aki

cadastre-se aqui
aki
Política
19-11-2015, 12h42

Retorno do voto impresso é vitória do atraso

Decisão reflete Congresso que aprovou propostas ruins em 2015
161

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ao ressuscitar o voto impresso, o Congresso cometeu um grave erro, voltando ao passado. Na apreciação de vetos presidenciais nesta semana, foi derrubada a restrição de Dilma Rousseff à necessidade de um comprovante impresso do voto eletrônico aprovado num arremedo de reforma política.

Essa decisão é resultado de uma mentalidade atrasada, estimulada pela contestação da oposição ao resultado da eleição presidencial do ano passado. Contestar o sucesso da urna eletrônica só alimenta teoria conspiratória, porque o processo é seguro e elogiado internacionalmente.

O efeito será atrasar votações e aumentar custos. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), nas próximas municipais, essa ideia de jerico custará quase R$ 2 bilhões e exigirá a impressão de mais de 200 milhões de votos em papel.

As urnas que elegeram Dilma também alçaram oposicionistas ao governo de Estados importantes, como São Paulo, por exemplo. A desconfiança como argumento para o voto impresso é o retrato de um Congresso que prestou desserviços ao país ao longo do ano.

Mais: é a vitória do atraso, do retrocesso. A atual classe política está disposta a priorizar a irrelevância. Apesar de ter enterrado a “pauta-bomba”, o atual Congresso é um dos piores que o país já teve, levando em conta os resultados que apresentou neste ano.

Votou uma reforma política que piorou as regras. Mas o STF (Supremo Tribunal Federal) arrumou a trapalhada e implantou uma mudança importante, que merece ser testada (o fim do financiamento de empresas a campanhas políticas).

Na economia, desarmou a “pauta-bomba” depois de ajudar a piorar as expectativas dos agentes econômicos. Na área social, há uma série de propostas que significam retrocesso nos direitos humanos em geral e na proteção de minorias em particular.

 

Comentários
161
  1. rosa maria da disse:

    tenha dó né Kennedy as urnas eletrônicas não são confiáveis coisa nenhuma. atraso é esse governo corrupto que quer usar urnas pra fraudaras eleições… os brasileiros não confiavam mais nesse governo nem no PT e nem nessa imprensa corrupta comprada com dinheiro do contribuinte…. pra enganar a população vc mesmo me parece bem bem petista roxo…. me poupem atraso é deixar essas urnas nas mãos desse ladrões do PT

    • Domingos Silva disse:

      As urnas eletrônicas são boas apenas quando elegem tucanos? Deixe de ser patética

      • J. V. Gomes disse:

        Pra tucano pode se tivessem ganho a eleição o sistema seria perfeito. Aqui em SP são 20 anos de desgoverno enganando os trouxas coxinhas. Deus nos livrou da praga retrógrada do Aécio, obrigado Nordeste!

        • Ana Barrbosa disse:

          O problema dos petistas é a ignorância, acham que todos que não querem mais os corruptos ladrões petistas no governo são tucanos, não sou tucana e detesto o PT, não voto no PT e sou a favor do voto impresso, porque as urnas são fraudadas sim.

      • José Valente disse:

        Como sempre, essa turma do PT e seus defensores tentam justificar as falcatruas desses corruptos, alegando que os outros também são.

      • Eduardo Rodrigues disse:

        Quanta ignorância! Toda vez que alguém cita algo sobre corrupção vocês falam do PSDB como se isso fosse justificativa. Voto é coisa séria e qualquer tentativa no sentido de evitar fraude deve ser louvada. Comentários como o seu mostra bem uma visão do tipo: Eles roubaram, nós vamos roubar também. Pensando bem, vocês chamaram a Chavez de exemplo, Fidel de ídolo e Gaddafi de amigo, não é de se esperar que defendam a democracia.

      • vinicius disse:

        Se tivessem o voto impressor, teriam eleito tucanos

      • João Lima disse:

        Ai os fins justificam os meios, ao menos elegem um governo bom para o Brasil, pois os do PT eleitos até agora, não dignos de limpar os sapatos do FHC.

      • Ravyneh disse:

        Há quantos anos mesmo um tucano não vence a presidência?
        Quem ganhou a prefeitura de São Paulo, mesmo sendo o lanterna na pesquisa?

        Mas só para o seu conhecimento, a Venezuela também elege “opositores” e é notoriamente uma fraudadora eleitoral. Se os petralhas não permitissem alguma oposição, não precisava de eleição, virava ditadura escancarada, concorda?

    • GUSTAVO disse:

      Imbecilidade não importa sexo e acusa-se sem provas por saberem da impunidade. Gente sem carater que apenas denigrem quem não pense como ela. Coitada, pois sabemos fielmente que são as viuvas do impedimento, dos Cunhas da vida que perderam seus pais e esposos.

    • Anax disse:

      O problema maior não é o custo, mas, sim a compra voto que vai ter como comprovante o voto impresso, infelizmente, no nosso país, a população não tem educação política.

      • Flávio disse:

        Cara, você não entendeu nada, hein… o eleitor não vai sair da votação com comprovante algum! De onde você tirou isso?

      • Cristhian disse:

        O eleitor não terá acesso ao comprovante! Só poderá ver o comprovante para conferir se está registrado o candidato que ele votou e em seguida o comprovante cairá automaticamente na urna, sem nenhum contato manual com o eleitor. Então essa sua afirmação é totalmente incorreta!

    • Osiris Martins disse:

      Concordo plenamente com você Rosa Maria, é puro papo dizer que é elogiada internacionalmente…
      me diga por qual País, pois todos os desenvolvidos ainda usam cédula escrita, pois é muito mais confiável e tem como pedir recontagem de votos, alguém já viu recontagem da urna eletrônica? Ainda mais num País corrupto como o Brasil que tudo se compra inclusive o voto, com confiar num sistema eletrônico, se até os bancos que são os mais seguros para evitar prejuízos cibernéticos e estão sempre hackeando os sistema, como dizer que esta urna é totalmente segura?

      • João disse:

        Meu caro Osíris, tem sim como se pedir recontagem de votos. Ano passado o PSDB pediu acesso aos dados para que tal recontagem fosse feita. Um ano depois eles ainda não vieram a público reconhecer a derrota. Não ache que sou petista por estar argumentando isto, até porque votei no Aécio para presidente. Só acho que eles, que pediram a revisão fundamentada em desconfiança da população brasileira em relação ao processo eleitoral, tinham a obrigação de se manifestar publicamente sobra a auditoria que os mesmos requereram. A urna só funciona quando nossos candidatos se elegem? Será que eles iriam querer perder o maior Estado brasileiro, cuja capital é governada por um petista?

    • José da Silva disse:

      Conheço bem a contagem manual de votos. Fui escrutinador em 3 eleiçõese já passei alegres semanas contando votos, antes de inventarem as urnas eletrônicas. Fora o calor de mais de 40 graus sob um telhado de zinco, num ginásio de esportes sem ventilação, era um horror o que tinha de gente querendo tirar votos da pilha de nulos para a pilha do seu candidato. Ainda tinha que cuidar para que ninguém resolvesse preencher os votos em branco ou, então, simplesmente tirar votos da pilha de um candidato e incluí-los na pilha de outro candidato. Penso que não é a fraude nas urnas eletrônicas que incomoda essa gente. O quê os apavora mesmo é a impossibilidade de ganharem eleições sem fraudá-las. Aí, o mais fácil é culpar a urna e falar mal do melhor e mais avançado processo eleitoral do mundo.

      • Cristina disse:

        Melhor sistema eleitoral o mundo?José da Silva ,é tão bom que nem o Paraguai quis.Estão tão preocupados com o voto impresso porque? Vamos ver se o petê vence mesmo as eleições.Se vcs tem tanta certeza da vitória,não tem com que se preocupar não é mesmo? Essa conversa que voto impresso é retrocesso é conversa prá boi dormir,pois os votos impressos não serão contados,só serão auditados se houver necessidade.

    • José LIRA disse:

      Tenho a prova que a urna eletrônica desvia voto. Nas eleições de 2012, votei em um candidato a vereador, porem nesta urna este vereador não teve nenhum voto confirmado nesta urna. assim sendo, foi confirmado que as urnas são produtos de fraude.

    • Vera Leite disse:

      Realmente um país de primeiro mundo igual ao nosso, é um retrocesso.

    • Claudio disse:

      A urna nao eh segura Rosa Maria?? nDesde quando? Desde que elegeu o PT na presidencia? Pq antes, NUNCA se levantou a bola dela ser insegura.
      E, se fosse insegura e houvesse rolado uma fraude (nao houve), pq o PT nao levou a eleicao do Estado de Sao Paulo e outras unidades da federacao?

      pense, pq sua analise foi tola
      gastaremos a mais, 1 bilhao de reais!

