aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
18-05-2015, 10h55

Levy propõe que Dilma eleve alíquota de impostos

Contrariado com Congresso, ministro espera derrota em desoneração
74

Postado por:Daniela Martins

Em reunião no domingo com a presidente Dilma Rousseff e outros ministros, Joaquim Levy (Fazenda) defendeu elevar, por decreto, a alíquota de impostos. Como não há espaço político para criar novos tributos, a saída seria aumentar a arrecadação com elevação de alíquotas de impostos que já existem.

Na visão do ministro da Fazenda, essa seria a saída para compensar a entrega de um ajuste fiscal insuficiente. Ele está contrariado com a votação das medidas econômicas no Congresso Nacional.

Levy também avalia que o governo deverá sofrer nova derrota no projeto que reduz a desoneração de impostos sobre a folha de pagamento das empresas. A avaliação feita na reunião é que o Congresso vai reduzir o tamanho do efeito fiscal desejado pelo governo, como agiu em relação às medidas provisórias 664 e 665, que endureceram regras para a obtenção de benefícios previdenciários e trabalhistas.

Desde a semana passada, quando foi flexibilizada a regra do fator previdenciário, Levy sinalizou que talvez fosse necessária a elevação de impostos para fechar as contas públicas. Sem espaço político para criar novos impostos, a saída seria aumentar a alíquota de tributos que já existem. Fazer isso através de decreto não dependeria do Congresso. Traria desgaste político à presidente Dilma, mas o argumento de Levy é que, se o governo fraquejar agora, haverá risco de perda do grau de investimento do país e de que terá sido em vão todo o custo político para adotar medidas econômicas duras.

O tamanho do corte ainda está sendo discutindo. Para Levy, o ideal seria uma economia da ordem de R$ 80 bilhões, que, segundo ele, deixaria o Orçamento de 2015 mais ou menos do tamanho do de 2013. Outros ministros, como Aloizio Mercadante, da Casa Civil, e Nelson Barbosa, do Planejamento, preferem um número menor. Será uma questão de fazer conta.

O governo espera arrecadar cerca de R$ 6 bilhões com a privatização da área de seguros da Caixa Econômica Federal. Contabiliza outras receitas extras que poderiam vir de concessões e de leilões de áreas do petróleo. Portanto, está fazendo cálculos para cumprir a meta fiscal do ano.

No que depender do Congresso, o governo sabe que terá dificuldade para alcançar o resultado que deseja. Ainda mais num cenário em que os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, investigados no Supremo Tribunal Federal por causa da Operação Lava Jato, colocam cascas de banana no caminho do Palácio do Planalto toda semana.

Sem resolver os problemas na economia, a presidente não tem chance de recuperar popularidade e ganhar força no Congresso Nacional, ainda que o vice-presidente da República, Michel Temer, tenha melhorado a articulação política.

O problema é que, devido aos erros do primeiro mandato, o remédio para melhorar é amargo. No segundo mandato, a presidente enveredou por um caminho sem volta: precisa apostar em Joaquim Levy e acreditar que o sacrifício valerá a pena.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
74
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Popularidade, grau de investimento … são conceitos que em nada contemplam o cidadão contribuinte já tão sacrificado. O mais digno a fazer é cortar ministérios e o gigantesco cabide de emprego do PT em todas as esferas da administração direta e indireta.

    • Itamaraty Em Chamas disse:

      Maria, é claro que popularidade e grau de investimento não contemplam o cidadão. De fato, cortar ministérios e parte da estrutura burocrática é oque se faz em qualquer país, antes de cortar benefícios e, somente então, investimentos. E isso não pode ser feito facilmente no Brasil, graças à anos de políticas clientelistas e de inflação da maquina pública, protegidos por leis que foram feitas para evitar desmandos políticos, mas que acabam protegendo o desperdício de recursos. Por outro lado, manter a popularidade é um requisito de qualquer governo. Não precisam agradar à todos o tempo todo, e as vezes, a popularidade precisa ser gasta com ajustes fundamentais, mas um governo sem popularidade alguma, e que precisa fazer ajustes fundamentais, está em sério risco de acabar. Precisam de credibilidade para ter como apoiar ajustes desagradaveis, e já gastaram toda a sua antes dos ajustes… Já o grau de investimento, que parece coisa para rico nos explorar, na verdade é o nosso interesse como país: Se queremos que estrangeiros invistam seu dinheiro em empresas, em negócios, e ajudem a movimentar e crescer nossa economia, precisamos manter o grau de investimento. Perde-lo seria como anunciar aos quatro ventos que aqui não é um bom lugar para investir, e teríamos uma debandada de recursos que feriria de morte nossa combalida economia. Manter popularidade, fazer ajustes e manter o grau de investimento são ações fundamentais, e achar a forma de faze-lo sem penalizar o povo trabalhador, impossível.(penalizar apenas os empresários parece bom na teoria, mas se queremos salvar a economia, isso não se faz destruindo aqueles que a compõe… ) O fato é que a atividade anti-cíclica foi feita durante a crise de 2008, mas o governo não tinha recursos guardados durante os anos bons antes de 2008, quando o Lula gastou a torto e a direito e distribuiu riqueza. Não dá para distribuir riqueza durante a bonanza, e depois prestar ajuda durante os tempos difíceis, o dinheiro acaba. Para ter dinheiro para política anti-cíclica, primeiro é preciso guardar dinheiro. Acabamos agora por ter de arcar com os custos dos direitos sociais bem na hora em que a economia está fraca, e o tesouro, desguarnecido. O remédio será amargo, e ministrado por um governo que não acredita que teve culpa de chegarmos a este ponto. Seria melhor terem deixado o PSDB ganhar a eleição, e deixado com eles a fama de médicos malvados. Agora o PT vai ter de arcar com as consequências, e não poderão fugir do fato de que a Dilma é presidente e que o governo é do PT, a culpa será aplicada à quem lhe cabe expiar….

