aki

cadastre-se aqui
aki
Política
18-08-2017, 8h12

Programa tucano expõe falta de rumo e divisão partidária

Com erros factuais, propaganda do PSDB é incoerente e oportunista
19

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Depois da exibição ontem do programa partidário do PSDB, houve críticas duras de ministros e deputados ao conteúdo, considerado uma agressão ao presidente Michel Temer e à ala governista do partido.

De fato, o programa é incoerente e contém erros factuais. A principal incoerência se deve às críticas duras ao governo Temer enquanto o partido mantém quatro ministérios. Se considera que Temer adota um presidencialismo de cooptação, no qual deputados e senadores se vendem por cifrões, o PSDB deveria entregar os cargos. É uma crítica oportunista.

O partido ataca o presidente Michel Temer porque a popularidade do governo é baixa, mas mantém as benesses oficiais que disse rejeitar ao relembrar o manifesto de fundação. É contraditório porque os tucanos adotaram o presidencialismo de cooptação quando governaram o país.

O PSDB deu aval ao impeachment da então presidente Dilma Rousseff, contribuindo para que uma governante eleita não concluísse o mandato. Sem o apoio do PSDB não teria havido impeachment.

Temer e o PMDB chegaram ao poder depois que os principais dirigentes tucanos, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador Geraldo Alckmin e os senadores José Serra e Aécio Neves, apoiaram a rebelião na base parlamentar de Dilma. O PSDB é responsável e sócio do governo Temer.

O programa comete erros factuais, como reivindicar a paternidade do Plano Real, que foi feito durante o governo Itamar Franco. A criação dos medicamentos genéricos no Brasil também é da administração Itamar, quando o médico Jamil Haddad foi ministro da Saúde.

No mínimo, o PSDB, que teve papel importante na implantação do Real e dos genéricos, deveria ter sido honesto em relação à gênese dessas iniciativas. Para usar um bordão do partido, o PSDB errou.

*

Falsa autocrítica

Aliás, o PSDB repete inúmeras vezes que errou, mas não aponta especificamente nenhum equívoco. Faz menção rápida a ter se rendido ao fisiologismo, como outros partidos.

A reação da ala governista tucana indica que crescerá um movimento que já existe para tentar derrubar o senador Tasso Jereissati do comando partidário, mas o PSDB sempre tende a uma acomodação, muito parecida com a que havia no PMDB, do qual a sigla é uma costela.

As ações de Tasso na presidência do PSDB vêm sendo fortemente criticadas pela ala governista do partido. Ele se manteve no posto porque o senador Aécio Neves, que preside a legenda, não tem condição política de comandar o PSDB porque sofreu graves acusações de corrupção na Lava Jato.

A admissão de erros foi genérica. Há ministros, senadores, deputados e governadores tucanos suspeitos de corrupção de acordo com o que foi investigado pela Lava Jato. Não houve citações a casos concretos. Isso transmite uma imagem de falsa autocrítica e renderá desgaste político a Tasso, porque ele endossou uma generalização contra os tucanos.

*

Oportunismo golpista

Aparentemente, o único consenso na propaganda partidária foi a defesa do parlamentarismo. O PSDB lembra que defendeu a mudança do sistema de governo na sua fundação, em 1988, e justifica assim porque está empunhando novamente essa bandeira.

No entanto, quando esteve no poder, entre 1995 e 2002, o PSDB tinha uma base de apoio suficiente para tentar emplacar novamente a ideia e propor uma consulta popular, apesar de o parlamentarismo ter sido rejeitado em plebiscitos em 1963 e 1993.

Mas o partido preferiu usar o capital político para aprovar a regra da reeleição em benefício próprio e no meio do jogo, em 1997, permitindo que FHC concorresse a um novo mandato. A aprovação da reeleição foi um episódio nebuloso na história do PSDB, com uma acusação de compra de votos que nunca foi investigada.

