aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
01-06-2016, 9h24

Queda do PIB no 1º tri de 2016 mostra país no fundo do poço

Temer faz hoje discurso mais duro contra legado de Dilma na economia
15

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A queda do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre mostra que o Brasil está perto do fundo do poço e ainda terá um longo caminho para sair da crise. A economia encolheu 0,3% _menos do que as previsões do mercado, que oscilavam entre 0,7% e 0,8%.

Uma queda menor é uma boa notícia, mas é uma queda. Significa que a economia continuou a encolher, de acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Esse cenário econômico desastroso ajuda a explicar por que Dilma Rousseff perdeu o poder e sinaliza dificuldade para a presidente afastada reassumir o Palácio do Planalto. O presidente interino, Michel Temer, enfrenta um quadro de imensa adversidade. Não será fácil sair da crise.

A gravidade da situação econômica deverá ser o foco de um discurso duro que Temer pretende fazer nesta manhã. Deverá falar do legado pesado que recebeu de Dilma. A fala abrirá a solenidade de posse hoje dos presidentes da Petrobras, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Temer deve fazer um discurso equivalente a um pronunciamento em rádio e TV. Ele tem optado por esse formato em solenidades. Fez três discursos até: um na posse, outro quando anunciou medidas econômicas, como a proposta de emenda constitucional para criar um teto, e uma fala mais rápida ontem numa reunião com secretários da Segurança Pública em virtude do caso de estupro coletivo que está sendo investigado no Rio de Janeiro.

Fortemente focado na economia, Temer dever adotar uma narrativa mais explícita e dura do que as anteriores para dizer que recebeu de Dilma um país em crise e que demandará ajustes duros na economia. A tendência é que seja o discurso mais forte desde a chegada do peemedebista ao poder.

Temer deverá falar do peso de um legado de mais de 11 milhões de desempregados, de empresas em situação de crise e de que será preciso aplicar medidas duras, mas eficientes.

Deverá bater nessa tecla de que está colocando na Petrobras, por exemplo, um executivo experiente, Pedro Parente, que terá um grande desafio: recuperar uma estatal que enfrenta forte crise e que sofreu com erros de gestão no governo Dilma.

Também deverá falar da expectativa que tem em relação ao BNDES, que será presidido por Maria Silvia Bastos Marques. Provavelmente vai explicar mais o que auxiliares têm chamado de herança maldita, mas não usará essa expressão, que foi utilizada pelo PT em relação ao governo FHC em 2003.

Temer tem feito muitas reuniões de articulação política. Fez um ministério voltado para o Congresso. Mas precisa buscar o apoio da opinião pública para se sustentar politicamente. A avaliação é que ele precisa explicar à população as dificuldades econômicas para receber apoio para aprovar no Congresso medidas duras.

Se houver uma menção à Lava Jato, deverá ser rápida e na linha de apoio que tem feito parte de seus discursos. O recado de hoje será econômico.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
15
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Esperem para ver e ouvir a gritaria da tropa de choque esquerdopata, para quem a atual situação é um céu de brigadeiro.
    Para quem vive às custas do contribuinte, é tudo azul na América do Sul sindical-pelego.

    • Luiz Silva disse:

      Falando nisso, hoje saiu a notícia de que o MPF constatou irregularidades no Bolsa Família atingindo 2,5 bilhões de reais. São cerca de 1,4 milhões de pessoas beneficiadas irregularmente.
      Me pergunto quantos votos isso representou na eleição de Dilma…

  2. Pasquale disse:

    Belo trabalho da equipe do PT,queriam levar o País aonde esse tempo todo?

  3. Pasquale disse:

    São Paulo 01/06/2016 10h04

    Importante no PIB, investimento cai 17,5%, 8º trimestre seguido de queda

  4. Pedro Coelho Sampaio disse:

    Espero que ele, não venha querer esconder a realidade do Brasil hoje, faça o que tem que ser feito para melhorar o Brasil, elogie a quem merecer e da mesma forma também critique a quem merecer.

  5. Pasquale disse:

    OCDE: Brasil ocupará lanterna de crescimento por dois anos

    O Brasil é o país que deverá sofrer, neste ano, a maior queda do PIB (Produto Interno Bruto) entre todas as 44 economias analisadas por um estudo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) divulgado nesta quarta-feira (1º).

    Fundo do poço?????

  6. Paulo disse:

    Eu acho que logo após esse discurso,ele deveria sinalizar pra outro pronunciamento breve que seria:

    Reforma política imediata,ou ao menos parte da mesma;
    Diminuição do número de parlamentares em todas as esferas de governo; novo modelo de votação;
    Extinção dos privilégios dos parlamentares, administradores, juízes e etc…
    Criação de comissões suprapartidária de fiscalização de liberação e utilização das verbas;
    Tornar a corrupção crime hediondo;
    E etc…etc…etc…o povo focou muito nessas ideias e até agora nada….
    Moralização já;

  7. Se algum Senador irresponsável quiser mudar o voto e trazer a Dilma de volta, vai ter que se responsabilizar pela quebradeira e pelos milhares de desempregados que vai criar. Será o caos total!
    Estará cavando a cova do país, mas será enterrado junto. Sinto muito de informa-los que se isto acontecer, não vai sobrar nada.
    Com o Presidente Temer e muito trabalho, temos uma chance de nos recuperarmos.
    Com Dilma a possibilidade de recuperação é zero.
    Se a situação está ruim com ele, ficara muito pior com ela.
    Que zika! Corrupção Mata mais que mosquita!