      • nerso da cacedilma disse:

        ITAMARATI EM CHAMAS, espetacular seu comentário é tudo que eu pensaria em dizer ao ALEXANDRE, mas não conseguiria colocar no papel, com a genialidade e coerência que coisa tenho certeza ele iria diminuir o numero de ministérios, e tentarf desvincular muitos dos 25.000 colocados pelo PT sem concurso e estão em cargos de confiança ganhando um ótimo salário sem que saibamos de sua utilidade.Mas não é só o excutivo o culpado (embora seja o maior culpado).Judiciario é péssimo principalmente os TRIBUNAIS SUPERIORES, que dão auxilio moradia para quem mora na mesma cidade e tem casa,aliás é um escarnio o que o o PODER JUDICIARIO tem de mordomias,férias de 60 dias plano de saúde fantásitco,esta difícil a disputa para saber qual poder é o pior,mas sem duvida os funcionários do Legislativo e JUdiaciario ganham muito mais do que os do executivo .Não se pode governar um PÍS SEM QUE ALGUÉM CONTROLE O GASTO DOS 3 PODERES,nÃO DEVERIAM TER TANTA AUTONOMIA PARA DERRETER O DINHEIRO DOMPOVO AO BEL PRAZER.

    • walter disse:

      Certamente cara Maria Aparecida, mas o desgoverno dilma, não consegue enxergar, tais possibilidade, como todos os outros governos; descarregam em cima do povo.
      O que podemos perceber, que o Levy, especialista, já tem a formula certa, para melhorar o tempero; vai carregar na PIMENTA.
      Ele quer que o congresso aumente os impostos, faz parecer que temos uma alíquota ínfima; não tem qualquer receita diferente.
      Enfim, a conta virá, o governo não fará a lição de casa, que seria o corte de gastos; VÃO DEIXAR UM MONTE DE ESQUELETOS, OBRAS INACABADAS; E O IMPEDIMENTO DA DILMA NÃO É NEM COGITADO.

    • antonio carlos disse:

      Tem que fazer esses ministro ganhar oque o povão ganha assim vamos ver se ele aceita a elevar os impostos porque esse cara vai conseguir mais desemprego e aumentar o indici de bandidos e aumentar os roubos pois todos até pais honesto OU NÃO tem que viver não é como ministro que vive nas custas doS pobre como meros parasitas E acabar com esse partido que só enganou o povão copia alguns tributo americano porque não copia tudo até os impostos assim acaba com arrobadeiras dos políticos.

    • ubirajara disse:

      Concordo plenamente. O Governo mal sabe que a paciência do povo esclarecido está por um fio.Aumentar os impostos ´pode ser um estopim.
      Em nenhum momento fala-se em recuperar os bilhões desviados por este quadrilheiros ladrões que levaram o Brasil nesta situação. Estes ladrões ficam alguns meses presos e depois irão desfrutar do dinheiro guardados nos bancos lá fora , nos imóveis em nome dos laranjas etc

    • Natalino disse:

      Concordo contigo.Antes, muito antes, o que deveriam !!!!!!!!!!!! fazer é dar uma enxugada Geral, na maquininha desvairada do poder público que suga de todos os lados o Povo Brasileiro,que a cada dia está mais espremido pela ganancia do Estado.Só pensam neles.Brasil Ame-o (e se …….) ou deixe-o,o último que conseguir sair do aeroporto,sairá já nas últimas.Êtaaaaaa.. PT.

    • João Renato disse:

      “Todo governo é composto por vagabundos, que por acidente jurídico adquiriram o duvidoso direito de embolsar uma parte do ganho de seu semelhante.” H.L.Mencken.

  2. Alan Page disse:

    Que bucha ….Agradecer a todos os votantes da Dilma.

    • Alexander Schwarzman. disse:

      Peço licença para responder ao seu comentário com a imparcialidade de quem não votou em Dilma nem em Aécio. Qual é a garantia de que o governo do PSDB não faria ajuste fiscal e aumentaria impostos? Não gosto da Dilma, mas sou mineiro, conheço Aécio e estou certo de que ele faria ainda pior. Criticar um governo é legítimo. Criticar o eleitor é não aceitar que vivemos em um país democrático.

      • Rodrigo Soares disse:

        Faço de suas palavras as minhas.
        Um belo comentário. Parabéns.

      • Itamaraty Em Chamas disse:

        Alexander, Sem dúvida o Aécio faria o mesmo, talvez até pior. Mas não é essa a questão! O remédio tem de ser aplicado em função da doença, no caso, o ajuste fiscal tem de ser aplicado em função da situação da economia e das contas do governo. Se dois políticos de diferentes espectros concordam que o remédio tem de ser amargo, mas um mentiu na eleição dizendo que não havia problema algum, então cabe culpar o mentiroso não pelo amargor do remédio, mas pela mentira em contraste com o discurso que agora o ajuste é necessário: Por acaso, a Dilma não sabia que o ajuste era necessário durante a eleição? Ela não disse que o Aécio ia fazer arrocho salarial, inventando uma solução horrível para o problema, para então se apresentar como uma solução melhor, que não ia doer nada? A Dilma tem de arcar com a consequência da mentira, com o custo político de vender paraíso e entregar inferno, com a responsabilidade de ter gasto os tubos em ano de eleição, de ter sustentado as políticas sociais novas a despeito da realidade econômica, e agora não ter dinheiro para apoiar a economia quando ela realmente precisa de apoio.
        Quem lida com comércio e com indústria já vinha vendo os sinais da economia há anos, e nada foi feito, exceto contabilidade criativa, um ministro que inventava previsões positivas da economia na esperança de influencia-la positivamente(sendo visto como um charlatão!), e um caminhão de projetos mal orientados, que não saíram do papel porque lhes faltava realismo. Tudo que fizeram desembocou nesse desastre, e a Petrobrás ainda é só a ponta do iceberg quanto à incompetência e descaso com os quais a coisa pública foi administrada.

