aki

cadastre-se aqui
aki
Política
19-04-2016, 9h20

Reeleger Dilma foi maior erro político de Lula

Impeachment como voto de desconfiança ameaçará futuros governos
48

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A Câmara dos Deputados utilizou o instrumento do impeachment no presidencialismo brasileiro como uma espécie de voto de desconfiança do sistema de governo parlamentarista.

O voto de desconfiança é usado para destituir um primeiro-ministro no parlamentarismo e permitir a formação de um novo gabinete de governo, geralmente mediante a convocação de novas eleições. No caso do Brasil, o uso do mecanismo do impeachment feito pela Câmara contra Dilma Rousseff deverá ser uma ameaça a futuros presidentes.

Mais uma vez, valerá a lição: não perca o apoio do Congresso. Ainda mais de um Congresso com alta fragmentação partidária e que sairá mais forte desse processo politicamente. Dilma não está na iminência de cair por causa das pedaladas fiscais ou porque tenha cometido crime de responsabilidade. Nas justificativas de votos no domingo, poucos deputados falaram das pedaladas ou de crimes de responsabilidade.

Dilma está ameaçada de deposição por incompetência no exercício do poder, pelo conjunto da obra de um governo ruim. A presidente conseguiu a façanha de colocar 367 deputados contra ela tendo à mão todos os instrumentos de poder, com 32 ministérios, com cargos e verbas. Quem mais contribuiu para derrubá-la foi ela mesmo. Dilma critica muito a imprensa. Responsabiliza a oposição pelo agravamento da crise. Ela tem razão em alguns pontos. Mas sua provável saída da Presidência se deve a escolhas dela.

A jornalista Ana Tavares, que foi uma excelente secretária de Imprensa no governo FHC e que conhece os meandros do poder em Brasília como poucas pessoas, tem uma imagem muito boa que ajuda a explicar o que aconteceu.

No governo FHC, houve crises políticas, sobretudo com ACM, o então todo-poderoso cacique do PFL, partido que virou o DEM. Havia pressão para FHC demitir aliados de ACM, o que acabaria acontecendo. Mas Ana Tavares disse algo assim num momento de forte pressão para que FHC desse um murro na mesa: a cadeira de presidente da República é muito poderosa. Tem alguns botões que o presidente tem de pensar muito antes de apertar, porque corre o risco de explodir a cadeira e ir junto com ela pelos ares, ponderou Ana.

Foi o que aconteceu com Dilma. Apertou botões na política e na economia que não deveria ter apertado. Foi alertada dos riscos. Ignorou o desgaste que a Lava Jato causaria diretamente a ela. Em agosto de 2015, dizia que não cairia porque não havia uma Fiat Elba contra ela. Apesar da honestidade pessoal, a Câmara no domingo mostrou que ela subestimou todos os perigos e alertas.

Se o PT e Lula querem recuperar a maioria na sociedade, porque hoje a perderam, deveriam fazer um autocrítica em relação aos erros do governo Dilma, mas deveriam, sobretudo, entender os equívocos que o partido e o ex-presidente cometeram. Ter indicado Dilma para sucedê-lo foi um erro de Lula, mas ele não poderia prever o desempenho ruim que ela teria na Presidência. O maior erro de Lula e do PT, entretanto, foi terem apoiado a reeleição de Dilma sabendo o que já sabiam sobre o modo de governar dela e com o nível de crítica interna que já tinham à presidente.

Na época, Lula queria ser candidato. O PT queria que ele fosse candidato. Mas Dilma não abriu mão de concorrer, e Lula e o partido não a contestaram. Petistas próximos ao ex-presidente dizem que ele tem ciência de que reeleger Dilma foi o seu maior erro político.

*

À espera de um milagre

É muito baixa e improvável a chance de o governo barrar o impeachment no Senado. A tendência é que seja aprovado por mais de dois terços dos senadores na votação decisiva. É uma ilusão política achar que Dilma, afastada do cargo por até 180 dias, vá retornar à Presidência.

