aki

cadastre-se aqui
aki
Política
14-08-2018, 8h51

Se diretor da PF falou a verdade, TRF-4 mentiu

Galloro expõe visão autoritária sobre protestos
33

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, publicada no domingo, o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, disse que o presidente do TRF-4 (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região, Carlos Eduardo Thompson Flores, deu ordem via telefone para que a PF não libertasse o ex-presidente Lula no dia 8 de julho. “Estou determinando, não soltem”, teria dito Thompson Flores, de acordo com Galloro.

Em nota, o TRF-4 negou que o presidente da corte tenho dado tal determinação. Se o diretor da PF falou a verdade, o TRF-4 mentiu. E vice-versa. É grave.

A Justiça tem ritos que precisam ser cumpridos. Numa democracia, é inadmissível que um presidente de tribunal dê uma ordem por telefone. Há mandados e alvarás, o formalismo jurídico, para isso. Havia uma ordem do juiz plantonista Rogério Favretto para soltar o ex-presidente Lula. No relato do TRF-4, Thompson Flores disse que analisaria um conflito de competência entre os desembargadores Favretto e Gebran Neto, mas que não mandou Lula continuar trancado.

“Valeu o telefonema”, disse Gallloro, em referência à ligação de Thompson Flores. Se o TRF-4 estiver dizendo a verdade, já é suficientemente grave ter havido o telefonema. Não se age assim numa democracia.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também telefonou para o diretor-geral da PF, dizendo que estava recorrendo ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) contra a prisão. Isso também não é papel do Ministério Público.

Para piorar o soneto, Galloro demonstrou visão autoritária quando questionado sobre protestos de professores contra policiais em Santa Catarina. Ele quis ensinar como manifestantes deveriam se opor a abusos de policiais. Ele defendia investigação contra um professor que protestou. A polícia agia assim na ditadura. Isso é inaceitável na democracia.

O reitor Luiz Cláudio Cancellier se suicidou por causa de uma investigação que se mostrou vazia, a “Ouvidos Moucos”. Ele foi submetido à humilhação da prisão e afastado do cargo com base em evidências frágeis. No caso concreto, houve abuso da Polícia Federal, do Ministério Público e do Judiciário. Abuso de poder deve ser criticado e punido. É com isso que Galloro deveria estar preocupado.

Ouça esse comentário aos 23 minutos e 25 minutos no áudio abaixo:

Comentários
33
  1. Fabio disse:

    Kennedy, numa democracia o judiciario segui ritos, numa ditadura judicial como a nossa o judiciario rasga os ritos e destrói a constituição e ficam impunes.

  2. geisa alves de oliveira disse:

    E, o senhor acha que ele deveria ter soltado o Lula? Então, se não se age assim numa democracia, de que forma deve-se agir? Um plantonista que age da forma como Favreto agiu, está agindo de forma democrática? Então, podemos entender que um aluno pode passar por cima da autoridade do professor; o soldado pode passar por cima da ordem de seus superiores; um presidente eleito democraticamente pode agir de forma monocrática sem o consenso do Congresso?
    Em todos os âmbitos, querendo ou não, tem que haver uma hierarquia…
    No seu trabalho, por exemplo, se o senhor não for o chefe, está subordinado a alguém e esse alguém tem suas próprias regras, pois trata-se de uma empresa…Ou não?

  3. Redner disse:

    Até quando iremos aceitar estes desmandos? Até quando vamos nos comportar como cordeiros dessa corja de “pastores abestados”? Já passou da hora, temos que tomar uma atitude contra estes desmandos autoritários, estão atropelando tudo, leis, constituição e o povo, tudo em benefício de uma minoria, apoiam-se em uma mídia compactuante, avessa a verdade e ao direito, avessa ao Brasil enquanto estado.

  4. João Kohl disse:

    Contra o rito jurídico e desrespeito as normas técnicas, fez o juiz plantonista Rogério Favretto, que na calada expediu liberdade a réu julgado em duas instâncias por um colegiado e sua ordem não poderia ser mais monocrática. Todo erro iniciou-se desse plantonista, que agiu ilegalmente e de maneira antiética com seus pares, antiprofissional com seu cargo e sem patriotismo com seu país. Ouviu seus amigos partidários e fez “ouvidos moucos” para a própria razão. Ficou pequena a reprimenda que recebeu, deveria ser exonerado, isso sim.

  5. Wellington Alves disse:

    Há um zelo desproporcional para manter Lula preso. Se as provas fossem tão robustas quanto alardeiam, talvez não precisasse de tamanho empenho. E não vemos o mesmo empenho com outros políticos.

  6. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Se aperta é autoritária, se afrouxa é leniente… afinal qual é o papel da PF ? Este país está se tornando refém da ditadura do “politicamente correto”, em suma… um país de chatos !!

