aki

cadastre-se aqui
aki
Política
16-08-2015, 11h03

“Fora, Dilma” é força e fraqueza de protestos

Sem renúncia e com impeachment mais distante, protestos não atingem principal objetivo
20

Postado por: ISABELA HORTA

A exemplo do que ocorreu nos protestos de março e abril, os manifestantes deste domingo têm como obstáculo a própria pauta de reivindicações. O governo não tem como atender às reivindicações.

Em linhas gerais, a pauta é contra a corrupção. Mas o que se pede de maneira específica é a saída da presidente Dilma Rousseff, seja por meio de um processo de impeachment ou uma eventual renúncia.

Em entrevista nesta semana ao SBT, a presidente Dilma disse que “jamais” pensou em renunciar e que não adotará tal medida. Portanto, o governo não vai atender à pauta de reivindicações, o que inviabiliza diálogo com os manifestantes.

Nesta semana, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), admitiu que o processo de impeachment ficou mais difícil. O governo obteve uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que determinou que a votação das contas de 2014 do governo Dilma seja feita pelo Congresso, em uma sessão conjunta da Câmara e do Senado.

Isso tira poder de Cunha, que é atualmente o político que se movimentava com mais audácia para tentar colocar em pauta uma eventual abertura de um processo de impeachment.

Quem tem o poder de convocar o dia e a hora da votação das contas do governo passa a ser só o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que também preside o Congresso Nacional.

Para diminuir o isolamento político, Dilma se aproximou de Renan nas últimas semanas. O presidente do Senado jogou uma boia de salvação à qual a presidente se agarrou.

Com a aproximação do governo com Renan, houve isolamento político de Cunha e de setores da oposição mais radicais em relação à presidente.

Há 10 dias, os líderes do PSDB na Câmara e no Senado, o deputado Carlos Sampaio (SP) e o senador Cássio Cunha Lima (PB), incentivaram os manifestantes a protestar não pelo impeachment de Dilma, mas pela convocação de novas eleições.

Mas isso dependeria de uma decisão do TSE que cassasse a chapa presidencial de Dilma e Michel Temer. Nesta semana, um pedido de vista do ministro Luiz Fux deixou essa possibilidade mais distante.

Houve, portanto, um isolamento de Cunha e da ala do PSDB mais ligada ao senador Aécio Neves (MG), que trabalham pela saída da presidente.

Ajuda a defesa de Dilma não ter “um Fiat Elba”. Em 1992, no impeachment de Fernando Collor, um veículo foi comprado por um fantasma do esquema de corrupção de PC Farias, que havia sido tesoureiro do então presidente na campanha de 1989. Dilma tem repetido que a Operação Lava Jato não chegará até ela.

Se os investigadores obtiverem alguma prova concreta que atinja a campanha da petista de 2014, isso poderá ser usado para tentar se votar no Congresso a abertura de um processo de impeachment. Mesmo assim, seria preciso estabelecer vínculo com a presidente, o que ela diz que não acontecerá.

A abertura de eventual processo de impeachment tem de começar pela Câmara com o apoio mínimo de 342 deputados, dois terços da Casa. O governo precisaria ter o apoio de um pouco mais de um terço para barrar tal iniciativa. O Palácio do Planalto tem trabalhado para obter o apoio de 200 deputados, a fim de garantir uma margem de segurança mínima.

Em resumo, o governo usa a estratégia do coqueiro que se verga na ventania, expressão usada por Dilma nesta semana. Dilma vai esperar o vento passar, sempre dizendo que vê com normalidade manifestações numa democracia.

Tanto o governo como a oposição avaliam que as manifestações serão menores que os protestos de 15 de março e 12 de abril. Foi menor a movimentação nas redes sociais para convocação.

Até quarta-feira, o governo dizia que os protestos deste domingo estariam em um patamar intermediário entre o de março e o de abril. Ontem, um balanço indicava que seria uma manifestação menor que a de abril. Até a oposição aferiu número parecido, além de institutos privados.

Uma aparente contradição: como aumentou a impopularidade do governo, deveria haver mais gente na rua. Em março o governo tinha uma avaliação menos negativa do que tem hoje. E mais gente foi às ruas do que em abril.

O presidente do Datapopular, Renato Meirelles, afirma que nem todos os insatisfeitos com Dilma desejam a saída dela do poder. Isso ajuda a explicar o número menor de pessoas, apesar do aumento da impopularidade do governo.

É preciso aguardar o fim do dia para saber se vai se confirmar a previsão de menos gente nos protestos. Mas haverá um grande número de pessoas nas ruas, algo que não poderá ser ignorado pelos políticos.

O governo avalia que haverá muita gente em São Paulo e no Rio de Janeiro e aguarda o tamanho dos movimentos em outras capitais.

Ouça o comentário na CBN:

Comentários
20
  1. Ibanez disse:

    Se não fossem mobilizações oportunistas e pedissem a saída de todos os políticos eleitos nas ultimas eleições poderiam até ganhar mais força, mas é uma massa de manobra com indignação seletiva e perfil bastante elitista!

