aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
17-03-2015, 9h27

Protestos reforçam apoio de Dilma a Levy e ajuste

Temer articula tentativa de reforma política com DNA peemedebista
24

Postado por: Daniela Martins

Os protestos de domingo acabaram reforçando a nova política econômica e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Há uma razão pragmática para isso. É a única chance que o governo Dilma Rousseff tem para tentar dar a volta por cima: realizar um ajuste econômico que traga boas notícias no médio prazo e reflexos positivos na popularidade presidencial, que hoje está baixíssima.

Ontem, Dilma voltou a defender fortemente o ajuste econômico em curso. Depois das manifestações de domingo, quis evitar a ideia de que poderia haver recuo no ajuste diante da fraqueza política do governo. No mesmo dia, o ministro Joaquim Levy (Fazenda) esteve em São Paulo numa série de encontros com empresários para dizer que o rumo econômico será mantido e que quanto mais rápido se fizer o ajuste mais rápido o país voltaria a apresentar melhores resultados na economia.

Numa autocrítica rara, a entrevista concedida aos jornalistas no Palácio do Planalto foi a primeira vez que a presidente Dilma Rousseff não responsabilizou inteiramente a crise internacional pelos problemas na economia e admitiu eventual erro de dosagem no primeiro mandato.

A presidente começa a fazer uma narrativa que tem mais sentido e que justifica a mudança da política econômica do primeiro para o segundo mandato. Não estamos em dificuldade em 2015 somente por conta da crise de 2008 e 2009, mas porque nesse caminho o governo também errou. Exagerou ao permitir que fosse destruída a credibilidade fiscal e admitindo conviver com uma inflação alta durante muito tempo.

Numa dia em que falou em humildade, a presidente escorregou ao dizer que os jornalistas queriam uma atitude confessional. Ainda que tenha sido feita a contragosto, essa autocrítica reforça a possibilidade de ela manter o rumo adotado pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

*

Com cuidado, a presidente debate uma reforma ministerial para recomeçar seu governo do ponto de vista político. Encontrou-se novamente com o ex-presidente Lula em Brasília ontem à noite. Lula é um defensor dessa reforma, sobretudo para dar mais espaço ao PMDB.

Dilma negou que tenha tentado isolar o PMDB. Mas o fato é que tentou fazer isso, sim. Errou e perdeu capital político. Deverá tentar corrigir agora com uma reforma ministerial, num cenário em que tem menos força para negociar.

O pacote anticorrupção já estava preparado desde a semana passada para ser divulgado.

Já a reforma política é uma resposta surrada, que só teria chance concreta num amplo diálogo que envolvesse também a oposição. O vice-presidente da República, Michel Temer, que é do PMDB e tem trânsito com o PSDB, pode tentar articular um acordo.

Mas, se sair, será uma reforma distante da pretendida pelo PT, que teria de fazer concessões. Teria muito mais o DNA peemedebista do que petista.

*

Uma pesquisa feita pelo Datafolha durante a manifestação de domingo mostrou que 47% dos que foram à Avenida Paulista protestaram contra a corrupção. O impeachment da presidente Dilma Rousseff era pedido por 27% dos presentes e 82% dos manifestantes votaram em Aécio Neves nas últimas eleições.

A presença de eleitores tucanos em massa já era esperada, porque São Paulo é o epicentro do sentimento antipetista no Brasil. Mas ter votado em Aécio não desqualifica o protesto.

Pesquisa Datafolha de fevereiro mostrou queda geral na avaliação geral do governo. E o protesto contra a corrupção tinha cartazes que concentravam as críticas no PT, na presidente Dilma e no ex-presidente Lula. Outros políticos e partidos foram poupados.

Em relação ao ex-presidente Lula, houve uma agressão com uma camiseta com a inscrição “Basta”. Algumas camisetas tinha ainda a assinatura do do movimento “Vem Pra Rua”. Outras estavam sem assinatura. Mas, em todas essas camisetas amarelas, havia alusão à mão esquerda do ex-presidente Lula, que possui quatro dedos.