        • Stanislaw p/ Itamaraty em Chamas: "SEU LEVY E DONA DILMA, TRAIDORES DO POVO, POR QUE NÃO TIRAR DE QUEM TEM MUITO"! disse:

          Endossando o que você disse e acrescentando resumidamente: estão querendo tirar de quem está sendo roubado através dos diversos escândalos de corrupção que vêm acontecendo, sucessivamente por anos, em função de um projeto de poder mantido através de mentiras, roubalheiras, desgoverno, incompetência administrativa jamais vista, maracutaias e acertos de toda ordem, com participação muitas vezes dos três poderes!
          Agora, num esforço total para se salvarem, procuram não desagradar aos que têm maior poder econômico, é claro, aos banqueiros e poderosos financeiramente, buscando mais uma vez tirar dos que menos têm.
          Tanto que colocaram esse Levy na Fazenda para tranquilizar a classe poderosa econômica, e o tal de Levy jamais fala em tirar dinheiro dos banqueiros.
          A reunião em que se combinou cortes de 70 bilhões, por acaso não sugeriu que se cobre mais impostos apenas dos banqueiros e ganhadores de dinheiro na especulação financeira?
          Veja quanto lucraram em 2014 só as cinco maiores instituições financeiras do país:
          obtiveram lucro líquido de aproximadamente, R$ 60,3 bilhões, crescimento de 18,5% na comparação com o ano anterior.
          O maior lucro líquido foi do Itaú Unibanco, de R$ 20,6 bilhões. Esse resultado
          representou incremento de 30,2% em relação a 2013. É também o maior percentual de
          crescimento do lucro entre os cinco maiores bancos do país. Tal desempenho vem se
          repetindo nos últimos anos e decorre de uma estratégia que combina conservadorismo na
          concessão de crédito, elevação das receitas com tarifas e cortes de pessoal. Além desses
          fatores, em 2014, o banco expandiu fortemente as receitas com aplicação em Títulos e
          Valores Mobiliários, ou seja, em títulos da dívida pública federal.
          O Bradesco teve o segundo maior lucro e a segunda maior variação de lucro no período.
          Com crescimento de 25,9%, em 12 meses, o banco alcançou lucro líquido de R$ 15,4 bilhões,
          o maior da história da instituição.
          O Banco do Brasil lucrou R$ 11,3 bilhões, crescimento de 9,6% em 12 meses. Para
          evitar distorções na análise, este resultado não considerou o efeito extraordinário no lucro
          registrado em 2013, decorrente da venda de ações da BB Seguridade.
          Na Caixa, o lucro líquido atingiu R$ 7,1 bilhões, com alta de 5,5% em relação a 2013.
          Já o Santander apresentou pequeno crescimento no lucro líquido em 2014 (1,8%), que
          atingiu R$ 5,9 bilhões.

      • José Carlos Moreira disse:

        A grande pergunta não é se o Aécio faria ou não estes ajustes, mas porque é necessário realizá-los, por incompetência, por ter gastado o que não devia, por ter inchado o governo com colaboradores sem concursos, por ter ministérios sem qualquer função, por ter utilizado de troca troca no congresso para aprovação de interesses políticos. Enfim, hoje é necessário o ajuste sendo Dilma ou sendo Aécio, mas ainda é preocupante, pois como fazê-lo se não pode diminuir a maquina administrativa, se não pode reduzir os ministérios e aí como fica? Vamos aumentar os impostos!!!

      • Cláudio Leite disse:

        Porque a presidente não vetou os aumentos dos parlamentares?
        Acabaria com as mordomias dos politicos, juizes que agora tem auxilio moradia.
        Aplicaria o indíce do IPC para aumentar os salários de todos incluse dos parlamentares.
        Ficaria suspeço a convocação dos suplentes.
        Acabar com repasse para as ONG’s, que todos sabem que só serve pra desviar.
        Cobrar IRPF dos parlamentares.

      • AlexRJ disse:

        Alexander Schwarzman, entendo seu comentário bastante pertinente. O que mais choca em toda esta questão é o fato da mentira em rede nacional para ter acesso ao poder mais uma vez. Em 2002, tanto Lula quanto Serra, o que ganhasse só teria uma saída que seria manter a política econômica implementada durante o governo FHC. Tanto é que toda estrutura técnica da área econômica e doo Tesouro Nacional fora mantida, mudando somente a figura do Ministro que é um cargo meramente político (ou será que o Palocci entende de economia assim como Serra de Saúde?).Assim sendo, novamente em 2014 a maioria dos brasileiro que votaram na Dilma (considerando que as urnas são a prova de fraude?????) foi enganada pois certamente que a candidata já sabia o rumo que o país deveria tomar a partir de janeiro/15. Agora, querem que nós, brasileiros trabalhadores arquemos com o ônus de toda a falcatrua feita pelo governo do PT. Não posso afirmar se com Aécio estaríamos melhores mas certamente piores não estaríamos.

      • Antonio Borin disse:

        Sr. Alexander,
        O eleitor tem que ser criticado sim, senhor.
        Como disse, vivemos em uma democracia….então, ele, (o eleitor), é a principal peça deste cenário. Povo que vota mal, tem, sempre, que pagar pelo pelo erro de ter votado mal.
        Seria mais justo V.Sª não eximir deste atual cenário o peso que tiveram os votos trocados por promessas e, vai se saber mai o que, para eleger quem, já se sabia, não conseguiria se sustentar em tais promessas.
        É mister que se “eduque” o eleitor.
        Neste caso, crítica, é nada mais, ou menos, de mostrar que erramos na escolha, mais uma vez.

      • Daniel disse:

        Caro Alexander, quem fica em cima do muro é pior ainda. Não agrega nada na sociedade.
        As medidas de redução de gastos poderiam ser as mesmas, mas a diferença é a perspectiva e otimismo junto ao Mercado. Os investidores e empresarios em geral, não veem capacidade administrative na Dilma, e por consequencia, gera uma insegurança em injetar dinheiro no País. Se não há investimento não há emprego para o trabalhador e não há consumo.
        A diferencia é a habilidade politica entre eles. Veja a lambança que está o nosso cenário politico. Os PMDBistas estão sambando na cabeça dela, mandam e desmandam. Não temos autoridade, não temos liderança.
        Portanto, mesmo com as medidas sendo bem parecidas, com certeza o cenário de mercado seria diferente com o Aécio.

    • Marcos Cabral disse:

      É mesmo bidu??? Com Aécin seria diferente?? Vc acredita em papai Noel??

