aki

cadastre-se aqui
aki
Política
09-10-2015, 9h44

Para barrar impeachment, governo cederá mais a aliados

Personalidade e erros de Dilma agravam crise; oposição vai ao ataque
33

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A principal reação às derrotas desta semana no Congresso será dar mais cargos e verbas aos partidos aliados que saíram insatisfeitos da reforma ministerial.

Apesar de o ministro Jaques Wagner (Casa Civil) ter dito ontem que não havia uma decisão de entregar ministérios de porteira fechada, que significa dar ao novo ministro da pasta o direito de ocupar os principais cargos de segundo e terceiro escalão, é o que será feito. Haverá uma operação “Porteira Fechada”.

Na edição de hoje, a “Folha de S.Paulo” relata que a presidente Dilma Rousseff disse na reunião ministerial que há um clima de golpe paraguaio no Brasil, no sentido de tentar dar ar legal a uma saída indevida dela do poder.

Em 2012, o então presidente do Paraguai, Fernando Lugo, perdeu o poder num impeachment-relâmpago votado pelo Legislativo e referendado pela Justiça. Com todo o respeito ao Paraguai, o Brasil é diferente. Tem instituições mais sólidas.

A presidente só vai sofrer um golpe paraguaio se for incompetente para obter votos no Congresso. Não há uma acusação direta contra ela no âmbito da Operação Lava Jato. A respeito das pedaladas fiscais e de um eventual crime contra a Lei de Responsabilidade Fiscal, existe uma recomendação do TCU (Tribunal de Contas da União) para que o Congresso rejeite as contas de 2014 do governo Dilma. Sem que o Congresso referende essa recomendação, não há justificativa jurídica para impeachment.

Logo, o que resta é uma batalha política.

Em tese, o governo tem chance de vencer essa batalha. Mas, na política, a presidente tem cometido erros e agido de forma voluntariosa. Um exemplo: atacar o ministro do TCU Augusto Nardes. Na segunda-feira, já estava claro que haveria uma reação corporativa do TCU e que Nardes se vitimizaria. Foi o que aconteceu. E o governo contribuiu para aumentar o tamanho da sua derrota.

A presidente precisa ter mais humildade. Fez uma reforma ministerial para agir mais politicamente. Logo em seguida, decidiu peitar o TCU sem ouvir ministros políticos que havia acabado de nomear, como Jaques Wagner, da Casa Civil, e Ricardo Berzoini, o novo articulador político.

Há um ingrediente da crise que é a personalidade da presidente. Dilma virou a crise. Na oposição e até entre aliados, há políticos que avaliam que a saída dela do poder diminuiria a crise. É contra isso que ela tem de lutar, errando menos.

Por exemplo: votar novamente os vetos presidenciais na terça que vem, após a volta do feriado, é burro. O governo precisa se organizar melhor, ter mais segurança de apoio na própria base parlamentar e, então, votar quando a vitória for certa.

Mas o voluntarismo e a falta de humildade empurram Dilma a querer apreciar logo esses vetos. Ora, primeiro tem de arrumar votos no Congresso. E aí, vai ter de entregar mais cargos e verbas.

Já a oposição quer aproveitar o mau momento do governo e a decisão unânime do TCU sobre as contas do ano passado para queimar etapas e viabilizar o impeachment da petista.

É fato que o governo está desorganizado no Congresso. Isso ajuda a oposição. Mas não houve apreciação do parecer do TCU, que tem um caminho longo pela frente.

A previsão é que, se todo o processo de análise correr normalmente na Comissão Mista de Orçamento e nos demais canais do Congresso, esse parecer poderia ser analisado no final de fevereiro ou no começo de março do ano que vem. Isso dependeria ainda de uma decisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que tem ajudado Dilma a se sustentar politicamente e tem demonstrado maior responsabilidade econômica. Renan pode adiar ou engavetar a apreciação dessas contas. Há contas de outros governos paradas por anos à espera de análise.