  7. FRANCISCO EUCLIDES disse:

    O ERRO ACONTECEU COM PLANTONISTA, QUE NÃO TEM ESTA CAPACIDADE PARA SOLTAR UM PRESO CONDENADO EM SEGUNDA INSTANCIA POR SER MILITANTE.

  8. Edi Rocha disse:

    Como seria bom ouvir a conversa dessas ligações.
    Mas independente disso, todos sabem que os contrários à libertação de Lula naquele dia não seguiram o rito da justiça para contestar o que acharam errado. Inclusive Sérgio Moro se acha mesmo intocável, pois pra mim, num período de normalidade, ele estaria em sérios problemas por intervir em algo que não era da conta dele. Mas fica claro que Lula é o preso de estimação dele. Se uma atuação dessa não prova parcialidade, eu não sei mais o que é uma prova.

  9. RicardoR disse:

    Engraçado, sobre a “esperteza” de um plantonista de ignorar o julgamento do colegiado do próprio tribunal que ele faz parte e querer soltar o condenado na malandragem ninguém fala nada, certo ?

    Fizeram bem em não soltar e se houve o telefonema, parabéns para o Thompson Flores e Raquel Dodge.

    Caso soltassem, nos dias seguintes seria expedida nova ordem de prisão e Lula e o PT fariam novamente aquele show na hora do Lula se entregar, era capaz até de inventarem uma nova missa.

    Provavelmente era a aposta do PT quando convenceram o juiz amigo a entrar nessa história.

  10. Valdir disse:

    A maior Corrupção está na Justiça Brasileira!

    Novamente, perfeita análise, meu caro Kennedy. Isto, cada vez mais, reforça a tese de que a a Corrupção que, infelizmente, está presente em Todos os segmentos da nossa sociedade, mostra-se bem mais intensa e enraizada em nossa Justiça do que entre os Políticos.

    É uma triste constatação pois, tenham certeza, será muito mais difícil combatê-la do que se imagina.

  11. BRAGA BH disse:

    Paulo Pimenta sintetizou toda esta pantomima em seu discurso na Camara. Se dois ou mais se reunem para burlar a lei o nome a que se dá é uma quadrilha. Duro é termos uma quadrilha de togados. Neste caso quem investigaria esta turma/ E o pior quem puniria esta turma?

    • walter disse:

      Caro Kennedy e Braga, não há crime algum neste caso; estão procurando agulha no palheiro, enquanto o criminoso de fato, o desembargador sem autoridade p/ tal, na calada da noite, ignorou seus superiores, do TR4; tentou soltar um condenado, sem base alguma; impondo a força a pf, uma coação, no final de semana…não contente com isso, totalmente obstinado, mais uma vez, num outro oficio simultâneo; deu prazo de uma hora, ao diretor da PF, para soltar o meliante, sem qualquer fato novo…desqualificou autoridades sem critério, neste caso, pela ação absolutamente pontual, uma covardia sem tamanho…a grande verdade que este País, prefere a hipocrisia convenientemente calculadamente, a seguir o rigor da LEI….são muitos parasitas, e sensacionalistas de plantão; não há qualquer grupo dos direitos humanos, atuando nas cadeias do Brasil, para que se libere presos, sem nenhuma condenação…muitos em desespero causa, por doenças e ameaças diárias; onde estão os comentários para tais fatos…

  12. Misael disse:

    Acho que há uma inversão de valores em sua análise, pois como o juiz plantonista não tinha competência para expedir ordem de soltura, ele é quem cometeu irregularidade. Ninguém deveria nem mesmo considerar a decisão, pois numa democracia verdadeira, é também inadmissível que um juiz desrespeite a decisão e competência de tribunais superiores.

  13. Tiago disse:

    Uma correção Kennedy: LUIZ CARLOS CANCELLIER DE OLIVO é o nome do reitor vitimado pela truculência da PF, mais especificamente de uma tal delegada midiática chamada Érika Marena.
    Entre todos as figuras duvidosas citadas, destaco o papel da PGR Raquel Dodge. Mesmo quietinha (diferente do vaidoso Rodrigo Janot) ela não consegue esconder as suas verdadeiras intensões. Por um lado, não é capaz de apresentar uma necessária denuncia contra o seu padrinho Temer; enrola pedindo prazo e mais prazo ao STF, por outro lado, foi rápida em pedir a condenação de Gleise (inocentada por unanimidade pelo STF); pediu inquérito contra Favreto; persegue Lula; defende o fim da presunção de inocência e ainda é acusada de pressionar a PF num caso em que é parte acusatória.

