aki

cadastre-se aqui
aki
Política
27-01-2015, 10h05

Oposição pode dar vitória a Cunha contra Dilma

Governo faz articulação para tentar evitar o que julga pior cenário
5

Kennedy Alencar
São Paulo

O governo Dilma Rousseff corre um risco alto de ser derrotado pelo líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), na eleição para a presidência da Casa. Motivo: ele deverá contar com o apoio informal dos principais partidos de oposição na eleição do próximo domingo, 1º de fevereiro.

Há um movimento para abandonar o candidato do PSB, Júlio Delgado (MG), já no primeiro turno. Se Cunha conseguir rachar o campo governista, como tem se empenhado nos últimos dias, o apoio da oposição poderá ser decisivo para colocá-lo no comando da Câmara.

Hoje, o Palácio do Planalto avalia que isso seria desastroso para o governo Dilma, que ficaria na defensiva pelos próximos dois anos (tempo do mandato do presidente da Câmara). Com um apoio informal da oposição, Cunha poderia formar uma aliança para dividir os principais cargos na Câmara de modo a reduzir o peso do PT em comissões importantes, por onde tramitam os projetos.

Seria um cenário pior para o governo do que em 2005, quando, no ano em que explodiria o escândalo do mensalão, houve a eleição de Severino Cavalcanti, do PP pernambucano, para presidir a Câmara. Na época, após o então candidato do PT ser derrotado, que era o Luiz Eduardo Greenhalgh (SP), Severino fez um movimento de reaproximação com o Palácio do Planalto e não criou grandes problemas até renunciar devido a acusações de corrupção.

No caso de Eduardo Cunha, trata-se de um político muito mais experiente e importante do que Severino. O governo teme que, no comando da Câmara, use o posto para ameaçar a presidente com eventual ajuda para abertura de um processo de impeachment e para influenciar as votações mais importantes de forma contrária aos interesses do governo.

Apesar de o ministro Pepe Vargas (Secretaria de Relações Institucionais) dizer que não há mais favoritismo de Cunha, o peemedebista ainda está em vantagem em relação ao petista Arlindo Chinaglia.

O governo fará uma articulação ao longo dos próximos dias para tentar virar o jogo. Oficialmente, o Planalto se diz fora da disputa. Nos bastidores, está apostando tudo contra Cunha.

Em tese, mesmo sem o PMDB, que elegeu 66 deputados para a nova legislatura, o governo ainda teria maioria numérica. Possuiria pouco mais de 300 deputados. Para vencer a eleição para a presidência da Câmara, são necessários pelo menos 257 votos, a maioria absoluta dos 513 deputados. Se um candidato não obtiver esses 257 votos no primeiro turno, é realizado um segundo turno.

Se houver uma mobilização de fato, a força do governo poderá derrotar Cunha, ainda que pagando um preço alto em cargos e verbas para outros partidos aliados. A oposição ao governo soma 143 votos. Com os 66 do PMDB, chegaria a 209. Mas esses são números redondos das bancadas, que não levam em conta traições de parte a parte. E o voto secreto permite que ocorram traições aos apoios oficialmente prometidos, sobretudo num quadro de insatisfação com o governo e o PT.

Hoje, é fato que Cunha conseguiu atrair parte da base do governo para a sua candidatura. No entanto, existe possibilidade de que o peemedebista seja investigado ou responda a um processo no Supremo Tribunal Federal devido à Lava Jato.

Há informações de bastidor que dão conta de que o Ministério Público pedirá uma investigação sobre ele. Se houver uma denúncia, ele responderia a um processo.

Cunha nega as acusações. Diz que são uma forma de tentar esvaziar a sua candidatura. No entanto, a eleição do peemedebista poderá levar a Câmara a um quadro de instabilidade se ele responder a algum inquérito ou processo no Supremo. Uma eventual vitória dele seria a soma da fraqueza do governo no Congresso com o desejo da oposição de derrotar o PT a qualquer preço.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
5
  1. Daniel disse:

    O PT está rachado. Não concordaram com a nomeação do Levy e com as medidas que estão sendo tomadas. Grandes são as chances da eleição do Cunha.
    Esse é o começo da decadencia desse partido safado e imoral que é o PT.
    Depois tem que ir para o saco o PMDB. Mas cama lá, um passo de cada vez para não tropeçar.