    • vou imprimir meu voto e mandar pra você ir somando, Rosa Maria

    • CELSO DUTRA MOURA disse:

      NUNCA HOUVE VOTO IMPRESSO NA HISTÓRIA DO PAÍS. Antes a pessoa escrevia o número do candidato em uns quadradinhos ou marcava um ‘x’ ao lado do nome do candidato escolhido.

      Mas, ‘voto impresso’…nunca antes na história do Brasil.

  2. mmm disse:

    É tão elogiado internacionalmente, que nenhum país de primeiro turno adotou!…

    • Eduardo disse:

      Isso mesmo. Se fosse bom, o mundo inteiro teria adotado esse sistema de urnas eletrônicas.
      Basta um programar a urna para fraudar na proporção que se deseja e por fim se “auto deletar”.
      Eu não sei que tipo de servidores o tribunal adota, mas caso sejam “windows” basta criar um arquivo (.bat), injetar nas urnas da região de interesse e já era.
      Sem o voto impresso, basta que alguém no TSE, seja corrupto e adote tal ideia.
      Entretanto, com o voto impresso, onde o eleitor veja seu voto sendo imprimido, não haverá possibilidade de fraude.
      OBS: NÃO ESTOU ACUSANDO NINGUÉM, DE NENHUM ATO DESTE TIPO.
      O que afirmo, é que, isto é possível de fazer.

  3. Sebastião Carlos da silva disse:

    você é jornalista, isso não te obriga a ser bom de matmática, afinal só nesse governo imprimir um pedaço de papel custa 10 reais, segundo, você considera retrocesso eu ter um comprovante de algo que assinei ( afinal ao votar eu to assinando um contrato com alguém que vai defender meus direitos e opiniões ) Não vou discutir idoneidade das urnas, mas quem não deve, não teme!

    • Carlos Eduardo disse:

      Ora, se ao votarmos já nos é dado um papel que o mesário destaca de um livro, é só substituir esse procedimento para , aproveita-se o mesmo dispositivo de impressão para , de um lado, acolher o registro do voto impresso (contraprova), e, de outro, a expedição desse comprovante de voto para o eleitor – capaz de ser mais rápido que o trabalho de “destaque” feito pelo mesário.

      • Abu Habib Oslamavad disse:

        cara, obrigado por ja ter tirado as palavras de minha boca. seria tudo mais prático e seriam necessárias menos pessoas trabalhando. Isso sim reduziria custos, pois é menos lanchinho e suco, e mais pessoas trabalhando pois cada dia trabalhado nas eleições ganha-se 2 de folga. governinho s/ vergonha. bloqueiro mequetréfe

        • Cristina disse:

          Perto do lanchão que o governo då para Cut,MST,e afins promoverem bandalheira e destruição por onde passam,é brincadeira vc falar em gastos com lanchinhos.Patético.

    • Tarsus disse:

      Me desculpe, meu amigo. Mas a idéia é péssima. Não impede fraudes (muito pelo contrário!) e só atrapalha. Não precisa muito para ver o tamanho do prejuízo. Na última eleição foram usadas 530 mil urnas eletrônicas em todo o país. Pense que para cara urna haverá uma impressora. Chutando que uma dessas custe módicos R$ 200,00 (não tenho idéia mesmo), apenas aí já se foi Hum Bilhão. Fora as cédulas, pelo menos umas 200 milhões, feitas em papel moeda, timbradas, com diversos apetrechos de segurança e feitas pela Casa da Moeda. Fora também as exigências de infra estrutura (mais cabos, tinta e etc). E ainda mais pessoal para garantir o funcionamento, afinal, qualquer pessoa que trabalha com artigos impressos pode te confirmar que esses processos são muito mais suscetíveis a problemas. É uma péssima idéia…

      • José Valente disse:

        Quer dizer que para imprimir nosso voto é muito caro?
        Mas, pra fazer estádio de futebol; pra corromper políticos e partidos; pra meter a mão no dinheiro do contribuinte; pra comprar refinaria sucateada…etc… é tudo baratinho?

      • Carlos disse:

        Antes atrasarmos algumas horas na apuração dos votos, do que ficarmos na mão de um político sem legitimação popular por 4 anos. Antes gastarmos dois bilhões num processo eleitoral confiável, do que perdermos 10 bilhões elegendo políticos corruptos que ganham vantagem na falibilidade do atual sistema eletrônico.
        Fora Smartimatic! Sim ao voto impresso!

      • Pedro disse:

        530.000 urnas
        595,00 Impressora térmica com guilhotina.

        Total gasto: R$ 315.350.000,00

        Os cara já estão superfaturando e nem começou as licitações.

        Ê laiê!

    • André disse:

      Na sua conta de 10,00 reais por papel, você está esquecendo que o sistema atual não está preparado para essa impressão, portanto o sistema deverá ser modificado, as urnas deverão ser adaptadas, haverá custo para destinação e arquivo físico dos comprovantes … não é só o custo da impressão em si … mas quando a pessoa já está com uma visão preconcebida de criticar no “automático”, é assim mesmo … quanto ao comprovante, as pessoas não levarão os papéis impressos, eles ficarão de posse do TSE para eventuais confrontações com o resultado “eletrônico” … alias: ainda bem! já pensou quem é pressionado por milicianos, pelo patrão, ou qq coisa assim, a votar nesse ou naquele, ter que apresentar o “recibo” de seu voto? Seria o fim do voto secreto.

  4. Heber Dias de Sousa disse:

    Bater no voto impresso não é defender progresso, é defender fraude.Como é possível defender um processo eleitoral que não pode ser auditado?

    Se não há fraude, também não há como provar que ela não acontece. Apenas a dúvida já é razão suficiente para exigir a documentação do voto.

    Se o ônus da prova é de quem acusa, há farta documentação de registros filmados de urnas fraudadas, viciadas ou “com defeito”.

    Se fosse verdade que “o processo é seguro e elogiado internacionalmente” todos os países do primeiro mundo usariam esse sistema. Definitivamente, não é o caso.

    • lena barcessat disse:

      Kennedy, você vai me desculpar, mas transparência é tudo e não faz mal a ninguém, ainda mais se é para preservar o regime democrático, já tão desacreditado. Com o documento impresso, as urnas podem ser auditadas, com a fiscalização dos partidos. Nos dias de hoje, nada impede que um “bug” ou um pequeno “vírus” altere todo o resultado da eleição, e consequentemente, do jogo democrático. Como dizem, não basta a mulher de César ser honesta, tem que parecer honesta! Fiquei feliz com essa mudança!!! O voto é secreto, mas a democracia exige transparência! No caso de dúvida, é direito do cidadão ter seu voto auditado! Simples assim!

    • Glenda disse:

      Já parou pra pensar o pq dos outros países não adotarem a urna eletrônica? Pode ser porque ela é difícil de fraudar, não é? Ou pode ser, que votos impressos são mais fáceis de falsificar, ou de se contar “errado”, tem N razões para recusarem a urna eletrônica. Quanto ao retrocesso do voto impresso, esse valor a ser gasto vai sair do bolso de quem? Meu, seu, nosso!

      • Eduardo Henrique disse:

        Ahh sim, esse país é um poço de virtudes né, e as demais nações são todas corruptas e gostam do voto de papel para poder falsificar as cédulas…Tanto que nem há alternancia de poder em nenhuma delas né? Típico raciocínio doutrinado. Use um pouco os neurônios. Pensar não cansa tanto nem dói

  5. Emerson G. Grego disse:

    A cada dia que passa perco ainda mais a esperança no meu país.
    Ficamos assistindo os politicos eleitos por nós fazendo conchavos escusos, propina aqui, desvio ali, indiferença constante com as aspirações do povo.
    Sei que existe lugar bem pior. Mas como brasileiro que ama esse país, é muito doloroso ver o que está acontecendo e ainda ter a convicção de que tenho minha parcela de culpa.

  6. Edgard disse:

    Eu trabalho com desenvolvimento de software. Preciso discordar do Kennedy. Sem um meio físico para auditoria fica muito fácil fraudar resultados.

    Creio que a volta do voto impresso é necessária. Não com o fim primário de apuração. Mas para que seja possível fazer uma auditoria por amostragem.

    • Daniel Filho disse:

      Também sou desenvolvedor e acho a impressão do voto uma bobagem. Se existe o medo de fraude, um sistema pode perfeitamente imprimir o que o eleitor votou mas gravar na urna outra coisa. Só terá o custo adicional de impressoras e papel.

      • Frederico Fernando Fridlund disse:

        Ficará comprovada a fraude pois a lista impressa não comprovará a gravação!

      • Rita de Cassia disse:

        Nesse caso, se a contagem do total de votos impressos for diferente do resultado eletrônico…se uma urna tiver dez votos(exemplo) sendo cinco pra cada candidato nos votos impresso e no eletrônico o numero for outro comprova se a fraude, dando condições e mecanismos impugnar a urna ou a eleição e corrigir assim o erro!
        o importante é que haja transparência e que o eleitor seja motivado a votar, pq além da frustração com os representantes
        ainda temos a total falta de confiança nas urnas.

