aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
22-05-2018, 20h28

Saída de Lula inviabilizou aliança de Alckmin, diz Aldo Rebelo

Sem petista, corrida presidencial se fragmentou, avalia
5

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O ex-presidente da Câmara Aldo Rebelo, pré-candidato do Solidariedade à Presidência, diz que a provável ausência de Lula na disputa eleitoral inviabilizou uma ampla aliança eleitoral do tucano Geraldo Alckmin e fragmentou a corrida pelo Palácio do Planalto.

Aldo Rebelo, que foi filiado ao PC do B por 40 anos com uma rápida passagem pelo PSB, nega que seu novo partido seja conservador. Diz que o Solidariedade tem base sindical. Ele afirma que a solução para as crises fiscal, previdenciária e do alto desemprego é o Brasil voltar a crescer.

“Quando o país cresce, você tem dinheiro para tudo, até para coisa errada. Quando o país não cresce, você não tem dinheiro para nada.”

Ex-ministro da Defesa, ele afirma que teve ótima relação com os militares e que vê civis querendo que as Forças Armadas tenham “protagonismo” na política. Diz que não há nenhum interesse dos militares em assumir esse papel, apesar de manifestações políticas recentes de integrantes da ativa.

Ouça a entrevista concedida por Aldo Rebelo ao “Jornal da CBN – 2ª Edição” por volta das 18h30 desta terça:

Comentários
5
  1. walter disse:

    Sinceramente caro Kennedy, quem é Aldo Rabelo, outro oportunista, que traiu os princípios do PC DO B…este é o famosos esquerda caviar de fato…jamais foi importante em qualquer processo…Esta critica direta sobre alianças da suposta direita; afirmar que não há alianças positivas para Alkimin…acho que os problemas de todos os candidatos, inclusive este Aldo… maioria não enchem os olhos do Povo, uma velharada, mais do mesmo…não há, com exceção ao Bolsonaro, candidatos com força, e diferentes…teremos que aguardar, até o último momento…pode ser que hajam mudanças, no PSDB por exemplo; trazendo o Dória para a briga ao planalto…quem de fato esta sem opção sem o lula, é a esquerda, que não surpreende com ninguém candidato; pior não há opções e nem união de fato…sem lula já perderam…

  2. Fermamdo Almeida disse:

    Realmente eu não tinha visto por esta óptica. Aldo tem razão, toda a direita acredita que a massa de voto popular em Lula pode ser garfada por algum populista qualquer, independentemente do lado, como Bolsonaro. Como Alckimin não tem apelo – não fede e não cheira, não funciona sem Lula como um antagonista a alguma coisa.
    Boa análise, mas eu não sei que cargas d’água Aldo foi fazer neste partido safado.

    • Ali Mendes disse:

      Acredito piamente que o próximo presidente será Alckmin. Viu a sabatina de hoje com ele? Se saiu muito bem e convenceu o eleitorado. Meu voto é nele!

  3. VIVA A LAVA JATO E FAXINA GERAL NO SENADO E CÂMARA FEDERAL, NAS ELEIÇÕES 2018! disse:

    Dá antipatia ver esse oportunista falando besteiras, mentiras, papo furado. Quem não sabe que “quando o país cresce tem dinheiro para tudo”? “Para coisa errada”, como ele disse, são para os corruptos bandidos das quadrilhas travestidas de partidos políticos, cuja quadrilha protagonista dos crimes perpetrados contra os cofres públicos nacionais nos quase 20 últimos anos, é a quadrilha à qual ele pertenceu até bem pouco tempo atrás – da qual chegou a ser ministro – a chefiada pelo atual presidiário Lula, coadjuvada pela quadrilha travestida de partido político chefiada por Temer! Como é duro ter de aguentar esses velhos discursos dessas raposas fedorentas que precisam ser riscadas do cenário político nacional! VIVA A FAXINA GERAL NO SENADO E CÂMARA FEDERAL, NAS ELEIÇÕES 2018! VIVA A LAVA JATO!

  4. Alberto disse:

    Aldo Rabelo? Mais do mesmo e nada mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-24 17:52:06