aki

cadastre-se aqui
aki
Política
28-09-2016, 21h11

PEC do Teto pode ajudar BC a reduzir juros

Temer articula aprovação de limite de gastos na Câmara em outubro
6

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Se o governo Temer aprovar a PEC do Teto na Câmara em outubro, poderá ajudar o Banco Central a começar a reduzir os juros a partir do mês que vem. A taxa básica de juros, a Selic, está hoje em 14,25% ao ano.

Na sua primeira reunião política no Palácio da Alvorada, o presidente Michel Temer conduziu ontem diretamente a articulação política para aprovar no Congresso a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que cria um teto para limitar o crescimento das despesas públicas. É o projeto que reajusta o orçamento do ano seguinte pela inflação do ano anterior.

Ficou acertado que a Câmara aprovaria essa proposta ainda em outubro. Isso daria um sinal positivo ao mercado e poderia reforçar os argumentos para o BC baixar os juros no mês que vem. Entre o fim novembro e o começo dezembro, o Senado aprovaria a nova regra para o Orçamento, que passaria a valer a partir do ano que vem.

*

Medo eleitoral

No governo Temer, venceu o argumento dos que defendiam adiar o envio da reforma da Previdência ao Congresso. Motivo: é um tema que tem desgastado candidatos a prefeito que são ligados ao governo. O maior exemplo é a queda nas pesquisas da senadora Marta Suplicy, que é candidata do PMDB à Prefeitura de São Paulo.

O governo vai usar a desculpa de que precisa discutir o tema com a sua base parlamentar e as centrais sindicais. Mas pesou mesmo o medo do desgaste eleitoral, e a proposta só deverá ser remetida ao Congresso no após o segundo turno das eleições municipais.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
6
  1. marcelo disse:

    Que beleza arrocho para os funcionários públicos e a população em geral, com investimentos parados, contratações no serviço público paradas, e se o banco Central reduzi a taxa de juros básica (que é o que os Bancos pagam) aí que eles vão lucrar, reduz a taxa do cheque especial, do cartão de crédito e dos empréstimos que quero ver. Isso não né. Deixa os banqueiros ganharem cada vez mais em cima da miséria da população, sempre foi assim e sempre será. Ainda tem gente burra que não entende e fica criticando bancários que são os trabalhadores que ganham pouco pelo muito que produzem para os sanguessugas da economia.

    • walter disse:

      Exatamente, caro Marcelo, ninguém deixa claro, mas os banqueiros estão ganhando o que querem, com a situação continua de juros excessivos…o Lob dele no congresso, é extremamente agressivo; jamais vão admitir, que pode fazer diferença, nos custos financeiros; quando lá atrás, a dilma tentou enquadra los; aliás, foi uma medida de coragem, quando bancou no braço de ferro…De fato somos dominados por interesses de fora!!!
      Foi derrotada, já que o mercado financeiro é todo atrelado; não há como, é uma luta perdida, tentar diminuir os juros, ou mesmo, baixar a selic do Banco Central, que é conduzida, por Judeu presidente; imaginem, se é necessário, esta taxa nas alturas todos os meses; isto tudo, e mais os excessos nos cheques especias, são o resumo, do poderio, que eles tem…o teto de gastos, é o primeiro passo, para este governo, dizer a que veio; terá que impor tal fato, ou morre na praia…

  2. José disse:

    Os gastos tem que ser planejados, pois os recursos são finitos, o mercado esta saturado de tantos impostos, o sistema trabalhista esta desatualizado com os tempos modernos e a mão de obra desqualificada e de má vontade, o sistema previdênciario falido, por previlegiar altos salários e salários pagos a aposentadorias que nunca acabam como é o caso dos militares. O socialismo de baixa qualidade criado no país detereorizou a qualidade da educação e do cidadão brasileiro, tevemos retrocessos ideologicos que impreginaram a população mais carente e analfabeta, massa de manobra eleitoral das ideologias falidas. O capitalismo não sobrevive só e nem o socialismo, ambos tem seu lado bom que deve ser aproveitado para que haja equilibrio para todos.

  3. senilson disse:

    O que mais me deixa indignado é a permanência e força que as centrais sindicais imperam no país. Está na hora de fazermos um trabalho sem se preocupar com estas entidades e desta maneira tirar a força que eles têm.
    Será um trabalho árduo e ao mesmo tempo inadimissivel aceitarmos que as forças sindicais operem no senado.
    Volta do Militarismo já passou do tempo pq o Brasil está desgovernado e sem Lei.

  4. paulo sergio carlos de brito disse:

    Não entendo esse argumento de que tem de aprovar a PEC do Teto de Gastos para baixar os juros. A inflação já baixou e houve aumento dos juros reais. Esse é o fato para baixar a SELIC. Parece que o Governo está usando a piora da economia pra justificar a necessidade das medidas de ajuste. Não sou contra a PEC do TETO. Só acho o período de vinte anos muito longo para engessar as poliíticas públicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 21:45:06