Essa camiseta foi usada por políticos da oposição, como o senador Ronaldo Caiado, do DEM, e empresários e manifestantes. É uma agressão, porque ele perdeu um dedo num acidente de trabalho. Isso diminui os manifestantes e revela que, entre absurdos do protesto, não havia apenas pedido de intervenção militar. Havia também preconceito puro e simples.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
24
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Agora só falta Dilma enxotar o ideólogo oficial do regime: Marco Aurélio Garcia (top-top). Senão ele é capaz de escrever outro discurso igual ao da ONU e arruinar de vez o que sobrou do PT !

  2. José Soares Caldeira disse:

    kENEDY, BOM DIA.

    Sou ouvinte diário ddos seus comentários na CBN, Fui Administrador hoje Consultor. Apenas para seu conhecimento de uma maneira usual de ser de uma geração. Minha primeira formação Acadêmica, foi na Escola Profissional Dr. Júlio Cardoso, como Torneiro Mecânico, escola constituida e mantida ainda pelo Governo do Estado de S. Paulo.
    Nos meados das déadas de 1950/1960, era comum os profissionais, dar marretada no dédo mínimo ou amputar uma falange do dedo mínimo da mão esquerda. Como mutilado a pessoa precoce se aposentava.
    Destes o mais bem sucedido foi o Lula que após cinco mês como metalúrgico foi ser um bem sucedido sindicalista.

    Abraços.

    Caldeira

  3. Joaquim disse:

    O Brasil é um pais engraçado em que tudo vira preconceito, não é politicamente correto. Onde os diretos humanos são sempre a favor do bandido: Coitadinho do ladrão que levou um tampa na orelha, a vitima que foi assaltada nem se fala, o policial que ariscou a vida para prender o ladão vira o criminoso.
    A camiseta em questão é uma a alusão clara a quem deu a direção que levou a empresa a esta situação.
    E para completar eu também perdi uma parte do dedo, não me considerou um deficiente e principalmente não sou aposentado como incapaz.

  4. Luis Claudio disse:

    Kennendy,

    Não sei não… A população não está insatisfeita só com o ajuste. O problema é que ele está sendo feito fora de hora. Mexer no Diesel afeta diretamente com a economia do pais,tem termo elétrica na nossa conta também, Porque não só na gasolina essa sim é luxo. O barril chegou a 42 e vai cair mais ainda. O verão está indo embora mais o aumento da luz vai ficar. “Ela falou que era momentânea”. O pré-sal é inviável( é muito caro pegar lá embaixo” Isso é mais uma marketing fálido como o mamona, a premium etc etc. Bem coma BR ela já acabou. Estamos insatisfeita é com a roubalheira que então pouco tempo vai estourar em série. DNIT, CEF, BNDES etc. A mulher endividou o pais inteiro dando crédito a todos. Mas não tem um plano para consolidar o poder de compra com dinheiro vivo. Falta pouco para os empresário tirar os produtos da prateleiras aí a coisa vai ficar feia. Até o PSDB está com medo. A situação está muito crítica. Quando voltar do seu almoço dê uma analisada no preço.

  5. Fabio disse:

    MP, PF, STF, Gostaria de saber, porque o SR. LULA ainda não foi investigado ? e porque ainda não está preso ?. Sarney, ACM, Collor, Maluf, etc, etc…, são Santos comparado a esse cara.

    • jorge silva disse:

      Nao fale mal do homem que levou o pais ao maior estagio de crescimento que este pais ja viu, tirou milhoes da linha da pobreza , dobrou a classe media, e tornou o pais visivel la fora. Ele fez mais do que qualquer outro em 500 anos de historia.Corrupcao nao e exclusividade do PT, esta entranhada em todas as camadas da sociedade,

  6. Couto disse:

    É preconceito e ódio irracional; inconformismo por mais uma derrota e inconformismo com uma política de cunho social, mesmo que essa política não tenha prejudicado as elites, pelo contrário.

    • Joaquim disse:

      Couto, como você defense este governo, que tal começar o ajuste com o corte de ministros e corte de cargos comissionados e depois pedir paciência a população.
      Leve esta sugestão para eles, quem sabe assim a população fica mais calma.

  7. Glauco Flores disse:

    Parte do jornalismo brasileiro simpatizante do PT, do Lula e da Dilma há tempo faz de porta voz desse atual governo federal mergulhado em enorme corrupção jamais vista no país. Lamentável. Não sou de direita e nem de esquerda. Sou brasileiro que deseja ver o Brasil passado a limpo e ir em frente.