Como a oposição sabe que esse processo pode ser longo, deverá tentar queimar etapas. Se o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rejeitar o pedido dos advogados Helio Bicudo e Miguel Reale Jr. na semana que vem, como é provável, esse recurso da oposição para criar uma comissão especial seria analisado pelo plenário da Casa.

Ganhará quem obtiver maioria simples. A expectativa é de um quórum alto numa sessão dessa importância, algo na casa de 480 a 500 deputados. Ora, tanto governo como oposição vão precisar de muitos votos. O governo fez a reforma ministerial para tentar obter 260 votos na Câmara, justamente para enfrentar essa eventual votação sobre a comissão especial do impeachment.

Nesta semana, na terça e na quarta, não reuniu 257 deputados para abrir sessão do Congresso a fim de apreciar os vetos. Claro que são temas diferentes.

A base de apoio do governo usa os vetos para chantagear e obter mais cargos e verbas.

A votação sobre comissão especial de impeachment é mais complicada para a oposição, mas vai exigir do governo mais suporte político do que tem hoje. Mesmo com dificuldade, a tendência é de vitória do governo. O Palácio do Planalto depende só dele. Mas nunca podemos subestimar a capacidade de errar desta administração. É arriscado para Dilma. Por isso, a oposição pretende queimar etapas.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
33
  1. walter disse:

    Caro Kennedy, se a dilma tinha o que ceder, deveria ter feito antes; agora “inés é morta”, passou a “massa de manobras”.
    O Velho e “vampiresco” pmdb, vai sugar o sangue dela até fim, e não vai facilitar ao planalto; se continuar a pressionar o cunha, morreram juntos…independente dos aliados do cunha, o PMDB cresce nesta hora, o Temer só não abandonou o barco,a pedidos de todos os lados; pelos bastidores já correm, o temer poderá anunciar sua desistência da aliança…se o eles a dilma não existe…a conversinha do Jaques wagner, não acrescenta; outro conciliador sem “categoria”; onde anda o lula???

  2. Joaquim disse:

    Kennedy, o gráfico apresentado pelo TCU, com titulo “ADIANTAMENTOS JUNTO A CAIXA”, não deixa duvidas que as referidas operações que o “desgoverno” classificou com corriqueiras, são na verdade um crime.
    Dilma e seus assessores deveriam esta na cadeia.

  3. João Alberto Afonso disse:

    Na verdade, a Dilma é tal e qual o Dunga na seleção da Globo e não brasileira que encerrou atividades após Ronaldo Fenômeno e seus brilhantes companheiros, pensa nada, arrogância ímpar e, por isso, o Brasil e a Seleção da Globo estão na draga que estão. Então viva o líder da câmara dos deputados do governo Dilma (aquele que foi pego com muitos dólares na cueca, o Ricardo Teixeira, o Marin, o Del Nero e a rede globo de televisão que é dona única da seleção que agora é só dela e não do Povo.

  4. Ed Rodrigues disse:

    Os Poderes Executivo, Legislativo e parte do Judiciário, estão em estado de putrefação generalizada. Senão, vejamos: O impeachment está sendo tratado de forma puramente política, ou seja: Se houver negociações para correr dinheiro e distribuição de cargos aos chamados partidos da base de forma satisfatória, o processo será considerado improcedente e lògicamente arquivado. Caso nada disso aconteça tudo será tocado em frente e o impeachment será consumado. É aquele velho slogam; “Toma lá e decar lá”. A verdade nua e crua é que ninguem estar pensando nem agindo patriòticamente. É profundamente triste e lamentável…!

  5. César disse:

    A oposição tem pressa para retira-la. A nota de credito do pais tem validade limitada. O ajuste fiscal anda não saiu do papel. É só uma carta de intensões que se baseia na nova CPMF altamente impopular. Inábil, imprudente, impopular, são alguns adjetivos para definir a Presidente Dilma. Na política assim como na selva os fracos e feridos não sobrevivem. Para afastar os predadores Dilma faz uma fogueira e queima verbas. Como quem brinca com fogo pode se queimar… Dilma está queimada! A economia pega fogo. Enquanto isto o Brasil vira cinzas.