    • jose luciano disse:

      finalmente alguém com inteligencia

    • Stanislaw p/ Ibanez: QUEM TIVER OLHOS PARA VER, VEJA! disse:

      Todos sabem que partidos políticos, entidades religiosas, personalidades famosas conseguem, facilmente, mobilizar grandes eventos, passeatas, reuniões.
      Após as manifestações pelo Brasil no dia 16-08-2015 observa-se a importância que membros do governo federal têm dado a ter sido menor ou maior o número de manifestantes do dia 16, em relação a outras manifestações anteriores.
      Isso mostra o quanto estão distanciados da realidade os membros desse governo, ou melhor, desse desgoverno.
      Não enxergar a gravidade de várias manifestações de rua promovidas por milhares de “ANÔNIMOS”, realmente demonstra prova cabal de total distanciamento da realidade.
      E isso só acontece quando as personalidades de um país perdem totalmente a vergonha na cara.
      A falta total de vergonha na cara provoca um tipo de cegueira, a qual impede a visão da realidade.
      Iludidas com o poder que acham que têm, não enxergam que têm apenas autoridade outorgada que é tênue como uma neblina.
      Poder são os “ANÔNIMOS” que têm.
      Poder suficiente para tirar a autoridade de todos que não souberam honrar a autoridade que lhes foi outorgada.

  2. Kiko Uruguaiana disse:

    Se dois personagens que Não Servem De Exemplo para Ninguém, e nem para os filhos, no caso Cunha e Aécio, se esses dois arrogantes conseguirem convencer 100milhões e um brasileiros, que o impedimento da Presidenta Dilma deve ser consagrado no Grito, então é o Fim Da Democracia e o atestado de burrice do povo brasileiro.
    Ninguém hoje no planeta em sã conciência se volta contra a maioria, O Povo escolhe e o povo se arrepende, mas jamais com as vontades particulares destes arrogantes e ganaciosos Aécio e Cunha.

  3. E.Silva disse:

    Aécio Neves está se enforcando com a própria corda. A partir de hoje o seu espaço será ocupado por outros, tipo Alkimin e Serra, que já devem estar esfregando as mãos.

  4. Edison disse:

    Você deve estar com a vida feita,e passa não acreditar que o nosso povo tem e deve ter o poder de colocar e tirar quem nós queremos,sua vida deve estar arrumada e não precisa ir as ruas ,por isso diz isto.
    O povo é quem manda ,não devemos nos calar diante a situação em que vivemos ,nosso país esta do avesso.
    O Brasil esta cada vez mais afundando com esse PT no governo,e esse bando de corruptos no seguimento,parece todos aliados,todos dando a mão um ao outro atrás de comer um pouco desse dinheiro público.Que em serventia ao país,esta é deixando alguns podres de ricos,bandos de safados.
    É ir prá rua e manifestar mesmo,esta tudo muito mais caro,a gasolina no preço que esta ,deixa o mercado muito mais caro e modo financeiro cada dia mais ruim.Será que todos vão devolver o nosso dinheiro público ? e será que vai ser mesmo devolvido aos cofres públicos ?.Tem razão de manifestar e em prol de tirar Dilma de lá sim,pelo MAL governo que esta fazendo..Nesse momento devemos nos unir em um só objetivo e você também ir prá rua ,e não postar a sua opinião fazendo parecer diferente ou desanimo a todos que não iria resolver este tipo de manifestação.,tem que ir as ruas também ,incentivar o povo Brasileiro .Valeu ,meu muito obrigado ,essa é só uma opinião minha e vamos as ruas resolver a situação de nosso BRASIL,já Ae não tem ninguém aí no poder que possa .valeu…..

  5. Ray magno disse:

    Não somente o impeachment resolveria essa pendência. O PT, por inteiro, tem sido o pior flagelo brasileiro desde o Brasil Império.

    Necessário mais do que depressa denunciar os políticos que participaram da ciranda do propinoduto da Petrobras e do que futuramente esperamos venha a ser investigado. Por que somente empresários são investigados e presos?

    Os políticos rapinadores devem imediatamente ter seus nomes denunciados e o PT pulverizado. E nesse segmento soltar também bombas contra outros partidos e também descredenciá-los. Isto sim seria Reforma Política e não reforçarem a legalidade das contribuições empresarias a partidos. Então nada valeu dos protestos e os cara de pau não querem tirar as mãos da massa.

    E por que não investigar o Lula baseado na denúncia da Revista Forbes? É necessário saber da verdade e inocentá-lo ou prendê-lo…

  6. Antonio Ferreira disse:

    Que venha outro presidente e mais outro e mais outro ate que tenhamos achado um com capacidade política em prol do Brasil. Não tenhamos medo de procurar um Brasileiro não um idealista egoísta que quer trocar brasão nacional por duas letras vermelhas. Brasil mostra sua cara.

  7. Elaine disse:

    FIASCO COMPLETO. Dia 20.08 teremos muito mais pessoas nas ruas defendo a DEMOCRACIA. Golpe nunca mais.