  8. jarvas disse:

    Dilma, Lula, o PT e diversos congressistas da base aliada são como produtos vencidos em supermercado. Estando fora do prazo de validade como estão, merecem a lata de descarte (a outra palavra certamente seria censurada no blog). Outra coisa: a FSP se revela cada dia mais petista: o PT subtrai grana do povo brasileiro; a FSP subtrai manifestantes contra o governo. Mas multiplica os vermelhosos da CUT, MST e outros desqualificados que vivem às nossas custas e participam de “manifestações” pagas. Eu fui de graça domingo.

    • jorge silva disse:

      Provavelmente voce quer a volta da corja do PSDB, que vendeu a maioria do nossosas esttais a preco de banana, que vivia sobre o tacao do FMI, viviamos num eterno arroxo, desemprego altissimo.O Sr. Aecio esta envolvido em gastos de mais de 500 milhoes em propaganda e desvios na saude.

  9. Sofia Galvani disse:

    Vc. é um bom jornalista – não precisa disso. A alusão à mão esquerda sem o dedo do Lula, não teve cunho de preconceito. Preconceito é o mesmo ficar jogando uns contra os outros com os já cansativos dizeres: elite branca de olhos azuis!!! Isto não é preconceito, Sr. jornalista?! E vindo de um ex-presidente da república?! E as dezenas de menções do mesmo de que NUNCA SOUBE DE NADA!!! Se ele nunca soube de tamanhos escândalos de corrupção é um péssimo gestor e não pode governar um país, mas se sabia é igualmente corrupto e chefe de máfia. Sei, mais uma vez, que o sr. não publicará meu comentário, já que nitidamente petista. Mas não se deixe cegar, caro jornalista! Este partido desviou todos os sonhos de decência deste país!!!!

  10. leo disse:

    Como pode pessoas acharem que aumento de impostos é REAJUSTE FISCAL,nos não podemos pagar a conta das merdas feita pelo PT bem como a roubalheira, ACORDA BRASIL!!!!

    • jarvas disse:

      Pois é, Leo. Cortar ministérios nem pensar; demitir funcionários do Planalto que ficam alterando perfis de jornalistas na Wikipedia e forjando dossiês falsos nem pensar e por aí vai. Esse é o Brasil dos “progressistas” vermelhos.

  11. Fernando Iglésias disse:

    Este Sr. Kennedy é incrível: o Brasil se afundando em fraudes e maracutaias e, após uma gigantesca passeata, ele nos brinda comentando amenidades políticas, como se nada estivesse acontecendo. Não dá para aguentar. . .

    Fernando

  12. David Ferreira disse:

    O meu querido, que essa senhora vive em outro mundo eu sei, agora que você veja condições da mesma voltar a ter a confiança do povo, aí é demais, eles jamais admitirão erros e convenhamos a humildade não está no dicionário desse povo. Caso alguém pense que houve humildade por parte de qualquer um deles, das duas uma: ou o seu conceito de humildade é pífio ou é patético.

  13. José disse:

    “A presença de eleitores tucanos em massa já era esperada, porque São Paulo é o epicentro do sentimento antipetista no Brasil. Mas ter votado em Aécio não desqualifica o protesto.”
    Não desqualifica, mas também não pode pautar o governo única e exclusivamente, nem tanto prioritariamente, pois corre o risco de perder o apoio, mesmo silencioso, de quem votou em outro programa e acredita que nos próximos anos a economia e a condução política adotada pelo governo seja bem sucedida. A PR foi eleita para ser presidente de todos e na medida do possível tem que contemplar a todos, mas querer agradar a deus e ao diabo ao mesmo tempo, não vai levar a lugar nenhum. Talvez o ideal seria trabalhar nos pontos convergentes e urgentes, dando a adequada publicidade aos fatos.
    Acho que já passou da hora de responder a altura os aloprados do psdb como o Nunes e o Neves e o “homem-dourado”, e acredito que muita gente no próprio psdb deve estar de saco cheio deles também, vide o Serra que sumiu da mídia e o Geraldo que é candidato na próxima.
    O mais importante para o momento é que governo, se for esperto, tem que agradecer os tucanos da paulista pelo apoio para turbinar o plano Levy e dar um susto no congresso. Quanto a corrupção, essa só vai ter fim o dia em que Deus voltar e transformar tudo em sal, a não ser que o cidadão comum aprenda que a lei do gerson de levar vantagem em tudo, é realmente algo execrável, abominável e não uma virtude.
    José

