aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
11-09-2018, 22h17

PT terá campanha mais difícil desde 2002, diz Fernando Abrucio

Haddad pode chegar a 20%, avalia cientista político
15

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O cientista político Fernando Abrucio, professor da FGV-SP, diz que o PT enfrentará a campanha presidencial mais difícil desde 2002. Ele avalia que Haddad poderá chegar ao segundo turno se obtiver cerca de 20% dos votos.

No entanto, pondera que o petista terá uma campanha curta pela frente. Haddad virou hoje o candidato oficial do PT, pois Lula foi impedido pela Justiça de concorrer.

Ouça a entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição” a partir dos 17 minutos no áudio abaixo:

Comentários
15
  1. Mauro disse:

    Choram as viuvas de um morto insepulto!
    O PT se matou ao contradizer na prática tudo o que condenava na teoria.
    Surgiu com a promessa de defender trabalhadores e jogou 14 milhoes deles as ruas.
    Vociferava contra corruptos e corruptores e foi o governo mais corrupto e corrompido da história republicana brasileira.
    Se posar de vitima depois de ter cometido tantas barbaridades, só mostra o quanto o poder embriaga e destrói a moral de gente que só tinha um propósito: Roubar e roubar!

    • Tiago disse:

      “Não cante vitória antes do tempo e não leve flores à sepultura do inimigo”.
      Os adversário mais ferozes do PT e do Lula passam a vida dizendo que eles só sabem “roubar e roubar”, mas nunca comprovam esse tais roubos e, além disso, querem atribuir ao PT, os desastres do governo golpista.
      Fique claro: os quem “roubam e roubam” de verdade são os golpistas e eles é que são os responsáveis pelos 13 milhões de desempregados brasileiros de hoje.

    • P/ Mauro disse:

      Mauro, o teu poder de síntese é devastador !
      Em poucas palavras você demoliu o PT, Lula e seus puxadinhos pelegos… Só não enxerga quem tem interesses no cabide sindical.

      • Miguel Ângelo disse:

        Cabide Sindical é ruim? Pode ser. Mas e o cabide elitizado ao BNDES que a maioria dos políticos e empresários que financiam a corrupção tem. Não é mais danoso? Também concordo que não existe motivo algum para tantos Sindicatos. Mas também não existe motivação nenhuma para um Banco de Desenvolvimento financiar por décadas a mesma família política na BA por exemplo. E o Cabide do Judiciário, não tanto como antes, mas quem não sabe que filho de juiz virou juiz? E nos perguntamos: Não são estes que estão a frente desmoralizando a política e levantando masmorras aos avanços da renovação destes dentro do Judiciário? Se fala da permanência Sindical. Mas os mesmo não reclamam na permanência da elite financeira a frente dos Bancos, das organizações como SENAI, SENAC, Associações disto ou daquilo. Porque os cargos não são também preenchidos por concursos ou seleções justas? Arrotamos que as benesses Sindicais são o fim. Mas e esta ajuda do erário a um monte de nada indicado.Que temos que engolir

    • Sebastiao Augusto Canabrava disse:

      Sera que voces (Mauro, Walter e outros milhoes) nao percebem que suas criticas (na verdade, posicoes pessoais) ajudam o petismo?
      O Pt rejuvenesceu gracas a tolos como voces.

  2. walter disse:

    Caro Kennedy, não deixa de ser uma previsão solida; o analista tem razão, é uma previsão conservadora, o problema do haddad é o tempo, e a identificação com o eleitor; todos sabem, é uma dilma melhorada talvez; não podemos esquecer suas gestões na educação, quando provas eram burladas diariamente, mas a prefeitura de SP, onde com pineis e tintas, acabou com os recursos disponíveis; não preciso nem dizer, que em SP nem o PT votou nele…trata se de mais do mesmo; além do mais, vão herdar votos do lula, o ciro, a marina, e o próprio Bolsonaro…este vem crescendo e diminuindo a rejeição, se o analista, estiver certo, teremos o Deputado, crescendo o dobro também, poderá até, acabar com a peleja no primeiro Turno..

    • FABIO disse:

      Para o bem da população a vitória estará com Ciro ou Haddad, são os mais preparados do ponto de vista de formação e de experiência no executivo, além é claro de não serem neoliberais que precisam do apoio do “Posto Ipiranga”

      • Elaine disse:

        Bravo, bravo Fabio. Se o povo prestar atenção nas propostas dos candidatos votará ou em Ciro ou em Haddad. Membros da minha família que iriam votar no Bolsonaro perceberam o seu brutal despreparo para assumir a Presidência e agora irão votar no Ciro.

  3. ANDRE disse:

    Existe uma grande indefinição no cenário eleitoral, mas percebe-se que mesmo com o atentado a faca, que poderia levar o deputado Bolsonaro a uma disparada, que este tem um teto e que não será fácil para o mesmo levar esta eleição, principalmente se depender de seus talentos na oratória e de sua notória limitação em assuntos de interesse nacional. Bolsonaro é de uma mediocridade, com uma visão tosca e limitada que assusta, seria de longe a pior figura a ocupar a presidência, caso isto ocorra. Se aceitar o debate, será derrotado, por outros candidatos, mas se ao contrário fugir, corre o risco de ficar estagnado. Quem viver verá!

  4. Francisco Ricardo disse:

    O PT está colhendo o que plantou. Amplificou as mazelas da corrupção que já existiam e criou outras (econômicas). Já pensou que por causa disso criou-se uma massa anti-PT com mais de 50% da população? Já pensou que isso pode eleger o Bolsonaro? Deus nos livre do Haddad no segundo turno… não votaria no PT com Lula… tampouco com Haddad.

  5. Gente, PT de novo não né. Já basta o estrago que o Haddad causou em São Paulo.

  6. Pasquale disse:

    Dirceu um condenado pedir a aliança da esquerda…The end.
    Vamos construir um novo País!!! Antes que acabem com os Museus rs

  7. J K disse:

    PT no 2° turno com Lula ainda preso, sei não. Tentam ludibriar a intenção do povo eleitor incansavelmente. Notícia da ideia de que se é contra o PT e não vota 17 só sobrou o Ciro. E o Meireles, por exemplo?

  8. Monteiro disse:

    Só não entendo porque quando deixou o governo contava com mais 80% de aprovação popular

    • Francisco Ricardo disse:

      Monteiro, o Lula, diferentemente da Dilma, manteve uma política econômica nos fundamentos. Parecia haver uma visão de investimentos em infraestrutura e educação e lógico o mercado reagiu bem a isso no último mandato. Os primeiros sinais de crise do modelo de incentivo ao consumo não foram notados ou foram ignorados pelo governo Lula. Logo não houve impacto no emprego, na renda média, no dólar e por aí vai. As investigações do mensalão foram esfriadas pela falta de ação do STF e a Lava Jato ainda não tinha sido disparada. Isso dá um boa noção do porque da boa avaliação.
      Pena que o Kinder ovo do PT veio no governo Dilma, que não manteve o modelo econômico, interviu em setores que não devia e nem sabia o que tava fazendo… mentiu até onde pode na reeleição e não tomou as medidas corretas para evitar a crise de 2015/2016 maquiando dados do tesouro. Fora tudo o que foi descoberto pela Lava Jato na Petrobras. Não tem como manter 80% de aprovação, concorda?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-09-22 13:33:08