho para que elas sejam provadas na Justiça. Já surgiram no noticiário revelações de que Marcelo Odebrecht apontaria caixa 2 nas campanhas presidenciais de 2010 e 2014 de Dilma Rousseff. Agora, além do PT, PMDB e PSDB têm muito com o que se preocupar a respeito das colaborações premiadas da Odebrecht, que podem reacender o debate sobre a anulação da chapa Dilma-Temer.

Os investigadores demandaram que a empresa recuperasse os dados de um departamento interno que ela criou para fazer pagamentos ilegais, sejam puro caixa 2, sejam propina.

Temer confirmou por meio da assessoria que houve a reunião, mas afirmou que os recursos que vieram da empresa foram doações legais. Padilha negou ter recebido R$ 4 milhões e disse que não foi candidato em 2014. Skaf afirmou que não teve nada a ver com o encontro no Palácio do Jaburu e que só recebeu dinheiro legalizado para suas campanhas. Serra também afirmou que só obteve doações regulares e considerou “absurda” a acusação de que contratos da época em que governou São Paulo tenham originado propina da Odebrecht.

Serra ainda deu uma resposta parecida com a de Dilma, dizendo que ninguém foi autorizado a falar em seu nome. Ou seja, se aparecer algo, pode terceirizar a responsabilidade.

De um modo geral, as respostas dos peemedebistas e do tucano lembram muito as dadas pelos petistas: todos receberam apenas doações legais.

Ou Marcelo Odebrecht e seus executivos estão mentindo, o que poderá prejudicar suas delações, ou trarão provas que poderão deixar o mundo político como um todo em apuros. Até hoje, a Lava Jato vem desmontando peça por peça o argumento de defesa dos acusados de que obtiveram doações legais. Vale lembrar que o juiz Sérgio Moro disse que caixa 2 é “trapaça eleitoral” e não deve ser tratado como crime menor.

*

Guerra do impeachment

Não é provável que as reportagens da “Veja” e da “Folha” mudem o destino da guerra do impeachment. Existe um consenso no mundo político e empresarial de que Dilma não conseguirá votos para voltar ao cargo e de que não tem força político para fazê-lo.

Já há auxiliares a aconselhando a desistir de propor um plebiscito para antecipar a eleição de 2018, porque a ideia foi bombardeada pelo presidente do PT, Rui Falcão. A sugestão é que divulgue uma carta bem dura _com mais foco nos argumentos de que é vítima de um golpe e de que integrantes do atual do governo não teriam autoridade moral para tirá-la do posto. Ou seja, admitir indiretamente a derrota e lutar pela imagem histórica do impeachment.

As delações dos executivos da Odebrecht deverão ser concluídas somente em setembro, após a votação definitiva do impeachment. Portanto, a queda de Dilma e a ascensão de Temer ao poder parecem hoje favas contadas, mas a estabilidade do atual governo poderá ser abalada pelas revelações da empreiteira. A conferir.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN':

Comentários
21
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Toda essa situação de caos que assistimos na política brasileira, demonstra claramente a absoluta carência de quadros confiáveis no cenário nacional.
    Se confirmada a tese de Nieschte de que “do caos nasce a ordem”, estamos diante de uma renascença social no país… que ilusão !

    • Joaquim José da Silva Xavier disse:

      Janot com a palavra: se a história do “pau que dá em chico dá em Francisco” for verdade, governo Temer cai essa semana!!!

      mas como nós estamos cansados de saber, corrupção não tem nada a ver com esse impeachment . . .

    • walter disse:

      Cara Maria bom dia, estamos passando por um “mal bocado”; a seculos inventaram as empreiteiras, são semelhantes a empresas de ônibus, sempre tem mafias por trás, oriundas de políticos da região; em SP, fica muito claro, como são conduzidos os subsídios; somos reféns deles; se cortarem os tais, não tem ônibus p/o povo.Temos a mafia das peruas,queimam ÔNIBUS porque?
      Quanto aos empreiteiros, são associados, para fazer maldades; quando tem concorrência, lá estão as cartas marcadas; TODOS OS POLÍTICOS DO EXECUTIVO, JÁ LEVARAM OU LEVAM; “doações” de Milhões, por favor!!!;Marcelo vai entregar todos; mas se não fotografou tudo, será execrado do mercado nacional; tem que identificar, que pegou e porque pegou;estavam no poder”!!!Quais obras foram facilitadas; ninguém é tão “bonzinho”, nesta hora”!