    • walter.nobre disse:

      O EDUARDO, “QUER MORDER O RABO DO ESCORPIÃO”; QUE NO CASO, SÃO SEUS PARCEIROS DE PMDB, ELE TAMBÉM É “PAU MANDADO”, QUER UMA FATIA MAIOR DO BOLO; QUEM SABE DE TUDO É O TEMER…
      A DILMA NÃO TEM SAÍDA, SEUS ALIADOS DO PT, QUEREM MAIS QUE ELA SE DANE; O LULA QUER VER O “CIRCO PEGAR FOGO”,MAIS O DIRCEU; ELES QUEREM COMANDAR A BAGUNÇA.
      NINGUÉM PENSA NO BRASIL, NÃO QUEREM NEM SABER DO POVO; VC QUE VOTOU NELES, VAI SENTIR NA PELE, A INFLAÇÃO CHEGOU; A DILMA VAI IGNORAR OS FATOS; MAS VC NÃO FOI ENGANADO, TODOS SABIAM QUE ELA ESTAVA MENTINDO NA CAMPANHA, O AÉCIO TENTOU DIZER TIMIDAMENTE, FOI MUFINO; RESULTADO 1/3 ELEGEU A “VACA QUE TOSSE”; A ESPERANÇA, É O LAVA A JATO, ENCONTRA-LOS NA FOTOGRAFIA, COM AS MÃOS NA MASSA…

  2. José Carlos Damaceno disse:

    Se ele se eleger então vou acreditar a amaioria dos politicos estão torcendo para o quanto pior melhor

  3. QUE DEUS AJUDE O BRASIL! disse:

    OLHEM QUANTA GENTE BOA APOIA O CANDIDATO ARLINDO, DO GOVERNO:

    DILMA, LULA, SÉ DIRCEU, SÉ GENOÍNO, PAULO ROBERTO COSTA, ALBERTO YOUSSEF, CHICO BUARQUE, SÉ SARNEI, HUMBERTO COSTA, SIBÁ MACHADO, JOÃO VACARI NETO, ANTONIO PALLOCI, JOÃO PAULO CUNHA, VALDEMAR COSTA NETO, BERZOÍNE, ANTONIO PADILHA, FERNANDO PIMENTEL, DELÚBIO SOARES, GILBERTO CARVALHO, RUI FALCÃO, RENAN CALHEIROS, HENRIQUE EDUARDO ALVES, SEVERINO CAVALCANTI, ARLINDO CHINAGLIA, MERCADANTE, MARCO MAIA, ALDO REBELO, FERNANDO COLLOR, PAULO MALUF, JADER BARBALHO, JAQUES VAGNER, MARTA SUPLICY, ANGELA GUADAGNIN, ERENICE GUERRA, IDELI SALVATI, ROSEMARY NÓVOA DE NORONHA, ROMERO JUCÁ, CANDIDO VACAREZA, ORLANDO SILVA, MARIO NEGROMONTE, ALFREDO NASCIMENTO, WAGNER ROSSI, PEDRO NOVAIS, CARLOS LUPPI, AGNELO QUEIRÓS, GRAÇA FOSTER, GLEISI HOFFMANN, HUMBERTO COSTA, LINDBERGH FARIAS, TIÃO VIANA, DELCÍDIO AMARAL, EDSON LOBÃO, SÉRGIO CABRAL, ROSEANA SARNEY, VALDIR RAUPP, A TROPA DE CHOQUE DO STF E MUITOS OUTROS DE QUALIDADES IDÊNTICAS.

  4. Petroni Da Costa disse:

    Que “DESU” nos ajude. Reze, ore 1Timóteo capítulo 2, 1-8 “A oração por todos os homens”.Temos que afastar esse inimigo de “DEUS” da política brasileira e da política do mundo. Pai nosso que estás nos céus santificado seja o vosso nome………amém!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-01 04:32:02