      • Edgard disse:

        Pois é meu caro. Mas aí como eu disse. Por uma auditoria por amostragem ao confrontarmos os votos impressos e registrados na urna constataríamos a diferença.

    • ANDERSON OLIVEIRA disse:

      Concordo com Edgard. Sou analista de sistema e sei o que falo quando digo que urnas eletrônicas não são confiáveis. Principalmente no escopo de sua utilização aqui no Brasil.
      NÃO CONFIO sou a favor do voto impresso sim.

  7. Carlos Miyano disse:

    Não concordo que seja retrocesso a impressão do comprovante impresso do voto eletrônico. Isso melhora a transparência do processo, diminuindo os rumores de fraude nas urnas eletrônicas. O custo desta nova modalidade acho irrelevante diante da maior credibilidade. Se estivéssemos num país sem tantas fraudes isso não seria necessário, mas aqui…

  8. Paulo disse:

    Caro Kennedy!
    No mundo atual não é crível que acreditemos apenas no dado digital, melhor talvez virtual. Não é possível comprovar quem foi eleito, nas eleições passadas, no Brasil. O nosso decantado sistema é altamente inseguro. No YouTube há vídeos do Prof. Eng. (especialista em segurança de sistemas eletrônicos) Diego Aranha nos quais AFIRMA que esse nosso modelo é ALTAMENTE VULNERÁVEL. Há outros bons vídeos sobre o tema. O dinheiro gasto com o papel em que se registrará o voto e mais todo o sistema de impressão é apenas o custo de um sistema mais seguro. Se o problema da nossa democracia é o custo do papel, votemos pela internet. É mais seguro que atual e muito mais barato para o eleitor. O único senão no voto pela internet é a questão do segredo. O eleitor poderá ser obrigado a votar na frente de algum coronel, porque em termos de privacidade e sigilo, nosso modelo não satisfaz.
    Um abraço

  9. Felipe disse:

    Um possível meio de auditoria e transparência no sistema eleitoral é vitória do atraso? Quando vemos que o único partido que foi contra é do governo, e que o único jornalista contra é um financiado pelo governo, por que não pensa que o governo é ilegítimo? Lamentável Kennedy.

  10. hermes disse:

    o resultado será o mesmo, LULA PRESIDENTE

  11. Vagner Santana disse:

    Se fosse verdade que “o processo é seguro e elogiado internacionalmente” todos os países do primeiro mundo usariam esse sistema.Por isso, Não tenho dúvida que nosso processo eleitoral é uma fraude. Os países de primeiro mundo não teria condições de comprar ou criar um sistema igual ou até melhor. Já ouvir algumas pessoas dizendo que antigamente as filas eram enormes não entendo, em uma sala de aula de muitas vezes cabem 50 alunos, não podem entrar 20 pessoas para votar ao mesmo tempo. Além de acreditar que é mais seguro, também tenho certeza que pode ser mais rápido.

  12. André Vitor Santos Rocha disse:

    Kennedy, quando diz que o sistema do Brasil é elogiado internacionalmente fico pensando: Qual o motivo de nenhum país sério adotar este sistema então? Vendo a atuação do ministro Toffoli, tenho certeza que a decisão do congresso foi acertada.

  13. Arthur disse:

    Dizer que o processo de urna eletônica é “elogiado mundialmente” é uma falácia. Se as urnas eletrônicas brasileiras fossem um grande sucesso tão seguras assim porque os países desenvolvidos não a adotam? Fica fácil ouvir e tomar como verdade a frase de que o mundo inteiro elogia nossas urnas. NÃO É VERDADE ISSO.

    Deixe de ser parcial Kennedy. A população desconfia da segurança da urna eletrônica SIM. Vários hackers já demonstraram que o software pode ser corrompido.

    O voto impresso é a ÚNICA coisa que pode garantir a lisura das urnas eletrônicas. Ou você vai ignorar o fato de que o resultado da auditoria feita nas eleições de 2014 indicaram que O RESULTADO NÃO TEM COMO SER AUDITADO??

    Não é que não houve fraude. A conclusão da auditoria foi a de que NÃO HÁ COMO DIZER SE HOUVE OU NÃO FRAUDE PORQUE NÃO HÁ MANEIRA DE AUDITAR OS VOTOS.

    Em qualquer eleição TEM DE HAVER uma maneira confiável de auditar os votos, e hj não há. SIMPLES ASSIM

  14. Marcelo disse:

    Fala sério Kennedy, nenhum país sério, de primeiro mundo tem esse tipo de urna…
    Vitória do atraso???

  15. Geraldo Gomes Azevedo disse:

    Urna eletrônica só favorece a corrupção e políticos corruptos! Eu que trabalho com computação sei, todo sistema informatizado pode ser facilmente burlado! Voto impresso é só uma garantia, pra coibir essa corja de políticos Ladrões, que só lesão a nossa Nação!

  16. Ruy Teixeira disse:

    Quase todos os países testaram e nenhum aprovou nossas urnas
    eletrônica. Será que existe algo de errado com elas.

  17. Alberto disse:

    Mentalidade atrasada é não querer a transparência em caso de dúvida..Se o sistema não pode ser conferido não é transparente. Aí vem a desculpa esfarrapada de que vai custar trilhões de reais.Aliás nosso sistema é defasado,nível 1.

  18. Franklin Wanderley disse:

    Com todo respeito as opiniões contarias, me filiando a vossa análise quanto ao desempenho do nosso douto Congresso Nacional, deixar as eleições nas mãos de um ex advogado do PT, sem nenhuma forma de aferir o que foi decidido pelo povo na sua escolha democrática é, no mínimo,uma irresponsabilidade. Tem que ter o comprovante do voto. No Brasil não dá para confiar, são muitas evidências de corrupção, desmandos, abusos de poder, preguiça do povo, passividade entre outras virtudes.

  19. LILLIAN CARLA DE FARIA disse:

    Apenas uma pergunta, o mundo sendo tão grande, vários países já solicitaram a urna eletrônica, e nenhum país adotou, alegando não ser confiável. SERÁ PORQUE O BRASIL O ÚNICO NO MUNDO A USAR A URNA TEM TANTO RECEIO DO COMPROVANTE DE VOTAÇÃO????????????? QUEM NÃO TEM NADA A ESCONDER NÃO TEM MEDO. E VOLTANDO AO TEMPO MESMO ESTÁ ESTA POLÍTICA QUERENDO FAZER DO BRASIL UM COMUNISMO, NÃO DEU CERTO EM LUGAR NENHUM ESSE TIPO DE GOVERNO. ENTÃO KENNEDY, REFLITA SOBRE A SITUAÇÃO REAL DO NOSSO PAÍS…………SEM PARCIALIDADE!!!!!!!!

  20. Paulo disse:

    Ah tá, então países como Japão, Canadá, EUA, Inglaterra, Alemanha e França tem um sistema eleitoral que é “um retrocesso”. Eles acham graça do nosso sistema; acham ridículo um sistema absolutamente exposto à fraudes de todo tipo. Mas nós somos os bons, os avançados: não permitimos qualquer tipo de comprovante do voto porque “o sistema é seguro” e o eleitor ter um comprovante “é um retrocesso”.

  21. Leandro disse:

    Concordo com você Kennedy. A ideia tinha que vir de quem veio, o símbolo do atraso, Bolsonaro. Vai começar uma palhaçada de pedido de recontagem, só para atrapalhar.

  22. Thiago disse:

    Se são tão confiáveis, porque nenhum outro país minimamente sério usa?

  23. Daniel disse:

    Infelizmente sua matemática é terrível. A população total do Brasil conforme o Site do IBGE hoje é de 205 Milhões de Habitantes. O percentual de pessoas de 10 a 14 anos é de 24,14%, ou seja, se todos acima de 15 anos votassem, teríamos um total aproximado de 155,5 milhões de pessoas.

  24. parabéns Kenenedy, este é mesmo o pior congresso que o dinheiro de empresas e empresários corruptos conseguiram eleger…”só priorizam a irrelevância” e querem que uma nação inteira os engula…só mentes tacanhas, retrógradas e derrotadas conseguem imaginar fraude num sistema que elegeu também Alkimim, Richas, e Perillos, affff…

  25. schirley disse:

    Pois bem, para reeleição de FHC, ela não era fraudada, agora para o PT, é, o gente sem noção kkkkkkkkkk esse são os revoltado por seu partido perder as eleições, mas quem deseja um traste como Aécio para presidente é igual ou pior que ele,

  26. Marco Túlio Castro disse:

    A questão é que em politico brasileiro ninguem acredita. Vou dar um exemplo simples:
    fui presidente de mesa e várias eleições.

    1 – O presidente da mesa digita o código do eleitor e libera a urna
    2 – O eleitor vota
    3 – O presidente digita o proximo titulo
    3 – outro eleitor vota.

    sou analista de sistemas. Claro que há uma maneira muito facil de vincular o titulo ao voto
    Ta bem voce vai dizer que a urna é auditada. No Brasil ? faz-me rir !
    Ninguem garante o sigilo do meu voto.