  3. Romulo Alves disse:

    Porque eles nao comecam descontando IR nos proprios salarios? porque nao reduzem o numero de ministerios , o numero de cargos comissionados , enfim porque nao reduzem seus salarios, seus beneficios , seus gastos com viagens para inauguracao como fez Dilma em menos de 15 dias em suas duas viagens a Pernambuco.

    • Vanderlei Gregio disse:

      Concordo contigo. Se tem que fazer ajustes sérios é na máquina administrativa paquidermica e absolutamente ineficiente. Há necessidade de reforma verdadeira politica e fiscal. Essas arrumações são momentaneas e ninguem pode garantir resultado. Já vi um filme varias vezes, a empresa precisa enxugar gastos ai corta os salários mais altos e vai para o buraco. Dai os iluminados dirigentes descobrem que esses salários mais altos eram dos vendedores comissionados. No governo é a mesma coisa. A incompetência reina.

  4. Aparecido disse:

    A verdade é uma só.Ninguem faz milagres,principalmente na Economia.O problema é um só.Má gestão do dinheiro.Isso ocorre em nossos lares,em empresas e claro no Governo.A diferença é que nos lares e empresas,cortam-se tb as despesas.No governo isto não é feito.Pq se fizer o Governo vai pro beleléu.Como deixar os parlamentares descontes sem verbas e como fazer com os apadrinhados.Governo é assim mesmo.Não tem gerencia e fim de papo.Nada como ser Oposição como foi o PT qdo o PSDB governava e agora faz igual ou pior.A Retórica é diferente da Realidade.Incompetencia se ve de longe.Quem não se lembra do “Midas” Eiky Batista e outros mais.

  5. Flávio disse:

    Esses corruPTos sempre meteram o pau no PSDB por ter privatizado um monte de Empresas, agora estão “limando” a Caixa sem ninguém perceber, já tiraram uma grana preta pra tapar o buraco que eles mesmos deixaram, coitado dos futuros concursados. Agora esse Levy em vez de efetuar vários esquemas de contensão de despesas no governo, não, vamos aumentar os impostos existentes, imaginem eu chegar no meu chefe e falar: cara me dá um aumento, pois eu estou endividado e não estou dando conta, aí ele vira e vai me falar, se vira cara economiza e não compra o que vc não pode, é exatamente isso que o Governo deveria fazer, conter custos, não aumentar impostos para cobrir “cagadas”, só no Brasil mesmo.

  6. Alvaro Paiva disse:

    Qual e quanto é Custo em manter 39 ministério em quatro anos ,os excessos de Cargos Comissionados alocados de Benefícios políticos pois o denominado de ajuste Fiscal deveria começar dentro de Casa , e não atingir o povo mais humildes que trabalharam e muito para colocar o País no cenário mundial , e veem seus esforços hoje sem valorização . Pergunto lhe : Não é mais fácil reduzir os ministérios , do que verem as pequenas e médias fecharem ?.
    Grato pela Oportunidade de externar minha concepção.

  7. Raymundo Almeida disse:

    Aumentar impostos seria uma das soluções, entretanto existem outras como por exemplo: suspender a propaganda de governo na imprensa de um modo geral, pois sabemos que estas são caríssimas, principalmente em se tratando de TV, acabar com o famigerado bolsa (esmola) família pois ai é que está a desgraça do governo, ou seja, sustentar vagabundo que nada produzem para o bem do país e ainda efetuar o recolhimento dos cartões corporativos, onde quem os usa, usa de forma errada, inclusive pagando até conta em motéis.

  8. Reinon disse:

    Coitado do meu bolso !!! Mais aumentos … O Brasil está entrando na onda vamos ferrar mais ainda os trabalhadores.

  9. César disse:

    Agora é tarde! Se correr o bicho pega. Se ficar o bicho come. Os erros do primeiro mandato da Presidente da República Dilma Rousseff, estão cobrando o preço pelos abusos e irresponsabilidades, como dinheiro público. Os estragos e o desgaste político já são fatos consumados. Enfiou-se, em um caminho sem volta. Colhe o que plantou. E ainda virão, as consequências do ajuste fiscal, recessão e desemprego. Este, é só o prenuncio da tempestade, que se aproxima.

  10. Luis Carlos disse:

    Pensar em reduzir o número de ministérios nem pensar?
    Privatizar o que da lucro sem reduzir o número de funcionários públicos ou a realocação em outros setores (como fiscalização) é a ideia?
    Aumentar impostos quando a nossa carga tributária já é a maior do mundo e a economia está em recessão é a solução mágica?
    É obvio que houve uma leniência em tomar as medidas necessárias em ano eleitoral e “coisas ruins” terão que ser feitas agora, mas é necessário que se procure matar o futuro?

  11. Ademir disse:

    A sociedade não recebe o retorno dos impostos que paga…… Educação,Segurança,saúde,transporte, rodovias etc…. Além das armadilhas injusta e arbitrária ex. Não corrigindo tabela IR! Descontos irrisórios permitidos, aplicações que perdem para inflação, imposto sobre rendimentos que estão negativos etc….
    Os prefeitos aumentam impostos taxas, governadores abusam aumento ICMS e taxas… O governo Federal idem…. armadilhas para reduzirem direito de uma aposentadoria digna(fator previdenciário).
    No início de cada ano os políticos aumentam aleatoriamente seus rendimentos e verbas, auxílios etc….
    Ninguém reduz seus gastos de custeio, seus ganhos fora da realidade do país, tamanho dessa máquina que esmaga a sociedade que produz.
    Quantidade de assessores, números de secretários, ministérios que não produzem nada, etc… O remédio amargo vai para setor produtivo, não precisa muito esforço para ver gastos supérfluos até de vereadores com viagens, quando seus compromissos são no município etc..
    Até quando vamos resistir isso.

    • antonio ivo galvao neto disse:

      Maravilhoso além de tudo isso pode cortar a bolsa familia e criar empregos.

      acho maravilhoso coratar os gastos publicos.Dilma ou faz ou sai para que outro possa fazer.

