aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-10-2014, 5h23

Oposição erra ao apostar na corrupção como bala de prata

PT forneceu munição para ser atacado, mas udenismo não decidiu eleições passadas
19

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

O mau desempenho de candidatos do PT em alguns Estados importantes, como São Paulo e Paraná, é um tributo que o partido paga por ter se confundido com a corrupção no exercício do poder.

Houve ataques ao Supremo Tribunal Federal para sustentar o indefensável. A tentativa de dourar a pílula no escândalo do mensalão piora a imagem de uma sigla que nasceu pregando a ética na política. Personagens como André Vargas se tornaram mais comuns no partido do que se imagina. As delações sobre corrupção na Petrobras são uma crise contratada para um eventual segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

Ponto pacífico: o próprio PT forneceu munição de sobra à oposição para que ela apostasse mais uma vez no discurso moralista a fim de tentar vencer nas urnas. Como a imprensa adora apontar a corrupção como o principal problema do Brasil, estimula-se uma luta política na qual chamar o outro de ladrão parece ser o atalho para a vitória eleitoral.

O PSDB já tinha visto que desse mato não saiu coelho em 2006 nem em 2010. Muito menos em 2012, o ano do julgamento do mensalão. No final de 2013, quando já estava claro que seria o candidato tucano ao Palácio do Planalto, Aécio disse que a corrupção não seria o seu principal tema de campanha. Também prometeu reposicionar o PSDB à esquerda, abandonando a guinada conservadora de 2010 em temas como aborto e religião.

Ex-aliado do PT, o PSB também não resistiu. Empunhou a bandeira do combate à corrupção contra o petismo como se nunca tivesse participado do governo Lula e Dilma. Para rebater ataques ao vaivém do programa de governo, Marina Silva disse que o PT colocou um diretor para assaltar a Petrobras durante 12 anos. Acusações de corrupção na Petrobras passaram a ser frequentes no discurso da ex-senadora contra a presidente Dilma Rousseff.

Nos últimos dias, Aécio e Marina priorizaram o assunto em discursos, entrevistas e debates. Claro que esse tema tem forte apelo para a parcela anti-PT, já convertida ao credo oposicionista. Trata-se de um segmento expressivo, mas é preciso conquistar mais gente para vencer uma disputa presidencial.

Para ir além, falta discutir com mais profundidade problemas da vida real da maioria dos eleitores: saúde, educação, segurança pública e transporte coletivo. Falta falar mais do futuro e menos do passado, dizem os especialistas em marketing.

Apostar na corrupção como a bala de prata para vencer a eleição é um erro do PSDB e do PSB, que também têm os seus telhados de vidro na área. Se Aécio e Marina perderem uma guerra na qual 70% dos eleitores desejam a mudança, talvez seja útil refletir se o udenismo de ocasião terá tido alguma culpa no cartório.

Comentários
19
  1. Pasquale disse:

    Tem comentário aqui que só rindo,o cara não tinha nada e derepente com o PT,passa a ter tudo.
    É lamentável,quer ser torcedor fanático tudo bem.
    Parece aquelas histórias que a gente ve na TV,que o cara era bandido,passava fome,estava desempregado e como num passe de mágica.
    Hoje tem uma empresa,várias casas e vários carros.

  2. prof. luis disse:

    Kennedy,
    Não sou de concordar com vc, mas nesta análise, acredito que esteja correto. Estou cansado de ouvir debates, entrevistas em que parece que o único assunto é corrupção. Gostaria de ouvir propostas para resolver os problemas graves do Brasil, ou melhorar o que esteja dando certo, mas parece que ofender é mais importante que planejar. Dos candidatos mais bem posicionados nas pesquisas, ninguém se salvou nestes quisitos, assim como em 2010. Como prof. sofrido nesta profissão, reprovaria todos ou os deixaria de recuperação.

  3. Francisco disse:

    Sabemos que todos os partidos tem telhado de vidro e é difícil utilizar a corrupção como arma de combate ao PT. De qualquer forma o PT elevou o tema corrupção ao cubo e demostra uma imoralidade histórica transformando o lado pensante do país em palhaços, uma vez que roubam tudo o que querem o Brasil mantem as portas abertas para esta escória. Lamentável.

    • arlete disse:

      O PT não triplicou a corrupção, a mídia é que passou a divulgar, coisa que não fazia antes porque não convinha. E muito da corrupção vem de outros partidos, mas é abafada porque não interessa pra grande imprensa, conivente, divulgar.

  4. David Dias disse:

    O brasileiro já esta acostumado e até gosta da corrupção pois muitos ainda se beneficiam dela. Todos usam a lei de Gerson. Todos querem justiça honestidade etc mas sempre nos outros não para eles próprios todos se acham que são os bons e ainda agora que até as religiões se perderam com baboseiras e afirmam que todos devem enriquecer e, assim posso dizer que a politica atual é própria do povo brasileiro e que ele esta bem representado nos vários patamares políticos e lá desejam estar . E fiquem com Deus pois é o que a maioria diz mas não quer que aconteça.

