aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
25-01-2016, 9h17

Reativar Conselhão não pode ser jogo de cena

Dilma precisa oferecer medidas críveis e dialogar com oposição
21

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff tem o dever de apresentar nesta semana medidas críveis e responsáveis para tirar o país da crise econômica. Depois de um ano e sete meses parado, o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social será reativado na quinta-feira.

Nesse encontro, Dilma precisa conquistar a confiança dos empresários e sindicalistas. Será uma semana decisiva na economia. O governo terá uma chance de começar a encontrar uma solução real para sair da crise ou poderá, mais uma vez, usar o Conselhão para um jogo de cena.

Auxiliares da presidente têm dito que ela pretende ouvir sugestões e que seguirá conselho do vice-presidente da República, Michel Temer, de escutar mais empresários e sindicalistas. É desejável que ela faça isso.

Mas a presidente já tem desenhadas algumas medidas de incentivo ao crédito em geral e à construção civil em particular. Logo, é importante misturar as duas coisas. Ouvir, mas apresentar planos.

As expectativas econômicas para 2016 são péssimas e estão piorando a cada semana. Há risco de este ano ser tão ruim ou pior quanto foi 2015. A responsabilidade maior para apontar saídas é do governo.

Obviamente, toda a sociedade tem de ajudar a encontrar soluções para uma crise econômica tão grave. No entanto, a presidente precisa ir além dos apelos para recriar a CPMF e realizar uma reforma da Previdência. Precisa mostrar como pretende fazer isso, quais passos objetivos dará nesse sentido na relação com o Congresso, na negociação com os partidos, inclusive de oposição, e no entendimento com centrais sindicais e empresários. Se fixar uma idade mínima para aposentadoria, como vai proteger os mais pobres que começam a trabalhar mais cedo?

A reativação do Conselhão não pode ser teatral. A presidente tem pouco crédito nessa área. Nunca deu bola para o diálogo com políticos e empresários. Os resultados dos seus cinco anos de governo são desastrosos na economia.

É hora de fazer uma autocrítica honesta e entender por que desorganizou a Petrobras, o setor de etanol e a área de energia. Por que perdeu controle da inflação, teve de jogar os juros na Lua, fragilizou sua base política no Congresso e tem um alto índice de reprovação popular. Se tivesse agido certo, não estaria nessa situação.

Tomara que a presidente comece uma nova etapa nesta semana, com mais humildade e realismo, culpando menos a crise internacional, que, de fato, atrapalhou, mas admitindo mais os próprios erros que cometeu.

*

Convite sincero

É baixa a chance de um diálogo produtivo entre governo e oposição, porque há um clima de beligerância no país. Apesar desse cenário adverso, a presidente Dilma deveria buscar uma aproximação sincera.

Fazer um convite para conversar da boca pra fora, já puxando a faca, não funcionará. É preciso desarmar os espíritos, tanto da parte do governo como da oposição. O país necessita de um diálogo mínimo entre governo e oposição a respeito de medidas que possam ser adotadas para vencer a crise.

O governo deveria ir além da tentativa de recriar a CPMF. E a oposição não deveria descartar de cara uma medida desse tipo, porque esse tributo nasceu em 1993 no governo Itamar Franco, quando Fernando Henrique Cardoso era ministro da Fazenda. O Brasil saíra havia pouco tempo do impeachment de Fernando Collor e vivia uma crise econômica.

Vamos ver que tipo de convite ao diálogo será feito pelo Palácio do Planalto e a quem será dirigido. O óbvio seria procurar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e governadores de Estados, presidentes de partidos e congressistas importantes da oposição. O ideal seria uma conversa com Aécio Neves e Marina Silva, que disputaram a Presidência em 2014.

Ninguém precisa deixar de fazer as críticas que tem ao governo, mas seria importante, ao menos, ouvir o que a presidente Dilma tem a oferecer. Do contrário, vamos aprofundar a crise e piorar a vida dos brasileiros, sobretudo dos mais pobres.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
21
  1. Edi Rocha disse:

    O que Kennedy quer dizer é: “Vossas excelências, com suas brigas por poder, estão piorando a via dos brasileiros a cada dia. Tenham um gesto de grandeza e façam algo a favor da população do país!”