  8. Robson disse:

    Todos os partidos praticam corrupção, porém apenas o PT apresenta 3 ingredientes que considero de extrema periculosidade para democracia:
    Culto à personalidade (LULA)
    Populismo demagógico
    Dogmatismo doutrinário
    Na história do mundo estes ingredientes somados a incompetência e corrupção sempre ocasionaram caos e destruição.

  9. É compreensível a manifestação em prol de melhorias, o que concordo plenamente! Mas o que já está começando a ficar evidente é que a oposição está muito empenhada nos seus interesses particulares! Um governo não pode ser tratado assim e a constituição do país não deve ser ignorada por caprichos de quem não aceita que perdeu uma eleição! Se há corrupção, isso é de muito longa data e não podemos selecionar um “cristo” para resolver o problema. Vejo pela primeira vez um governo que incentiva a “caça” a corruptos e os resultados estão aparecendo! Temos que revindicar sim nossos direitos, mas temos que dar tempo para que a apuração dos fatos continuem e possamos chegar a um resultado seguro. Não participo de nenhum partido e não gosto deles, sendo neutro em minhas observações, mas não é possível dizer que o Brasil não avançou nos últimos anos em muitas áreas! Infelizmente, observa-se um comportamento odioso de “anti-petismo” compartilhado por uma camada da população bem específica e esse não é o caminho da democracia, que devemos manter a todo custo! Vamos lutar sim… mas podemos cometer atos que nada têm a ver com um Brasil que já se livrou de uma ditadura cruel e desumana? O melhor caminho é aquele baseado no diálogo e nos resultados de investigações verdadeiras, sem sentimentos alterados. Não vamos colocar o Brasil diante do mundo de uma forma vulnerável! Nossas conquistas não podem ser perdidas.
    Um abraço a todos.

  10. Capeloni disse:

    Como assim terá q estabelecer vínculo? Então quer dizer q mesmo que a sua eleição tenha sido bancada com dinheiro roubado não perderá ter impugnação pelo TSE.?

  11. Claudionor Erasmo do Prado disse:

    Esses movimentos de rua contra a presidente não tem muito sentido, porque a grande maioria que podem ser petista ficam em casa. Esse povo que saem às ruas querem mais é bagunça, não estão nem aí para os motivos das reivindicações, na verdade a maioria não sabem o que querem e nem de que se trata. Pedem impeachment, intervenção militar ou renuncia da presidenta, tudo isso é um absurdo, vão fazer manifestações 200 anos e não vão conseguir nada.

  12. Cilneia Aparecida Felippe disse:

    Não entendo de política, mas talvez de pessoas e acho tão engraçado quando vejo alguns dizendo golpe nunca mais. Meus Deus, se o que está acontecendo neste País não é um golpe, então o que é? políticos que estão no Poder, em sua maioria do PT sendo acusados e provas surgindo de todos os lados mostrando a verdade dos fatos que é um grupo muito grande, ao contrário do que o nosso ex presidente diz, se apropriando indevidamente das riquezas do nosso País sem qualquer constrangimento. Lembro-me de assistir os noticiários e a conversa é sempre fulano de tal vai devolver 90 milhões aos cofres públicos. Meus Deus se este fulano vai devolver noventa milhões, imaginem só o que é que ele já levou…Enquanto isso o povo que trabalha de sol a sol e espera os seus 30 anos para se aposentar só fala e conhece os míseros reais. Isso sim é um golpe, fazer o povo acreditar em uma proposta e depois deixa-lo à própria sorte. Tenho uma filha que é PT e acabamos sempre discutindo, pois ela me diz que antes era pior. Não sei, só sei que ser assaltada por algum político tido como ladrão é uma coisa, mas por políticos do PT (PARTIDO DO TRABALHADO) É OUTRA COISA E BEM SÉRIA. Minha bandeira é do Brasil e minha cor é verde amarela e sonho ver todos esses fulanos longe do poder e que a verdade apareça clara para todos entenderem o que realmente está acontecendo neste País. Um GOLPE DE MESTRES onde poucos ganharam muito, muito mesmo DESTE NOSSO BRASIL.

  13. JOSÉ APARECIDO PEREIRA disse:

    O país esta sem governo. Aliados do governo sendo presos. A corrupção esta evidente desde o governo Lula. Quem deu golpe na democracia? Um governo eleito com base em mentiras que levaram o Pais a uma crise sem precedentes pode ser considerado representante de quem? Dos pobres? Que pobres? José Dirceu e CIA? Não há espaço para esse governo desastrado Lula e Dilma. Se fossem brasileiros, se representassem o povo, teriam vergonha na cara e sairiam do cenário politico e do governo, abrindo espaço para se criar uma governabilidade do País. Mas infelizmente.

  14. NETO DE PRESO POLÍTICO disse:

    Nunca imaginei que o fiador da democracia brasileira e de um governo que se dizia trabalhista, um dia pudesse ser um oligarca de reputação tão podre como o senador Renan Calheiros.
    Meus pêsames democracia trabalhista!

  15. Alberto disse:

    Democrático antes,golpe agora.O que dá em chico dá em francisco.Provando do mesmo veneno.Apenas fim de um ciclo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-26 10:54:58