aki

cadastre-se aqui
aki
Política
13-07-2015, 20h54

Para enfrentar “pedaladas”, governo busca apoio de Renan

10

Postado por:ISABELA HORTA

Como é provável que o TCU (Tribunal de Contas da União) recomende a rejeição das contas de 2014 do governo Dilma Rousseff, o Palácio do Planalto buscará apoio do Senado para tentar vencer uma eventual votação sobre o tema no Congresso.

As contas são analisadas separadamente pela Câmara e Senado. O governo avalia que, na Câmara, presidida por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), há chance pequena de apoio. Acredita que pode fazer um acordo com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Mas as últimas votações dos senadores foram ruins para o governo. Depender de Renan é um perigo.

Do ponto de vista técnico, o Palácio do Planalto usará o argumento de que governos anteriores realizaram as mesmas manobras fiscais, mas o TCU nunca recomendou punição.

Neste sentido, o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, disse em entrevista nesta segunda-feira que a análise no tribunal deve ser técnica e não política.

O governo propõe mudar o procedimento de agora em diante. Ou seja, esquecer passado e fixar nova regra futura.

*

Para tentar evitar que um eventual veto ao reajuste dos servidores do Judiciário seja derrubado no Congresso, o governo tentará fechar um acordo com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski.

A proposta aprovada pelo Senado no último dia 30 concede aumento de até 78% para setores da categoria. A ideia do Palácio do Planalto é propor um reajuste igual para todos os servidores públicos.

O governo quer evitar o chamado “efeito dominó”. Ou seja, se ceder para os servidores do Judiciário, terá de fazer o mesmo em relação aos funcionários do Ministério Público, da Advocacia-Geral da União, da Polícia Federal e daí por diante.

Hoje, o governo não tem dinheiro para pagar essa conta sem aumentar impostos.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta segunda-feira:

Comentários
10
  1. Jose Maria disse:

    Será que de fato o crime no Brasil compensa? É isso que os políticos, principalmente os do PT e coligação nos transmite, somos isso, nação de depravados?

    • pedro Henrique Amorim disse:

      José Maria, Por que especialmente do PT ? Se Paulo Roberto Costa foi contratado para a petrobrás por FHC, pesquisa na wikipédia. Os delatores afirmaram que o esquema começou no governo FHC, citou como envolvidos, Sergio Guerra ex presidente do PSDB, Aecio, aquele mesmo dos aecioportos, do pó, e da lei maria da penha, e Anastasia tb foi apontado como beneficiário. Se no cartel do metro /SP não tem nenhum petista ? se no mensalão mineiro não tem petistas envolvidos? se no mensalão de 30 condenados apenas 03 são petistas? Se o Pt não joga pra debaixo do tapete como fazem os outros ?

    • Marco Túlio Castro disse:

      Na verdade ovelhas depravadas. Desde que haja um pouco de capim está tudo bem.

  2. Reinon disse:

    Defender os erros é uma vergonha !! Está comprovado os caras estudava no MOBRAL.

  3. Remom disse:

    Vergonha, muita Vergonha de ser Brasileiro, mais vergonha ainda em ser Brasileiro e Repórter comentarista econômico, um mar de lama, muita vergonha, somos pais e não soubemos dar educação para os nossos filhos, Sera? Put´s, Perdão Deus por Tudo que deixamos de fazer.

  4. ISSO É MAIS UMA VERGONHA! disse:

    A vergonha aumenta a cada dia que passa: bandos de crápulas tentando de todas as formas se furtarem à espada da lei.
    Encontros furtivos das mais altas esferas fechando todo tipo de conchavos tentando evitar impeachment, perdas de mandatos e principalmente a cadeia.
    O país está ligado no Lewandovski, Zavaski, Renan, Cunha, Temer, Sergio Moro, Rodrigo Janot, MPF, PF… os caras!

  5. gilberto azevedo disse:

    as pedaladas ocorreram em todos os governos, Collor, Itamar, FHC, Lula e Dilma porque agora vão encrencar a Dilma ? isso é golpe não tem outra explicação e vai ser difícil o TCU explicar para a nação caso participe do golpe ? Quanto ao aumento do judiciário a Dilma tem razão de vetar pois é vergonhoso esse aumento na atual situação de ajuste que atravessa a nação

    • Stanislaw p/Gilberto Azevedo. disse:

      Um erro não justifica outro!
      Se até hoje a cambada de bandidos empoleirada no poder se protegeu em suas roubalheiras através da proteção dos órgãos que deveriam colocá-los na cadeia e que não fazia isso – e hoje dois juízes de “saco roxo e vergonha na cara” ( os Exmos. Joaquim Barbosa e Sergio Moro), juntamente com membros de um MPF, PF, TCU, também com os mesmos predicados, dispostos “finalmente” a cumprir suas missões constitucionais, apoiados por uma nação que finalmente resolveu se indignar contra tanta vergonha, azar dos ladrões atuais!
      Querer apontar coisas erradas de outros governos do passado para justificar o que se está apurando hoje é no mínimo provar que se perdeu a vergonha na cara.
      Afinal, por que esse governo que está em seu quarto mandato consecutivo não procurou investigar e punir os governos anteriores em seus desatinos, roubalheiras etc, conforme hoje menciona?
      Tiveram mais de 12 anos para fazer isso e não fizeram!
      Os ladrões dos cofres públicos atuais não procuraram punir os de governos anteriores porque preferiram montar um “projeto de poder” onde a roubalheira aos cofres públicos virou o ponto central!
      Pegos nas roubalheiras, praticamente sem defesa, procuram dizer que tais roubalheiras sempre existiram em governos anteriores!
      Só falta nosso Judiciário aceitar tal aberração como justificativa a tanta vergonha!
      Com certeza, se tal acontecer, será o caos!

  6. David Ferreira disse:

    Somos sim José e pior que isso, por muitos e muitos anos, visto que a geração que vem foi acostumada a ganhar fácil, não precisa trabalhar, não precisa estudar. Este é o grande legado deixado pelos PAIS E MÃES DESSA POLITICA.

  7. Edi disse:

    Um parlamentar confessou (sob anonimato) que fizeram pressão para que o julgamento das contas no TCU fossem adiadas para Agosto, assim o Congresso já tendo retornado do recesso fará mais pressão na presidente. E querem dizer que esse julgamento é técnico? Primeiro, que não julgaram as anteriores, e agora escolhem até o momento mais prejudicial ao executivo. Isso é político e sempre foi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 23:15:23