    • José Sobrinho disse:

      Sem querer dizer que Dilma não tem culpa ou o Pt..os fatos mostram q sim .. Agora sai Dilma e entra essas outras duas Facção Criminosa ..que é PMDB e PSDB ..qual a Salvação do nosso Pais??..Exercito ou novas Eleições…!!

  2. Edi Rocha disse:

    Onde há fumaça, há fogo.
    Não é só o PT. Os outros partidos tiveram exatamente os mesmos “privilégios” (roubaram o povo). Esta na hora de citar os partidos corruptos pelos seus nomes: PMDB, PSDB, PT, PP, DEM,… Nossa, vai sobrar quem ?

  3. Frank Lobran disse:

    O SINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES JOSÉ SERRA TEM PASSADO DESPERCEBIDO DESDE QUE SUMIU COM R$ 830 MI DO METRÔ. AGORA NÃO VAI TER JEITO COM A DELAÇÃO DESSES R$ 23 MI. SERÁ QUE VÃO CONTINUAR FAZER VISTA GROSSA? SERÁ QUE UM CORRUPTO DESSE PORTE PODE REPRESENTAR O BRASIL? VAMOS CONTINUAR PASSAR VERGONHA?

  4. Cardoso disse:

    Caro Kenedy, pensar que a discussão sobre a cassação da chapa com o TSE presidido por um juiz militante político é igenuidade, uma tolice.
    Todos sabem que o PMDB está atolado na lama da corrupção mas continua aí pagando de bom moço.

  5. Mauro disse:

    Não há dúvidas de que as empreiteiras “jogavam” por todos os times e é crivel que a maioria dos politicos tenham sido “agraciados” com verbas para suas campanhas, sejam elas de Caixa 2 ou não.
    A verdadeira bomba atômica, que todos sabem, partirá de Marcelo Odebrecht fará estragos no panorama nacional de maneira profunda, muito embora a maioria saiba que a verdadeira cachoeira de dinheiro ilegal, muitos juram, tenha sido implementada com método e meios nos governos petistas, o que com certeza implicará em mais provas e mais nomes do partido de Dilma e Lula.
    O sistema politico-partidário no Brasil é podre e dá chances de corrupção ser implantada e isso só mudará com enormes e radicais mudanças no sistema de eleição e de reeleição, impondo filtros e barreiras a aventureiros e ladroes.

  6. Antes o Temer do que a Dilma

  7. Wellington Alves disse:

    Culpa de quem? Dos que protestaram pelo impeachment. Por que não cobraram um tema realmente útil, sobre a reforma política? Aquela era a hora de mudar. Mas, os mesmos que articularam o golpe, demoliram o projeto da reforma. Ninguém bateu panela. Deixaram se influenciar, com seus champanhes e camisas da CBF/NIKE, pedindo aquilo que a grande mídia queria. E agora? Vão para rua mesmo assim? Apenas o PT é ladrão? Se o país voltar aos eixos, o resto pode roubar, menos o PT? Só o PT fez discurso moralista falso?

  8. francisco cavalcant disse:

    engraçado q o dinheiro para o PT é corrupção,mas para o PMDB E PSDB é dinheiro doado,perdemos uma grande oportunidade de acabar com a corrupção,mas agora com o temer já era.

  9. DIRETO AO ASSUNTO: A LEI TEM QUE SER PARA TODOS! disse:

    Tudo bem, o primeiro problema tem que ser resolvido, ou seja, retirar definitivamente Dilma e a quadrilha do poder!
    Depois, mesmo com Temer na presidência, ficando provado que ele, Padilha e outros também receberam dinheiro vindo da corrupção, pau neles também.
    O QUE A SOCIEDADE QUER É QUE POLÍTICOS E GOVERNANTES PASSEM A TER VERGONHA NA CARA, E QUE A LEI SEJA A MESMA PARA “TODOS”, INDEPENDENTE DO PARTIDO POLÍTICO A QUE PERTENÇA O CORRUPTO!

