aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
04-11-2019, 20h52

Presidente do Bradesco prevê crescimento de até 3% em 2020

Octavio de Lazari afirma que juro baixo é "novo normal"
6

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, acredita que o PIB (Produto Interno Bruto) poderá crescer até 3% no ano que vem. Ele vê “sinais de recuperação” para 2020, apesar de “ainda tímidos”.

Octavio avalia que o cenário com juro baixo veio para ficar e será “um novo normal” que demandará dos bancos mais esforços para competir num mercado acirrado. Ele considera que a concorrência das Fintechs é uma realidade.

Ele afirma que cada banco de grande porte está “fazendo a sua lição de casa” para disputar mercado com essas empresas sem estruturas físicas, de baixo custo e de uso intensivo de tecnologia. Segundo ele, os bancos têm como oferecer mais produtos do que as Fintechs.

A respeito dos 10 meses do governo Bolsonaro, ele faz avaliação “positiva”, levando em conta os números da economia. Mas divide o crédito com o Congresso, que tem abraçado uma correta “agenda liberal”, no entender do presidente do Bradesco.

Ouça a íntegra da entrevista concedida nesta segunda ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
6
  1. Roberto Xavier disse:

    Quanta baboseira desse banqueiro…sempre estimam o crescimento alto para o PIB quando na verdade sabem que está tudo um caos…é uma forma de agradar ao governo que aí está e compactuar com as mentiras do próprio governo quando soltar a estimativa para o PIB no próximo ano…nessa crise está tudo muito bom pra eles…só eles tem ganhado com isso…pra que melhorar?

  2. juarez da silva campos disse:

    O crescimento é para quem? O mercado, os investidores? o povo fica com as migalhas e os ricos se lambuzam com o patrimônio público.

  3. walter nobre disse:

    Certamente caro Kennedy, não precisamos ser geniais, diante das perspectivas a favor da economia represada nos últimos tempos; teremos claro, que melhorar mais as condições, como a tributária, atraindo mais capital internado no País. Novos mecanismos financeiros, podem alavancar mais fomento como investimentos. A maioria das empresas financeiras e bancos, visam o curto prazo, não beneficiando os empresários de forma geral. Vamos aguardar o pacote Paulo Guedes, veremos o que fará para agregar valores.

  4. RUY ALIPIO FRANCISCO disse:

    Eu acho que o presidente do Bradesco tem razão, só não acontecerá se o presidente e seus filhos atrapalharem como é de costume.

  5. Wilson disse:

    Bastante auspiciosa a avaliação do Sr. Lazari.
    1. Infelizmente, no outro Brasil em que eu vivo, juros bancários são etratosféricos desde que eu era “criança pequena lá em Barbacena”.
    2. Lamentavelmente, em 2019 temos a mesma economia de 2014: fizemos uma viagem no tempo, para trás.
    3. Encontremos a sucessora da saudosa Mãe Diná para continuar nossa tradição esotérico-futurística. Pois, infelizmente, as previsões econômico-futurísticas não vêm dando muito certo: ninguém previu o crescimento econômico nos governos do PT; muitos deram, em vão, ao ocaso do PT o trampolim para “retomar” o crescimento econômico quando do impeachmente de Dilma Rousseff; a Reforma Trabalhista no governo tampão Temer não aumentou o emprego nem sua formalização; o fim do visto aos viajantes dos países “top” não alterou o déficit da balança de turismo; (vou parar por aqui, pois a lista é enorme.)
    4. Em um ou dois anos espero não ter de incluir a Reforma da Previdência na lista acima.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-21 17:24:21