    • robyson andreotti disse:

      a oposição quer tira-la logo, veja uns da oposição:
      Agripino Maia, líder do DEM aliado de Aécio Neves, investigado por cobrança de propina.
      Paulinho da Força Sindical, do PDT – SP, já virou réu, em corrupção.
      Aluísio Nunes, vice na chapa de Aécio Neves é investigado por caixa 2.
      Aécio Neves e sua irmã, foram citados por Alberto Youssef, onde a fumaça a fogo.
      e faltam muitos outros a terem os nominhos citados por corrupção, é claro, é lógico, é compreensível, que essa oposição esta louca pra tirar a Dilma, pois se ela tem culpas pela economia, eles já estão podres.

  6. Santos disse:

    Resumindo: aumentará bastante o custo do governo medíocre, tentará de todo jeito passar a conta para população e daqui um ano, quando as ratazanas da base “aliada” estiverem saciadas, elas mesmas farão o impeachment do governo mais incompetente e burro do universo.

  7. antonio brandeleiro disse:

    Largar do osso nem pensar! a ânsia do poder deixou esse governo mafioso no desespero, VAMOS COMPRAR E COMPRAR !

  8. Nilson disse:

    O país não pode ficar a merce de uma figura tão incompetente que nunca foi e nunca será a gerentona que o seu mentor Lula disse que era.
    Se ela tivesse um minimo de bom sendo e patriotismo deveria renunciar, pois ela hoje é reprovada por 90% da população, inclusive dos que votaram nela.
    O Brasil está parado, um caos em todos os segmentos devido a este desgoverno PETISTA.
    O PT é um cancer incurável em processo de metástase e precisa ser extipardo da política brasileira nas próximas eleições não recebendo votos dos eleitores, daí a consequência será o seu fim como partido, é que nós brasileiros do bem desejamos.

  9. alexandre disse:

    É fofoca da mídia, para um público de desinformado (ignorante), num governo presidencialista, o impeachment só se realiza no judiciário.

  10. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Até quando o contribuinte vai assistir a esse espetáculo de horrores ? Essa obscenidade política agride o cidadão de bem, que tem que tolerar e PAGAR por essa promiscuidade na distribuição de cargos e salários. É a banalização da safadeza !

  11. Levar vantagem a qualquer custo, é o lema de qualquer político corrupto que se preze. Não interessa se a campanha de 2014 ocorreu dentro da legalidade, não interessa se a derrubada dos vetos vai causar danos irreparáveis à economia. Tudo no Congresso tem um preço, e uma ilegalidade pode se tornar legal desde que se pague o valor certo. Enquanto isso, nós o povo, temos que fazer torcida pelo vilão para não sofremos os prejuízos de decisões que venham a prejudicar o país. Quanto à presidente, é uma gestora de alto risco, dada sua personalidade intempestiva e inconsequente. Estamos entre a cruz e a espada.

  12. luis disse:

    Não basta impeachment, precisa colocar os culpados atras das grades, reforma politica urgente

  13. Marcos disse:

    IncomPTência, arrogância, mentira… Quer mais? ela pode resolver tudo entregando um só cargo ao Temer. Só depende dela.

  14. Ed Rodrigues disse:

    Pelo amor de DEUS, e, como disse Dom Pedro; “Para o bem todos e para a felicidade geral da nação” tirem Lula, Dilma e o PT como um todo. Só assim o Brasil será uma potência de primeiro mundo. Por tudo que é sagrado, extirpem esse câncer…!

  15. Felipe disse:

    Kennedy, a decisão do TCU já é mais do que suficiente para justificar a abertura do processo de impeachment. Na época de Collor, o processo foi aberto com base em entrevistas e matérias de jornal. A decisão do TCU é unânime e prova que foram cometidos crimes de responsabilidade. O impeachment de Dilma já está mais bem fundamentado que o de Collor.