    Alguem me diga como podem garanter para a Dona Joaquina, moradora do fundão e só com o curso primário que o voto dela não será conhecido por outra pessoa.

    Como queriamos demonstrar.

  27. VÂNIA LEPPER disse:

    Voce quer dizer que o resto do mundo ainda vive no passado? Eu nunca confiei nestas urnas eletrônicas. Se fosse tão boa assim, vc não acha que os países de 1º mundo também a adotariam???

  28. Antonio Ferreira disse:

    Quando a credibilidade esta neste ponto eu gostaria de comprovante do que eu votei é um investimento que gostaria de bancar, e tenho certeza que corte de mordomias do cartões corporativo cobriria esse investimento e sobra dinheiro.

  29. walcir disse:

    Descordo totalmente da sua opinião Kennedy. E concordo as opiniões dos comentário até então. Para mim o voto tem que ser escrito. Para puder ser conferido!

  30. luiz carlos pizani disse:

    Retrocesso ? Transparencia é chamada de retrocesso ? Como explicar que as maiores democracias do mundo não possuam votações eletrônicas ?
    Retrocesso são todos os indicadores econômicos e sociais que esta governo nos remeteu de novo a década de 90.
    Retrocesso é este governo, perdulário, populista, militante ideológico e CORRUPTO

  31. Vinicius disse:

    Gosto muito dos seus comentários, Kennedy, mas sinceramente não concordo.

    Há vários argumentos a favor do que foi proposto. Não estamos voltando ao tempo do voto com papel, pois o voto continuará a ser eletrônico, mas haverá também uma contra prova, o que viabilizará uma auditoria, caso seja necessário. Se existe a possibilidade de tornar o sistema mais seguro, por que não torna-lo?

    E o argumento acima também é bom. Se a urna eletrônica é um modelo international, por que grandes democracias não a adotaram?

    Abraços,

  32. carlos henrique disse:

    Ué, todas as vezes que votei – em ambos os turnos,quando houve – desde 1994, quando iniciou-se timidamente esse processo, semi informatizado na época e, em 1996, começando-se a usar progressivamente a urna eletrônica (trabalhei nesses anos como apoio de comunicações pela Embratel ao TRE-MG ) eu recebi um comprovante de que exerci meu direito – mesmo que obrigatório -, o comprovante de votação serve para que, mostrará que não votamos nos coronéis de outrora, atuais netos de políticos profissionais ? A solução, sim, é simples, não venda seu voto, escolha conscientemente seu representante, com o tempo uma seleção e renovação natural se farão, só não venda seu direito nem por bens terrenos ou, como fatos mais recentes, por terrenos no céu, pelos quais você também não recebe comprovantes impressos, que seriam títulos de propriedade em seu nome, registrados em Cartório competente ou, até, meros contratos de compra e venda, abç !

  33. Philippe Valentim disse:

    Sou chefe de seção eleitoral desde os meus dezoito anos e lá se vão pouco mais de 10 anos. Afirmar que não existe meio de comprovação é no mínimo ignorância seletiva. Todas as urnas emitem a zeresima que atesta estarem sem nenhum voto e ao final do pleito emitem o chamado boletim de urna. Ambos ficam disponíveis nos cartórios eleitorais e dispostos para consulta, bem como o caderno de assinaturas. O voto impresso só serve para manter o voto de cabresto afinal facilita a comprovação de voto em A ou B. Sim um profundo retrocesso que servirá para comprovar a barões do coronelismo e currais da fé o voto no candidato desejado.

    • George Massao disse:

      Você não deve ser da área de TI. veja o comentário de Marco Túlio Castro. Mais mesmo que não seja dessa área. você acredita na idoneidade desses políticos ? Veja as reportagem , histórias e ocorrências nas mídias “validas” que você não é informado corretamente. procure saber ? discordo plenamente do seu comentário. “zeresima” valida o processo ,depois que saiu da sua instância de controle? Você enviar, copia, transfere esses dados para onde ? até chegar nos noticiários , pode haver manipulação ? Veja o processo como um todo. Não só a sua parte. Pense… afinal você e um eleitor. Abraço.

    • Marco Túlio Castro disse:

      Caro Philipe, sou obrigado a concordar com o George. Sou da area de TI e seja qual for a linguagem utilizada para o programa das urnas, é posivel para um tecnico com o devido acesso alterar o programa para emitir a zerezima a qualquer momento zerada. Tambem é possivel emitir o resultado que quiser independentemente da votacao. O que voce vê em um programa é o que querem que veja e nao necessariamente a realidade. Resumindo, a zerezima nao serve para nada.

  34. janice disse:

    NAO É VOTO IMPRESSO que retornou, é um comprovante impresso do voto eletrônico. E isso é avanço e nao retrocesso.

  35. geovar disse:

    Corroboro com todos os comentários anteriores, se é tão seguro assim por que nenhum pais pais adota além do Brasil, nem o Paraguai quis adotar…

  36. Luis Henrique disse:

    Decepcionado com o Sr Kennedy. Se tivéssemos a certeza de que a urna é confiável, não haveria a necessidade do comprovante. Se grande parte dos brasileiros ( incluindo parte dos 52% que votaram na presidente) são a favor, quem é você para discordar. Eu não votei na Dilma, mas sou a favor SIM da impressão do comprovante.
    Quando tivermos em nossas estruturas de poder , homens e mulheres idôneos o suficiente para termos esperança em um avanço, poderemos abrir mão dessa necessidade. Até lá, MANDEM MEU COMPROVANTE!!!!!

  37. Rafael Carpes disse:

    Transparência é sinônimo de atraso?

    Que preocupação teria um governo com o (suposto) custo de 2 bilhões em nome da transparência, quando a presidente da república omite 2.3 trilhões do orçamento?

    Para campanha eleitoral tem dinheiro de sobra, mas para assegurar a transparência nas eleições não tem?

    Quando a presidente da república decide VETAR uma medida que traria mais confiança e transparência no sistema, isso levanta suspeitas sobre suas intenções. Do que ela tem medo?

    Sr. Kennedy, onde está o “retorno” do voto impresso via urna eletrônica, já que nunca o tivemos? Que passado é esse que nunca ocorreu?

    E se a urna eletrônica é “elogiada internacionalmente”, que tal citar algumas fontes? Por que os países de primeiro mundo não a utilizam?

    Todos os testes realizados com a urna mostraram que ela é facilmente violável e logo em seguida os testes foram proibidos no Brasil, por quê?

    QUERO VER RESPONDER.

  38. Marcos Paulo Veiga disse:

    Respeito sua opinião, mas é a vontade da grande maioria do povo, já que as dúvidas em relação à urna eletrônica são enormes. Difícil explicar que um sistema que não pode ser auditado é 100% confiável, pois até mesmo o Pentágono e outros órgãos de segurança americanos já foram invadido por hackers! O custo pode ser alto, mas o custo infinitamente maior é de haver manipulação política das urnas eletrônicas, para um partido/candidato se perpetuar no poder contra a vontade do povo! O povo assim quer e o congresso deve representar a vontade do povo!

  39. Márcio Vicente Teixeira disse:

    O retorno do voto impresso atende a este congresso, agora os coronéis reinstituir o voto de cabresto, afinal ao exigir debaixo de várias ameaças o voto em seus candidatos eles terão como verificar em quem votou cada uma de suas vitimas. Imagino que o retrocesso e o ataque a democracia continuará a crescer nos próximos anos, principalmente por culpa da ignorância de muitas pessoas pelo Brasil….

  40. Ricardo Gomes disse:

    Como engenheiro eletrônico com mais de 30 anos de experiência na área, fiquei extremamente decepcionado com a decisão em questão, que demonstra mais uma vez o porquê de sermos um país tecnologicamente atrasado quando comparados com países de estágio semelhante. Temos a mania de esbravejar contra os cartórios, mas decisões como esta demonstram que só pensamos na base do “comprovante de papel”, só nos satisfazemos quando temos um pedaço de papel, como se não fosse a coisa mais fácil do mundo as fraudes com voto impresso. Seria a mesma coisa que revoltar-nos com os automóveis devido aos acidentes e instituirmos a volta do carro de boi em alguns casos. Sendo que os acidentes até ocorrem, mas fraudes só na cabeça de alguns malucos inconformados com os resultados…vale todo tipo de argumento, incluindo, claro, vídeos malucos tirados de ocasião sabe-se lá de onde. Como diria Nelson Rodrigues, a imbecilidade perdeu a vergonha!

