aki

cadastre-se aqui
aki
Política
18-08-2015, 21h06

Renan e Cunha duelam no Congresso

16

Postado por:ISABELA HORTA

Dois dias depois das manifestações de rua contra a presidente Dilma Rousseff, a situação do governo depende do duelo entre os presidentes do Senado e da Câmara, Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Renan, que se reaproximou da presidente nas últimas semanas, entregará o último projeto do ajuste fiscal, que volta a aumentar impostos sobre a folha de pagamento. O presidente do Senado também prepara votações alinhado com o Palácio do Planalto.

Já Cunha está mais calmo publicamente e até aceita um acordo para votar uma mudança gradual para aumentar a correção dos depósitos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Mas, na Câmara, a situação de Dilma ainda é de fragilidade.

*

Na avaliação do governo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deseja unificar o discurso do PSDB ao dizer que a presidente Dilma Rousseff deveria renunciar ou fazer um pedido de desculpas. Para o Palácio do Planalto, a fala do tucano é também uma tentativa de dar repercussão aos protestos de domingo.

Quando FHC critica a petista, ele atinge também o ex-presidente Lula, que seria o maior inimigo do tucano.

Como a oposição avalia que Dilma ganhou fôlego político em Brasília depois de domingo, joga para continuar a enfraquecê-la.

A presidente considerou importante as manifestações do “New York Times” e do “Financial Times” criticando a possibilidade de um impeachment.

Segundo editorial do NYT, forçar Dilma a deixar o cargo causaria “grave dano à democracia” do Brasil.

Já o jornal britânico afirmou que a presidente deveria continuar no poder, apesar dos pedidos de impeachment.

Em um cenário de crise política, o editorial favorável de dois importantes jornais estrangeiros é útil no debate interno.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta terça:

Comentários
16
  1. walter nobre disse:

    “nada de novo no front…o eduardo cunha, esta magoado, e seuas colguinhas, com “rabo preso”, demonstram não ligar para o coleginha…mas não se enganem, a dilma esta “sozinha e mau paga”…a opção da dilma é amarga; mas a deixará viva, para outras batalhas, se insistir, sairá desonrada e de cabeça baixa…o lula vai jogar “terra em cima”…

  2. Elaine disse:

    Oposição no Brasil não existe, porque se existisse de verdade já teriam derrubado a presidenta.
    Não existe ninguém na oposição capaz de conquistar mentes e corações.
    Simples assim.

  3. Luiz Carlos Atagiba disse:

    Os jornalistas americanos desconhecem a real situação do pais. Eles só respiram Brasília. Nos municípios é possível ver que o Brasil está de cabeça para baixo. O impecheament é sim a saída.

    • Genildo disse:

      Com Collor era esta mesma solução (impedimento), quanto aos resultados faça você mesmo sua análise.

    • Paulo Batista disse:

      Se usássemos a sua lógica sempre, todos os presidentes sofreriam impeachment. Se os municípios estão de cabeça para baixo, a culpa não é exclusivamente do Governo Federal. Os desmandos ocorrem em todos os níveis, e a troca do presidente não vai mudar isso. Muita ingenuidade sua, sem contar a falta de conhecimento. É nesse nicho de pessoas que os políticos exercitam sua capacidade de manipular massas.

  4. Antenor disse:

    Estamos, realmente, no osso! Uma presidente torcendo pelo descompasso dos comandantes do Congresso Nacional, para daí tirar proveito no sentido de se ver “aliviada” e jornais estrangeiros opinando sem terem a real situação do descontentamento da sociedade em relação ao comando da Nação!. É o fim da picada! Esses jornalistas estrangeiros deveriam aprofundar melhor suas análises e ver que o povo brasileiro não suporta mais enganação, mentiras e falsas promessas de campanhas eleitorais. Quem, realmente, gerou todo este cenário de desconfiança e perda de credibilidade foi a própria Dilma, quando só faltou vender a alma para se reeleger. Agora fica se apoiando em referências sem profundo conhecimento dos fatos, para dizer que “a democracia deve ser preservada”. Preservada à que custo? À custo de mentiras e enganação? O fato mais marcante nesta situação é: Quem der mais leva o governo.

