aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
25-08-2017, 21h20

Parente diz que crise fiscal nunca foi “tão grave” como agora

Presidente da Petrobras diz que medidas "vêm sendo aguadas"
2

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse que o Brasil “nunca esteve diante de uma situação fiscal tão grave”. Em entrevista ao SBT, afirmou que medidas propostas pelo governo para combater o problema “vêm sendo aguadas” em Brasília.

Segundo Parente, se não houver a aprovação dessas medidas, como a reforma da Previdência, a solução seria aumento de impostos, o que prejudicaria as empresas e a própria arrecadação tributária.

Parente afirmou que assumiu a Petrobras porque se sentiu “indignado com o que tinha acontecido” na estatal. Ele obteve do presidente Michel Temer o compromisso de que não haveria intervenção política na empresa.

De acordo com Parente, “não é desejo da sociedade brasileira, dos brasileiros, que a Petrobras seja privatizada”. Afirmou que a empresa precisa ser gerenciada com “racionalidade econômica” e “responsabilidade financeira”.

O “SBT Brasil” exibiu alguns trechos da entrevista, que podem ser vistos no vídeo abaixo. A íntegra será publicada pelo blog amanhã.

Comentários
2
  1. Marcelo Silva disse:

    Se o povo não quer a Petrobrás que foi alvo de tanta roubalheira privatizada, por que iria querer a Eletrobras privatizada? Qual a garantia de que não estão esperando o melhor momento para vender?

    • walter disse:

      Já esta provado por a mais b, que estas estatais são verdadeiros antros da corrupção caro marcelo, basta dizer que nenhuma fiscalização, evitou a roubalheira da Petrobras; uma empresa com tantos dispositivos de segurança; onde estão os fiscalizadores, este funcionalismo podre e conivente em sua maioria, com a delapidação de nossas riquezas nos últimos anos…seríamos hipócritas, se acreditássemos em milagres nesta seara; estamos diante do abismo…o Kennedy esta sendo feliz, em entrevistar o Pedro Parente, numa hora providencial…este cidadão esta conseguindo a duras penas, minimizar a tristeza causada na Petrobras, por incompetentes de plantão; teremos sorte, se esta gestão, conseguir criar as condições ideais, para levantarem recursos neste instante, com as privatizações propostas; tomara seja o momento para isso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-20 17:16:40