aki

cadastre-se aqui
aki
Política
24-02-2017, 21h29

Para enfrentar crise, Temer quer aprovar reformas em 120 dias

Objetivo é votar mudanças previdenciárias e trabalhistas na Câmara
8

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Para enfrentar a nova onda de fatos negativos para o governo, o presidente Michel Temer tem um plano: aprovar na Câmara no prazo de 120 dias as reformas da Previdência e trabalhista.

Em conversas reservadas, Temer diz que definiu um rumo no seu governo, o de manter uma forte aliança com o Congresso. É isso que tem norteado, por exemplo, a escolha da maioria dos ministros.

Se aprovar na Câmara em 120 dias as reformas da Previdência e trabalhista, ele avalia que será mais fácil fazer no Senado. Crê que será um indicador positivo para as expectativas dos agentes econômicos. Assim, o presidente acredita que a economia voltará a crescer e servirá como um escudo para enfrentar turbulências criadas por crises políticas e a Lava Jato.

*

Tá difícil

É muito delicada a situação do ministro Eliseu Padilha na Casa Civil. O depoimento de José Yunes à Procuradoria Geral da República deverá resultar no afastamento definitivo de Padilha, que está de licença médica para se submeter a uma cirurgia.

Na avaliação de integrantes do governo, Padilha terá dificuldade para dar uma explicação convincente a respeito do depoimento de Yunes.

Para piorar, a Procuradoria Geral da República deverá pedir a abertura de inquérito contra o ministro da Casa Civil.

O que aconteceu com Geddel Vieira Lima na Secretaria de Governo é citado como exemplo. Quanto mais Padilha insistir em ficar no cargo, maior será o desgaste para Temer.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
8
  1. JUÍZO NESSA HORA, PRESIDENTE! disse:

    A classe política distanciou-se tanto dos representados que perdeu a noção de que se tornou vergonha nacional, caso de polícia, de judiciário, de cadeia!
    Parte da mídia, de tanto noticiar absurdos já o faz friamente, insensível.
    E com todo respeito à figura do presidente, acho que ele perdeu o juízo.
    Fazer as reformas com o atual Congresso é irresponsabilidade.
    Reformas não podem ser no atropelo, sem discussão, sem análises profundas, inclusive com auditoria séria que mostre a verdadeira razão da situação da previdência etc etc etc.
    Ganharia o país se o presidente se propusesse a conduzir o país até 2018, serenamente, sem interferência no trabalho da Lava Jato e preparando o terreno para que as reformas sejam feitas pelo novo Congresso que certamente virá, excretado tudo o que se deva, pelo voto.

  2. juliano disse:

    Depois do golpe e toda esta corrupção só eleições gerais já para tentar consertar a grande esculhambação que esta nossa elite provocou.

    • Paulo Roberto disse:

      Endossando os comentários acima, e principalmente o segundo comentário o Brasil só será um país justo quando o povo tiver um papel mais atuante, pois essa história que escolhendo o candidato nós seremos representado isso é balela. Se o fato de escolher o candidato foi a solução dos problemas não existiria tantas contradições à respeito da politica brasileira. Acredito que a maioria dos eleitores não votem com a intenção do candidato não cumprir aquilo que ele está se compromete. Então, qualquer decisão teria que passar pela sociedade, nós, juntamente com os políticos.

  3. Acredito, que mais do que qualquer outra pessoa, o Presidente Temer, aliás Michel Miguel Elias Temer Lullia, sabe que ele, e nem o Congresso Nacional, podem nos impor qualquer modificação constitucional apenas com uma pedestre aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional. Toda e qualquer PEC depois de aprovada, ainda é uma proposta, que somente poderá integrar o ordenamento jurídico constitucional brasileiro se for apresentada aos cidadãos com direito a voto, e se por eles aprovada, a proposta poderá ser aprovada e integrar a Constituição Federal de 1988, quando for publicada. Qualquer outra forma de mudar a Constituição é ilegítima, e acarretará ao longo do tempo a aberta criminalização de seus proponentes e executores, em qualquer nível de autoridade ou de concordância.

  4. Neide disse:

    Primeiro que ele não foi eleito pelo povo para ser presidente, então não deveria estar tirando aquilo que a sociedade conquistou. Segundo, acredito que é uma verdadeira mentira essa história de que o Brasil está afundado, se fosse verdade ele não daria aumento a juízes e outros que ficam apoiando ele, que já recebem um salário exorbitante pelo que fazem. Então esse cara teve a coragem de peitar a população brasileira com mentiras pra tirar a verdadeira Presidente, o que não fará com o povo? Ele é um presidente da mentira,e a população não deve se calar pra ele porque daqui a pouco estará vendendo o país inteiro, se já está tirando o direito de todos, pra vender o país aos estrangeiro falta pouco. Essa questão da previdência ele está querendo que aprovar porque o dele já está garantido, só que ele esquece que ele tem neto, bisneto e outros e que dinheiro não é pra sempre, acaba.

  5. jessica freitas disse:

    Não acredito nem um pouco em suas boas intenções. Aliás estou convicta que boas intenções não tem nada a ver com seu governo.

  6. José Gomes disse:

    A aprovação a toque de caixa (prazo de 120 dias) das reformas da Previdência e trabalhista não terá o dom de melhorar a economia, pois desnecessárias, como demonstram estudos da ANFIP e do Sinait. A dilapidação do Erário deve ser atacada por todos os ângulos e, somente com o diuturno enfrentamento
    de corruptos e corruptores a Nação deixará de estar à deriva. Urge uma reforma moral.

  7. Maria disse:

    Petista só fala em golpe, votaram na Dilma e no Temer e não entendem que estão acusando a si mesmos.

Deixe uma resposta para Neide Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-08-08 14:48:33