aki

cadastre-se aqui
aki
Política
06-05-2015, 22h30

PMDB dobra PT; Dilma começa a aprovar ajuste fiscal

Peemedebistas exigem que petistas dividam desgaste de medidas impopulares
8

Postado por:ISABELA HORTA

A medida provisória que aumenta o tempo de trabalho para que a pessoa tenha direito ao primeiro seguro-desemprego foi aprovada nesta quarta-feira. O PMDB dobrou o PT e dividiu o desgaste.

No começo da noite, havia uma discussão para tentar adiar a votação das medidas provisórias do ajuste fiscal, mas o Congresso aprovou o texto que altera a concessão de direitos trabalhistas. Outras medidas ainda serão votadas nesta quarta. O governo deve sair vitorioso.

As medidas provisórias são decretos presidenciais que precisam ser transformados em lei pelo Congresso. As duas medidas do ajuste fiscal já foram suavizadas, mas ainda são importantes para ajudar o governo a fechar as contas públicas neste ano.

O PMDB conseguiu que o PT aceitasse dividir o desgaste de aprovar medidas impopulares, que endurecem a concessão de direitos trabalhistas e previdenciários.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já deu o seu recado com a aprovação da “PEC da Bengala” nesta terça e entende de economia. Cunha sabe que, sem o ajuste, o país sofreria muito mais.

*

A aprovação da chamada “PEC da Bengala” mostra que o governo continua sem controle da base aliada na Câmara. A Proposta de Emenda Constitucional aumenta de 70 para 75 anos a idade de aposentadoria compulsória dos ministros dos tribunais superiores.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal já defendem que a medida seja estendida para todos os servidores públicos. Seria uma forma de amenizar uma mudança casuística, na qual os argumentos contra e favor ficaram em segundo plano.

O que importava para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), era tirar poder da presidente Dilma. E ele conseguiu votando a jato e de surpresa ontem.

*

Comentários
8
  1. César disse:

    O PT mostra a sua cara! Retira a mascara e mostra a face oculta. A verdadeira face do PT, já não pode encarar os trabalhadores de frente e olha-los nos olhos. Se esconde no dia do trabalho por não ter o que falar. A triste verdade de um partido morto.

    • walter disse:

      É Cesar, realmente a podridão exala por toda Brasilia…
      Os descarados agora, esta jogando cargos na cara dos deputados; a dilma continua com o discurso de campanha, não vê nada!!!
      O ajuste fiscal, apesar de ser uma “pedrada” a mais em nossas cabeças”, se faz necessário; o País precisa caminhar…
      Infelizmente, esperava mais do Temer, mas ele faz a “viúva desconsolada”, só chora”; não demonstra qualquer ação, pelo poder que acumula, esperava um temer agregador, mas NÃO!!!
      Tudo o que o mesmo quer, é manter o pt refém das exigências mais absurdas, e a dilma do pt mais nem tanto cede…

  2. César disse:

    Morre em Brasília aos trinta e cinco anos o Partido dos trabalhadores. Se suicidaram hoje no plenário da Câmara dos Deputados, os partidos políticos PT e PMDB. Já a alguns anos os dois andavam juntos. Ultimamente andavam meio brigados, mas, fizeram as pazes e parecia, que estavam se acertando. O motivo será investigado. Aparentemente, a motivação, foi passional. PT 10/02/1980-06/05/2015+ , PMDB 24/03/1966-06/05/2015+. Obs: Ninguém vai sentir falta.

  3. Reinon disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk força como sim !! O Governo gastou que não tinha

  4. Getulio disse:

    Uma coisa e vc votar a PEC da Bengala para esses juizes ganharem um dinheirão a mais a outra e mexer com a classe assalariada o povão eles não vão esquecer não o pouquinho que recebiam vai ser cortado, emprego não tem e quando tem querem terceirizar pra pagar pouco!
    Tudo dando certo para o PT; dividir os desgastes populares?
    Só agora!
    Nas proximas eleição vão jogar na cara da população de que quem votou essas medidas foram esses partidos oposicionistas vão tirar “o corpo fora”.
    Acredito que o PT pode até vir mais forte daqui alguns anos.

  5. Marconi disse:

    Caro Kennedy, o direito trabalhista é o seguro desemprego e o que está sendo mudado são as regras, ou seja, o conquista do seguro desemprego como direito trabalhista continua da mesma forma. Não vamos confundir as coisas apenas na intenção de criticar o governo porque é moda e fica bem na mídia.

  6. james disse:

    E quando é que vão cortar uns 20 ministérios de Dilma, que no fundo somente servem para absolutamente nada, a não ser agradar políticos e partidos corruptos? Isso sim seria ajuste fiscal. De todo modo, ele está sendo feito em cima de quem mais dá votos ao PT – a tal da classe trabalhadora, quem diria? Os ministérios, sabemos, são todos administrados pelas zelites de Lula e companhia e na visão distorcida de Dilma com eles não se mexe. Pois é, coração valente é isso aí – tá sempre fugindo da raia!

  7. Não vejo com bons olhos a “PEC da Bengala”.
    70 anos já é o suficiente.
    Ajuste fiscal é supra necessário.
    Foram tantos anos de folia nesse governo que estamos sofrendo no campo da economia.
    Antes tarde do que nunca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-25 21:14:11