  12. Ray magno disse:

    Pra quê estudar tanto, trabalhar anos na Equipe Econômica, e quando precisamos de um Ministro que tenha criatividade ele vai justamente na contramão daquilo que tudo mundo conhece e exatamente não quer?

    Ser ministro da fazendo e tantos outros lamentáveis cidadãos que foram lá colocados é melhor colocar um quitandeiro, que saberá exatamente fazer i o que ele não sabe.

    Depois que saem do governo, vem para a mídia falar de medidas do que nunca fizeram e nem fariam de novo. Papo furado.

  13. henrique disse:

    Esse tal de Levy é louco?????

  14. Daniel disse:

    Vamos privatizar a Petrobras que muita coisa se resolve:
    – Não teremos mais interefencia do governo e roubalheiras descaradas
    – Injetaremos um dinheiro necessario para o superavit, colocando regras nas privatizaçoes para o governo levar uma boa % do valor da extraçao. (como é feito nas rodovias com os pedagios)
    – Não precisaremos achatar mais o salario do povo com aumento de impostos.
    – Se seguir o caminho da privaticação das telecominicações, teremos gasolina mais barata.

  15. antonio elio fernandes disse:

    Dilma, já passou da hora. Pelo bem do Brasil, PEDE PRA SAIR!!!!

  16. César disse:

    O FMI chinês, chega hoje ao país, para nos salvar. O país já é xing ling mesmo, não fará diferença.

  17. antonio ivo galvao neto disse:

    Roubaram tanto que não sabem aonde buscar a solução .

    Devolvam o que se apropriaram e resolva o problema do povo não tem maios aonde tirar.

    Corte a bolsa familia é uma solução

  18. Rogério Vidal disse:

    Quais foram os erros na área econômica da presidenta no primeiro mandato ?

    • Carlos Aparecido da Cruz Vieira disse:

      Não foram só da presidente no 1.º mandato, mas do governo do PT em todo o período, a coisa é simples assim:

      Você tem um salário de R$ 5.000,00 mensal + um cheque especial de R$ 2.500,00 + mais um cartão de crédito de R$ 2.500,00 = um total de R$ 10.000,00 e o que você faz, mete o pé na jaca, gasta mais que seu salário, ai você para compensar começa a usar o limite do cheque especial, e depois começa a usar o limite do cartão, sem planejamento e gastos que não agregam patrimônio, resultado vai ter que uma hora ou outra acertar as contas e para isso você vai ter que cortar gastos além dos supérfluos os necessários também ai você tira seu filho da aula de inglês, da escola particular, corta a academia da patroa, dispensa a empregada, não tem mais passeio ao shopping, nem cinema, nem pizza ou sorveteria, cerveja com amigos nem pensar, salão de beleza da patroa e da filha, os celulares passam a ser pre-pagos, o carrinho do mercado vem com apenas 1/3 do que vinha antes, troca as marcas de creme dental, shampoo, sabonete, desodorante etc… por marcas mais baratas se a casa for alugada, muda-se para uma menor e um bairro mais distante e por ai vai, é simples assim, só que com uma diferença, você não tem como aumentar seu salário, só pode cortar gastos, mas o governo tem como aumentar impostos, então ele corta gastos que deveriam gerar conforto para você e aumenta impostos, mas gastos com ele próprio não porque ninguém ouviu em falar em redução de ministérios e gastos administrativos.

  19. ekran disse:

    governo da hiprocisia. ate o cidadão mais humilde sabe qual a solução. todas as apontadas aqui nos comentarios ja seriam suficientes para melhorar a situação. mas tudo vai continuar como está. despesas absurdas e desnecessarias, corrupção cada vez maior, dinheiro utilizado em obras de utilidade duvidosa, (estadios de futebol gigantescos é so um exemplo) e muito mais.

  20. gente é só cortar as verbas destinadas aos partidos políticos que nossa “estimada” presidente aumentou a alguns dias atrás, que foi por algo de quatrocentos milhões, que vai ter dinheiro para saúde, educação e segurança.

  21. Victor disse:

    E o imposto sobre grandes fortunas que é bom… nada. Está na hora do pessoal do andar de cima começar a colaborar um pouco mais.

    O escândalo do HSBC deveria ser o suficiente para promover essa medida.

  22. EDUARDO disse:

    Ai gentalha no ano que vem tem eleição para prefeito e vereadores de novo e depois deputados, governadores e presidentes… na hora de votar votem neles de novo….

  23. Marco Aurelio disse:

    Mas não Foi o Brasil que fez as melhores das copas do mundo em 2014, que isentou a fifa com US$5.000.000.000,00 de imposto ?

  24. Rufino disse:

    Sou à favor da Guerra Civil, e contem comigo !!!

    • Altemir Costa disse:

      Concordo.
      E ainda digo mais…
      Falta é o povo eleger um grupo de extermínio de político corrupto.
      Quero ver se não resolve.

    • J K disse:

      200/300 anos atrás não havia internet. As redes sociais eram redes pessoais. E os países do mundo entravam em guerras civis facilmente. Com esses adventos, internet e pessoas dividindo opinião em rede, não me parece que seja tão fácil isso acontecer. A estrutura está disponível para os 2 lados, opositor e situação , que atacam e defendem ao mesmo tempo, restringindo o embate ao ambiente virtual.
      Esse movimento se torna mais claro em países pacificos. A Europa vive o caos financeiro mas não há uma guerra sequer nos países que são normalmente estáveis .

  25. marcos disse:

    o povo esta sendo saqueado , greve geral ate dilma renunciar . pagamos mais de 50% em impostos que sao roubados nao adianta aumentar impostos a vida do povo nao vai melhorar pois os impostos sao sempre roubados .

  26. Lucas disse:

    o povo ja paga alta carga tributaria e nao tem retorno. depois esses socialistas culpam nossa miseria por conta da elite branca e do capitalismo. nossa miseria e; culpa dos politicos que roubam os impostos que eram para melhorar a vida do povo .