  5. Raymundo disse:

    É muito interessante, a apreciação que a presidente faz da matéria produzida pelo jornal New York Times. Quando é uma matéria criticando o país, a avaliação sempre foi a de que, não conheciam a realidade do país.
    Mas independentemente desta matéria, é bom lembrar, que existe em nosso país, a Constituição Federal e, a Lei de Responsabilidade Fiscal. Esta última, está sendo usada para apreciação das contas da presidente em seu último ano de mandato,2014.Onde ela no afã de uma campanha bilionária, meteu o “pé na jaca” e só tirou após ter vencido as eleições.
    Portanto, desembocou na chamada “Pedaladas Fiscais”. Mais do que isso, jogou o país num lodaçal e não sabe como tirá-lo de lá. Não tem a competência necessária, aliás nunca teve.
    Por isso, transferiu a política para Michel Temer, que transferiu para o Renan Calheiros. Transferiu a condução da economia sem um plano, para o ministro Joaquim Levy, que também, transferiu para Renan Calheiros.
    Portanto, realmente, não está governando, porque não tem e nunca teve um plano de governo. Eram só o Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família, PRONATEC,FIES, todos, programas do governo Lula.
    Acabou a grana, acabou os programas.
    Aí ela pergunta: E agora o que faço??? Está perdida.

  6. Getulio disse:

    O Brasil precisaria de partidos fortes mas não de “nanico moral” como o PSDB, como disse o Simão o pessoal do PSDB os tucanos roubou a tanto tempo que os crimes prescreveram.
    Só espero que o Alckmin se preserve não vá na onda do decadente FHC e seu pupilo Aecio derrotado de que quanto pior melhor para a oposição.

  7. Getulio disse:

    Kennedy pode se dizer que; a imprensa de fora o N.Y.T. o Financial Times estão ajudando a apagar a crise politica brasileira que se instalou deixando o pais paralisado politicamente visto que a midia local os mais influente de S.P. ajudaram a colocar dia apos dia mais “fogo” com suas materias?
    “Alguem “deve ter mostrado a eles que tudo isso vem de bem antes do PT!

  8. Gustavo disse:

    A esquerda é interessantíssima ! Prega a quebra de vínculo e culpa as potências capitalistas representadas pelos USA e Inglaterra pelo mal que assola o mundo….porém, agora usa as manifestações de jornais daqueles países para justificar a necessidade de sua permanência. Vai entenderrrrrrrr………

  9. Joaquim disse:

    Kennedy, faltou completar o que esta no Financial Times, que a saída de Dilma não adiantaria por que quem entraria em seu lugar ( vice presidente ) é outro ” politico medíocre” como a presidente.
    E a nossa presidente ainda esta comemorando isto?
    Cada vez dá mais vergonha.

  10. E.Silva disse:

    Aécio e FHC esperavam uns 50 milhões de pessoas nas ruas, mas foram apenas 650 mil em todo o país.
    Isso foi um verdadeiro fiasco político, e agora os dois estão desesperados, vendo a tese do golpe virar poeira.

  11. CLEONICE QUEIROZ disse:

    Na verdade Kennedy o que nós leigos percebemos é que a disputa dos políticos pelo poder, sempre um querendo derrubar o outro para ficar no seu lugar, impossibilita o desenvolvimento do País. É como um cordeiro pendurado no penhasco e uma raposa embaixo dizendo: se vire para não cair senão eu te devoro. Não seria melhor se a raposa disesse: tente se segurar, se você não conseguir irei te ajudar. Porém, passam o tempo todo uns querendo mostrar que seriam melhores se estivessem no comando e acaba a administração do País sendo apenas um jogo de vamos mostrar que fulano não sabe administrar para podermos substituí-lo. Seria tão bom se todos se unissem para encontrar as soluções para os problemas e esquecessem pelo menos por um tempo que é do partido de quem. Nesse caso ficaria claro para nós que o mérito das soluções foi de todos os nossos governantes.

  12. joão mario disse:

    Penso que a imprensa internacional não deveria se intrometer em assuntos internos, pois essas tais manifestações não irão trazer nenhum investimento de fora, já que com essa situação indefinida no Brasil os investidores ficarão duvidosos se investem ou não.
    O FHC fez um bom governo ou aproveitou e se beneficiou da criação(O REAL)do Itamar Franco?

  13. Alberto disse:

    Cegueira ampla,geral e irrestrita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 23:35:59