  14. Augusto disse:

    Dilma apóia Levy? PIADA!
    Levy apóia Dilma. Essa é a realidade!
    Ele assumiu o comando político para negociar um pacto social com empresários, para que estes aceitem os ajustes necessários para restabelecer a ordem na economia; já que ela não o faz.
    Aliás, não tem comando político nem para negociar o mesmo pacto social com os trabalhadores da CUT.

    • Joaquim disse:

      Augusto, não é questão de aceitar ou não aceitar, o ajuste é inevitável e já vem tarde, ele deveria ter começado em 2011. Ao invés disto preferiram editar a MP 579, para tentar ganhar a eleição de 2012, criaram a contabilidade criativa e fizeram a Petrobras se endividar até o teto. Ou seja foi criado um castelo de areia e agora desmoronou.
      Qualquer dona de casa sabe que não pode gastar mais do que se ganha.
      Isaac Newton dizia no seculo XVII, a bondade do governo hoje é a maldade amanhã.
      De uma maneira ou outra a sociedade brasileira ira pagar pela péssima administração do PT, só espero que isto sirva de lição para os brasileiros e nós aprendamos de uma vez por todas: Não existe almoço de graça.

      • Augusto disse:

        Joaquim
        Concordo com vc em gênero, número e grau. Não sei onde vc leu que eu disse que sou contra o ajuste, ou que considero que ele possa ser evitável. Quem é responsável e pensa no país sabe que os ajustes são inevitáveis.
        Meu comentário foi irônico e só diz respeito só à incompetência política da D. Dilma e de seus outros agentes políticos na condução do processo político do ajuste. Não entrei no mérito das medidas que precisam ser tomadas,nem no mérito das causas e consequências da gestão governamental.
        Estou fazendo uma referência elogiosa ao Levy por assumir um papel que deveria ser da mandatária mor da nação, que não consegue nem exerce-lo junto a sua base aliada.Estou contradizendo o Kennedy, dizendo que Levy é quem dá apoia a Dilma.
        Ela? Bem… ela precisa dele. Não se trata portanto de apoiá-lo ou não. Ela não tem outra saída para corrigir os erros que não admite.
        Abraço

        • Joaquim disse:

          Augusto desculpe. Não queria te contradizer, apenas complementar. Porém esta difícil até ser irônico com esta situação.
          Pelo menos se ela admitisse os erros seria muito mais fácil uma solução, pois o congresso não teria de carregar sozinho o pepino.
          E a população veria que ela enxerga o mesmo que nós ( população ). É mais fácil conserta um erro depois que se admite que errou.

  15. Dober disse:

    Na verdade o maior câncer do Brasil é o congresso (minúsculo mesmo), pois todos presidentes desde Sarney passando por Collor e FHC se tornaram reféns desta máfia. O Cunha foi eleito porque prometeu não caçar nenhum deputado envolvido em escândalo. E nesta hora se unem PT, DEM, PSDB, PSB, etc, e todos voltam favor. E no Senado quem temos para como presidente, Calheiros, antigo conhecido dos brasileiros de muitas maracutaias.