    • George Massao disse:

      Se toda urna fosse somente “eletrônica” concordaria com você. Mais ela não é eletrônica somente. Existe um Software que gerencia todas as funcionalidades da máquina de votação. Ela não é um produto sem inteligência(tv de tubo, micro-system,star-tac) que só sabem decidir por, sim é não. Ela(Urna) tem uma função de identificar e validar, logo ela pensa conforme o que foi programado. Logo se esse software e feito por um “pessoa”, temos a possibilidade dessa “pessoa” não ser honesta o bastante para resistir a corrupção que existente em todos os níveis desse pais. Como você poderia contestar o resultado da urna que fechou o resultado final de apuração ,EXEMPLO se o seu candidato não foi relacionado no quantitativo da planilha da urna ? Você ficaria calado se ao divulgar o resultado da sua urna , o seu voto não foi computado ? Pense bem… Abraço

    • Cicero disse:

      Há países muito mais desenvolvidos tecnologicamente que o Brasil e se negam a utilizar a urna eletrônica. EUA e Alemanha são exemplos de países que realizam votos com cédulas. O voto deveria voltar a ser em papel. devíamos acabar com essas urnas fraudulentas.

  41. Luiz Carlos de Oliveira disse:

    Caros , vivemos em um mundo digital , voltar a era do papel é um retrocesso muito grande , se quissesem mesmo auditar , pelo menos usassem a tecnologia dos anos 80 que era o cartão perfurado , que permitiria uma auditagem mais rapida . O Povo votou na DILMA e pronto , querer colocar a culpa da incompetencia em apresentar um candidato que não fosse um playboi cherador de pó é demais . Quem já pasticipou de uma eleição de papel , sabe como é facil fraudar o voto impresso . Basta um mesário desonesto para sumir com votos do candidato da oposição . A lista de fraudes em voto impresso é enorme , basta um apurador mal intencionado que o céu é o limite . Imprimir voto em nome da segurança é uma verdadeira piada , que não resiste a qualquer analise séria . Quem defende o voto impresso defende sim a fraude nas eleições . E uma pergunta o que fazer em caso de divergencia ??? vale o eletronico , vale o impresso ?? anula a urna ??? Basta sumir com um voto impresso que todo o sistema vem abaixo o que é muito mas muito facil de fazer

  42. Lauro Albuquerque disse:

    Jose Jorge Freitas Freitas: “Com certeza, a aprovação desse lei, foi a senha para oficialização de compra de votos. Vários candidatos meliantes, comprarão os votos antecipadamente e farão pagamento mediante apresentação do comprovante de votação. Atualmente a compra de votos é na confiança, a partir da aprovação dessa lei, a motivação será muito maior para comprar o voto, tendo em vista a possibilidade de confirmação com o eleitor que se coloca à venda. As eleições serão decididas no dia de votação e, muitos vencerão por esse método espúrio.”

  43. Diogens Ribeiro disse:

    Não seria mais facil pratico e economico o fim do voto obrigatório.

  44. ISRAEL FRANCISCO disse:

    Atraso é aceitar que um máquina que contém e seu algorítimo inúmeros programas sem assinatura, dados que pode ser facilmente interceptados enquanto são transmitidos pela rede da Oi sem que a mesma perceba, um presidente do STF que proíbe pesquisas de boa de urna e se tranca sozinho com alguns comparsas para apurar os votos e só divulga com mais de 51% apurados. Isso é atraso.

  45. Edielson Carvalho disse:

    As urnas eletrônicas brasileiras são tão boas e tão confiáveis que todos os outros países usa.
    Eu quero meu voto impresso, e pronto!

  46. douglas disse:

    A oposição foi ao TSE e depois de investigar chegou a conclusão que não houve irregularidade nas eleições, porque isso agora, o TSE deveria enviar um boleto para quem é contra as urnas eletrônicas para pagarem os custos dos impressos.

    • Anderson de Barros Silva disse:

      Não Douglas, o que a oposição constatou é que o processo não é auditavel, ou seja, não dá pra se confirmar ou validar a informação.

    • Ravyneh disse:

      Você está mal informado. A auditoria da oposição só serviu para provar que as eleições cooPTadas pelo TSE são INAUDITAVEIS. Não provam a fraude, mas também não provam a vitória. Democracia que impede RECONTAGEM e AUDITORIA é ditadura!

    • HELENA ALVAREZ disse:

      OPOSIÇÃO?? Que oposição?? O Brasil não tem oposição. Se tivesse esse governo não estaria mais no poder! Todos estão comendo na mesma gamela!!!

  47. Antes de trocar o método de se votar, precisamos acabar com os ladrões que estão ai no poder e mete-los na cadeia, ai sim acredito que o voto eletrônico poderá ser eficiente, mas por enquanto só um sistema poderá coibir essa gente de se eleger fraudulentamente novamente.
    No caso é o voto de papel fiscalizado como a algum tempo era feito.

  48. Ruy Teixeira disse:

    O voto eletrônico continua gente !!!

    ” Pelo texto, a urna eletrônica imprimirá um registro do voto, que deverá ser checado pelo eleitor. Só após esta checagem que será concluído o processo eletrônico de votação. Depois, o recibo será depositado automaticamente em local lacrado e ficará em poder da Justiça Eleitoral. O eleitor não poderá levar o documento para casa. O recibo também não deverá ter a identificação do eleitor.”

  49. sergio disse:

    È tao elogiado que nos estados unidos o voto é em cedula, pois com a urna ela pode ser fraudada no software que esta na urna e nao precisa de internet para isto.

  50. Marco Túlio Rocha disse:

    Desta vez, a primeira, segundo lembro. Discordo de você. O sistema eleitoral é a base do processo político democrático. Sobre ele não podem existir dúvidas. As dúvidas, justas ou injustas, lançadas pela oposição obrigam à adoção do sistema que não é VOLTA, pois NUNCA HOUVE VOTO IMPRESSO. Havia VOTO ESCRITO. Desta vez, o que se fará é imprimir a manifestação que se faz eletronicamente.
    R$2bilhões para extirpar argumentos golpistas é troco.

  51. ALEXANDRE NUNES disse:

    Fala sério, Kennedy. O sistema pode até ser “honesto” hoje, mas quem garante que não seja fraudado no futuro? Nenhum país do mundo adotou o sistema brasileiro, será por quê? Gastar os 2 bilhões agora é um custo necessário para dar confiabilidade a nossa democracia. Caso contrário, a desconfiança de fraude sempre a porá em risco…

  52. Dinho disse:

    Não haveria necessidade de impressão do voto se os dados da urna fossem enviados para uma central e essa central fosse acessível ao eleitor. Havendo duvidas, bastaria cada eleitor acessar o banco de dados com seu titulo de eleitor e conferir se o voto confere. Simples assim. Mas o software da urna não prevê nem isso…

  53. Francisco Mota Cruvinel disse:

    So nao entendo,o Temor de se ter a Oportunidade de CONFERIR,a Totalidade dos Votos,Países Democráticos isso e Normal,e Muito Estranho,lembra CUBA,Coreia do Norte,onde os Jornalistas nao podem Discordar,ou Melhor la Eles nem Existem,Mas o Povo esta Atento,e Exige Mudança.

  54. Daniel disse:

    Os caras que lutam pelo voto impresso são desonestos pela opção à cegueira: o voto impresso também não irá garantir nada. Em contrapartida o governo federal não torna o código das urnas aberto para ser auditado, o que é no mínimo um atentado contra a transparência.

    No fim não se trata nem de legalidade nem de transparência, mas de disputa política.

  55. Luiz Fernando disse:

    Kennedy, gosto de seus comentários e leio seu blog mas você dizer que o voto impresso é um retrocesso, você está muito enganado.
    Como muitos disseram aqui nos comentários, nossa urna eletrônica não pode ser auditada e já foi comprovada a possibilidade de sua manipulação! Faculdades já publicaram videos demonstrando isso!!
    Um sistema fraco de segurança e confiabilidade!
    A própria empresa fabricante das urnas é processada em muitos países por fraude!
    Brasil, o país da maracutaia e do jeitinho!

  56. Eric disse:

    Pois é, nos juntamos à França, à Alemanha, ao Japão, aos Estados Unidos, esses países atrasados!!!

  57. Fernando Fideis disse:

    Tá de brincadeira!!!!
    Só é atraso para quem possui um projeto hegemônico de poder, ou seja, o PT e os esquerdopatas do Brasil! Foi uma grande vitória para a sociedade e para a democracia!

  58. Hugo disse:

    Fala sério, vocês que se dizem progressistas são cheios de falar em termos de progresso e retrocesso, discursar nesses termos presume-se de que existe um futuro certo e ideal para a sociedade, e que estamos caminhando para ele. Ora, quem são vocês para dizer qual é o futuro certo para a sociedade Brasileira?
    A questão das urnas não diz respeito a progresso ou retrocesso tecnológico, mas sim a lisura e transparência do processo eleitoral. Vários especialistas já analisaram essas urnas e está mais do que provado de que não são confiáveis, são facilmente fraudáveis e o software contém erros primários de projeto. Além do mais, na ultima eleição a apuração foi secreta, apenas 23 pessoas tiveram acesso a contagem de votos. Quem é contra o voto impresso, ou é ingênuo ou desonesto.