A presidente Dilma e seus ministros dizem que confiam numa reversão do que aconteceu na Câmara. Mas a dimensão da derrota, com 367 votos pró-impeachment, criou praticamente um fato político consumado. Hoje, a oposição já contabiliza pouco mais de 60 votos pró-impeachment no Senado. Nas contas da oposição, poderiam obter 61 ou 62 votos.

Para Dilma se salvar, seria preciso mais do que uma reviravolta. Seria necessário um milagre político.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
48
  1. A derrota do candidato da oposição nas ultimas eleições, foi a maior vitória do Brasil.
    Abriu o caminho para a limpeza do país, para nos livrarmos de vez desta quadrilha.
    Perdeu a eleição mas ficou o gostinho de vitória!
    Que zika1 Corrupção Mata mais que mosquita!

    • walter disse:

      A Zika do brasil, gosto de sua conclusão; o lula não podia imaginar, que sua ambição, criou um monstro chamado dilma.
      Vou mais além caro Kennedy, para mim, a dilma é um problema desde o primeiro mandato; sempre agiu por rompantes; já chega os rompantes do lula; ou seja, ele o criador, e a criatura…
      O ranço que o lula carrega, é saber que a tal oposição; usou de sua ganância, permitindo a reeleição da dilma, sem se quer questionar, as irregularidades; sabiam desde o principio que a dilma ia se enrolar; deram corda, deu no que deu…nunca mais, mais nem com “reza brava”, o lula se elege a nada neste País…

      • Marcelo Saldanha disse:

        Não votei no PT mas acho que infelizmente o Lula volta. Minha esperança é que o MPF e a PF descubram alguma falcatrua dele na Lava-Jato e o Juiz Sérgio Mouro resolva prende-lo.

      • o monstro na verdade continua a ser o Lula, a Dilma não é nenhuma pobre inocente, mas ela nada mais é que um fantoche que veio preparar o caminho para que o Lula se reeleja presidente.

  2. Joaquim disse:

    Para os menos esclarecidos que acreditam no discurso distorcido, errôneo e mentiroso do PT e de seus partidos satélites, é bom ler o artigo 86 da constituição, que trata do afastamento do presidente da republica em caso de infrações penais comuns. Como o Sr. Eduardo Cunha já esta indiciado pelo STF e muito em breve também estará o Sr. Renan Calheiros, em caso vagância da presidência eles não poderiam assumir teriam que ser afastados. Esta é a realidade.
    Quanto a falar que o PT e Lula não podiam prever o desempenho ruim dela, tenho que discordar. Ela já estava no governo a 6 anos e já era de conhecimento do PT e de Lula que ela deixaria do barco correr, ou seja, não mexeria nos esquemas existente, os mesmos esquemas que foram desvendados pela lava jato.

    • Luiz Silva disse:

      Falando em infrações penais comuns, na sexta foi feita edição EXTRA do Diário Oficial, com páginas e mais páginas de nomeações. Agora o Procurador Geral da República tem a obrigação de abrir investigação por suspeita de compra de votos. Caso a presidente não consiga explicar porque tinha que fazer tantas nomeações na sexta feira que foi preciso edição extra do D.O., estará enquadrada no art. 333 do Código Penal: Oferecer ou prometer vantagem indevida (CARGOS)a funcionário público (OS DEPUTADOS), para determiná-lo a praticar (VOTAR NÃO OU SE ABSTER), omitir (SE AUSENTAR) ou retardar ato de ofício (O VOTO).
      Pena: reclusão, de 2 a 12 anos, e multa.

  3. Julio Lopes disse:

    Concordo com a exposição, mas convenhamos, conversar com essa Câmara que vimos e que muitos conheceram no domingo, é algo asssutador e de extrema dificuldade.
    A qualidade, O tamanho da ignorância e de matreiros na Câmara, afunda qualquer nação.

  4. Kennedy seus comentários são muito objetivos e sempre mostram o que vai acontecer.
    O erro do PT foi achar que niquem mais tomaria o poder (Governo) dele, a arrogância por uma vitória muitas vezes se reverte sobre uma derrota, o PT cometeu o mesmo erro do PMDB na era Sarney, quando o Ministro Dilson Funaro, quis fazer um realimento de preços e salários e a cúpula do PMDB não quis como medo de perder a eleição. Então o ero foi copiado e ta ai o resultado.