  16. Cesar disse:

    As manifestações são “LEGITIMAS”!
    Por que a corrupção não é uma invenção do PT, os governantes petistas podem “ROUBAR”?
    Não nos prometeram ser diferentes dos que governaram o país antes deles? Então porque estão fazendo igual aos que vieram antes?
    Não governariam para todos os brasileiros e promoveriam políticas de inclusão social? Se todos somos iguais, porque o aumento salarial da classe política foi tão desigual?
    Porque político é tratado como uma classe especial? Não promoveriam a igualdade social?
    Da maneira que as coisas estão, fica a impressão de que o povo é só usado durante as eleições e, é novamente usado para pagar as despesas dos luxos e regalias dos “ELEITOS”. Sempre que se gasta em excesso pode-se taxar algo ou aumentar impostos, que o povo paga.
    A “ESQUERDA” tem que aprender que, NÃO EXISTE GOVERNO GRÁTIS! Dinheiro não é feito com uma varinha mágica do Harry Potter ou uma máquina de fazer dinheiro na mesa da Presidente ou do Ministro da economia. Para se “dar” as “bolsas” alguém tem que “TRABALHAR” e alguém de “PAGAR” por isto, o que é feito através de mais impostos o que encarece os produtos e os torna inacessível à população que recebe bolsas. Desta maneira eles(os que recebem bolsas) não saem do lugar, continuam pobres e sem poder de compra, dependentes de bolsas para apenas sobreviver. Durante a eleição o terrorismo eleitoral é usado em favor de quem está no poder dizendo-se a esta população humilde, de baixa renda, dependente desta ajuda pelas carências às quais estão expostos que “se o atual Governante não for reeleito” ou “se houver troca de partido no poder”, os outros extinguirão os benefícios (as bolsas). Caracterizando-se o uso da máquina pública para se conseguir votos (através de bolsas). Compra-se votos com bolsas. Só que para se perpetuar no poder o Partido dos Trabalhadores usa de outros meios de terrorismo eleitoral colocando populações de classes sociais diferentes, umas contra as outras irresponsavelmente ,como maneira de sempre ter o controle sobre os seus eleitores. É o “NÓS CONTRA ELES”. O pobre contra o rico, os humildes contra as zelites, os negros contra os brancos, como se todos vivêssemos em países diferentes, como se quem tem um comércio quisesse a desgraça dos consumidores, como se os fabricantes que investe milhões ou bilhões em uma fábrica desejasse que alguém nunca tivesse condição de ter o produto que ele fabrica. O pior de tudo isto é que tem gente que acredita. Eles lançam uma cortina de fumaça por sobre a verdadeira intenção de nos transformar em uma falsa democracia, com pseudo eleições para que pareça ao resto do mundo que estamos felizes e contentes com a sua administração, e que até os recolocamos no poder. Para isto todos os governos que assim agem, querem regulamentar a mídia, classificando-a de golpista, só para poder “CENSURA-LA”. Foi assim na Argentina, foi assim na Venezuela, foi assim no Brasil quando o Ex-Presidente Lula tentou e agora volta o tema no governo da Presidente Dilma. Se a censura estive em vigor no país nós jamais saberíamos da roubalheira na Petrobrás. O protesto não é contra a melhoria da condição social ou diminuição da pobreza, o protesto não é contra o pobre estudar ou virar “DOUTOR”. O protesto é contra a “CORRUPÇÃO” disfarçada de “CARIDADE”! O protesto é contra aqueles querem nos transformar em um país mais atrasado do que já somos. É só comparar as duas Coréias, a que se alinhou a política capitalista e aquela que se alinhou a política comunista, para se notar a enorme distância entre as duas. É só compararmos as duas Alemanhas e veremos qual é a diferença de, ser comunista e ser capitalista. É só direcionar o olhar para a Rússia e para os Estados Unidos e ver o abismo que os separam. É só ver os países que seguiram os EUA , Japão, Austrália, Israel, etc, e comparar com os que seguiram as orientações Russas, Cuba, Coréia do Norte, Irã, etc. O Sr. Vladimir Putin age como Adolf Hitler querendo anexar territórios a Rússia para voltar a ser URSS. O Brasileiro não quer viver em um mundo sem “LIBERDADE”. LIBERDADE DE EXPREÇÃO, LIBERDADE DE IR E VIR, LIBERDADE DE ESCOLHA, LIBERDADE DE PROTESTAR. O POVO BRASILEIRO QUER SER LIVRE POR DIREITO, POÍS NASCEMOS LIVRES e já passamos pela traumática experiência de uma ditadura de direita e não será uma ditadura de esquerda disfarçada de democracia que nos trará o que desejamos. UM PAÍS MELHOR! UM PAÍS MAIS JUSTO! UM PAÍS LIVRE DE CORRUPTOS! UM PAÍS PARA CHAMARMOS DE “MEU PAÍS” de “ MEU LAR”. Onde o meu imposto seja gasto com SAÚDE, EDUCAÇÂO, SEGURANÇA e TRANSPORTE, e não com mordomias à políticos, estádios de futebol ou desapareça nos ralos da corrupção. Não sei o protesto dos outros mas o meu é “LEGITIMO”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-29 16:53:42