  59. Marcio de Lima Coimbra disse:

    Não há o que dizer.
    Uma das coisas mais importantes numa democracia é a transparência e o voto eletrônico, como está, não é.
    A finalidade meu caro Alencar, é a possibilidade de se auditar.
    Mas…e o custo?
    É o custo da democracia.
    O meio eletrônico serve tão somente a permitir a agilidade do processo.
    Com a confirmação pelo voto impresso, a lisura das eleições será inconteste.
    Se o eleitor não conferir, problema dele PORÉM qualquer deslize percebido, porá em suspeição todos os votos daquela urna eletrônica.
    Creio que nem o PT ousaria a tanto,

  60. Antonio Carlos da Cunha Lagarto disse:

    Vosso comentário sim é que é um retrocesso para uma transparência nas eleições, tendo em vista haver fortes indícios de que houve fraude eleitoral por manipulação de dados. Nossas urnas podem ser seguras do momento que não há nenhum contato externo com a sua memória interna até que se insira o pendrive de recebimentos de votos, onde, estes podem estar com programas espiões de alteração de votos, já na transmissão dos dados para os TRE´s regionais, ou dos TRE´s regionais para o TSE em Brasilia, onde não por acaso, técnicos trancaram-se numa sala, sem o acompanhamento de nenhum fiscal de partido político, e gerou-se a espantosa “multiplicação” de votos para um determinado(a) candidato(a).
    As urnas são impossíveis de serem auditáveis após as eleições, por não haver uma forma física para que isso ocorra, porém, qualquer técnico em eletrônica sabe que os Pendrives podem ter os seus dados recuperados, mesmo que apagados, e com isto também se auditaria as votações.

  61. Fellipe disse:

    Hoje em dia pra comprar uma banana na feira eles imprimem o comprovante. Que democracia é essa que uma banana é mais importante que um eleitor?

  62. Ana Costa disse:

    Não penso que as urnas eletrônicas sejam fraudadas. Fraudáveis são, assim como o sistema de voto em papel é, e sempre foi, mais do que fraudável. No entanto, apesar dos gastos extras, não vejo porque não admitir os comprovantes impressos. Se isso sossegar “o coração” dos desconfiados, tenhamos então os votos impressos, façamos recontagens, se necessário, afinal somos mesmo atrasadinhos, não confiamos nas parafernálias eletrônicas nem na possibilidade de fiscalização por parte de todos os partidos (que existe atualmente) das urnas, da apuração e do sistema todo. O mesmo pessoal que pensa que o Tofolli contou sozinho os votos, acha que vai levar para casa o votinho escrito, deixa lá. Imprime os votos, deixa essa gente contentinha.

  63. joao ferreira lima disse:

    Se é um atraso eu n ão sei, mas que torna a eleição mais confiável, isto sim

  64. Zê Maria disse:

    É por causa dos agentes do PT fora do PT que o Brasil está na situação que está. Se não fôssemos pacíficos, faríamos exatamente como a turma do Robespierre: expulsaríamos vocês dos lugares onde gente decente deveria estar.

  65. Mikelos disse:

    Antes de tudo somos todos um povo só, com uma Classe Política FALIDA e com partidos voltados apenas ao Poder e Dinheiro. E vejo muitos se agredindo, defendendo gente que não sabe sequer que você existe. Parecem até parentes ou amigos íntimos. A sujeira é geral, em todos os Partidos e em todos os âmbitos da administração pública. Quem pensa que não só pode ser alienado ou vive fora do Brasil querendo transparecer saber de algo. Nossas Urnas já se mostraram falíveis e totalmente manipuláveis. Por isso em qualquer país sério que as adotou continua tendo o voto impresso. Aqui, com tanta corrupção alguém ainda quer acreditar em Papai Noel a ter um segundo elemento de segurança para algo tão relevante quanto Eleições??? E “coxinha” ou “militonto”, seja qual for o seu lado, estão ai se batendo como ignorantes esquecendo que nosso pais esta sendo saqueado por corruptos de todos os lados!! Tenham bom senso, senso crítico e uma visão menos míope.

  66. Suzamara Fabiano disse:

    Se urna eletrônica fosse confiável, os EUA, berço da informática, já a teria adotado há décadas. O que não acontece. Nos EUA o voto é impresso – e nos países do G20 também. Somente ingênuos ou mal intencionados acreditam que voto eletrônico é 100% confiável. Se for assim, então que após a votação, a máquina produza um recibo com o nome dos candidatos votados para cada eleitor guardar e sua cópia impressa que vá para o TSE e, se for requerida uma auditoria, que esses recibos sejam conferidos. Da mesma maneira que em pagamentos de cartão de crédito. Simples assim. Será que é o PSDB que está com medo? Não seria o contrário, que o PT está com medo de que numa apuração se constatasse que não ganhou as eleições?

    • Victor Simões Leal disse:

      1) Não acho que a eleição presidencial de 2014 foi fraudada.

      2) O voto impresso aumenta a transparência a desculpa dos custos não cola.

      3) Os EUA são um péssimo exemplo, já que a eleição de 2000 FOI fraudada. E graças ao colégio eleitoral é muito mais fácil fraudar uma eleição lá do que aqui.

  67. Giselle disse:

    Petista é tudo igual. Se não apoia o governo mais corrupto da história é tucano. Não conseguem argumentar nem defender o partidão, aí vem com essa frase pronta, só que graças a Deus não cola mais. E sobre o texto é no mínimo ridículo. O Brasil é tão moderno com essa urna eletrônica que não dá nem para auditar, que o resto do mundo ainda usa papel e ninguém quis comprar essa grande tecnologia.

  68. João Henrique disse:

    A necessidade de comprovante impresso NADA tem a ver o que o fato de o PT estar no poder federal e sim com o atendimento de um requisito básico de qualquer sistema de voto eletrônico, a AUDITABILIDADE. Vários especialistas internacionais já manifestaram sua preocupação com a não auditabilidade do sistema de voto eletrônico atualmente em uso no Brasil.

    Como só haverá impressoras em um pequeno número de seções eleitorais (definidas aleatoriamente) e, em princípio, somente uma fração dessas serão sorteadas para verificação, o impacto relativo no custo da operação será pequeno. O benefício, em contrapartida, será grande, pois permitirá aumentar a credibilidade na fidelidade dos resultados das eleiçoes sem comprometer a agilidade na apuração dos votos.

  69. Fernando Augusto Câmara disse:

    O título diz: retorno do voto impresso. Ora, quando houve voto impresso e urnas eletrônicas no Brasil?

  70. Ravyneh disse:

    Você poderia apontar UM ÚNICO PAÍS QUE ELOGIOU as urnas brasileiras? (não conseguirá pq não existe).

    Poderia explicar por que TODOS os 50 países que testaram as urnas do TSE as devolveram com reprovação?

    • Paulo disse:

      Existem sim países que elogiam e usam a urna eletrônica da smartmatic… curiosamente todos aqui da América do Sul, amigos de luta bolovariana e governados por tietes de Fidel Castro.

  71. Parei no trecho que diz … ” o processo é seguro e elogiado internacionalmente.”
    #SQN !!!

  72. Glauco disse:

    Kennedy Alencar, Kennedy Alencar!!!

    O Voto eletrônico é o mais fácil de fraudar que se existe. Pois, não se sabe se voto é computado realmente para o seu candidato. Nas Urnas eletrônicas brasileiras, não se sabe como é feito o programa que conta os votos, só alguns poucos técnicos do TSE, junto como o presidente do tribunal é quem tem aceso ao código fonte do programa. O TSE não permite uma auditoria e testes sérios com empresas de tecnologia sejam feitos para atestar a segurança das urnas. Porquê deveríamos confiar cegamente no nosso voto eletrônico? Só poque Toffoli diz que ele é seguro?
    Empresas gigantes da tecnologia, FBI, CIA já tiveram problemas de segurança em seus sistemas. E as urnas eletrônicas desenvolvidas pela e SMATMATIC, seriam tão seguras assim?

  73. Marco Balbi disse:

    Se ela é tão confiável porque nenhum outro país a utiliza?

  74. Edson Luis disse:

    Olá Kennedy, longe de falar quem está certo ou errado ao aprovar essa questão,só gostaria de saber se é verdade o que foi falado da questão do comprovante impresso. Parece que ele vai ser impresso em uma espécie de relatório igual aqueles que se tiram em máquinas eletrônicas (caixas) ele ficará guardado por 10 anos. Ao votar não sairei com o comprovante na mão.

  75. Roberto Toscano Couto disse:

    Eu discordo, caro Kennedy. Seus argumentos são custos e o atual Congresso. Para a segurança e lisura das eleições, custo é realmente secundário e sua maior parte se dá na implementação das urnas eletrônicas, não sendo posteriormente tão elevado. E não foi o atual Congresso que teve essa ideia da impressão do voto; essa questão é de longa data (já até houve um PL do Requião, no passado, prevendo a impressão do voto). Trata-se de um assunto técnico sobre o qual, ao meu ver, geralmente quem nunca aprendeu um mínimo de computador e programação não percebe a vulnerabilidade de uma eleição totalmente virtual.