  5. Junior disse:

    Cunha presidente, Cunha nosso herói, Cunha nosso salvador!!

  6. Daniel disse:

    Não vejo esse impeachment como uma ameaça para os proximos presidentes.
    É sõ não cometer crime de responsabilidade e ter um mínomo de habilidade política.
    Também não concordo que o Lula não poderia prever que ela iria tão ruim.
    Ele já convivia com ela a anos, e sabia do trato dela com as pessoas e de suas inabilidades de comunicação.
    Isso só mostra que o Lula tem apenas o carisma e famosa lábia para angariar seguidores, mas falta competencia, inteligencia e preparo (como já dizia o saudoso Enéas).
    Um governo mediocre, despreparado, desprovido de inteligencia e incopetente está fadado a ruína, e o pior, nos levou junto com ele.

    • andre oliveira disse:

      Daniel, em tese, se há crime de responsabilidade, o mesmo deveria ser inputado a vários governadores de estado (que fizeram o mesmo, em alguns a lambança foi maior, pesquise pelo google). O problema foi a reeleição com uma margem pequena entre o candidato vencedor e o derrotado. Talvez fosse a questão de se repensar o segundo turno (ganhar com um e meio por cento sobre o derrotado é meio danoso para o país). Também não segurar a PF talvez tenha sido uma das razões (não a principal) para o impedimento presidencial, veja o perfil dos votantes, inclusive uma deputada que elogia o seu marido e no outro dia ele é preso por suspeita de corrupção. O presidente da Câmara enrolado, além de outros. Vejo que o Temer vai trocar o Diretor da Polícia Federal antes do primeiro mês de seu mandato provisório.

      • Daniel disse:

        Acredito que devem ser imputados à aqueles que cometeram tal crime. Governadores e demais poderes executivos sem excessão.
        De fato, se ela tivesse habilidade politica e tato com as pessoas, teria conseguido apoio para que o processo fosse rejeitado, ou até sequer instaurado.
        Pois esse tipo de crime tem julgamento pelo congresso e senado.
        Como é desprovida de tais competencias e possui uma arrogancia tamanha que acreditou ter o apoio suficiente para barrar o processo, mesmo pisando na cabeça dos deputados, foi cavando sua propria cova.

      • rodrigo pires disse:

        Sr. Daniel, claro que quem comete erros principalmente de pedaladas fiscais, devem ser sumariamente riscado da política, afinal um erro não acoberta o outro, porém, exija de sua assembleia de deputados do seu estado, entrar com um processo de impedimento do seu governador e, lógico, se for o caso, será devidamente retirado do comando do governo.

  7. Christian Claudius Carvalho disse:

    Caro Kennedy,

    os maiores erros políticos de Lula foram ter se juntado ao que há de pior na política brasileira, tanto em relação a pessoas quanto a práticas, e não ter feito as necessárias reformas quando tinha capital político para tal…

    O maior erro político de Lula foi não ter sido um estadista

  8. Juliano Roberto disse:

    Acho que não cabe mais discutirmos política, como se Lula estivesse interessado nisso ou nos problemas do país. As investigações estão mostrando quem Lula foi de fato, e o que ele pretendia para si e para seus amigos ou aliados -pra não dizer cúmplices. A maior parte da população, hoje, já sabe a verdade sobre ele, e só esperamos que venham todas as provas para que possamos vê-lo preso e afastado da vida pública. Lamento ter sido enganado quando votei nele em 2002.

  9. Hamilton disse:

    Kennedy, acho muito simplista a tese de que seria a Dilma a responsável pela sua própria queda, o que não refuto como uma das causas. Penso que a conjuntura jurídica criada pela Lava – Jato, a investigação sobre toda a cúpula do PT e de seu cacique mor Lula, fez com que a sociedade tomasse conhecimento das verdades não coadas pelos marqueteiros e se sentiu traída, mais do que isso, enganada e, claro, não há aliado que se disponha a apoiar um governo desses. Mesmo que se argumente que tais crimes tivessem sido cometidos pelos governos anteriores a população se lembra de que o PT vivia criticando isso. Hoje o grosso da população entende que o que o PT criticava era não participar da coisa errada. Pena, restou muito pouco a classe política.

