aki

cadastre-se aqui
aki
Política
03-02-2014, 15h35

Saída de Gleisi e Helena reforça posição de Ideli

Dilma acha importante ter uma mulher em posição ministerial no Planalto
3

A saída de duas ministras do Palácio do Planalto reforça a possibilidade de Ideli Salvatti permanecer nas Relações Institucionais, a pasta encarregada formalmente da articulação política. Aloizio Mercadante substituiu Gleisi Hoffman na Casa Civil. Thomas Traumann, Helena Chagas na Comunicação Social.

Na visão da presidente, seria importante manter a presença de uma mulher no Palácio do Planalto em posição ministerial. Primeira presidente da história do Brasil, Dilma acha simbólico dar sinais que mostram maior participação das mulheres na política.

Apesar de Mercadante agora ser oficialmente o grande articulador político de Dilma, há possibilidade de Ideli ficar no cargo para auxiliá-lo nessa tarefa.

Até a saída de Gleisi Hoffman e Helena Chagas, havia 10 mulheres no primeiro escalão dilmista, que tem 39 pastas.

 

Comentários
3
  1. Essa IDELI não aquela que está sendo investigada pelo uso dos helicópteros da PF por cinco vezes, deixando esses de fazer atendimento as ocorrências de estradas federais?

  2. Rafael Santos disse:

    A Ideli, igual o Luis Sérgio, perdeu o foco nas articulações entra Planalto e Congresso. Mas, na minha visão, a ida de Mercadante para a Casa Civil dará mais “fôlego” para a presidenta em um ano marcado pela articulação com aliados.

  3. Robero Ribeiro Jr. disse:

    É melhor a Ideli ficar por Brasília. Porque em SC ela não ganha eleição nem para sindica de predio. Fora Ideli. Pague pelo uso do Helicóptero da PRF e os jatos da FAB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 07:13:11