    • Carlos Antônio de Almeida disse:

      Perfeito! O Kennedy e o maior comentarista político do Brasil. Um homem que dignifica o jornalismo ético, coerente e trabalha para engrandecer a honra e cidadania dos brasileiros. Parabéns nobre servidor da pátria!

    • walter disse:

      Nossa Edi Rocha, jogando a toalha…sua “presidente”, é uma ditadora; o conselhão nada mais é, do que uma imposição a sociedade; nada pode ser aproveitado, considerando a politica errada adotada; estaremos nos arrastando, se nada for feito…
      O PT começa a erar, por não ouvir, os 180 milhões de Brasileiros insatisfeitos; a pergunta é; o Caos esta instalado, é isso!!!
      O Kennedy tem sido lícito e polido em suas colocações; nada pode acrescentar com tantas cabeçadas; falta lógica para a dilma…

  2. Pasquale disse:

    É hora de fazer uma autocrítica honesta e entender por que desorganizou a Petrobras, o setor de etanol e a área de energia. Por que perdeu controle da inflação, teve de jogar os juros na Lua, fragilizou sua base política no Congresso e tem um alto índice de reprovação popular. Se tivesse agido certo, não estaria nessa situação.
    _____________
    Sim mas a sua arrogancia,fala mais alto.

  3. Carlos disse:

    RESUMINDO: O CRIADOR DEIXOU A CRIATURA EM “UM MATO SEM CACHORRO” FIZERAM A “LAMBANÇA” E AGORA NÃO SABEM COMO ARRUMAR,,,, ESTÃO PERDIDOS….

  4. Santos disse:

    Quando e onde Da. Dilmentira falou a verdade? Acho impossível sair algo sério e verdadeiro dessa senhora, apenas mentiras, devaneios e incompetência, assim sendo o “conselhão” não passará de jogo de cena para ganhar tempo e não largar o poder. Aliás, muito parecida com seu desafeto Cunha, que juntos são a maior desgraça do país.

  5. Abracadabra disse:

    Não estou otimista. O momento não é um momento para palanque e nem para reuniões. Tentar extrair desenvolvimento de quem está sem dinheiro não funciona. O empresário quer tributos menores e crédito a juros aceitáveis. Fora isso, o resto é filosofia e não interessa. Todos estão precavidos contra a saliva venenosa dos petistas. Chega de palanque. Que tomem as medidas necessárias primeiro, depois poderia haver conversa. Não vai ser com explicações e nem com desculpas que se vai corrigir a economia. Errou? Conserte! Eu não acredito em nada que dizem os petistas. Usam técnicas de mobilização sindical para iludir a população. Ações próprias de fato? Acho que não haverá nenhuma medida que venha a melhorar a economia. Querem a CPMF e desenvolver o Nordeste, para valorizar terras que pertencem a políticos. Isto não nos interessa.

  6. CBarros disse:

    Dilma precisa fazer a coisa certa. Usar o bom senso. Esse negócio de ouvir oposição é mais uma armadilha para enfraquece-la. Nem com os partidos da base ela consegue governar imagina com os tucanos golpistas. Dilma tem que assumir seus atos e tocar a bola pra frente.

  7. Roy disse:

    Prezado Kennedy, é errado você dizer que a sociedade tem sua parcela de responsabilidade para tirar o país da crise. A sociedade já faz a parte dela, com muito trabalho e criatividade para driblar as dificuldades. A responsabilidade para tirar o pais da m… que se encontra é de quem governa.

  8. EDUARDO disse:

    E a oposição deveria ter um papo sincero com o Brasil.