  16. Alberto disse:

    “Clima de golpe paraguaio” é o novo mantra dos governista e seus adoradores. A terra brasilis virou um pau de galinheiro.

  17. LYRA disse:

    Eu conheço essa frase “TERÁ QUE CEDER AINDA MAIS AOS ALIADOS”, como uma só palavra “PROPINA”, já que dentro desse “CEDERÁ” existe a remessa de dinheiro para os estados de origem dos beneficiários, como por exemplo: Mandar dinheiro para Alagoas, terra de Renan Calheiros, onde seu filho é governador e, sabe quantas vezes a população será beneficiada com alguma coisa? Nenhuma pois, com certeza 80% da verba remetida irá “evaporar” durante o percurso.

  18. Planter_br disse:

    O que eu não entendo é que roubo,falcatruas,desmandos serviram para tirar o Collor,pq não serve pra tirar a Dilma.Afinal o Impeachment esta na Constituição.
    Em tese,não sou a favor dele,mas se não houver outro jeito o que fazer.
    Quem colocou a Dilma no poder que a “acaricie”.Afinal,estão mamando nas tetas dela e nossa,pois em sua maioria hj,são a tal “Classe Media” que tanto o PT ,ojeriza.
    São os “comissionados” que não fazem nada e ficam so na bajulação deste Governo,Corrupto e Incompetente

  19. tjmachado disse:

    Isto não é corupção?
    Os maiores coruptos estão no governo.
    Precisamos de muitos lava-jatos para lavar o carater do brasil.

  20. Heriberto Rebouças disse:

    O engraçado (trágico ) de tudo isso é a desfaçatez de fazer tudo isso, na cara de todo mundo. Toma lá, dá cá, como se fosse a coisa mais natural do planeta. Lamentável que ainda tem gente defendendo, chamando isso de democracia.

  21. REGINALDO P DE SOUZA disse:

    tanto a presidenta e o vice tem que sair

  22. Já que a presideente está leiloando o Brasil, será que um cidadão comum não podeeria participar ?????

  23. Everton disse:

    Dilma pode ceder até as roupas que ela usa, mas não tem mais aliados. Qt mais cede, mais isso fica clar, e se ela cede ao PMDB, tira do PT ou de outro partido “aliado”.

    As condições de governabilidade e articulação não existem mais.

  24. César disse:

    Ministérios com porteira fechada. Tesouro Nacional com porteiras escancaradas. Verbas e cargos a vontade, para não ser jogada porta à fora. O povo é o financiador da farra e vai pagar a conta. E se quiserem pedir uma explicação para ela, vão bater com a cara na porta.

  25. CLEITON MENDES disse:

    brasil, o país de letrinhas minúsculas!! Uma sociedade que aceita isso é uma sociedade podre e estamos todos fedendo. Parece que somos mesmo zumbis, andando e se arrastando sem um pingo de sobriedade.Todos cínicos! O Lula assistindo de camarote, sem ao menos, ser incomodado sendo o principal sustentador disto tudo, o cara que simboliza isto tudo, a pessoa que mantém isto tudo.

  26. robyson andreotti disse:

    os 300 picaretas com anel de doutor, estão desesperados para “”TENTAR””, retirar a presidenta Dilma, pois eles sabem que depois que a usina de belo monte for inaugurada, a conta de luz ficará de novo mais baixa, muitos que votaram nela e estão chateados, e respondendo em pesquisas que não aprovam o governo dela atualmente, voltarão a acreditar nela, e os índices de popularidade crescerão, e esses que estão sendo investigados por corrupção, e querendo a saída dela, já estarão com seus mandatos CASSADOS, Aluísio Nunes, Agripino Maia, Paulinho da Força Sindical, e virão outros nomes da oposição para o ministério público investigar, e se der tudo certo mais picaretas com anel de doutor sairão CASSADOS.
    #FICA DILMA.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2020-01-24 05:31:43