  27. Antônio José Marques disse:

    Porque ao invés de jogar a responsabilidade desse ajuste em cima da população, o Governo não pensa em taxar o LUCRO cada vez mais altos dos Bancos, que nunca contribuem com nada e só usufruem e exploram quem quer trabalhar nesse País Empresário e Trabalhador. Já passou da hora de punir quem especula com o dinheiro do povo e das empresas e tem nessas taxas de juros absurdas do Brasil um roubo legalizado dos frutos do trabalho de todos. O TRABALHO TEM QUE SER MAIS IMPORTANTE QUE A ESPECULAÇÃO, O TRABALHO PRODUZ RIQUEZA E A ESPECULAÇÃO PRODUZ EXPLORAÇÃO DAS RIQUEZAS DO PAÍS PARA POUCOS PRIVILEGIADOS.

  28. Indra Spartans disse:

    Vamos lá pessoal. Nas próximas eleições municipal, estadual e federal, que virão nos próximos anos, vamos colocar o PT lá de novo…. Quem sabe daqui a alguns anos, ao invés de termos de trabalhar cinco a seis meses integralmente no ano para pagar impostos, até lá não tenhamos que pagar os 12 meses mais o 13° para sustentar essa cambada que vive às custas de pessoas mal esclarecidas ou que por puro fanatismo idiota não pensam em votar no candidato pelo que é, mas votam no partido por causa de simpatizar por este ou aquele. É um absurdo que ainda hoje, com tanta divulgação por parte da mídia e tantos meios de comunicação, um cidadão não consiga enxergar a verdade por trás de tanta falcatrua e continue votando em pessoas que demonstram não ter um mínimo de caráter e dignidade. Não tem como votar nas mesmas pessoas sempre. Não tem como ficar com os mesmos corruptos a vida inteira. Claro que não temos como saber se um novato irá se tornar um corrupto, mas temos de ter a audácia de tirar os que já temos certeza que são. Acorda Brasil. Acorda povo brasileiro.

  29. Ray magno disse:

    Sabemos que o governo brasileiro é no mundo um dos que mais estupram a população com impostos. E agora estaremos mais ainda nas cabeças.

    Enquanto isso, não podemos mais sair de casa sem sermos assaltados, sequestrados ou assassinados. De que adiantam esses arrochos se não podemos viver?

    Os bandidos que nos assaltam e matam já tiveram passagens anteriores na polícia e voltam sempre às ruas. Um terror. Falta de presídios? Superlotação? Por que não transformar os majestosos estádios de futebol da Copa em presídios e terceirizá-los?

    Ai PT, PSDB, PMDB….. Quando algum presidente vai ouvir os clamores da população?

  30. mario disse:

    Isso é porque pouco vai mexer no bolso dele. Ganha bem pra caramba.
    É interessante como esse tipo de gente é materialista e extremamente egoísta.

  31. Dirceu A Aguiar disse:

    Eu estou querendo é abaixar os roubos das imposiçoes, cortar pedagio que é um assalto, pois temos o ipva, seguro, taxa dos ladroes e outros em cima de veiculos, que da muito bem para suprir as necessidades nessa area, abaixar as aliquotas do inss, icms, issqn, irpj, irpf e todas as taxas existente, que são mais de 100, pelo menos 50%. Eu descontarei nos impostos devidos todos prejuizos causados por roubos em pessoas fisicas e juridicas, pois só mexendo nos cofres publicos talvez eles tenham vergonha e da segurança total ao cidadão e aos estabelecimentos comerciais. Parece que vivemos numa ladrocacia.

  32. Sandra disse:

    Na verdade a saída é privatizar todo o Brasil! Só temos corrupção, lavagem de dinheiro e pessoas alienadas!
    Todos ferrados com essa economia cada dia pior e pessoas que ainda não sabem o que está acontecendo no país e preferem não acreditar ou ouvir qualquer comentário sobre a crise atual, que está batendo à porta desde 2008, mas Lula e Dilma sempre fizeram questão de tapar o sol com peneira e ganhar popularidade e tempo para roubar um pouco mais.
    Podem criticar o que for PSDB, não sou de partido, mas de políticos que acredito, e PT infelizmente, não acredito em nenhum!
    A solução? Infelizmente, quem conseguir sair deste país, vá, porque a bomba vai explodir a qualquer momento!

  33. Carlos disse:

    Esse tal de Levy nao tem competencia para ser Ministro da Fazenda, nao sei como colocaram ele la.
    No inicio do ano os poderes legislativo, executivo e judiciario elevaram os salarios de suas cupulas. Esse aumento foi em cascata para os poderes dos Estados e Municipios.

    a solucao viavel seria:
    a) um combate sem tregua a corrupcao com confisco total dos bens dos corruptos, sem prende-los;
    b) diminuicao da maquina publica, reduzindo para 1/3 o numero de deputados federais, senadores, deputados estaduais/distritais, vereadores, ministerios e secretarias estaduais e municipais;
    c) fusao de municipios sem arrecadacao propria suficiente para a sua manutencao.

    Se o atual governo nao tem condicao politica para fazer isso, renuncia da presidente e seu vice para que acha nova eleicao para dar ao novo governante credibilidade e legitimidade para colocar em pratica o disposto nos itens acima.

  34. Pasquale disse:

    Aumento de impostos ?
    Quem vai fazer o PT ?
    Houve tambem aumento de juros?
    Quem fez foi o PT?
    Retiraram direitos dos trabalhadores?
    Quem fez foi o PT?
    E eles mantem o número irrisório de 39 ministérios?
    _____________________________________
    Só queria entender, se era mesmo o Partido dos trabalhadores.
    Por isso, o Lula já admite que seu projeto político esta se…ESFARELANDO.

  35. Bsiba disse:

    …Amigos esqueça que o problema do povo vão serem resolvidos por esse ou aquele governante, apenas legitimamo-os sema A se B trabalham em prol de seu próprios interesses e GRUPOS POLÍTICOS, por essa razão a briga pelos conchavos a cada pleito eleitoral é acirrada. Eles não tem e nunca terá verdadeiramente interesse em governar para o povo. esqueçam minha gente o que eles precisam em engambela o povo na hora de legitima-los.