  10. Santos disse:

    Tem culpa? Está provado? Que sejam TODOS punidos exemplarmente e proibidos de se candidatar a qualquer cargo público. Esquerda ou direita, governo ou oposição. Como é em qualquer país sério. É o momento de se fazer uma boa faxina na fossa que é a nossa política.

  11. Alberto disse:

    E continua o buáááááá´.

  12. paulo cesar disse:

    Ué o MBL vai lançar candidatos pelo PMDB e PSDB esse ano para prefeito?Somos brasileiros mas não somos idiotas,se o movimento era de um grupo de pessoas que tinham a esperança de dias melhores contra a corrupção, então porque o MBL vai se juntar a eles?O cunha é o herói brasileiro,sarney, e jucá, são intocáveis e protegidos da mídia, que por sinal está gostando desse desgoverno corrupto.O áudio de Machado estava correto quando falaram em estancar a sangria (lava jato), em troca de uma pseudo-estabilidade, e o senhor janot não pode fazer nada,Teori também não e muito menos um senhor que deveria honrar o cargo de juiz mas age como advogado de defesa dos piores bandidos né Gilmar Mendes. Sérgio Moro nos Estados Unidos recentemente foi perguntado o porque que ele não investiga o Aécio e ele respondeu que nunca recebeu uma denuncia contra o Neves que já foi dez vezes citado na lava-jato.E o cunha eim Moro,em que fase da lava jato esse juiz de primeira instancia irá investigar os outros par

  13. jorge ricardo disse:

    Se houvesse uma campanha para aprovar as dez metas anti-corrupção, estaríamos vivendo dias melhores, mas por questões pessoais a maioria da mídia brasileira não tem interesse na aprovação da lei, eles apenas escolhem um lado (menos corrupto) na visão deles para fazer vista grossa.

  14. Ricardo disse:

    Alguém REALMENTE acredita que há algum “grande” partido político brasileiro 100% inocente? TODOS eles já receberam “doações” via caixa 2. Mesmo as doações via caixa 1 na verdade são em troca de tráfico de influência. Empresas privadas só querem o lucro. Por que elas doariam dinheiro a troco de nada para esse ou aquele partido? Só pessoas MUITO ingênuas acreditam nisso. Eu sinceramente não vejo luz no fim do túnel para o Brasil. Votar em quem? Na Marina? Ou ela entra pro time dos “parlamentares” (se é que já não faz parte) ou então eles não deixam ela fazer nada. o Temer – como político experiente e esperto que é – vai esperar passar as eleições municipais antes de enviar as bombas para o Congresso votar e aprovar.

  15. J K - 50 anos em 5 disse:

    O crime organizado tomou conta do país e agora não há mais como escaparmos deles como administradores. Aparentemente, o que ainda está sendo jogado, é mais para definir qual das vertentes vai aparecer como comandante do momento.
    Quando Lula chamou a todos de covardes sabia do que estava falando. Tendo todos o bumbum preso o melhor é conduzir o assunto de forma que seja minimamente atingido.
    Esse pessoal estudou com atenção o que Hanna Arendt explica em ” a origem do totalitarismo ” e acho que estão seguindo à risca o roteiro. Logo, mandarão nos governos num sistema ” judaico” de administração.

  16. João Luiz disse:

    Mas…, e o PT? A essência do PT… Podemos discutir, sem desviar? Veja aqui:

    Redução ao absurdo:

    Em um mundo imaginário (podemos, não?): ¿seria pensável — em algum mundo possível — imaginar que o cabeça AREJADÍSSIMA MICHAEL PHELPS se filiaria ao PT ou seria do PT?
    Bom…, apenas um devaneio contrário a razão e uma redução ao ABSURDO.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-08-20 09:59:29