aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
11-06-2015, 21h11

Para Marina, Dilma criou “tsunami” na economia

Ex-senadora afirma que Lula, Levy e PMDB governam o Brasil
22

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Candidata ao Palácio do Planalto em 2010 e 2014, Marina Silva afirma que a presidente Dilma Rousseff criou um “tsunami” na economia. Para ela, o atual governo tem a marca da “consolidação do retrocesso”.

Em entrevista ao SBT, Marina diz que a gestão de Dilma consolidou uma tendência que já era apontada por ela em 2013: “É retrocesso na agenda econômica, retrocesso na agenda social, retrocesso na agenda ambiental e, principalmente, retrocesso na agenda política”.

Ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente, Marina avalia que Dilma vive situação de “cassação branca” e que o país seria governado por “um triunvirato”: “o PMDB, o Joaquim Levy [ministro da Fazenda] e o presidente Lula, que é quem, de fato, tem força dentro do PT”.

Marina vê atualmente um retrocesso de “20 anos” e o atribui a “uma campanha política” na qual o PT teria extrapolado “todos os limites da ética para ganhar uma eleição”. “Não poderia ser diferente o resultado.”

Contrária à redução da maioriadade penal, Marina faz uma crítica ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Toda a sociedade brasileira olha para ele com uma grande interrogação. Uma coisa é clara: naquilo que já pode ser a exclamação, há uma série de dúvidas quanto à atitude que toma em relação a uma série de temas, um deles é a maioridade.”

A ex-senadora afirma que, se tivesse sido eleita presidente no ano passado, o ajuste econômico seria menos duro do que o aplicado por Dilma. “Teria mais credibilidade do que o atual governo, porque durante a campanha nós fizemos o diagnóstico da crise, que já era anunciada, mas infelizmente foi negada pelo governo. Dizíamos que medidas deveriam ser tomadas. Com mais credibilidade, as medidas seriam bem menos amargas”, declara.

Ao comentar a declaração da presidente de que a marola da crise de 2008 teria se transformado numa onda, Marina avalia que a “negligência” do governo criou um “tsunami” na economia: “Não é onda: agora é um tsunami. Naquele momento [2008], era uma onda pesada contra nós, mas, em função da negligência em relação às medidas e da ideia exagerada do poder pelo poder, de popularidade para ganhar uma eleição, fez com que a gente chegasse agora não mais a uma onda, mas a um tsunami. […] Agora é um tsunami em cima da sociedade brasileira com gravíssimos prejuízos para todos”.

Para Marina, “a oposição que se tem no Brasil padece de curva de aprendizagem”. Segundo ela, “não se deve ter uma atitude de oposição por oposição”. No entanto, afirma que, se os petistas estivessem no campo oposicionista hoje, o governo “já teria ido ao chão, porque a posição do PT era de se preocupar em primeiro lugar em fazer a sua frente de batalha”.

Dizendo que ainda não decidiu se será candidata novamente à Presidência, Marina afirma que uma eventual postulação não se daria devido a uma suposta “fadiga de material” do PT no poder.

Indagada se faria alguma autocrítica em relação à sua conduta na campanha passada, Marina afirma ter sido “vítima da mentira, da calúnia, da difamação e da falta de ética”. Avalia que seria difícil ter tido uma reação devido ao pouco tempo de TV na comparação com o dos adversários. “Prefiro sofrer injustiça do que praticar injustiça. Eu me sinto em paz mesmo tendo passado tudo que passei. Eu com certeza não estaria aqui de cabeça erguida se eu tivesse dito contra os meus adversários aquilo que foi dito contra mim da parte da campanha da presidente Dilma.”

PINGUE-PONGUE

Dilma: Infelizmente, no seu primeiro governo não havia uma marca. Agora, ela consolidou a marca do retrocesso.

Lula: Infelizmente, não foi capaz de dar conta da magnitude histórica do seu papel, principalmente depois que encerrou seu mandato de presidente da República.

Fernando Henrique Cardoso: Tem tido uma atitude ponderada diante da crise que estamos vivendo. Está dando uma contribuição para que se encontre novos caminhos ou, pelo menos, novas maneiras de caminhar.

Eduardo Cunha: Toda a sociedade brasileira olha para ele com uma grande interrogação. Uma coisa é clara: naquilo que já pode ser a exclamação, há uma série de dúvidas quanto à atitude que toma em relação a uma série de temas, um deles é a maioridade.

A senhora é contra a redução da maioridade penal?

Eu sou contra a redução da maioridade penal.

E aquela mudança no Estatuto da Criança e do Adolescente para aumentar o tempo de internação? É a favor ou contra?

