aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-02-2018, 8h52

Se ceder a servidores, governo pode perder mais votos na reforma da Previdência

Discurso de fim de privilégios ficaria sem sentido
5

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O governo continua com o velho problema da falta de voto para aprovar a reforma da Previdência. Nesse contexto, em reunião ontem com ministros, o presidente Michel Temer avaliava novas concessões que poderiam ser feitas.

Temer estava propenso a abrir mão da regra que limitaria o pagamento da pensão por morte a dois salários mínimos quando esse benefício fosse acumulado com a aposentadoria. A ideia era simplesmente acabar com a exigência.

Na área política do governo, há quem queira atender ao pleito de juízes e magistrados para admitir uma regra de transição destinada a servidores públicos que entraram na carreira até 2003. O problema de ceder a esse lobby é tirar da reforma o discurso de quebra de privilégios.

Restaria apenas como ponto forte a fixação da idade mínima de aposentadoria de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens. Ou seja, a reforma basicamente seria destinada aos trabalhadores da iniciativa privada. Isso agrava o problema da falta de votos, que já está suficientemente conturbado pela perspectiva eleitoral.

Alguns deputados dizem que não dá para votar uma reforma que aceita manter privilégios de servidores públicos que ganham altos salários enquanto endurece regras para os trabalhadores da iniciativa privada. Hoje, a reforma está fadada ao fracasso _salvo uma reviravolta que não parece que ocorrerá.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
5
  1. Sebastiao Augusto Canabrava disse:

    E ai’, Sr Walter. Como o senhor e’ metido a conhecedor de leis (mas na verdade e’ um partidario, tucano enrustido, direita xucro, empresario de tambrique), o Lula ja’ esta’ com o passaporte na mao, para o seu desespero.
    Mas, fique tranquilo: ele nao ira’ fugir. Se ele fugir, pode me execrar aqui.
    Isto nao quer dizer que ele nao podera’ ser preso, se os tribunais superiores tambem foram partidarios e parciais como foi o de Porto Alegre, ele ira’ sera’ preso sim. E ai o Sr vai se vanglorizar.
    Mas, lembre-se que a condenacao dele foi sem provas suficientes. Analise seus argumentos. Seja mais parcial, alias, seja mais racional.

    • walter disse:

      Você é hipócrita sebastião, você me confundiu com outro que escreve na coluna do Kennedy, nem se quer assumiu meia culpa; defender o lula é um grande absurdo, já esta estará condenado outras tantas vezes…não se engane, já tem acordos com FHC e Aécio para o seu desespero, para fazerem dobradinha em minas…você defende os indecentes, abrace mais esta; jamais defenderei bandidos condenados; na minha concepção, qualquer um deve pagar por seus crimes, sejam lá de que partido for…isso você Nunca poderá afirmar; viver apostando em condenados, não faz parte, das pessoas de bom caráter; no fundo vc é um petista, e nunca será patriota…considere sim a possibilidade do lula fugir…acreditar que vai cumprir pena, não faz parte da “coragem” dele; muito provavelmente fará vergonha a todos…

  2. valdemar disse:

    so faltava esses corruptos votar a favor de funcionario publico que ja ganha bem, e tirar do pobres miseravelmente que ganha em media um salario minimo, tem que ser tudo igual. o principal ponto que prejudica e a penão, o cara morre e deixa 3 filhos e o salario cai pela metade, é brincadeiras que esses corruptos querem fazer.

  3. ANDRE disse:

    A reforma da previdência proposta não é justa e frusta um direito, já que há uma expectativa de aposentadoria atual e que pelas mudanças propostas pode se alongar por vários anos. Será que é justo que um contribuinte tenha que trabalhar seis, sete e até dez anos a mais, para pagar sozinho a conta dos devedores e os privilégios? Pagar a conta dos empresários sonegadores, do governos federais, estaduais e municipais? Pagar a desvinculação de receitas que ocorrem a décadas? Pagar as altas aposentadorias de magistrados, de políticos, onde se inclui o próprio presidente e sua gangue, dos militares de altas patentes e suas filhas, sempre solteiras? Não nada disto é justo e na próxima eleição NÃO VOTE EM QUEM VOTA CONTRA VOCÊ.

  4. marina sidrim teixeira disse:

    Como você bem sabe, o fim dos privilégios sempre foi um discurso vazio já que a reforma não atinge o judiciário, os deputados, os senadores, os ministros e os militares. Estes grupos deixam possíveis outros privilégios no chinelo!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-08-17 08:12:12