  9. Alberto disse:

    Mais do mesmo,ou seja,nada de nada.Conselhão,num minuto acena conversar com a oposição e no minuto seguinte chama a oposição de golpistas.Perderam o rumo totalmente e,ainda,pesadelos atormentam o (des)governo de madame,portanto mais um joguinho de cena conhecido. Tudo como dantes no quartel de abrantes e ponto final.

  10. JOÃO LUCIO disse:

    “E a oposição não deveria descartar de cara uma medida desse tipo, porque a CPMF nasceu em 1993 no governo Itamar Franco, quando Fernando Henrique Cardoso era ministro da Fazenda. O Brasil saíra havia pouco tempo do impeachment de Fernando Collor e vivia uma crise econômica”.
    ÒTIMO; ELA SAI e SAI O ACORDO.

  11. Ricardo disse:

    Acordo PT e PSDB
    A chance de “acordo” entre PT e PSDB é ZERO. Simples assim! Afinal, o PSDB está sim apostando no “quanto pior, melhor” para eleger Aécio nas próximas eleições (já que o impeachment está definhando). Além disso, o PSDB jamais faria um acordo com o PT para que o Brasil melhorasse e o PT recebesse os créditos por isso. Na minha opinião, ou o PT sai dessa enrascada sozinho ou vamos ficar nesse atoleiro até o próximo presidente. Eu já votei no PT e também já votei no PSDB, mas agora não voto mais neles. Não posso votar em “torcidas organizadas”. Eu esperava muito mais do PSDB. Esperava “grandeza”, uma oposição coerente, e não se rebaixarem ao nível do PT. Dois partidinhos. O jeito é votar na Marina e torcer para que ela consiga “salvar” o Brasil.

    CPMF
    Eu sou a favor da CPMF. É um dos únicos impostos que as pessoas não podem sonegar. Basta ler meu parágrafo anterior que vão ver porque o PSDB agora é contra a CPMF.

    • Joaquim disse:

      Ricardo:
      1993 – carga tributária 25,78% do PIB
      2015 – carga tributaria proxima a 38% PIB
      E você ainda defende CPMF. Você deve morar em outro pais. Dar mais dinheiro para esta turma????

      • Ricardo disse:

        Como eu escrevi, sou a favor da CPMF por ser um imposto que as pessoas não podem sonegar. Se for o caso, então que os deputados federais ou senadores coloquem como condição para aprovação da CPMF a redução ou extinção de algum outro imposto. Isso que é fazer oposição coerente. O que não dá é ficar fazendo queda de braço ou beiço. Isso é coisa de criança. Ou tu é a favor de conceder um “impostaço” apenas quando (e se) o Aécio assumir?

  12. Me admira muito Kennedy a sua insistência por um diálogo que não irá acontecer,você clama para que este possível diálogo seja sincero e honesto,mas como uma das partes é a Dilma, sinceridade e honestidade, não é possível, pois esta senhora tem entranhado nela a mentira, ela nunca,admitiu que tenha cometido erros, e todos sabemos que os cometeu e aos montes, sempre culpa os outros. Ela é tão dona da razão que diálogo com esta senhora é impossível, o PT não descobriu tudo? Eles que se virem, dê ao PT o que eles sempre deram ao Brasil,ou seja,nada. Quem desenvolveu está crise sem precedentes foi o PT então eles que se virem para solucionar.

  13. NETO DE PRESO POLÍTICO disse:

    “Obviamente, toda a sociedade tem de ajudar a encontrar soluções para uma crise econômica tão grave.”
    Caro Kennedy, nossa sociedade já contribui com uma carga tributária acima dos 38%, 70% do salário dos trabalhadores são consumidos pelos impostos, o trabalhador brasileiro labuta 141 dias do ano para pagar impostos, a defasagem na tabela do imposto de renda é de 76%… e apesar de toda essa ajuda do trabalhador brasileiro, ele ainda “não” recebe os serviços públicos necessários, saúde, educação, segurança pública, saneamento…
    Temos é que ajudar essa incompetente a achar a porta de saída.
    Fora Dilma!

  14. Transformers jogo de luta de rua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 15:56:47