Os candidatos tucanos a presidente aparecem mal nas atuais pesquisas sobre a sucessão de 2018. O partido perdeu as últimas quatro eleições presidenciais e acha que seria mais fácil voltar ao poder mudando o sistema de governo do país.

No atual contexto, é uma proposta com viés golpista, sobretudo se levarmos em conta a qualidade do atual Congresso Nacional. Parlamentarismo com partidos fracos é o pior dos mundos. E, no mínimo, seria preciso um plebiscito ou referendo para ouvir a população.

O programa do PSDB é um resumo da falta de rumo e da divisão política que impera no partido hoje.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
19
  1. rafael disse:

    sim, a propaganda foi incoerente, mas criticar a implementação do parlamentarismo tem um viés oligárquico. Banir a figura do super governante (que eh a impressão ki fica no presidencialismo ,onde ele tudo resolveria)por duas personalidades de correntes politicas similares seria sim salutar. É, o “povo”, talvez não entendesse o sistema de cara (muita gente nem sabe pra quem q vota de 2 em 2 anos neh?), mas o benefício político do sistema eh latente.

    • walter disse:

      Caro Rafael, o Povo tem medo da mudança, que poderá causar, maiores gastos; pensam que o presidencialismo é diferente; menos oneroso; não podemos esquecer que HJ, mais do que nunca, tudo esta confuso, e mudando diariamente…estamos convivendo com um cabo de guerra, entre lula, e conservadores…nesta guerra, pelas fichas carregadas, o lula tem muito a perder; não fosse isto, poderia ser uma grande ameaça seu retorno, mas perde tempo; nem herdeiro político o cabra tem…não sobreviveria aos seus rompantes…esta tentativa de caravanas ao nordeste, não seria problema, não fosse os seus pares sendo presos…o Vacarezza, é réu a muito, é mais um comparsa de seu braço direito, o Zé Dirceu…não tem jeito, vai ter que apoiar a “marina bichada”; esta então, não tem credo, esta montando uma corriola para sua campanha…o Brasil perde sempre; teremos muitas nuances até lá, e nenhuma até agora saudável e ideal ao País…ninguém se preocupa com as reformas e o desemprego…

  2. Fernando M disse:

    Caro Kennedy concordo contigo ipsis litteris !

    Após o impeachment a postura deveria ser de transparência e repudio a corrupção, mas o PSDB passou a ser protagonista do arquivamento das denuncias contra Temer, por mais que se tente desvincular PSDB do PMDB isso é impossível, mesmo com essa explicita divisão interna no partido, parece que o anuncio tenta creditar o insucesso politico do Brasil ao sistema eleitoral, onde os políticos são vítimas, na verdade o PSDB de um lado critica (Tasso Jereissati) o PMDB e do outro bajula (Alckmin e Dória), assim vão levando até 2018, não será surpresa se lançarem Alckmin presidente e Dória vice para 2018, assim PMDB em retribuição passaria o bastão para PSDB.

  3. O PSDB é mais dos mesmos que aí estão e que levaram este país ao caos que se encontra. Politicamente falando, não vejo nenhuma luz no fim do túnel e, se houver, cuidado pois pode ser outro trem dessa laia. Que DEUS nos ilumine, Amém.

  4. Antonio disse:

    Perfeito Kennedy!

  5. Analista Alpha disse:

    Você Kennedy, foi muito elegante e polido ao dizer que o PSDB deu “aval” ao impeachment. Mas fico feliz de perceber que você, mesmo que com outras palavras, não se deixa levar pelo momento e oportunismo como muitos jornalistas, e mostra que entendeu todo o conluio PSDB/PMDB para simplesmente tomar o poder e lá permanecer, seja alternando os mandatários ou mesmo os derrubando.
    Parabéns por sua análise isenta, mostrando comprometimento com a verdade e fugindo do efeito manada oportunista, daquela pragas que vão pra onde está o vento.
    Estamos refém desse povo. Recuaram do distritão apenas pra inglês ver, estão negociando algo maquiado que tem o mesmo objetivo, manterem-se eternamente mamando no dinheiro público.
    Esse povo não quer trabalhar pelos brasileiros, eles servem apenas a si mesmo.
    Se a população não se manifestar, nada mudará.

