aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
17-01-2014, 16h21

Satisfação de Obama não é pouca coisa

Promessa de não espionar aliados deve ser vista com ceticismo, mas gesto tem valor
14

É recomendável enxergar com bastante ceticismo a afirmação do presidente Barack Obama de que os EUA não espionarão mais os líderes dos países aliados. Obama fez a ressalva para eventualmente quebrar sua promessa: “uma forte razão de segurança nacional”.

Mas não é pouca coisa a satisfação que ele deu hoje ao mundo.

O presidente americano é a pessoa mais poderosa do planeta. Os Estados Unidos possuem um poder militar, econômico e político sem rival à altura. A China ainda tem um longo caminho a percorrer para chegar perto.

Nos chamados assuntos de segurança nacional, os americanos sempre encontraram as desculpas para estimular golpes na América Latina, bancar ditaduras amigas e fazer guerras ao gosto do seu complexo industrial-militar.

Por isso, tem força o gesto de Obama. Ainda que seja apenas uma pequena inflexão, há uma mudança de atitude. No mínimo, a cobrança para evitar a invasão de privacidade ajudará a inibir as ações de espionagem da CIA, da NSA etc. No cenário mais otimista, a tal “coleta de informações” poderá passar mesmo a ser feita de modo mais criterioso _apesar do alto grau de subjetividade dessa tarefa.

As queixas na ONU feitas pelo Brasil e pela Alemanha, por meio da presidente Dilma Rousseff e da chanceler Angela Merkel, foram importantes. Mas quem contribuiu mesmo para levar Obama a dar a satisfação de hoje foi Edward Snowden, o ex-técnico da NSA. Snowden deixou os espiões nus.

De certa forma, é bom ter Obama na Casa Branca. Um outro presidente americano jamais prometeria uma reforma do sistema de espionagem. Provavelmente daria uma banana para o planeta.

Comentários
14
  1. Alberto Mansur Dias disse:

    É bem ridículo a atitude do presidente americano, devemos todos dar total desprezo para este país falido metido a valente. Viva o Brasil.

    • CELIA disse:

      O PRESIDENTE OBAMA ALEM DE SER LINDO,E O HOMEM MAIS IMPORTANTE DO PLANETA( ABAIXO DE JESUS CRISTO) TAMBEM É UM GRANDE POLITICO QUE PROCURA SE RELACIONAR BEM COM TODO O PLANETA, NO QUE DEPENDER DELE, MERECE SER REELEITO.UM ABRAÇO.

  2. João Borges disse:

    Concordo com o colunista em genero, número e grau.

  3. claudionor disse:

    Não tem potencia no mundo que dure para sempre, desde os primórdios existem alternâncias de países soberano, talvez a supremacia do USA já chegou a seu maior nível e começou seu declínio.

  4. Antonio Souto Coutinho disse:

    Tem valor para inocente. As promessas americanas “são para inglês ver”. E isto vem de longa data. Sugiro a leitura do livro “A Ilusão Americana”, de Eduardo Prado, publicado em 1894, Edição de 2010 do Senado Federal. Naquele tempo ele já comentava o comportamento do governo americano em relação aos países da America Latina, que não devia ser diferente com relação ao restante do mundo. Por falar nisso, não vejo nem ouço na mádia a expressão “ditador egípcio”, “ditador saudita” etc.

  5. ANDRÉ disse:

    Kennedy, você opinou bem. Porém, a China não está tão longe assim dos EUA, pelo menos no campo econômico em muitos quesitos ela já igualou ou ultrapassou. No campo militar, alianças de ocasião entre Rússia e China freiam muitas pretensões yankes, sozinhos ou via OTAN. No caso da Síria, o posicionamento de uma armada naval Russa na região serviu de alerta aos abutres do Ocidente. Em 2008, uma reação militar russa no caso da Ossétia do Sul/Geórgia também melou os planos da OTAN. Mesmo com o Bush falando na época que iria apoiar a Geórgia, na prática os americanos se retraíram quando viram a disposição russa para a guerra, que afinal acabou vencendo. Obama disse o que disse para não ficar isolado, um claro sinal de fraqueza que atingiria qualquer outro que fosse o presidente, afinal eles já não têm mais tanto poder quanto antes.

  6. José de Miro Mazzaro disse:

    Acorda pessoal. o Grande irmão vai pregar uma peça bem ajeitada na caipirada. Obama, primeiro presidente negro, com jeito de bonzinho, diz que vai dar um jeito nas espiadas, com ressalvas. Ou seja, vai continuar tudo na mesma, e o buraco da fechadura vai ficar maior, com todo mundo respirando aliviado: “que bom, não vamos ser espionados”. Desde quando se pode confiar em americanos, que tem como ídolo o dinheiro e se acham “os reis” do mundo. A unica maneira de controlar o infindável desejo de poder dos americanos, ao arrepio do respeito às outras nações, é levá-los ao chão: o único cidadão que conseguiu foi Snowden. É preciso multiplicar Snowden.

  7. Paulo de Tarso Moraes dos Santos disse:

    O grande problema não são os Estados Unidos e sim as pessoas que querem desmantelar a economia mais poderosa do planeta e este senhor Obama não passa de um pau mandado dessa corja de interesseiros. O nosso patriotismo é puro antiamericanismo pois invejamos uma nação que sempre foi em termos de democracia e poder exemplo para todos os povos. Não podemos culpar a nação por causa de meia dúzia de aventureiros dos quais se destaca o senhor Barack Hussein Obama. Sejamos honestos, temos inveja da prosperidade americana. Mas com uma elite esquerdista no poder quem garante que seremos um dia um modelo parecido com o poderio ianque?

  8. Marcelo disse:

    Obama não respondeu ao planeta. Deu uma resposta para a sociedade americana que tambem é alvo de forte espionagem. Aliás, iludiu a platéia americana ao falar de lideres alienigenas aos americanos.

    Obama teria se calado caso não estivesse sob pressão interna.

  9. Marcos Polastrini disse:

    Kennedy, entendo seu ponto de vista, desejamos realmente acenos como este para termos um mundo melhor, mesmo eu não acreditando em nenhuma melhora em parte alguma; desta forma eu discordo do seu pensamento ultra positivo.
    Sei, sabemos, que USA continua como um império, mas não com um braço tão longo como era antigamente que envolvia o globo inteiro e ainda sobrava espaço para alcançar até a lua, hoje, somente os aliados permitem uma ação americana em seus domínios, mesmo assim, que esta ação seja muito bem explicada antes, haja vista a confusão que foi causada por essa atitude de espionagem, (que já existe há muito tempo), esse gesto do Obama, em minha opinião, não significa nada, é a chamada mentirinha branca, mentira contada para não magoar ninguém.
    Abraços!

  10. Heraldo Machado disse:

    Olá Kennedy
    Puro jogo de cena para a platéia, tudo indica que continuará do mesmo jeito, só que com a pílula mais dourada.
    Será que ainda neste século, ocorrerá a derrocada do império ?
    Gosto de suas posições, sempre em busca da verdade camuflada, e sempre que posso, acompanho seus comentários na TV, CBN e agora no IG.
    Um grande abraço.
    Heraldo

  11. Glenan disse:

    A maquina de espionagem existe e funciona. Resta a sociedade exigir leis que regulamentem o que os governos irao fazer com estas informacoes. Governos mal intensionados podem ser um perigo a sociedade livre. Quanto aos cidadaos, temos que ter conciencia que somos vigiados pelos dispositivos eletronicos e que os governos tem poder para punir quem pratica o mal. Portanto temos que obedecer as leis e seguir o caminho do bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-12-13 08:27:53