aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
15-05-2016, 20h17

Por ora, estimativa de deficit varia de R$ 134 bi a R$ 136 bi

Novo governo calcula buraco nas contas públicas em 2016; CPMF é provável
17

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ao estimar o tamanho do deficit das contas públicas neste ano, a nova equipe econômica chegou neste domingo a um número entre R$ 134 bilhões e R$ 136 bilhões.

O governo Dilma Rousseff já havia pedido ao Congresso para alterar a meta de 2016 para um buraco de R$ 96 bilhões. Na última sexta-feira, no primeiro dia de trabalho da administração Temer, as estimativas da área econômica oscilavam entre R$ 120 bilhões e R$ 150 bilhões.

O novo governo ainda faz contas. Mas a gravidade da situação fiscal torna praticamente inevitável a elevação de tributos. O novo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, quer recriar a CPMF, a fim de ter arrecadação para mostrar aos investidores nacionais e internacionais que a dívida pública brasileira não ficará fora dos trilhos e que voltará a cair no médio prazo.

Comentários
17
  1. Sebastião Aluízio disse:

    A CPMF não pode ser cobrada da camada de assalariados, muito menos de aposentados e pensionistas.

    • Sergio luiz bastos disse:

      Engraçado. Quando Lula assumiu nossa dívida que ele disse que pagou nao passava de 700 milhoes. Onde lula e Dilma enfiaram o dinheiro se nenhum dos dois fez coisa alguma?

      • Pasquale disse:

        Sérgio,onde o Lula e a Dilma enfiaram o dinheiro?
        Foi um truque de ilusionismo.

        • akuma disse:

          Pasquale, eles trocaram a divida externa por divida interna, pode parecer que dá na mesma,mas na verdade o país não precisa se submeter ao viés moralistas do FMI que afundavam nossa economia, deu muito mais liberdade ao país,contudo a divida continua ai.

          • Elias disse:

            Meus caros, não é razoável medir a dívida de um país em valores nominais pois a inflação distorce a informação. O mais adequado é avaliar a relação da dívida da do país em relação ao seu PIB. Sob esse aspecto FHC deixou o país com uma dívida equivalente a 60%, quando Lula deixou o Governo essa dívida era próxima de 35% do PIB, uma redução considerável. Dilma deixou o Governo com uma dívida PIB próxima a 40%. Em relação a substituição da dívida externa por interna, essa foi uma medida sábia visto que o controle de qualquer país sobre o preço do dólar é pequeno. Por exemplo se o Brasil tivesse parte representativa de suas dividas em dólar a alta dos últimos tempos teria elevado a dívida a patamares alarmantes como ocorreu no governo FHC.

    • walter disse:

      Também acho caro Sebastião Aluizio, cobrar de grandes empresas, seria o ideal, mas a remédio é amargo; não acredito em solução fácil, a divida herdada, é muito grande.
      Caro Kennedy, na entrevista ao fantástico o Temer, de forma sóbria, mostrou muita transparência e respeito as instituições e constituição…
      Teremos dureza a frente, não há como fazer limonada, sem limão; a situação é calamitosa; estamos muito prejudicados, quanto aos excessos deixados, para serem cobertos.
      Podemos acreditar, a dilma estaria enrolada, até o fim do ano, com varias inadimplências encaminhadas; por si só, não teria condições de conduzir o País, sem falcatruas e pedaladas.
      Fica a grande lição, a “gestão” do PT sem dinheiro, não existe, estavam gastando o que podiam, comprometendo todas as poupanças; isto ficará claro,no levantamento em seguida…

    • Loxa disse:

      A CPMF não pode ser cobrada de ninguém.
      Governos de esquerda, brincadeira.
      Tem é que cortar benefício de quem não trabalha, isso sim.

  2. evandro oliveira guerreiro disse:

    Sem Dilma, sem CPMF, com Temer CPMF sim. Engraçado, só começamos.

    • eduardo antonio m pontes disse:

      Diferença de cara. Enquanto um governo sem condições de continuar mascara um rombo em 96 Bilhões, quando já ultrapassa os 130 bilhões. Um governo aonde a corrupção era dos mais íntimos colaboradores, empossados pela própria presidente. Um governo que para ser eleito afundou o pais na maior crise financeira, até mesmo maior que a de 1929. Qual poder teria esse governo de propor algo de bom para o país? Acho que a CPMF não é a solução para a situação atual, porém se esse remédio tiver que descer pela garganta da gente que seja escalonado, ou seja, quem ganha mais paga mais. Percentuais diferenciados como acontecesse no imposto de renda e por um período de no máximo dois anos.

  3. RAIMUNDO NOVAES disse:

    Este Governo não vai durar muito!
    Já começam criando impostos. Isto é um absurdo!
    Apoiei a saída de Dilma. Mas já estou me arrependendo. Não temos condições de pagar mais nada. Daqui a pouco 100 % dos nossos salários vão ficar em impostos.

    Fora TEMER e novas eleições. Precisamos ouvir as propostas dos políticos para decidirmos quem será o nosso presidente.