  8. Pasquale disse:

    De Paris para a BBC Brasil 01/06/2016 07h46

    CDE: Brasil ocupará lanterna de crescimento por dois anos

    Fundo do poço …será?

  9. Guilherme Stilben Medieros disse:

    O interino está cercado de delinquentes que mesmo que TENHA BOAS INTENÇOES, não conseguirá fazer nada a não ser pedir dinheiro no exterior, aumentar impostos e dar continuidade à corrupção, tenha visto tudo que vem acontecendo e com assinatura do real presidente “Temre da Cunha” levando o país na mais sérias crises de impunidade. Lembrando que o que fale o país são os desvios e não como se registra despesas. O IMPORTANTE AGORA NÃO É DILMA OU O PRESIDENTE INTERINO “TEMER DA CUNHA”. TEMOS QUE TER OUTRA ELEIÇÃO PARA PRESIDENTE, POIS AO CONTRÁRIO, ALÉM DE TERMOS TODOS OS LEVANTAMENTOS DE DESVIOS INTERROMPIDOS TEREMOS UM PRESIDENTE ELEITO INDIRETAMENTE PELO CONGRESSO. ISSO SIGNIFICA QUE ESTAMOS EFETIVAMENTE EM UMA DITADURA LEGISLATIVA. SIMPLES O ENTENDIMENTO, NÉ? OS VERMELHOS E VERDES E AMARELOS TEM QUE IR A RUA PARA NOVAS ELEIÇÕES AGORA! OU ESTAMOS ACEITANDO UMA DITADURA.

  10. Antônio José Marques disse:

    E o congresso aprovando aumento de salário acima da inflação para servidores do Legislativo e Judiciário. Isto é BRASIL.

  11. walter disse:

    Como tudo é difícil Kennedy; vai dar posse HJ…dependemos de muitas burocracias,o Brasil, e começar a produzir; quanto a limpeza ideal, levaremos o mandato provisório inteiro…
    Falar sobre quedas do PIB, parece uma conversa sem nexo; sem qualquer atenuante e incentivos a produção,como não cairia…
    Temos um País muito forte; quantos absurdos vivemos, nos últimos tempos…tem gente em duvida no senado, se não seria interessante a volta da dilma; gente que não tem amor a Pátria, como o Romário por exemplo, uma decepção; se esta possibilidade for um risco real, teremos que ir para a RUA; dilma nunca mais!

  12. Paulo disse:

    Inacreditável um país com as potencialidades do Brasil estar numa situação destas. Só ganhamos da Venezuela, não por acaso, o modelo buscado pelo PT. Vai demorar anos para reparar a destruição provocada.

  13. joao dias disse:

    Realmente, o Brasil está no fundo do poço e com pouca água para beber, mas com opção para subir , pois não está preso e tem as mãos dos brasileiros para puxar a corda que o prende, com firmeza e até a chegada à superfície. Sabemos que milhões de brasileiros estão perdendo e sofrendo com a crise e que poucos especuladores estão ganhando muito com ela. O capitalismo se tornou selvagem e está se distanciando rapidamente do verdadeiro sentido da inteiração do capital e trabalho, traduzido em uma distribuição de riqueza mais justa, com a eliminação gradual das disparidades sociais. Está na hora de redobrado cuidado, para que empresas nacionais não sejam negociadas a preço simbólico , inclusive a Petrobrás e outras grandes, também importantes para o desenvolvimento de nossa País. É importante, ainda, uma maior taxação na remessa de lucros e dividendos para o exterior e do exterior para o Brasil, por empresas nacionais que estão gerando empregos e renda lá fora. Falta gerenciamento competente

  14. Mauro disse:

    O mais incrivel e significativo desses numeros horriveis sobre a economia, é que ainda há milhares (senão milhoes!) de energumenos que acreditam que os governos petistas foram bons para o pais.
    A educação brasileira é das piores do mundo e isso todos sabemos, mas a ignorância e a teimosia em não ver o óbvio, chega a doer para quem tem um pouco de esclarecimento e bom-senso.
    Não acredito; não desejo e faço promessas todos os dias para que esse afastamento temporário da rainha do desastre seja definitiva e que a inteligência volte a cabeça de todos os brasileiros, para que nunca mais cometam esse verdadeiro crime, que foi eleger uma incompetente total e completa e desejo mais; que jamais esse partido de aproveitadores e farsantes volte a comandar o Brasil. Chega de desgraças e de desgraçados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-05-26 20:13:48