É um debate que está sendo feito, mas que, pelo menos, seja feito o debate. O que eu não concordo é que se deva criminalizar a infância.

Joaquim Barbosa: Um homem que deu sua contribuição para que a corrupção não seja vista como a eterna marca da impunidade.

Aécio Neves:  Tem de buscar cada vez mais aprofundar o papel da social-democracia no Brasil. Infelizmente, não temos no Brasil a verdadeira social-democracia.

Geraldo Alckmin: Vai continuar a sua disputa dentro do PSDB para ser candidato.

Marina Silva: Eu peço a Deus que me dê sabedoria para contribuir da melhor forma possível para que o Brasil seja um lugar bom pra gente viver.

Assista à íntegra da entrevista ao SBT, concedida nesta quinta à tarde:

Comentários
22
  1. Pedro Souza disse:

    Me lembro que a Marina sempre perguntava para a Dilma o que estava errado em seu governo e o que precisava ser mudado. O pior da Dilma foi afirmar que nada estava errado.

  2. Getulio disse:

    Marina se juntou a turma derrotada já que seu apoio não lhe valeu de nada torce junto com a torcida da oposição brasileira e mais alguns setores da sociedade conservadores descontes com consecutivas derrotas eleitorais não podendo exercer suas convicções economicas para o pais e com as inumeras acusações muita delas sem provas ou nas delações premiadas tem esperança de algum juiz dar uma “canetada paraguaia” no governo atual.

  3. aloisio disse:

    Infelizmente a politica brasileira a cada dia se torna cada vez mais, ridicula e sem proposito politico ( melhorar o PAIS: BRASIL ) . CADA VEZ MAIS OQ SE VÊ É UM PUNHADO DE BRASILEIROS QUE NÃO SABE VOTAR ( E AINDA É OBRIGADO A VOTAR. CADE A DEMOCRACIA? )E UM PUNHADO MAIOR DE POLITICOS QUE SABEM COM CERTEZA COMO ROUBAR E ENGANAR O POVO BRASILEIRO.

  4. Ricardo Neme Nasralla disse:

    Dizer que o Lula governa é apenas uma POLÍTICAGEM dela. Expeliu um pouco de veneno. O problema é que ali só tem serpentes venenosas. A Dilma NUNCA governou nada e nem foi conselheira real. Sempre ocupou o posto de laranja, que aliás sempre foi confirmado pelas medidas adotadas. Nós, no Brasil, fomos o primeiro País do planeta que teve uma presidente “laranja”. Mas, como pode um ser humano, se deixar usar para se rebaixar ao ponto de passar para a história como uma política desumana, extremamente mentirosa e que serviu de laranja para grupos políticos. Será que ela não pensa nos descendentes que vai ter e o que eles vão sofrer? Ou ela acha que ficarão impunes? Muitos olharão para eles e falarão mal acerca do DNA que possuem. Se ela não conhece, eu conheço gente com dinheiro que gostaria de ser pobre com outro sobrenome…
    NASRALLA

  5. tobias disse:

    Realmente se vê a serenidade da pessoa de Marina Silva, apesar de ter sido vilipendiada na campanha eleitoral, manteve o rumo, mas se tratando de pt os rábulas do poder não poderia se esperar algo melhor, alias essa gente em matéria de golpe baixo são campeões. Parabéns Marina por sua integridade como ser Humano.

  6. claudio antonio disse:

    Kennedy, Marina perdeu a vez e pronto…saiu-se bem em 2010 e deveria ter tido mais energia e vibração para criar sua legenda e ser o “contra ponto” em 2014. Gerou esperança, mas se acovardou. Enquanto tenta fundar um partido, no mesmo período o Kassab já criou um e já se encaminha para outro. Marina num futuro próximo será esquecida, pois teve medo…não teve força própria e nem política e continua amedrontada de se desligar totalmente do falido PT. Caiu no colo dela a chance, única, bilhete premiado, porém rasgou ou deixou molhar na calça. saudações

  7. Manoel Pacheco da Rosa disse:

    Só mudará a situação quando todos os executivos receberem um salário mínimo mensal.

