aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
11-06-2014, 16h26

‘Se atrasar salário, clube perde pontos’, defende Aldo

Dirigente do PC do B, ele não quer revisão da Lei da Anistia
8

Em entrevista ao SBT, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirma que clubes que atrasam salários de jogadores deveriam perder pontos em campeonatos. A inadimplência salarial é uma das principais queixas dos atletas do Bom Senso Futebol Clube, que estiveram com a presidente Dilma Rousseff no final de maio. Para Aldo, “O processo na legislação trabalhista, o presidente (do clube) deixa para o próximo. A punição técnica cai na gestão dele e tem efeito imediato.”

O ministro, um dos principais dirigentes do PC do B e militante durante a ditadura, é contra a revisão da Lei de Anistia. “Eu não posso ser desonesto e dizer que naquela época ela (a lei) serviu e eu apoiei e, passados 20 ou 30 anos, eu vou revisar. Eu acho que aquela anistia foi o pacto possível para redemocratização do país.”

Quando questionado sobre os protestos anti-Copa, Aldo afirma que esses movimentos estão isolados e não têm apoio da população. Para ele, alguns grupos assumiram “um corporativismo” ao reivindicar pautas específicas e “renunciaram aos interesses da população”. Ele rebateu a crítica de que sediar o Mundial no Brasil seria um erro. “A Copa pode gerar 3,6 milhões empregos. (…) O acréscimo ao PIB do país de 0,4% ao ano até, pelo menos, 2019. De cada 1 real investido pelo poder público, a Copa atrai 3,4 reais de investimentos privados.”

Comentários
8
  1. Joao disse:

    É muita mentira junta. E muita cara-de-pau.

  2. joao augudto bruno disse:

    e se o governo não pagar o precatorio?
    o que deve acontecer?

  3. Abilio disse:

    só teremos time de serie Z então

  4. vladimir disse:

    E se politico não cumprir promessas perde o mandato que tal?

  5. Josefá disse:

    Concordo……mas primeiro vamos reduzir os altos salários dos jogadores!!!

  6. Antônio disse:

    Nossa não entendi ou este Aldo Rebelo é muito sem ética! Falar que uma copa gera milhão de emprego é demais! O País com todo o PIB girando consegue muito mal chegar milhares de empregos mensais! Isto se os número não forem mascarados. Está difícil acreditar nesta classe política.

  7. Edvaldo Guaraci disse:

    A CBF e os clubes deveriam criar um fundo de apoio financeiro, mantido por uma parcela da própria CBF, percentual de sobre rendas, direitos de rádio, TV , vendas de artigos, contratos de publicidade dos jogadores e até mesmo da venda de jogadores. Cada clube cotista receberia também assessoria especializada para a gestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 17:49:39