aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
28-10-2013, 15h21

Roberto foi ambíguo no “Fantástico”

2

Na entrevista ao “Fantástico” do último domingo (27/10), o cantor Roberto Carlos foi ambíguo ao dizer que apoiava o projeto que libera biografias não autorizadas. Condicionou o suporte a “certos ajustes” que não quis revelar.

Roberto e o Procure Saber têm ciência de que já perderam essa batalha. O Congresso ou o Supremo vão derrubar o veto que os biografados usam para impedir a publicação dos livros. Logo, melhor tentar um acordo, “conversar”, como disse o cantor.

Os “certos ajustes” não podem resultar em censura prévia. Quando não entra em detalhes, parece ser mais ou menos isso que Roberto deseja. O avanço seria nenhum em relação à posição mais sincera de manter o artigo 20 do Código Civil, que dá o direito de veto aos biografados.

Roberto disse: “[O biógrafo] narra aquela história que não é dele. É do biografado. A partir do que ele escreve, ele passa a ser dono dessa história. Isso não é certo”.

Roberto está errado. Quando alguém vira uma pessoa pública, seu direito à privacidade é menor do que o direito à informação da sociedade. O biógrafo, no caso, é um historiador. Portanto, tem o direito de escrever uma história que pertence à sociedade. É certo.

Roberto revelou que pretende escrever a própria biografia. Excelente. Há livros desse tipo que são ótimos. Recomendo, por exemplo, “Uma História Pessoal”, de Katherine Graham, que foi a publisher do “Washington Post” durante Watergate.

Mas quem conta a própria história pode não querer revelar tudo, lembrou Renata Vasconcellos, que entrevistou o cantor. Ele respondeu: “Eu vou contar tudo o que eu acho que realmente tem sentido contar em relação àquilo que senti, que vivi”.

O cantor vai contar o que ele acha que “tem sentido”. Ou seja, narração apenas do seu ponto de vista. E aí pode haver um choque com o que faz sentido para a sociedade. Por isso, é importante que a história possa ser escrita pelos biógrafos sem censura prévia.

Confira a entrevista ao “Fantástico”: http://migre.me/grinO

Foto:  Wesley Santos

Foto: Wesley Santos

 

Comentários
2
  1. Weliton Santana disse:

    Ambíguo?! Ele demonstrou ser todo enrolado e muito pesado de língua. Só sabe cantar. Que decepção!!!

  2. Flavio disse:

    Qualquer pessoa tem direito a privacidade, não importa sua profissão ou condição financeira. Se quiserem falar de um ator ou cantor, sei lá, falem e escrevam sobre sua obra, suas fontes de inspiração até mesmo sobre sua formação, mas vida pessoal e intimidades não interessam a ninguém, isso não é coisa de historiador ou biógrafo é coisa de fofoqueiro.

Deixe uma resposta para Weliton Santana Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-27 17:46:07