  8. lucas disse:

    se é a Dilma ou o Levy que governam eu não sei…o que sei é que foi a Dilma que escolheu o Levy(na minha visão infelizmente) o que sei também é que o povo não elegeu Marina e com certeza absoluta ela não governa, porque de tão inconstante não passa confiança sequer aos acreanos…

  9. Rodrigo disse:

    Só gostaria de saber qual a legitimidade que esta senhora (que está sempre à venda, haja vista as eleições passadas) tem para falar de projeto de governo, ética ou ideologia… Seu discurso é puro ressentimento, sem qualquer originalidade, pior que qualquer comentarista fraco de futebol. Se o país precisa de uma oposição como você, então já pode começar a chorar…

  10. Ewaldo Alexandre disse:

    Lula, Dilma, Marina Silva, Geraldo Alckmim, Aécio Neves, Joaquim Barbosa, nenhum deles pode mudar o que hoje estamos vivendo. O Brasil precisa de mudança geral e isso só será possível com uma Intervenção Militar e o fim desse congresso podre, corrupto e ineficiente !!!

  11. César disse:

    A Senhora Marina Silva deve entender que não se está criminalizando a infância e sim modificando-se a legislação para proteger os “honestos”, os cidadãos de bem, os contribuintes cumpridores de suas obrigações, punindo-se os criminosos que se amparam na lei e na impunidade, para realizarem os seus delitos livremente. Os “especialistas” que defendem a manutenção do sistema atual ou são cegos ou mal intencionados. Eu pergunto: O sistema atual está funcionando? O sistema atual está impedindo que menores tornem-se criminosos e assassinos? O sistema atual está protegendo o cidadão honesto? Vamos deixar de sermos hipócritas e abandonar o falso moralismo! A realidade é que o sistema atual não está funcionando. O ECA deu “superpoderes” aos menores e vitaminou a violência. Teve boas intenções, mas acabou tendo o efeito contrario ao entregar de mão beijada os menores para serem usados por criminosos maiores de idade, para cometerem os crimes violentos por eles. O sistema penal e prisional brasileiro é a prova viva da incompetência do “Estado”. E também é a desculpa mais esfarrapada para a manutenção da legislação atual. É obvio que apenas a redução da maioridade penal não será a solução definitiva para o problema da violência no Brasil. Porém a impunidade também não contribui para a redução da violência e ainda incentiva novos delitos por parte dos menores, que se sentem invulneráveis, as ações da lei e da justiça. Se o governo e a esquerda querem mesmo reduzir a criminalidade e protegerem os menores, devem se esforçarem para reduzirem os impostos e os juros. Os jovens, os menores, querem ter acesso aos bens de consumo. Se o pai ganha salário mínimo e o filho quer um item básico como um tênis por exemplo, um tênis que custa um salário mínimo. Como o pai pode dar para o filho este tênis? Agora, retire-se os impostos que incidem em cascata sobre o tênis, e dê crédito barato para o pai do menor. Sem mágica o tênis torna-se acessível. E quem pode comprar não precisa roubar. A política da esquerda que quer manter um “Estado” enorme e inchado, não permite que aja redução da carga tributária e nem a redução dos juros. Se a esquerda não quer redução da idade penal e realmente quer proteger os jovens menores de idade do país, devem se empenhar para que todos tenham escola de qualidade em período integral. Criança na escola, não está nas mãos de bandidos. Se a esquerda não quer criminalizar a infância e a juventude, que faça funcionar os conselhos tutelares e as varas de família de forma mais efetiva. Cobrando dos adultos as suas responsabilidades, na educação dos seus filhos. Se a esquerda não quer colocar os jovens na cadeia, que coloquem os pais negligentes e irresponsáveis lá, por deixarem que o mundo faça o papel de pai e mãe do seus filhos. O PT e a esquerda já estão a vários anos no poder e não tomaram as medidas necessárias até então. E vem com esta estorinha de defensores dos direitos dos menores? Só estão preocupados, com os recursos que a nova lei vai demandar. É isto mesmo! Dinheiro! Só estão preocupados com o dinheiro. O trabalhador não tem direitos. A estudante estuprada no banheiro da escola, não tem direitos. A dona de casa não tem direitos. Só os menores que cometem crimes tem direitos? Que tipo de país da mais direitos aos delinquentes e criminosos, do que aos seus cidadãos honestos?