    • Kennedy e Analista Alpha, parabéns a vocês dois. Concordo com tudo que disseram. Aliás, se fôssemos inocentes e esperássemos alguma coerência desse partido, que não passa de uma costela do PMDB, esperaríamos assumir que erraram ao comprar a aprovação da reeleição, escandalosamente comprada por fhc e seus cúmplices. um pouquinho de coerência e esse grupo de fisiologistas voltaria a se chamar PMDB. Não há nenhuma diferença entre eles.

  6. walter disse:

    Caro Kennedy, em matéria de manipulação, estão todos no mesmo saco; acabaram de prender o Vacarezza do PT, não há maior flagrante que este, pelo mesmos motivos dos demais…o PSDB tem sim duvidas enorme e falta de direcionamento, mas não esta com tanta evidencia, quanto o lula com sua campanha irregular, pelo nordeste…o que realmente assusta; o temer querendo ou não, esta fazendo todos ficarem desorientados…no fundo estão com medo do temer dar certo na condução do país…nesta hora, estão todos nivelados, estão pensando em 2018…esqueceram o País, dos desempregados pela ordem…mais uma vez vale salientar; não importa o regime, para tanto precisamos de um plebiscito no mínimo, nesta hora querem todos; ignorar a vontade do Povo, para se safarem das acusações imputadas, contra a maioria em Brasília, principalmente PT< PMDB, e PSDB…

  7. Hylace Façanha disse:

    Perfeito. PSDB morreu ideologicamente. Falso moralista e Oportunista de Plantão.

  8. ANDRE disse:

    O PSDB que outrora foi um partido de intelectuais, é hoje um partido de bufões, totalmente desfigurado e apostando suas fichas em um político medíocre como Dória. O PMDB e seu fisiologismo conseguir fazer do PSDB e do PT, arremedos só um pouquinho melhores do que ele. O parlamentarismo com a qualidade dos políticos e dos partidos atuais seria péssimo para o país, seria entregar o país para o pior dos poderes. Tentar mudar o sistema sem passar pelo crivo popular, que despreza a câmara, é um golpe parlamentar, e o PSDB mostra mais uma vez o viés golpista. Para sermos um país parlamentarista será um longo caminho, tomemos como exemplo o Reino Unido, lá existe um monarca que garante a estabilidade do sistema, dois grandes partidos o trabalhista e o conservador, uma grande parte da população tem afinidade com um dos dois partidos, há distritos seculares e um respeito muito grande pelas instituições britânicas. Lá se vota sem apresentar um único documento, vejam a diferença.

  9. Carlos Alberto Ferreira disse:

    O PSDB esta divido pelo fato do Senador Aecio Neves ter que ficar pendurado junto com o governo devido as denuncias contra ele. Nenhum Ministro vai ser demitido até dia 31/12/2018 porque se sair de ministro, vai direto para cadeia inclusive o Michel Temer. Estão todos pendurados para evitar a cadeia. como aconteceu no Governo dilma com a nomeação do Lula, a unica diferença é que a quadrilha esta do mesmo lado, antes, era uma quadrilha contra a outra quadrilha. Dependendo de que lado o ladrão esta na politica no Brasil, ele pode virar ladrão ou sabido. Agora estamos na fase de de dizer que tudo é pelo bem do Brasil. Os ladrões roubam o Brasil e vão aprovar um projeto para diminuir o rombo da previdencia? Isso é coisa para um roteiro de filme e chamar o o Feline. O nome do filme: O meu ladrão é mais honesto do que o teu. Obrigado.

  10. ISMAEL BUORO disse:

    O PSDB, com o apoio ao GOLPE e, consequentemente, ao governo TEMER, implodiu.