    • Milton Coimbra do Prado disse:

      As “pedaladas” no governo De Fernando Henrique representaram cerca de 0,03% e as da presidente mais de 1%. Isso representa um aumento de mais de cem vezes.Além disso as “pedaladas de Fernando Henrique foram pontuais e as de Dilama sistemáticas.

  10. Antonio disse:

    Todos estão tentando juntar os cacos e montar o quebra-cabeça. Dilma enfraquecida e com poucos que pode contar, um ex-presidente com carisma mas, vemos que os anos já fazem muita diferença, o vigor já não é mais o mesmo. O declínio é vertiginoso. Por outro lado a ganãncia do poder pelo PMDB, cresceu e, viu que perdeu muitas benesses por ficar em segundo plano. Mas estou confiante no futuro, pois os políticos e a política que está aí vão passar, porque despertaram o poder do povo, que está indo as ruas participar mostrando que não quer esquerda nem direita quer um Brasil de fato para os brasileiros honestos e trabalhadores.

  11. Se por um milagre político, como disse o Kennedy, se conseguisse barrar o processo no Senado, aí sim o país acabaria. A promessa de Dilma de que mudaria seu modo de governar é uma confissão de que só fez coisas erradas. Mas essa promessa veio atrasada. Se tivesse se convencido antes de sua limitação, tivesse escutado mais seus colaboradores, não ignorasse que é impossível governar sem apoio do Congresso, talvez tivesse poupado a nação de tanto sofrimento. Mas, se o milagre acontecesse, ela não mudaria, pois não tem aptidão para se reformar.

  12. Edi Rocha disse:

    Esse é o motivo de Kennedy ter dito recentemente que a história julgará os fatos do impedimento. Hoje, já podemos julgar com um grau enorme de serenidade muito do que ocorreu no governo do PT até aqui. Podemos analisar com uma visão mais imparcial, de quem ver de fora, sem envolvimento. Porque enquanto estamos vivendo o momento, este molda a nossa maneira de pensar.

  13. João Alberto Afonso disse:

    Caro Kennedy:- Penso eu que o parlamentarismo é a grande solução na medida em que, entregar o comando do País para uma só pessoa, dá no que deu. Digo isso especialmente porque o Presidente fica a mercê do Congresso que, para dar apoio, cobra todos os tipos de favores e benefícios. Aliás, pelo que se vê, o único regime Presidencialista que funciona é o dos Estados Unidos.

  14. Alberto disse:

    Muito simplista apontar a reeleição da cidadã Vana como êrro político do cidadão Lula da Silva.Não se esqueçam do célebre “Os fins justificam os meios”.Como a Justiça descobriu e está desvendando “os meios” e,aliado a isso a total incompetência da grande maioria dos quadros do partido e de seus partidos serviçais,deram com os burros n`água quanto (des)governo.O que está aí iniciou-se em 2003,apesar de ter surfado em um mundo com céu de brigadeiro durante um tempo,”os fins justificam os meios” traduz o que é a terra brasilis atual.

  15. Sônia Ribeiro disse:

    Prezado jornalista: como o Sr. bem sabe, assim como os mais antenados da sociedade brasileira, no plano de poder de Lula, seu sucessor seria Zé Dirceu, nunca Dilma; mas nos reveses, justamente, para a tentativa de manutenção deste plano, Zé Dirceu foi um dos pegos com a boca na botija, para que o próprio Lula não fosse atingido. A soberba realmente precede a queda. Esta Sra., dita presidente, não tem condições de administrar a própria casa, quiçá um país das dimensões do Brasil. E, agora, o povo acordado e mais bem informado quer as cabeças de Cunha, Renan Calheiros, 80% deste congresso e 80% deste senado corruptos. O povo não se dará por contente com Temer na presidência – aviso aos navegantes. Queremos, literalmente, o país passado a limpo e com tudo a que temos direito, como pagadores de altos impostos: segurança, saúde, educação de verdade (não esta “da pátria educadora”), etc. Políticos, ponham as barbas de molho… Uma nova era começa neste país: o povo não desistirá!!

