aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
24-11-2014, 22h31

PMDB acerta com Dilma que Kátia Abreu será da cota do agronegócio

Postado por: ISABELA HORTA

O convite para Kátia Abreu (PMDB-TO) ser ministra da Agricultura desagradou a setores do PT. Também houve reação do PMDB. Dirigentes da legenda disseram à presidente Dilma Rousseff que a indicação da senadora não pode ficar na cota partidária. Kátia deverá, então, ser acomodada na cota do agronegócio, um dos motores da economia.

Já começou a disputa entre os aliados por cargos no segundo mandato de Dilma. O Ministério das Cidades, por exemplo, é bastante cobiçado pelo PMDB. A pasta, que hoje está com o PP, também é desejada pelo PT e pelo PSD de Gilberto Kassab.

Há uma expectativa do mercado financeiro, que aguarda a confirmação de Joaquim Levy no ministério da Fazenda. Mas o anúncio da nova equipe econômica deverá ser feito apenas na quinta-feira.

Nesta segunda, Dilma negociou com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o apoio ao projeto que legaliza o rombo fiscal em 2014. A intenção é votá-lo na terça ou, no máximo, na quarta. Se der certo, a estratégia de Dilma é anunciar, na quinta, Levy na Fazenda, Nelson Barbosa no Planejamento e confirmar Alexandre Tombini no Banco Central.

A presidente também discutiu nos últimos dias indicações para os bancos públicos e para as três forças militares: Exército, Marinha e Aeronáutica.

Confira o comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-01 21:02:50