  11. Paulo Passos disse:

    Perfeita a sua leitura, Kennedy. O PSDB quer transmitir a imagem de distanciamento do PMDB ao mesmo tempo que o apoia. Neste sentido, acende duas velas para dois deuses. O programa de TV acabou resultando em efeito contrário: revelou a cisão interna e a incoerência oportunista de uma legenda esquizofrênica – ou cínica – que nega publicamente a ação que não cessa de praticar. Sem lideranças fortes para 2018, parte dos tucanos tentam se agarrar ao governo como forma de salvar Aécio. Por outro lado, outro grupo dentro do partido sabe que o “rei está nu” e que 2018 é logo ali depois da esquina. Portanto, quanto mais tempo permanecer alinhado a um governo com baixa popularidade, maior poder ser o estrago para aqueles que almejam o poder no próximo ano. Por fim, cabe apenas aos tucanos sair da sinuca de bico em que eles mesmos se colocaram, em um jogo em que não há como ganhar.

  12. Pedro Paulo disse:

    Há poucos anos atrás a transparência internacional da ONU após uma boa pesquisa mostrou o resultado dos partidos mais corruptos do país e foram PMDB, PSDB, PP, PR. O PT ficou em oitavo. Então na realidade a grande mídia mostra uma “realidade”diferente. Como é possível o Lula ser condenado sem uma única prova, e outros como Aécio e Temer com gravações explícitas, malas de dinheiro e até tráfico de drogas e assassinatos e estão andando de bem com o STF?

  13. José Nilde disse:

    Excelente matéria, imparcial e fiel aos fatos, esclarecedora. Quanto ao parlamentarismo como opção tem que ser pelo povo, seja sim ou não. Com os 513 que ai estão é outro golpe, vez que não podemos falar em HONESTIDADE E EFICIÊNCIA VOLTADA AO COLETIVO com a turma atual. E alias, o problema não é o regime, vez que outros países vão muito bem dentro desta linha, o problema é a formação parlamentar construída no Brasil há anos, não é o PT, PSDB, propriamente, é o povo elegendo e reconduzindo ao parlamento políticos envolvidos em ilícitos nunca julgados. Se o politico consegue paralisar seus processos é por que deve a justiça, tira o cara pelo voto e pronto. Dentre os 40 quem seria eleito para o seriado, Ali Babá é lógico!!!!! Quem seria nosso primeiro minitro???????

  14. FILIPE disse:

    Não nos esqueçamos que a Dilma faliu o país. Hoje em dia tem muitos homens de bem trabalhadores que estão desempregados sem ter dinheiro até para ajudar seus filhos, e muitos não conseguem nem pagar a pensão.Ai sabe o que está acontecendo : trabalhadores honestos que estão desempregados estão correndo risco de serem presos por não terem dinheiro para ajudar seus filhos com a pensão, e enquanto o homem de bem é preso, o PT é contra aprovar lei que caracterize o porte de arma de fogo de alta periculosidade como crime hediondo, pois segundo o PT isso será prejudicial a aos menores de idade ( bandidos assassinos).
    Esse é o governo do PT, governo que prende o trabalhador que está desempregado não tendo condição de pagar pensão e deixa o bandido solto e oferece todo tipo de benefício disso, bolsa daquilo para o bandido .

  15. Elsonio disse:

    Se querem falar de honestidade, não existe ninguem que esta no no poder, pois todos são desonestos, a nação esta sem governo. Quem com ferro fere, com ferro será ferido. Roubaram o poder da Dilma que era legitima, os aposentados teve a promessa de ter 10.00 a mais nos seus benefícios, estava previsto 979,00 aumentou para 969,00 quer mais. Isso sem contar que o pais esta desgovernado que o presidente para aprovar alguma porcaria, precisa pagar para os deputados votarem contra o povo, mas 2018 esta ai.

  16. Stephen Brown disse:

    Prefiro o Doria ao Alckimn com certeza.

Deixe uma resposta para rafael Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-16 21:47:29