  4. Darci disse:

    Porque motivos ninguém ataca a corrupção, que é a verdadeira mazela deste país? No Brasil, o crime compensa, e muito. Os mensaleiros já estão todos na rua, livres e soltos. Vai acontecer o mesmo com a alcateia da lava jato? Políticos não conseguem fazer uma obra sequer sem levar grana por fora. Já passou da hora das instituições de fiscalização atuarem em tempo real na aplicação do erário público. Porque sempre chegam depois? O povo não suporta mais impostos. Trabalhamos 5 meses do ano para o governo. Isso já não é suficiente? Tem que aproveitar a lava jato e fazer uma limpeza geral no congresso, para servir de exemplo. Aprovar as 10 medidas de combate à corrupção é questão de sobrevivência do país. Ignorar a realidade é um largo passo para a ruína.

  5. Marta Ramalho disse:

    Por que não criam um imposto que incida sobre os bancos e grandes fortunas? Mais impostos sobre a massa assalariada é o fim da picada…

  6. Romanelli disse:

    A oposição tem CULPA nisso
    .
    Claro, o MAIOR erro do país foi sempre tentar vincular receitas ..o outro, sempre contando com o OVO antes mesmo de ter a galinha (tipo verbas da pré sal)
    .
    O governo LULA, tentando nos evitar duma crise, calcado em premissas falsas (como manutenção do preço das commodities) apostou muito nas medidas anticíclicas
    .
    Aquilo que era pra ser transitório com DILMA ganhou ares definitivos ..IMITANDO FHC represou preços, tarifas, câmbio ..arrebentou com as contas internas e externas ..levou consigo ministérios, Estados e Municípios
    .
    Dilma turbinou o crédito pra consumo de porcaria, isso enquanto noutra ponta deixava solto o JUROS pras famílias
    .
    A renda, comprometida, rareou, solapando mais a economia ..LAVA JATO c/Petrobras e empreiteiras tirou-nos 4% do PIB
    .
    O problema do orçamento não esta só em despesas, mas no JUROS ..ano passado foram R$ 500 bi tirado dos pobres e entesourado pelos ricos ..e R$ 25 bi do Bolsa
    .
    SIM, s/CPMF ficará impossível

  7. Lázaro disse:

    Redução de gastos, onde está a redução de gastos??? E as tais concessões, porque isso não acontece??? Cortes nos benefícios sociais, é para ontem, porque não fazem??? As despesas obrigatórias estão relacionadas ao PIB. Como o PIB está negativo nem há o que discutir.

  8. LYRA disse:

    Esses números ainda deverão crescer mais no “novo” governo, já que outras lavas jato virão, com Gilmar Mendes passando as mãos na cabeça de seus correligionários do PSDB, neste caso o Aécio DAS NEVES, com a retirado do Janot da PGR e do comando da lava jato, logicamente que essa deixará de existir e todos os marginais até agora presos ou com processos oriundos da mesma estarão soltos e se juntarão a esses que agora estão entrando e tudo se iniciará do zero, com todos prontos e fortalecidos pela cobertura dada pelo nosso judiciário.

  9. DAVI SEVERO disse:

    o brasil precisa de uma grande mudança na postura governamental,pois é importante uma representação mais justa,e não esses caras que ficam só cobrando impostos da classe trabalhadora pobre, assalariada chega, já estamos esgotados no fundo do poço com tanta cobrança além dessa mudança na previdência social querem acabar com os agricultores.

  10. É PRECISO VERGONHA NA CARA PARA "NEM PENSAR" EM AUMENTAR IMPOSTOS! disse:

    NADA DE MAIS IMPOSTOS À POPULAÇÃO JÁ TÃO ESCORCHADA EM IMPOSTOS!
    É PRECISO CORTAR DOS ALTOS SALÁRIOS DOS POLÍTICOS, GOVERNANTES E ALTOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS!
    É PRECISO MEXER NOS SISTEMAS PREVIDENCIÁRIOS PRIVILEGIADOS DE CERTOS SETORES DO FUNCIONALISMO PÚBLICO!
    É PRECISO ELIMINAR A MAIORIA DOS CARGOS NOMEADOS (CABIDES DE EMPREGOS), MANTENDO APENAS OS DE “CONFIANÇA” COMO ASSESSORIA DIRETA, DIRETORIAS E CHEFIAS.
    É PRECISO UMA FISCALIZAÇÃO RIGOROSA NO EMPREGO DAS VERBAS PÚBLICAS, COM PUNIÇÕES EXEMPLARES AOS ROUBADORES DOS COFRES PÚBLICOS!
    É PRECISO CONFISCAR OS BENS DE TODOS OS ROUBADORES DOS COFRES PÚBLICOS CONDENADOS PELA JUSTIÇA ATRAVÉS DOS DEVIDOS PROCESSOS LEGAIS.
    É PRECISO VERGONHA NA CARA PARA “NEM PENSAR” EM AUMENTAR IMPOSTOS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-29 17:04:01