  12. Wellington Oliveira dos Santos disse:

    É muito difícil acreditar em qualquer um político no Brasil, é com muita tristeza que eu digo isso! Todos nós lembramos do governo do presidente Fernando Henrique Cardoso teve muitas contradições, inclusive nas privatizações na tratativa que foi dado ao projeto SIVAN na Amazônia, a distribuição de dinheiro sem limites para salvar bancos privados o PROER e hoje ele fica pousando de bom moço junto com essa corja do PSDB que governa São Paulo o maior estado da federação com um PIB superior ao PIB de muitos países de primeiro mundo e olha a situação que nós vivemos o saneamento básico do estado, a educação, essa enrolação na construção do metrô a saúde os hospitais caindo aos pedaços, veja em que situação se encontra a USP e a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo dai eles vem dar a receita de como governar o nosso país! Mais os maiores culpados por tudo isso ainda sonos nós, precisamos nos educar para votarmos melhor, embora lutar contra bandidos seja uma tarefa quase impossível porque teríamos que usar as mesma armas que eles
    Desculpa o desabafo
    Wellington Oliveira dos Santos

    • Pasquale disse:

      Me permita discordar,não se precisaria usar as mesmas armas.
      Basta ter conhecimento, do que sinifica a palavra CIDADANIA.
      Um país onde a maioria é analfabeta,que votou em um Presidente do mesmo nível.
      Queria que acontecesse o que?
      Uma pessoa que negociava com os sindicatos e por baixo dos panos com os donos das empresas.
      Um povo que não se interessa pelo que deveria.
      Só quer “um emprego”,de preferencia que trabalhe pouco ou quase nada(ganhando muito)e ainda que seja público, para que tenha a eterna estabilidade.
      Aí o mundo pode acabar,que para ele não faz a menor diferença
      O seu salário esta garantido,independente de quem esteja governando.
      E tem ainda os dias em que eu não preciso trabalhar,fora os feriadões…
      É a vida que muitos pediram a Deus,ENTÃO PARA QUE MUDAR ????????????

      • Pasquale disse:

        Não se precisaria…ofende os ouvidos, tambem algumas pontuações podem estar erradas,acentos etc.
        Só pra alertar, que escrevo muito rápido e geralmente não leio o que escrevi.
        Porque para mim,o importante é o conteúdo da mensagem.

  13. marcus cesar geudice mendes disse:

    Grande traíra. Só de por ter apoiado o Poécio da Neves nas eleições presidenciais, já mostrou à que veio.

  14. César disse:

    A Sra. Marina Silva tem razão no diz sobre o Governo da presidente da República Dilma Rousseff. Este governo já virou a pagina das manifestações e agora engatou a marcha da agenda de governo. Vai fazer 50 anos em cinco! Só que em marcha à ré.

  15. Marcelo Teixeira disse:

    Dá dó em ver em que Marina Silva se transformou.
    GArota propaganda de Banco Itaú reclama de Levy??
    Talvez preferisse Neca Setubal no Ministério da Fazenda.
    O futuro reserva a ela o ostracismo.
    Como dizia o Brizola: A politica adora a traição mas odeia e não perdoa o traidor.

  16. O Brasil Precisa Acordar para brasileiros, Politicos que Ostente a Bandeira
    –“FILHO AMA COM ORGULHO A TERRA EM QUE NASCESTE JAMAIS CONHECERAS UM PAIS COMO ESTE”

  17. CBarros disse:

    Marina desesperada não entendeu que a eleição acabou e ainda continua contando os votos.

  18. David Dias disse:

    CONCORDO E minha opinião é a de que o sapo barbudo, dona Dilma , o PT E SEUS mercenários deveriam ser enforcados pois nem dignos são de fuzilamento. Mas o que fizeram os meios de comunicação, os mercenários eleitos SENADORES, DEPUTADOS FEDERAIS, TRIBUNAIS, OAB, ECONOMISTAS , OS GRANDES GRUPOS, SINDICATOS E TUDO O MAIS a não ser deixar a desgraça acontecer e agora só sabem por a culpa de tudo a dona DILMA deixando o sapo barbudo e seus asseclas de lado. A MARINA e todos os outros que agora ficam na mídia e só sabem criticar também possuem culpa pois viram a EGUA IR PARA O BREJO E SE OMITIRAM ou seja se beneficiaram, de uma maneira ou de outra e, quem pagou e esta pagando a conta é O POVO. MAS sabemos que nas DEMOCRACIAS, se bem que no BRASIL SEJA A TERRA DE NINGUEM o Governo tem o povo que merece e o povo O GOVERNO QUE ELEGE. e enterre o BRASIL e os que nele vivem.

  19. Pasquale disse:

    A pérola que a nossa comandante falou:
    “Eu acho que o povo, não deveria deixar de consumir agora e sim continuar consumindo”
    Com toda a sinceridade,eu não sei se ela sabe o que esta falando.
    Mas se sabe, demonstra que ela vive em outro país.
    Quanta ignorancia,quanta ingenuidade e quanto descohecimento da realidade atual.

  20. Fábio Mariano Barretos disse:

    Teria que se arrepender de ter tomado lado no segundo turno, a senhora era a única opção, mas se sujou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 21:32:44