    • José Dias disse:

      Sonia, parabéns pelo seu texto, exatamente o que costumo dizer ao petistas que acham que somos coniventes com o Cunha. Renan e tantos outros políticos corrutos!
      A ficha caiu em 70% dos brasileiros, que Lula sempre foi um farsante e seu interesse era de se perpetuar no poder com sua quadrilha, nada mais !
      Se fosse 1%, digo apenas 1% com de boas intenções para com o Brasil, não levantaria bandeiras vermelhas em nosso país, achou e acha ainda que terá apoio dos países comunistas para onde desviou bilhões de dólares do nosso povo sofrido.
      Pois bem, vai pagar com a mesma moeda que faz quando seus comparsas são presos, só passa a malhar e dizer que não sabia de nada.
      A farsa acabou, o Brasileiro acordou, claro que nem todos, ainda teremos que acabar com as Cut’s, Mst’s e outros para frear de vez esses vagabundos comunistas que estão sob o teto do PT,
      como vimos nos últimos dias.
      Estão por pouco, mas muito pouco mesmo todos os crápulas desse país.
      Que Deus nos abençoe ! !

  16. Zoião disse:

    Dilma assumiu a presidência como se fosse um tipo de presente que caiu no colo. Tacitamente aceitou o papel de secretária que manda no setor, todo mundo sabe disso. Com o tempo, cresceu em arrogância e tentou assumir um papel que não lhe cabia. E não lhe cabe porque na verdade ela não gosta de política, tanto que nem aprendeu como fazer isso. Gosta de comícios, de palanques, de manipular as massas, mas política de fato não consegue fazer. Os parlamentares nunca se encantaram com suas ‘palavras de ordem’ ou com seus feromônios femininos. Não viram e nem aceitaram a ‘influência do poder pessoal’ que ela pensava que tinha e nunca correram para beijar seus anéis. Daí o afastamento. Como executiva, temos que ela não gosta de trabalhar, de minúcias, de discutir, de negociar. Quer impôr. Jamais dá ‘o braço a torcer’ nem que seja para obter vantagem consequente. Ela não um erro de Lula, foi uma tática que não deu certo.

  17. Luiz Montechiari disse:

    Perfeito!!! Cheguei a esta conclusão no dia que soube que a Dilma seria candidata a reeleição. Ainda bem que o erro foi reconhecido pena que tardiamente. O custo está muito elevado.

  18. JULIO SOARES TEIXEIRA disse:

    Basta o primeiro parágrafo, Kennedy. Não adotamos o parlamentarismo: toda a argumentação restante só serve para tentar desacreditar o fato de que estamos sob um golpe.

    Um golpe é o que estamos vivendo.

    Querem governar? Disputem e ganhem eleições.

    Querem golpear a Constituição? Tirem a máscara e paguem o preço!

    • Marcelo Muniz disse:

      Golpe imperdoável e criminoso foi o que esse ParTido imundo cometeu ao jogar milhões de trabalhadores na rua, de arruinar a maior empresa brasileira sempre repetindo a mentira de que a Petrobrás não poderia ser privatizada nunca, porque ela pertence a todos os brasileiros (revoltante…). Os 54 milhões de votos que essa incompetente recebeu nas últimas eleições são a prova maior da traição cometida e não servem de aval para a roubalheira institucionalizada e sistematizada neste governo e nos anteriores, sob a égide petista. Traidores, corruptos e mentirosos é o que são e você, ao defender a continuidade dessa aberração política, demonstra a obliteração mental e política que ainda assola boa parte dos brasileiros. Ah, antes que me acuse de tucano ou coisa parecida, informo que vou adorar ver Lula, Aécio, Cunha e vários outros presos pela Lava Jato.