  36. junior disse:

    O brasileiro paga impostos além do suficiente,o governo tem que parar de dividir a conta do sua incompetência com a sociedade.Até hoje não anunciou corte e redução nos ministérios e nem se falou em corte nos cargos comissionados.Tem muita gente em Brasília sem função,e que consome nossos impostos.Agora essa semana,Levy chiou a respeito dos possíveis R$40 bilhões que poderão ser gastos com aposentados nos próximos 10 anos,mas, o desvio de dinheiro da Petrobrás e do Bndes é muito superior a isso.O governo covarde corta direitos trabalhistas e joga o ônus para o povo,mas, não corta na própria carne.Esse definitivamente é o fim do PT,porque nunca mais serão governo no Brasil,nem fraudando urnas.

  37. Thiago Ruiz disse:

    Que tal mudarmos para Cuba, é assim o que PT quer deixar o pais. Dar quase R$ 80,00 de Bolsa Família (que por sinal é uma fortuna em Cuba) e o resto deixar a máquina pública inchada de emprego para todos os partidos políticos aliados, enquanto que o Sr. Levy quer cada vez mais aumentar impostos. Será que ele vê esse blog como eu quase que todos os dias? E eu gostaria que ele me respondesse esse pergunta? Quantos ônibus ele pega para trabalhar??? Se o salário dele é R$ 788,00 (salário mínimo)? Quanto ele gasta no supermercado por semana/mês para falar em aumentar os impostos?? Bom, esperar o que de um partido que contrata médicos estrangeiros (nada contra os médicos – são super profissionais, talvez melhores que os nossos) de um pais que paga quase que 01 (salário mínimo nosso) e os outros/restantes (90%) ficam com os governo. Parabenizo mais uma vez o povo brasileiro de ter votado novamente no PT., desde já meus agradecimentos. Obs.: Não venham agora falar em tira-los do poder, porque isto seria anti-democrático, ou seja, 04 (quatro) anos passa rápido. To cansado, vou fumar um charuto cubano. Abraços

  38. Juliano Roberto disse:

    É só diminuir o tamanho do Estado. É menos impopular do que aumentar impostos e faz o mesmo efeito matemático. Mas isso não dá, né? Tem que ter sempre uma boquinha pros “cumpanhêros”…

  39. Marco Túlio Castro disse:

    O Aécio deu foi sorte de não ter ganho. Toda a gente, pelo menos fora do Brasil já sabia que a bomba iria estourar.
    A Dilma enganou a todos. Dos alunos dependentes do FIES aos mais velhos que votaram nela.
    Portanto, vocês brasileiros fizeram sua escolha agora paguem calados. Passa rápido só mais 4 anos de amargura e desilusão. Vamos ver quando chegar nos programas sociais. A classe média fake do PT vai descer a pirâmide devendo até as calças.
    Não acho que tem que haver impeachment justamente por causa disto. O pior que que os brasileiros são tão tolos que o Lula vai conseguir descolar sua imagem do poste que criou. Os brasileiros são mesmo uns tolos.

  40. PEDRO PAULO SALOMÃO disse:

    Caro Sr. Ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Em teu semblante notei calma, placides. Em tuas palavras notei reflexão, elas são pensadas, muito bem pesadas antes de as proferir, sinal de que és ponderado, equilibrado, não impulsivo. Porém, instigando a Presidenta a nos impingir MAIS IMPOSTOS, jogas por terra toda tua imagem de “homem salvador do Brasil quase falido”, que se eu vejo, muitos também a vêem assim. Aumentar carga abusiva de impostos, recorde mundial, nós, o povo, teu povo já não aguentamos mais. Caro ministro! Como homem ponderado que mostras ser, com a tarimba, experiência de gestão vasta sempre ocupando altos cargos de gestão, será que não consegues ser mais criativo, imaginativo? Será que não lhe vêm à cabeça outras possibilidades como; CORTE DE GASTOS DO CONGRESSO NACIONAL COMO, DE INÍCIO, O TAL VERGONHOSO “AUXÍLIO MORADIA”. DIMINUIÇÃO DRÁSTICA DAS VERBAS DE GABINETE. LIMITAR PELA METADE O NÚMERO DE CONTRATAÇÕES DE AUXILIARES DIRETOS E INDIRETOS POR CADA PARLAMENTAR EM TODAS AS ESFERAS DE GOVERNO, SEJA MUNICIPAL, ESTADUAL OU FEDERAL. DIMINUIR O NÚMERO ABSURDO DE MINISTÉRIOS (39 PRA QUE?). CORTAR DEFINITIVAMENTE OS GASTOS COM PROPAGANDAS MENTIROSAS, FALSAS IMAGENS QUE O GOVERNO TENTA NOS IMPINGIR GOELA ABAIXO, E LOGO A SEGUIR A MÍDIA VERDADEIRA, A MESMA QUE MOSTROU A PROPAGANDA MENTIROSA DE PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS E DE NÚMEROS FORJADOS, INVERÍDICOS, MOSTRA-NOS O CONTRÁRIO? PENSO QUE ESSA PROPAGANDA NUNCA DEVERIA SER VEICULADA PORQUE, SE O GOVERNO APLICAR BEM OS RECURSOS, FOR EFICIENTE, ATENTO, RESPONSÁVEL, LEAL, E RECUPERAR A ECONOMIA E A CREDIBILIDADE DO NOSSO PAÍS AQUI DENTRO E LÁ FORA, NOSSOS “BOLSOS SENSÍVEIS”, ATÉ NOSSO SEXTO SENTIDO, SENTIRÃO E ACLAMARÃO O GOVERNO. E DESSE JEITO, VEICULANDO PROPAGANDAS MENTIROSAS, VOLTO A DIZER, SÓ PROVOCA NOSSA DECEPÇÃO E, POR CONSEGUINTE, NOSSA IRA! E, PRA QUE 39 MINISTÉRIOS? VÊ-SE BEM QUE, A MAIORIA DELES FORAM CRIADOS PARA ABRIGAR OS APADRINHADOS, OU SEJA, SÃO MEROS E INOPERANTES “CABIDES DE EMPREGOS PÚBLICOS” E MUITO MAIS, O SENHOR SABE BEM ONDE CORTAR NA PRÓPRIA CARNE. SERÁ QUE O QUE LHE FALTA É CORAGEM? Será, Sr. Ministro, e para isto estás neste posto, que não tens mais imaginação que uma criança que ainda frequenta o jardim da infância, na mão da qual colocamos lápis, papel e borracha e ela desenha só uma linha torta, desengonçada, sem rumo, e dia que é um Tiranossauro? Será que não entendeste de Deus e de Einstein, o grande físico, que a menor distância entre dois pontos é a linha curva, mas que, para descobri-la assim é necessário “queimar muito fosfato”? E sabes por quê? Porque, chegar de um ponto ao outro pela linha reta é fácil, é mera doação da natureza, porém, fazer essa distância ser menor caminhando pela linha curva, só aos gênios cabe a solução. E o senhor, quer ser a criança do jardim da infância ou o gênio (nem precisaria de tanto) hein? Seja como Einstein! Não só reinvente a ciência, mas prove que tua reinvenção é indiscutivelmente correta e infalível, indiscutível, só tua, de mais ninguém! E que deu certo porque és, se não um gênio, aproximas de um, e não um mero cidadão pedinte de esmolas a quem não as tem mais para lhe dar. ou a criança em fase pré escolar. Pedro Lecuona Brasil.

