aki

cadastre-se aqui
aki
Política
25-03-2015, 22h35

Planalto continua a perder poder para Congresso

5

Postado por: ISABELA HORTA

O Palácio do Planalto está cada vez mais fraco diante de um Congresso cada vez mais forte.

A Câmara dos Deputados impôs mais uma derrota política à Dilma Rousseff na noite de terça ao aprovar um projeto que muda o indexador das dívidas dos Estados e municípios com a União. A presidente havia dito que, devido ao cenário econômico, não teria condições de alterar o indexador. Mas a proposta foi aprovada com 389 votos favoráveis e deverá ser votada no Senado na próxima semana.

Apesar de o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ter pedido um prazo “mais elástico” para regulamentar a dívida dos Estados e municípios, a tendência é que Dilma também seja derrotada pelos senadores. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que derrubará um eventual veto presidencial.

Nesta quarta, Dilma teve uma reunião com governadores do Nordeste. Mas eles dificilmente poderão ajudá-la a enfrentar o Congresso nessa batalha. Os governadores não têm poder para entrar nessa briga. Além disso, são diretamente interessados na renegociação da dívida dos Estados e Municípios com a União.

Outro tema do “SBT Brasil” foi o pedido de demissão do ministro da Secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann. Ele já havia pedido para sair do governo no final do primeiro mandato. Mas a presidente solicitou que ficasse por mais alguns meses.

Na semana passada, houve o vazamento de um documento interno da pasta de Traumann, no qual havia críticas à forma como o PT e o governo lidavam com a comunicação. Diante do desgaste, o ministro e a presidente conversaram de tarde e acertaram a saída do cargo.

Agora, a presidente tem dois ministérios vagos: Comunicação Social e Educação. E deverá indicar o ex-deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para a pasta do Turismo. Portanto, já tem uma minirreforma ministerial para fazer.

O ex-presidente Lula e o PMDB queriam que Dilma aproveitasse a oportunidade para fazer uma reforma mais ampla, mas ela resiste.

Confira o comentário:

Comentários
5
  1. Josias disse:

    Vou torcer para que o Renan (pres. do senado) e o
    Cunha(pres.câmara), ambos do PMDB e envolvidos na
    lava jato sejam ovacionados na manifestação que
    está prevista para 12/04/14.
    A Dilma só governará se aprender a dialogar com os
    aliados. Ou seja, basta algumas indicações do PMDB
    para as diretorias da Petrobras e uns 30 (trinta)
    ministérios. Talvez consiga até um terceiro mandato.

  2. César disse:

    Com notícias como estas parece que estamos repetindo noticias velhas, só que não, é a repetição de ontem, no hoje e amanhã ao que me parece nada vai mudar. Não sei se por teimosia, por ignorância, por incapacidade, por burrice ou por perplexidade paralisante. Atenção! Todos devem apertar os cintos! Não se preocupem! Não é por causa das reformas econômicas do Ministro Levy. É porque o piloto sumiu!

  3. César disse:

    Um dejavu que tende a se repetir com frequência de agora em diante. Por ela ter se feito de desentendida e ter demorado a sancionar a lei que impede que os partidos novos se unam a outros partidos por cinco anos o que inviabilizaria o projeto do Ministro Gilberto Kassab de enfraquecer o PMDB. Está brincando com fogo, e pode sair muito mais queimada, do que já está.

  4. César disse:

    O povo tem que ficar atento! Olho vivo no Congresso Nacional! O Presidente da Câmara Eduardo Cunha está tentando colocar o advogado do PMDB no Ministério Público. Devemos ficar bem atentos a isto! O PMDB avança também em outros cargos da administração federal como a ANVISA pedida pelo Presidente do Senado Renan Calheiros para um apadrinhado seu. O povo não pode se distrair com medidas e se esquecer do principal. O foco principal é o fim da corrupção. independente de partidos políticos.

  5. David Dias disse:

    Em l950, aqui em SP o snr Adhemar Pereira de Barros elegeu o sr Lucas Nogueira Garces, um professor de hidráulica na USP e não político, Governador e, logo logo este senhor abandonou o Adhemar e seu partido. Depois, Jânio elegeu Governador o sr Carlos Alberto Alves de Carvalho Pinto em eleição contra o mesmo Adhemar e, quando Jânio precisou de não foi atendido e o agrediu. A dona Erundina foi eleita Prefeita pelo PT mas não aceitando suas ordens deixou o partido. O senhor Paulo Salim Maluf elegeu o senhor Celso Pita, não político, Prefeito e este não aceitou ser pau mandado e o deixou, como não tinha base politica e foi brigar com a rede globo, deu no que deu. Assim a dona Dilma que nunca concorreu a cargo público e somente mamou nas tetas do Governo também foi eleita pelo sapo barbudo e seus asseclas, se tivesse boas ideias deveria ter governado com gente boas de outros partidos e não se submeter ao julgo do sapo barbudo, deram lhe a corda e ela esta se enforcando sozinha pois esta cercada de energúmenos, parasitas , egocêntricos, donos da verdade e corruptos e acredito que agora é tarde para que ela possa dar uma guinada de 90 ou 180 graus e enterre-se o Brasil e à nos que aqui vivemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-21 12:32:09