  76. Gregue disse:

    Não há retrocesso apenas o sistema foi aprimorado. Aliás, atraso é votar no PT ou defender o PT, isto sim é atraso.

  77. Guilherme disse:

    Fala sério! Saímos do atraso, isso sim! Nossas urnas são horríveis, totalmente inseguras, rejeitadas por vários países em que foi para testes, até o Paraguai rejeitou! Somos o ÚNICO PAÍS do mundo que usa urna eletrônica e não emite comprovante em papel. TODOS os outros emitem. Permitindo assim uma recontagem física, não uma recontagem apenas com chips velhos e manipuláveis. Fala sério, atraso é o jeito q era, agora deu uma modernizada!

  78. R.Costa disse:

    Tenha a santa paciência!
    O voto impresso é algo que proporciona transparência ao processo.
    As urnas não são auditáveis mas o sistema de voto impresso elimina de vez com as dúvidas sobre segurança as suspeitas de fraudes do sistema de votação.
    O voto impresso é algo que só vem em benefício do processo e só por má fé alguém pode defender o contrário.

  79. Cristina Ramos disse:

    Discordo totalmente do autor. As urnas eletrônicas utilizadas no Brasil não são confiáveis, são vulneráveis à manipulação por maus intencionados, não são auditáveis. Aliás, o simples fato de o Presidente do TSE e de a Presidente do País serem contrários ao voto impresso, já desperta desconfiança, como desconfiança causou o resultado das últimas eleições. Ninguém desconhece o brado de suspeita por parte de muitos brasileiros ano passado. É de se lembrar que, em caso de necessidade de recontagem de votos, há fiscais partidários para acompanhar e conferir. Enquanto isso, com as urnas eletrônicas, quando a Presidente perdia em 2014,até 88% dos votos contabilizados, os escrutinadores foram isolados em uma sala, sem publicidade alguma e, surpreendentemente, o resultado deu uma virada. Tudo podia ser mais simples, sim, se as ações HUMANAS na apuração fossem transparentes.

  80. luiz fernando dos santos celestino disse:

    Voto impresso não e solução para melhorar o sistema político pode ajudar talvez mas não e total. Deveria e melhorar o sistema que elege políticos que muitas vezes entram porque foram arrastados pelos demais se ha quem questiona a legalidade das urnas deveria fazer uma auditoria não sou por ter elegido a presidente mas o mesmo sistema elegeu deputados, senadores e governadores dos mais diversos partidos deveria se auditoria total e pelo jeito não irá acontece dever ser mais uma discussão que ficará com indas e vindas

  81. luciano disse:

    SERÁ O FIM DO QUE RESTA DE ÉTICA E MORAL NA POLÍTICA. Pois os corruptos comprarão votos e pediram o comprovante de voto para entregar o dinheiro. Pior ainda será nos morros das favelas onde os traficantes e assassinos ordenarão que votem em alguém e exigiram o tique comprovante. ISTO JÁ ACONTECEU COM COMPROVANTE DE FOTO DE CELULAR, POR ISSO FOI PROIBIDO.

  82. Silvio disse:

    Dar total transparência ao pleito é o mínimo que o governo deve a sociedade. Qual é o problema? Custo? Inventem outra, pois no Brasil essa é uma argumentação oportunista. Apenas esse ano estamos com um rombo de 120 BI no orçamento. Só é contra o voto impresso quem quer um pleito manipulavel.

  83. Frederico Fernando Fridlund disse:

    Creio que eleição de São Paulo, também fraudada, foi negociada para formar a falsa oposição que como o Professor denunciou, é uma das inimigas do Brasil.

  84. Neli Faria disse:

    Mas, os POLITICALHOS brasileiros amam em prejudicar o erário. desde o início disse isso: apenas acrescentar custos as eleições. Se não bastasse esse enxame, do mal, de políticos e de partidos políticos, ainda tem mais isso.O Aécio quer justificar a sua incompetência eleitoral com isso.

  85. Jean Scharlau disse:

    Discordo, Prezado. O voto impresso estava previsto na lei que definiu a urna eletrônica, mas o judiciário nunca permitiu que fosse cumprida a lei ou auditadas as urnas. Já há tempos se vê resultados díspares entre pesquisas boca-de-urna e as urnas. Outra coisa: não serão impressos 200 milhões de votos, pois este é o número de brasileiros, não de eleitores. Mas que bom que serão impressos milhões de votos, pois assim será mais difícil fraudar as eleições.

  86. Marcus Teixeira disse:

    DIGA-NOS, Kennedy, como fazer uma auditoria no sistema de urnas atual, e eu serei um defensor inconteste da sua posição. Há vários estudos técnicos comprovando a fragilidade do nosso sistema, basta vc querer ver.

  87. Adriano disse:

    Okay…Vamos começar explicando de um jeito bem simples.
    Não existe voto seguro. E não haverá um caso onde vão pedir seu comprovante de voto para recontagem.
    Voto escrito não é mais seguro…Ou vc imagina q vão conferir sua assinatura no meio de 100+ milhões de votos?
    A urna eletrônica é tão segura quanto possível. Ela não tem acesso a nenhuma rede externa ou possui qualquer método de interface senão o necessário para o voto (teclado para votação e outro para introduzir informações do eleitor). Então hackear ela é um processo no qual é necessário acesso prévio/posterior a ela. (entendeu porque vc não pode levar qualquer eletrônico na hora de votar?)
    Resumindo, se houver qualquer fraude, será por corrupção humana. Do mesmo modo que haveria se fosse qualquer outro modo de votação. Ou vc acredita q não vão fazer isso porque vc tem um papel q 90% vai jogar fora na própria zona eleitoral?
    A diferença é no tempo necessário para contar e, se necessário, recontar esses votos.

  88. Tiago Mendes disse:

    Sei que o sr Kennedy Alencar não irá ler meu comentário, mas eu sinceramente não entendo como alguém com sua formação, possa chamar de “retrocesso” o que é na verdade um avanço na melhoria do sistema eleitoral, tanto levado ao descrédito. Primeiramente, o título da publicação “retorno do voto impresso” é uma grande mentira, voto no Brasil era MANUAL, ou seja, a pessoa registrava o voto manualmente, a proposta atual é de que o voto seja impresso para a conferência do eleitor, e seja depositado em uma urna lacrada. O voto continuará sendo eletrônico (que diga-se de passagem, como afirmado pelo próprio líder do governo, por si só não é auditável), agregando mais um dispositivo de segurança ao processo. E a sua postagem, leva seus eleitores a desinformação, acreditando que vamos voltar ao voto manual, como os desinformados acima ficam replicando. O sr como jornalista, deveria questionar esse valor superfaturado apontado pelo TSE de 1,8 bilhão pra adequar 530 mil urnas, R$3396,23 por urna

  89. Leonardo disse:

    Atraso é ter um sistema de votação que não pode ser auditado!

  90. Leonardo Martins disse:

    Kennedy…gostaria que me tirasse uma dúvida…se em 2011 o STF derrubou o PL 54.98/09 do então presidente Lula que dispunha sobre o voto impresso…a aprovação agora deste novo projeto não seria matéria já votada e derrubada e portanto inconstitucional..??..Não há uma jurisprudência no projeto..??..Se puder me esclarece agradeço…bom dia.

  91. Luiz Carlos Oliveira disse:

    Sr. Kennedy, sua colocação é de uma cegueira enorme, não quero acreditar, que realmente parte de sua pessoa a defesa desta posição ditatorial, pois como eleitor quero sim saber se meu voto foi computado corretamente e a impressão do votos é o dever do estado, zelar pela democracia. A DEMOCRACIA, consiste em aceitar o contraditório, um sistema eletrônico que não possa ser auditado, NÃO É CONFIÁVEL. o povo tem o direito de acreditar que sua opção, seja ela certa ou errada.

    Tenho uma pergunta ao Sr. Quero saber qual o seu ponto de vista sobre o Bolivarianismo no Brasil?? penso ser de alta relevância conhecer o pensamento do sr. sobre um assunto nacional e também qual o seu ponto de vista sobre o foro de São Paulo…?? Obrigado

  92. PEDRO CAIADO FRAGA LAVAGNOLI disse:

    Atraso é ter um sistema de votação que não pode ser auditado!, isso é desonestidade intelecutal senhor Kennedy.

  93. Marcos disse:

    Nunca vi um negocio tão confiável que ninguém pode acompanhar a coleta dos dados ao serem retirados das urnas, ou seja se colocar um arquivinho besta já se faz a fraude, gente nada eletrônico é totalmente confiável, os EUA pediu a urna para ser usada, usaram? não, porque será?

  94. Natan disse:

    Iidiotas. Quando uso meu cartão de crédito ou débito, faço questão de conferir se o valor digitado (e prestações, se for o caso) bate exatamente com o que foi impresso no comprovante. Por que não com as urnas? Com o meu voto, estou comprando 4 anos de mandato para o candidato em quem votei e quero conferir sim o meu voto.