    • Luiz Silva disse:

      Para que os governantes não usassem dinheiro dos bancos estatais, foi escrito o parágrafo 1.o do art.29 da Lei de Responsabilidade Fiscal: “Equipara-se a operação de crédito o reconhecimento de dívidas pelo ente da Federação.”
      Por quê, na defesa escrita, Cardozo só falou do artigo e “esqueceu” do parágrafo?
      Porque Dilma reconhecia a dívida de bilhões com os bancos, mas só pagou no final de 2015. Isso configurou operação de crédito proibida em lei. Logo, Dilma se enquadra no Art.11 da Lei 8.429/92: “Constitui ato de improbidade administrativa praticar ato visando fim proibido em lei.” É PRATICAR ato e não ASSINAR ato. Mesmo Dilma não tendo assinado nada, ela é responsável. Portanto, a presidente se enquadra nos incisos V e VII do Art.85 da Constituição: “São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra: V- a probidade na administração; VII – o cumprimento das leis”. Porque você não pede para alguém do PT desmentir isso aqui neste blog?

    • Luiz Silva disse:

      E então, Julio Soares? Será que não tem nenhum deputado ou o próprio Ministro Cardoso ou mesmo algum militante que grita “Não Vai Ter Golpe” que possa te ajudar a desmentir o que escrevi? Aproveitando, na sessão de domingo os deputados do PT votavam pela DEMOCRACIA e não pelo POVO. Há mais de um ano Dilma tem mais de 60% de rejeição, mas isso não importa. O que importa é o que o povo pensava dela no dia da eleição, certo?

    • José Dias disse:

      Você tem ideia do que fala ? Acabou cara, adeus PT o principal partido golpista do Brasil.
      Outros irão acabar também, mas não seria possível se não fosse mostrado ao país que o câncer era o PT e toda a sua farsa de que pensam nos pobres e iludiram até onde deu através das pedaladas os bossais que votaram nesse partido de ……
      Acabou a grana, e agora só dívidas para as próximas gerações !
      O Brasil acordou, graças à Deus que foi há tempo de não se perpetuar o comunismo aqui ! !

  19. WELLINGTON GONCALVES DA SILVA disse:

    A soberba precede a queda !!!

  20. RAYMUNDO AVELINO disse:

    Lula, apesar da discordância dos petistas, colocou Dilma para ser sua sucessora, porque ela Dilma, é uma pessoa que tem uma biografia que todos conhecem e, principalmente, porque daria o aval moral ao esquema já iniciado pelo PT no Mensalão e, daria a continuidade do projeto do governo do PT. Como diz um ditado: Só que não cominaram com os Russos. Ou seja; não podiam prever que a Dilma fosse realmente uma pessoa tão incapaz para ocupar da presidência e, insistiram no erro, reelegendo-a, como disse Lula que no seu segundo mandato, ela seria melhor do que no primeiro. Não deu. A população e, mesmo os parlamentares (Russos), não acreditaram nesta estória do Lula e a estão impechmando-a.

  21. Antenor disse:

    Kennedy, veja só como é a índole desse sujeito de apelido Lula! Enquanto existia qualquer chance de “salvamento” do desastroso governo Dilma, ele se mantinha na linha de frente, usando de todas as suas aramas e entrincheirado num hotel, onde só Deus (com a licença do seu nome)sabe o que prometera aos que ali compareceram. Agora, vendo que não tem mais qualquer chance, vem dizer que “foi seu maior erro…” Quem tem um amigo como esse, nem precisa de inimigo! O maior perdedor, nesse episódio, foi exatamente ele, Lula. Morreu na praia. NÃO VAI SER GOLPE! VAI SER IMPEACHMENT!

  22. MBM disse:

    Kennedy, tem que mentir muito durante as eleições, fazer o contrario quando assume, não dar a minima pros eleitores, eles juntarem 3,7 milhões em manifestações e ainda serem menosprezados por isso. Não se preocupe, nenhum outro presidente vai ser tão BURRO a ponto de repetir esse script.

