aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
08-06-2020, 14h10

Pesquisa da CNN mostra que reeleição de Trump está sob risco

Democrata Joe Biden abre dianteira de 14 pontos no voto nacional
4

Kennedy Alencar
WASHINGTON

O presidente Donald Trump perdeu capital político de forma significativa na última semana, o que ameaça a sua chance de reeleição. Uma pesquisa da CNN, rede de TV americana, mostra que ele está com apenas 38% de taxa de aprovação e 57% de desaprovação. Na disputa pela Casa Branca, no voto nacional entre eleitores registrados, o democrata Joe Biden tem 57% contra 41% de Trump.

O atual presidente americano é comparado a Jimmy Carter e George Bush, que perderam as tentativas de se reeleger. No mesmo período do mandato, ambos tinham taxas de desaprovação semelhantes à de Trump. O democrata Carter foi derrotado pelo republicano Ronald Reagan em 1980. Em 1992, o democrata Bill Clinton venceu o republicano Bush.

A repressão dura aos protestos no domingo e segunda-feira da semana passada acabaram incentivando mais pessoas a ir para as ruas nos dias seguintes. A atitude de valentão de Trump se revelou um tiro no pé.

Generais da reserva, como Colin Powell, Jim Mattis, John Kelly e Wesley Clark, criticaram a tentativa do presidente de usar militares para reprimir manifestantes. Trump foi acusado de ameaçar a Constituição. Powell afirmou que ele mente.

Trump combinou gestão desastrosa da crise do coronavírus com uma resposta típica de ditador de república de bananas a protestos contra a violência policial. A economia não está bem. Criou-se uma atmosfera para uma reação da sociedade.

Os democratas vivem um bom momento. Biden está liderando em estados fundamentais para vencer no Colégio Eleitoral. Há possibilidade de os democratas derrubarem a maioria republicana no Senado nas eleições de 3 novembro.

Trump e Jair Bolsonaro são os piores presidentes da pandemia. Nos EUA, a covid-19 já matou quase duas vezes mais que todas as baixas americanas na Guerra do Vietnã.

No Brasil, o governo manipula estatísticas para tentar esconder problemas, como acontecia na ditadura militar exaltada por Bolsonaro.

Uma derrota de Trump terá efeito enorme sobre o Brasil. Bolsonaro ligou seu destino ao de Trump, a quem copia apesar de o americano agora querer se distanciar dele. Uma derrota de Trump levará para a Casa Branca um governo que pressionará o Brasil por destruir a Amazônia e ameaçar a democracia.

Biden já sinalizou que jogará pesado na questão ambiental, desastre que está em segundo plano agora no país por causa da pandemia mas que desperta enorme atenção internacional.

Ouça o comentário:

Comentários
4
  1. Walter Nobre disse:

    Kennedy, as eleições nos EUA serão concorridas, vi um gesto dos democratas, fantasiados de negros, demonstrando intenções em mudar as Leis em torno das policias por lá, difíceis de cumprir. Em todo caso, não deixa de ser uma iniciativa diferente do Trump. O governo atual terá dificuldades em manter a reeleição, ainda tem alguma vantagem, mas terá que construir outros trunfos, neste pequeno tempo que resta até as eleições, um dos segredos é aumentar contratações até então.

  2. Diule disse:

    Como seria bom se nossos militares tivessem essa percepção de democracia!!!! Lá eles defendem a constituição, aqui os militares já ajudaram a rasgar umas três.

    • Me perdoe seus militares e o pesadelo Bolsonaro e bolsonarismo. Já perderam essa guerra. Com evidências. disse:

      Os militares deviam ter a percepção quantitativa dos navios, dos submarinos, dos tanques, da artilharia, da contra artilharia. E observando o imobilizado de guerra. Identificar quantos militares temos em um quantitativo de batalhões. Se sobrarem comando para poucos soldados, cabos e sargentos. O investimento é inadequado. Observando o aprendizados deles no governo. Todos já mereceriam puxões de orelha. Mostre para nós projetos terminados ou em andamento da grande cooperação EUA e Brasil em Alcântara? Não tem! Se o governo não sabe o que faz com a economia, saúde, segurança pública, soberania terra, ar e mar. Saberia fazer o que como força militar implantando uma ditadura com os piores militares vide vice presidente e presidente? Tememos que se o Brasil for alcançado por invasão de países estrangeiros da Europa, Ásia por ex. Não resista 30 minutos (não estou debochando). Graças ao cavalo de Troia dentro de Alcântara. EUA não precisa de esforço. Já tem um puxadinho no Nordeste.

  3. Brasil só volta a ser respeitado sem os militares e Bolsonaro. disse:

    Kennedy se fosse possível. Voltar as urnas e escolher. Acredito que Bolsonaro não se elegeria. O problema não é nem o que o governo não faz. Agora o problema é parar o que ele desfaz. A credibilidade externa para o país Brasil acabou. Acordos comerciais com Bolsonaro duvido. EUA não vão aumentar o comércio com o Brasil. Acordos ótimos com a BRICS, China, Índia e Rússia. Devido a picuinhas e desvio de caráter de alguns ministros. Cessarão. Nos EUA as coisas estão para melhorar. Tiram Trump. E ele volta a ser somente um cara bilionário com interesses não comuns ao que precisa os americanos. No Brasil nossa situação é bem pior. Bolsonaro está acabando com tudo que tínhamos de bom e respeitoso. Economia, status de país em crescimento, soberania, Alcântara, o respeito da opinião pública para as FFAAs, PMs e PF. A dita religião pentecostal, que a fundo em maioria, é só engodo capitalista para homens preguiçosos. A fé é obra gratuita. O Brasil se apequena com o bolsonarismo e militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-07-14 16:56:32