    Que tanta gente esteja contra é no mínimo suspeito. Isto NÃO É um retrocesso. Eleições seguras são a base do sistema democrático e que se gaste o que for necessário para mantê-las assim.

  95. Alexandre disse:

    O próprio TSE diz que voto impresso é caro e não tem relevância… mas eu digo, deixa imprimir, aí eu quero ver o que os coxinhas vão reclamar quando perderem mais uma..

  96. Peter cazale disse:

    A emissão de comprovante impresso sempre foi a garantia p/ qualquer tipo de transação. Se vc deposita um valor no banco ou faz uma compra no Visa, o comprovante é o que vale em caso de eventual cobrança indevida. Porque com as urnas eletrônicas seria diferente? E mais, nos países tecnologicamente evoluídos, o voto eletrônico é acompanhado de comprovante impresso, porque aqui os eleitores deveriam confiar num sistema inauditável no momento da totalização dos votos? Transparência é tudo.

  97. CarloCarlus disse:

    Oh Oh … 80% da população desconfia da urnas e ainda falam em teoria conspiratória.

  98. Mario disse:

    Senhor Kennedy:

    Veja o que aconteceu na Venezuela pelo descrédito das autoridades eleitorais. Acho melhor que todo mundo tenha confiança no sistema eleitoral. Isso contribui com a democracia. Na situação de polarização política que vive o Brasil, é melhor que haja mecanismos completamente transparentes.

  99. GILSON DE ARAUJO LIMA disse:

    A eleição através de urna eletrônica seria perfeita se as instituições que a controlam fossem perfeitas, o que já seria querer muito na minha humilde opinião. Ainda mais todos nós brasileiros sabendo que as mesmas são aparelhadas por esse PT. A facilidade para se manipular qualquer resultado com as mesmas através de programas de computador, desde que devidamente autorizados por uma determinada instituição controladora é tão fácil quanto um cálculo matemático de 3 X 4, apenas pra exemplificar, e uma auditoria não conseguiria jamais descobirir pois não deixaria rastros.
    Com o retorno do voto impresso, auditável, será o fim desse PT.

    • João disse:

      Não meu caro Gilson. Infelizmente o nosso problema não é somente as urnas eletronicas. Se fosse, seria muito mais fácil de resolver. O nosso problema é ignorância politica mesmo, e por causa disso a senhora Dilma foi eleita para mais quatro anos de mandato. Se as cedulas fossem de papel, a atual presidente provavelmente seria reeleita. A única diferença é que o resultado sairia alguns dias depois.
      Nós merecemos essa corja que está ai. É mais fácil culpar os instrumentos do processo eleitoral do que as pessoas que votam.
      Mas não se engane, as fraudes com urnas de cédulas provavelmente seriam maiores, vide que o último grande escândalo relativo a processo eleitoral foi nos EUA, uma democracia muito mais consolidada que a nossa.
      O nosso problema é muito maior do que urnas eletronicas!

  100. Paulo R S Marcello disse:

    Vou me ater apenas ao (infeliz) comentário do Sr. Kennedy… O senhor disse que o sistema de urnas é seguro e elogiado internacionalmente. ERRO. Apenas alguns países do terceiro mundo o usam. E mais: apenas Brasil e Índia usam a urna eletrônica de primeira geração (que não emite voto impresso). Por que será que o senhor defende o que acontece atualmente hein? Aqui se discute a clareza das informações contidas na urna, e se o senhor, que é um defensor de ideias e formador de opinião, não se importa com essa clareza, penso haver algo estranho no seu modo de pensar. Sugiro a urna da Argentina (de terceira geração), que emite comprovante e grava a informação num chip, podendo ser auditada a qualquer momento. Se informe melhor sr. Kennedy. Se fosse bom, o mundo todo usaria…

  101. Thiago Lima disse:

    Só alguem sem conhecimento em tecnologia confiaria num software, que roda numa caixa preta (urna eletronica) cujo TSE proibe auditoria de SW. Qualquer programador, pois mais tonto que seja sabe, que num software você faz o que quiser, até alguém audita-lo. Recentemente a VW foi denunciada, pois rodava um software que enganava as emissões de poluentes, até que alguem resolveu testar. Quando será feito os testes das urnas fraudadoras, digo, eletrônicas? Nunca! Não há interesse. E mesmo quando houver a auditoria do SW, esse será feito antes e depois das eleições? Acho que não.

  102. Alexandre Macedo disse:

    Pode até ser que as urnas eletrônicas sejam elogiadas internacionalmente. Mas usadas que é bom, só em grandes democracias como a Venezuela.

  103. Marcelo Emanoel disse:

    Não é a “Vitória do Atraso” e sim “sintoma de que as pessoas não confiam mais nas instituições”.
    Se até o Congresso apoiou esse PEC, é porque não há o que justifique não apurar com mais rigor o processo eleitoral brasileiro que, a cada dia que passa, se torna algo mais sério.

  104. Jorge Bengala disse:

    Quanto mais defendem esta Urna, mais eu desconfio. Qualquer ser minimamente inteligente, sabe que fazer a eleição com transparência dá legitimidade ao eleito. Ninguém questionaria a dilma. Mas a determinação dela em vetar o voto impresso, com argumentos pífios e ridiculos, só dá combustível para a desconfiança.

  105. Fabiano disse:

    Comprovante de voto em urna eletrônica é o mínimo necessário pra que o processo seja TRANSPARENTE. Qualquer programador iniciante é capaz de fazer uma sub-rotina simples, pra roubar votos de outro candidato. Então, deixe de ingenuidade!!! Se urna eletrônica fosse algo realmente bom, auditável, seguro e transparente, países desenvolvidos como os EUA usariam o sistema SEM a impressão de voto. Lá eles também usam urna eletrônica, mas seguem o modelo de verificação conhecido por VVPAT, seguindo o Princípio de Independência do Software em Sistemas Eleitorais. Se não sabe o que é, PESQUISE!!! Mas dizer que é retrocesso, é muito desconhecimento de causa!

  106. NRA Borges disse:

    Não vejo nenhum retrocesso no voto impresso mas um procedimento mais seguro: 1) o eleitor recebe do mesário uma cédula vistada pela mesa 2) dirige-se para a cabine e insere a cédula na urna eletrônica 3) opera a urna, faz a seleção de seus candidatos e encerra a operação 4) a urna eletrônica registra o voto e imprime na cédula ou como cartão perfurado ou como código de barras o voto de eleitor e o devolve ao mesmo 5) o eleitor CONFERE o voto que digitou e se dirige a uma urna física onde posta a cédula com o seu voto CONFERIDO. Pronto. Na hora da apuração haverá a) um procedimento rápido a partir da urna eletrônica que envia os votos que registrou para uma central de apuração b) um procedimento de auditoria que poderá ser feito nos votos depositados nas urnas físicas (tb bastante rápido pq será feito através de leitura informatizada de cartões perfurados ou código de barras). Por que? Não creio que qq sistema de envio de dados seja 100% seguro e acho que ninguém é bobo de acreditar.

  107. Realmente isso atrasa nosso país, o voto precisa ser mais transparente e com o retorno do voto impresso há uma grande possibilidade de fraude.

  108. Cristhian disse:

    “Contestar o sucesso da urna eletrônica só alimenta teoria conspiratória, porque o processo é seguro e elogiado internacionalmente.” Se fosse seguro e elogiado internacionalmente o processo seria usado pelos outros países, o que não ocorre, pois TODOS os outros países que usam urnas eletrônicas tem voto impresso!

    Quanto a atrasar o resultado das eleições, qual o motivo de tanta pressa, se a posse só se dará meses depois??? É melhor demorar mais e aumentar a transparência, pois o atual sistema não é auditável, o que possibilita fraudes!Se não acredita em mim, basta pesquisar mais o assunto e falar com notórios especialistas no assunto, como Diego Aranha e Amilcar Brunazo Filho.

    Quanto ao aumento de gastos, certamente a transparência e a possibilidade de auditoria valem o aumento, pois o voto é o pilar da democracia e o atual sistema não é seguro ao contrario do que diz essa matéria.

  109. Tiburcius disse:

    Se acha que a urna eletrônica é 100% confiável deixe de pedir comprovantes quando pagar compras com cartão de crédito, porque a maquininha é “100% confiável”…seja ecológico e coerente, se acha anti-ecológico imprimir comprovante de voto, é igualmente anti-ecológico imprimir comprovantes de compras no cartão de crédito. A urna eletrônica pode até ser confiável, mas as pessoas que executam a contagem são confiáveis??? olha os políticos corruptos aí por todo lado, porque não haveria corruptos na contagem de votos?

  110. Olá,
    Tenho 71 anos e morei em Santo André por muitos anos.
    Cidade maravilhosa, só que me enojei de lá e comprei casa no interior e cá estou para viver o restinho de vida que tenho.
    Cada um tem sua opinião e respeito a sua.
    Abraços
    Dorli

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-12-13 09:49:41