aki

cadastre-se aqui
aki
Política
06-04-2014, 11h03

Oposição não capitaliza hora difícil do governo

Por ora, não está claro qual projeto alternativo possuem PSDB e PSB
7

O tema no “SBT Brasil” de ontem foi a rodada de pesquisas do Datafolha. Além da surpresa do PT, que esperava queda menor da presidente Dilma Rousseff, os levantamentos mostraram dificuldade da oposição para capitalizar o difícil momento do governo. Assista aqui.

Comentários
7
  1. Fernando Dória disse:

    O problema é ainda mais sério. Ela (a oposição) não encontra eco na população ! É um mistério. Estão voando em céu de brigadeiro e vão terminar como o Brigadeiro Eduardo Gomes…
    Saudações cá de cima
    Aracaju/Se

  2. Pasquale disse:

    Basta dizer que não irão destruir o País,como o governo atual esta fazendo.Que já é um bom começo.Pobre guerilheira e pobre PT MANÍACOS e alienados.Como disse um sábio,”Um dia a verdade sempre será revelada”,e foi.
    A casa caiu e a mascára foi junto.

  3. Pasquale disse:

    Se não me engano a conta da refinaria já esta em 1,6 BILHÕES de dólares.É algo FANTÁSTICO e EXTRAORDINÁRIO que uma boa oposição faria, barba cabelo e bigode.Como alguem consegue uma façanha dessas? Se fizeram isso apenas com uma refinaria,imaginem o que a empresa não faz com outros contratos.Eu não quero saber dessa conversinha de que o Petróleo é nosso.O nosso quer dizer(uma ação entre amigos).
    Eu quero viver em um País normal.
    A gente não sabemos
    Escolher presidente
    A gente não sabemos
    Tomar conta da gente
    A gente não sabemos
    Nem escovar os dente
    Tem gringo pensando
    Que nóis é indigente

  4. Cosme Henrique disse:

    42 milhões nada, Astra pagou quase US$ 500 milhões por Pasadena
    Enviado por Miguel do Rosário on 05/04/2014 – 6:15 pm 24 comentários
    As coisas vão ficando mais claras.

    As últimas informações de que dispomos já nos permitem uma avaliação mais precisa sobre o montante investido pela Astra para iniciar suas operações na refinaria de Pasadena. Alguns dados já eram de domínio público. Mas faltavam algumas peças no quebra-cabeça. Por exemplo, quanto a Astra havia pago pelos estoques de Pasadena, quando iniciou o processo de aquisição da refinaria, em meados de 2004?

    – US$ 42,5 milhões pelas ações da companhia (fonte: relatório da NPM/CNP).
    – US$ 55 milhões pelos estoques (fonte: consultora Jefferies & Cafezinho).
    – US$ 300 milhões na Astra trading (Valor).
    – US$ 84 milhões em investimentos em maquinários (fonte: Globo).

    Total: US$ 481,5 milhões.

    Quase todos os links acima são abertos, com exceção do Valor, de maneira que reproduzo um trecho da matéria que fala dos US$ 300 milhões investidos pela Astra na trading de Pasadena.

    “Conforme o acordo de acionistas, ao qual o Valor teve acesso, o prêmio de 20% valeria tanto para os 50% restantes do ativo refinaria, avaliado em março de 2006 por US$ 378 milhões, como para a trading, que tinha preço de referência inicial de US$ 300 milhões, que era o “capital comprometido” pela Astra no negócio até a assinatura do acordo.”

    Esses números nos levam a duas conclusões: 1) nenhuma empresa investiria quase meio bilhão de dólares numa “sucata”. 2) Tome sempre muito cuidado com o que lê.

    E olha que nem estou considerando possível incorporação das dívidas da refinaria pelo novo dono.

    Aliás, o blog da Petrobrás, até então parado qual um cadáver, parece ter mexido um dedinho do pé, como uma pessoa em coma que tenta mostrar que está vivo. Postagem de ontem revela que as refinarias no Brasil controladas pela estatal bateram um novo recorde mensal de produção, processando 2,151 milhões de barris. O volume foi 12 mil barris superior ao recorde, anterior, de julho de 2013.

    Agora precisamos saber a produção, o faturamento e o lucro de Pasadena nos últimos dois anos. Reportagem da Folha apurou que ela registrou boas margens de lucro no período. O ex-presidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, também afirmou que a refinaria dá lucro. A própria Graça Foster, presidente da estatal, que geralmente é lacônica em tudo que se refere a dados da empresa, já declarou que Pasadena está processando a pleno vapor. Queremos conferir isso direitinho, preto no branco. Até porque a imprensa agora começou a somar gastos de Pasadena com serviços e obras ao custo de aquisição, o que é um delírio total, servindo apenas para fazer sensacionalismo. Começam a surgir notícias do tipo: “custo de pasadena pode ter sido ainda maior”, etc.

    Pasadena tem faturamento bruto talvez superior a US$ 1 bilhão. Suas despesas, naturalmente, são altas, mas devem ser abatidas de seu faturamento. Isso é óbvio. Quanto mais rápido, a Petrobrás trazer dados, evitará a consolidação de ideias preconceituosas, baseada em informações distorcidas, contra a estatal.

    Outra coisa que está ficando mais clara é a natureza estratégica da localização de Pasadena, no canal de Houston. Agora que a China começou a construir uma outra passagem oceânica no Panamá, ligando Atlântico e Pacífico, a região do Golfo do México ganhará uma importância geopolítica ainda maior. Um relatório recente de uma agência de energia do governo americano diz que as margens das refinarias no país cresceram muito nos últimos meses e devem continuar crescendo durante bastante tempo, impulsionadas pelo aumento da demanda interna e pelas novas fontes de suprimento no Texas e no golfo.

    Não seria uma ironia curiosa se Pasadena, pintada como sucata, inútil, mau negócio, de repente se tornasse um dos ativos estrategicamente mais importantes da Petrobrás no exterior?

  5. Pasquale disse:

    Ninguem quer comprar a refinaria,mais uma estorinha.Defendendo o indefensável,nesse país de quinto mundo roubo é explicável tambem.

  6. Pasquale disse:

    Ironia curiosa kkkkkkkk aquilo é um saco sem fundo

  7. Leonardo Penalva disse:

    Filho feio não tem pai. Agora ninguém assume a responsabilidade de ter lido o texto do contrato firmado entre a Petrobras e a Americana que vendeu a Usina de Passadena nos E.U.A., para a compra da mesma. Para ficar no alto calão,o ex-Presidente Lula, a Presidente Dilma e toda a diretoria da Petrobrás responsável pesa realização e assinatura deste contrato, são um bando de amadores, incompetentes, e que na melhor das hipóteses estão despreparados para ocuparem os cargos que ocuparam, pois um negócio deste vulto deveria ser acompanhada de um parecer jurídico muito bem elaborado e detalhado que contivesse todas essas hipóteses nocivas para o erário público elencadas, e que no mínimo os responsáveis tenham lido esse parecer antes de assinar um contrato desastroso para Petrobras. Amadorismo é o mínimo,que já resulta em responsabilidade “in elegiendo”, e tudo para não entrarmos no terremo tortuoso da MÁ FÉ,de que dependemos de prova para afirmar. Leonardo Penalva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-29 07:03:10