  23. Antonio disse:

    Agora a culpa é só da Dilma e vão aliviar o chefe da quadrilha e seu partido.Tudo foi feito por acordos e conchavos,aliando-se a figuras que antes eram criticadas,com Sarney,Collor,Maluf,Renan.Estão provando do próprio veneno

  24. luis luis disse:

    Com o avanço da lava jato, Sr. Lula corre o risco de ter bastante tempo (atrás das grades), para repensar seus erros e ele não tem nível superior portanto é sela comum. Quanto a Dilma é tchau querida. Acredito que essa dupla está com seu futuro politico bastante prejudicado, dificilmente conseguirão se eleger para mais algum cargo e não adianta contratar manifestantes pois os brasileiros não acreditam mais nesse circo .

  25. julio cesar paes disse:

    para livrar a cara do Lula e do PT vão fazer da Dilma “bode expiatório” ? (não que ela não mereça)
    pois não tenho um pingo de dó desta senhora. porque ela também não tem de nós.

  26. Urbano Ribeiro dos Reis disse:

    Eu acho que a presidenta DILMA foi sábia não curvando a chantagem de deputados vagabundos acharcadores do dinheiro público. Ela soube dizer não e sofrer até um golpe mas foi honesta e digna para edossar a minha fala vou repetir a celebre frase do Dr RUI BARBOSA: “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.” com esta frase eu digo Valeu PRESIDENTA você não me deixa ter vergonha de ser.

    • Claudia Garcia disse:

      Acho engraçado o seguinte: quando o governo faz concessões e conchavos é criticado, quando não faz também é criticado, como pode isso. Na minha opinião Dilma foi certíssima em não abrir mão, por exemplo, de mais ministérios para o PR em troca de votos contra o impeachment. O parlamentar tem que ter decência ao votar uma coisa tão séria como o afastamento ou não de um Governo.

  27. Marcos Feroz disse:

    Junto com o PT, estamos banindo o bolivarianismo do país. O Brasil já se mostrou contrário ao novo comunismo. Somos capitalistas e democráticos. Dizemos NÃO a verdade invertida praticada pela Presidente e pelo PT, com distribuição de benesses aos países companheiros bolivarianos. Fora PT e seus coligados. Vermelhos NUNCA MAIS!!!!!

  28. leticia disse:

    Doutor Lula criou o seu próprio Frankstein, agora aguenta.

  29. Mauro disse:

    Muito se discute aqui, quem é o culpado por isso ou aquilo, mas a verdade é que esse desenho politico que temos é que permite esses desvios e aberraçoes.
    Há de se mudar urgentemente o modo de eleição para o Congresso, banindo do Brasil, o tal voto de legenda, em primeirissimo lugar, que coloca gente sem representação alguma em cargos de poder e relevância.
    Há de se adotar o voto distrital e minoritário, onde um deputado ou senador só se elege desde que atinja um percentual minimo de votos, entre os votos apurados.
    Há de se fincar uma ordem de proibir pular de cargo em cargo, o que evitará negociatas e vendas de votos.
    Há de se banir partidos que não atinjam um cociente minimo de votos em uma eleição.
    Sem reformas profundas, no sistema politico-partidário, nada mudará!

  30. DIRETO AO ASSUNTO: É PRECISO PASSAR O BRASIL A LIMPO! disse:

    PODE TER SIDO O MAIOR ERRO POLÍTICO DE LULA REELEGER DILMA… MAS A MAIOR DESGRAÇA DO PAÍS FOI ELEGER LULA!

  31. soraya disse:

    Meu colega,
    Não foi um erro ela se reeleger. O problema no brasil está em termos tantos viados héteros ou seja tandos misóginos machistas. O problema é termos um Supremo fraco (pelo menos é o que tem provado ao mundo), o erro é não termos pessoas no parlamento que defendam a democracia, o problema é ter uma mídia que não informa é sim manipula, o problema é termos um país com uma elite como diz Darcy Ribeiro, preguiçosa e rançosa que quer ganhar o poder no GOLPE. Estou envergonhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-25 12:51:57