    • Geraldo Gomes disse:

      Palavras sábias ,caro colega Pedro Salomão ,estamos ferrados com estas cargas tributárias ,o impostômetro batendo recorde de arrecadação mês a mês e eles querem mais e mais .não estamos mais aguentando tontos impostos .abraços.

  41. Paulo Cesr de Araujo disse:

    Visto os nossos políticos serem senhores imbuídos do maior sentimento de preocupação com o povo, por que eles (os políticos) não fazem política por filantropia, sem salários, sem verba de combustível, sem carro, sem auxilio moradia, sem verbas para contratação de inúmeros assessores. Por que não tentam sobreviver com o equivalente ao salário mínimo por eles aprovado? Por que não utilizam a saúde pública e a educação pública para eles e seus familiares, visto ser o que eles aprovaram para o cidadão contribuinte (?????)forçado de uma carga tributária desumana? Por que não usam o transporte público? Enquanto viverem nababescamente e nós, os seus provedores, isto não mudará. Não sejamos tão idiotas ao ponto de pensar que eles farão algo por nós. A única coisa que querem de nós é nosso voto para se perpetuarem no poder e na mordomia. Abaixo o político profissional e remunerado.QUE SEJAM TODOS FILANTROPOS SEM DIREITO A REELEIÇÃO E APOSENTADORIA NABABESCA.

  42. Quando, em anos anteriores, o governo via a arrecadação aumentar acima do crescimento do PIB, fazia festa. Pensou que isso iria durar para sempre. Qualquer um que tenha 2 neurônios sabe que isso não seria possível. Agora querem aumentar impostos? Podem aumentar. Mas quem vai pagar esta conta são os mais pobres. É o PT prejudicando os mais necessitados. Mas também não tem problema, depois é só botar a culpa nos empresários, como a esquerda sempre faz.

  43. Max Antonio disse:

    Kennedy, qual é a contribuição que governo dá ao contribuinte? É manter os inócuos ministérios, cargos comissionados, aspones a afins e tudo fica assim mesmo? A irresponsabilidade petista já foi longe demais e não é somente o povo que deve ser vilipendiado por esse bando de incompetentes.

  44. Valmir disse:

    O Que mais me dói, não é o que esse desgoverno vai fazer ou deixou de fazer, o que mais dói e ainda ver pessoas defendendo esse desgoverno sem vergonha, corrupto e que elevam impostos penalizando o trabalhador e nos obrigando a pagar pelos roubos que eles cometeram.

  45. NETO DE PRESO POLÍTICO disse:

    Que venham as Olimpíadas Rio 2016!
    Festinha barata, até o momento custou apenas R$ 37 bilhões.
    Adoramos uma festa!
    Ah esqueci! Antes teremos mais um período carnavalesco.
    Que orgulho de ser brasileiro!

  46. Ray magno disse:

    Diálogo ocorrido entre 1643 e 1715 da peça teatral “Le Diable Rouge”, de Antoine Rault, entre os personagens Colbert e Mazarino, durante o reinado de Luís XIV, século XVIII, apesar do tempo decorrido…. é bem atual.

    Colbert:- Para arranjar dinheiro, há um momento em que enganar o contribuinte já não é possível. Eu gostaria Senhor Superintendente, que me explicasse como é possível continuar a gastar quando já se está endividado até o pescoço…

    Mazarino:- Um simples mortal, claro, quando está coberto de dívidas e não consegue honra-las, vai parar na prisão. Mas o Estado é diferente! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se… Todos os Estados o fazem!

    Colbert:- Ah, sim? Mas como faremos isso, se já criamos todos os impostos imagináveis?

    Mazarino:- Criando outros.

    Colbert:- Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.

    Mazarino:- Sim, é impossível.

    Colbert:- E sobre os ricos?

    Mazarino: -E os ricos também não. Eles parariam de gastar. E um rico que gasta, faz viver centenas de pobres.

    Colbert: – Então, como faremos?

    Mazarino: – Colbert! Tu pensas como um queijo, um pinico de doente!

    Há uma quantidade enorme de pessoas entre os ricos e os pobres:

    as que trabalham sonhando enriquecer e temendo empobrecer.

    É sobre essas que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Quanto mais lhes tirarmos, mais elas trabalharão para compensar o que lhes tiramos.

    Formam um reservatório inesgotável……….

    ………..É a classe média!

  47. J K disse:

    Deviam criar uma taxa condominial variável conforme o consumo do morador. CPMF na gente !!! Partiu. Em compensação, remover umas taxinhas (umas 30) que ficam pipocando e atrapalhando nossa vida.

  48. Arnaldo Probo disse:

    Porque não cria a alíquota de 30 e 35% na tabela do IRRF pra quem ganha mais ?? Porque não separa do INSS as pensões do funcionalismo e aumenta a contribuição de quem quer pensão integral ? Tem medo ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-26 12:29:08