  5. Claudio Ferreira do Carmo disse:

    A oposição só se mantém graças ao apoio incondicional da mídia conservadora. Todo país democrático precisa contar com um governo e a sua oposição, para que haja equilíbrio mas, a oposição ao atual governo é preguiçosa no campo das idéias, vive de aguardar a divulgação, muitas vezes sem compromisso com a verdade, de escândalos pela imprensa para fazer inflamados discurso, pedir apuração, CPI… Debater os problemas do país, apontar caminhos, pensar e expor esses pensamentos:NADA.

  6. Pasquale disse:

    Parabéns Kennedy,o seu Blog proporcionou ter uma visão melhor de como pensa o eleitor.

  7. JFG disse:

    Concordo integralmente,e também nesse tema acho que o PT pode bater nos entreguistas neoliberais guiados pelo mercado. É só
    refrescar a memória dos que não querem lembrar sobre os mal-feitos
    nos dois reinados de fernando II,que dizia “pra quê CPI se já estamos investigando?”,enfiando lixo pra debaixo do tapete.

  8. maria helena disse:

    A questão é que sem a corrupção daria para administrar dois Brasis!!!

  9. Jair Haas disse:

    Concordo em parte. A pergunta é: como deixar de lado e esquecer a corrupção escancarada de um partido que se elegeu sob a sigla da ética? Mas realmente precisamos cobrar projetos. Aqui em SC, na grande Florianópolis, com uma população já beirando um milhão de pessoas e nenhum candidato apresentou algum projeto de mobilidade para os próximos 10 ou 20 anos. Ou seja, nada de interesse da sociedade, apenas os interesses pessoais. Em relação a segurança pública, nenhum candidato a presidência apresentou alguma coisa viável. Ao menos uma discussão sobre a atualização do Processo Penal que vem lá de 1940 e a criminalidade agradece. Quase 60 mil homicídios num ano e apenas 8% são apurados e nada de reformas nesta área. LAMENTÁVEL

  10. Harison Morente disse:

    Parabens pelos comentarios , ja são 12 anos que a esperança do PSDB é a corrupção com o apoio da Veja, tentam por fogo no brasil, no fim nada conseguem pois a ideia deles é o estado minimo , mas vai falar isso pro povo,

  11. jose paulo carneiro disse:

    Bom dia Kennedy, hoje eu estava conversando com um colega de trabalho e mencionei que a corrupção no Brasil começou no tempo da colonização portuguesa, e nunca mais parou. Nosso povo não tem educação, isso se reflete em todos os campos da sociedade. Infelizmente não temos partidos politicos sólidos e honestos. Na verdade eles são frutos da nossa sociedade. Refletem a nossa sociedade.

  12. Estevão disse:

    A nossa saúde publica é péssima em elação aos planos de saúde.
    Os candidatos pouco se importaram com isso,deve dar Dilma no
    primeiro turno.

  13. Luiz Carlos disse:

    Estamos num vácuo politico, sem liderança, pois os que estão postos como candidatos, não preenchem esta lacuna, independente de quem vencer a eleição, não será eleito pela maioria, pois terá menos votos que a soma de seu adversário, brancos, nulos e abstenção.

    Os anseios da sociedade não são respondido, por nenhum destes políticos, que parece que não conhecem as ruas.

    Os partidos e políticos tem que repensar, seus planos e estratégias, não temos visão de futuro, estamos amarrados ao passado

    Sds

  14. alfredo sternheim disse:

    Análise perfeita. Sobrou combate a corrupção de alguns e faltou explicitar programas e soluções. Especialmente na eleição para governador do estado de São Paulo e para o senado. Segurança pública aqui deixa muito a desejar, mas não vi propostas que podem ser positivas. Como melhorar o nível operacional e salarial do professor. O mesmo no campo da educação. E no terreno do legislativo, a eleição ficou pulverizada por culpa da mídia (TV, jornais,, etc) que só deu amplo espaço para a competição pela presidência. E mesmo no terreno do combate a corrupção, esqueceram do Judiciário lento que existe no Brasil e ninguém apontou soluções para melhorar a Justiça.

  15. Roberto Jardim disse:

    Creio que não entenderam o recado
    1 – As pessoas acreditam que existe corrupção, mas que os outros são piores;
    2 – ao exagerarem falando de problemas na educação, saúde desemprego os opositores perdem credibilidade pois a vida das pessoas realmente melhorou;
    3- a imprensa ao tomar posição perde credibilidade e cansa o eleitor. Algo muito perigoso para a democracia. Na Venezuela parte da imprensa tentou um golpe contra Chaves e depois foi vítima do seu próprio veneno. Até hoje o povo paga por isso sem uma imprensa isenta que possa defendê-lo.

  16. Sebastião Pereira disse:

    Kennedy. realmente você um grande jornalista. Grande análise eleitorarl! O que me entristece no jornalismo é a posição da Globo e da revista VEJA (essa então!) contra o PT. Para eles reduzir a miséria no país é CRIME.
    Abraço,
    Sebastião

  17. Além da corrupção endêmica deste governo ,o PSDB pode falar no aparelhamento do estado ,em como se encontra a saúde ,o caos da educação ,ou a segurança pública que nos assusta .As soluções é que devem estar de acordo com os anseios da população ,pois já está quase todo mundo cheio deste desgoverno .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 17:56:39