  14. Miguel Ângelo disse:

    Kennedy, muitos brasileiros não estão desatentos a tudo que acontece desde a queda do governo eleito pelo povo. Concordamos que parte da sociedade está realmente esclarecida que os tempos mudaram e não se dá mais para ver as coisas acontecendo de errado. Tendo como dever a obrigação de denunciar, repudiar e agir na lei para o fim destes fatos. Esqueçamos o lado político. Mas, quem trabalha em instituição pública, na área financeira ou política. Percebe sim que em alguns órgãos, algumas instituições já impera o poder do “pau”, da “prisão”, diante a diplomacia da lei séria e a “política”. Tem instituição pública, que seus “administradores” políticos, fazem como Bolsonaro e criam suas “Val”. Vivi a Ditadura. Muitos falam mentiras que era boa. Lembro só da COBAL, casas populares para amigos. Saúde e saneamento para ninguém e vaga de emprego inexistente. Se tinha, recebia-se menos que o salário, sem INSS e FGTS. 66 milhões antes. 212 milhões hoje. Devemos refletir a volta do pior.

  15. javam disse:

    É muito fácil para um Diretor Geral da Polícia Federal recuperar a gravação desse telefonema e provar quem está falando a verdade. Mas duvido que seja feito. Nesse caso, todos prevaricaram, exceto o Desembargador Favreto que estava legitimado para expedir sentença judicial conforme o seu livre convencimento. Brasil – Republiqueta do “sabe com quem tá falando?”

  16. frederico costa barros disse:

    Como no caso da divulgação do áudio da Dilma …..não vai acontecer NADA!!!!!! O TRF4 já demonstrou que é um tribunal despreparado para a democracia, pelo menos a nossa a regida pela Constituição Cidada, talvez para aquilo que eles achem que é democracia la nos gabinetes deles sim e muito provavelmente é por isso que nenhum deles ache que está cometendo um crime quanto recebe auxílio moradia mesmo trabalhando no Estado em que reside.

  17. walter disse:

    Caro Kennedy, mais uma vez, um assunto batido, que transigiu as autoridades; questionar a PF ou o Juízes, que impediram o Lula de sair a “forceps”, é no mínimo um ato absurdo; não é necessário exigir explicações, de quem de direito; só quando interessa, que os legalistas da esquerda questionam procedimentos…não há nada de errado; aguardamos uma punição exemplar ao desembargador safado, com intenções terroristas, sem qualquer sentido…Imagine caro, e tem acontecido de vez em quando; soltam meliantes condenados, sem qualquer verificação, de suas extensas fichas; nada de mais nos procedimentos com lula…Quanto ao reitor que se matou, estava propenso a isso, por outros motivos; tinha problemas maiores que esta acusação certamente.Na mesma linha, acabaram de atacar uma Sra batalhadora, funcionária do Bolsonaro, por ter uma quitanda de Açaí em angra, tentaram criar fatos, onde não existe; este moralismo barato não agrega valores, em nenhum momento…

    • Miguel Ângelo disse:

      Devemos lamentar não entender a lógica (e nem a usemos conjuntamente com a Lei). Temos que começar antes de tomar parte, para que lado seja, presumir no mínimo a meia verdade, que seria o mesmo que pedir o “bom senso”. Tenho visto estes mesmos juízes dar a assassinos, estupradores, as saidinhas de Natal, dia das mães, dia dos pais e mais outros dias. Os advogados do Lula não poderiam pedir a saidinha do dia dos Pais para o Lula? E depois, no domingo pedir a liberdade dele da prisão? Ora, ora! Quem tem que ver se é possível são os Doutores da Lei. Só sei que pela lógica, não haveria como um juiz pedir para manter preso o Lula, sob ordem de liberdade provisória dada por outro juiz. Não podendo isto. Obraremos na lógica. Quanto à justiça. Podemos entender que em Curitiba além de cega, seguiria ela sem olfato daquilo que poderia produzir para prendê-lo. Acorde PT! Cegos para a eleição e ações para soltura de seu líder.

  18. Antenor disse:

    Podemos analisar a situação pela seguinte vertente: Um plantonista mancomunado com seus “parças” comunistas, se aproveitou de sua condição e ABUSOU DO PODER para soltar um condenado. É, no mínimo, USURPAÇÃO DE PODER, porque ele foi contra uma decisão COLEGIADA da sua própria instância! É um sujeito em quem não se pode confiar nem um galinheiro sob sua responsabilidade, ainda mais um Tribunal de Justiça da importância do TRF-4. Se fosse num país sério, esse desembargadorzinho de meia tigela seria exonerado e sem direito à aposentadoria. Imaginem o transtorno e a desordem social, se o meliante Lula fosse solto, inclusive com o risco do condenado se amoitar numa embaixada dessas aí de quinto mundo! Numa reversão de decisão (o que iria acontecer), iríamos ver o mesmo “teatro” e esculhambação que assistimos quando lhe foi dada a voz de prisão e prazo para se entregar. Seria um tumulto incalculável e foi nessa visão que o Presidente do TRF4 agiu acertadamente, formal ou informalmente.

  19. Ficarmos atribuindo culpa a agentes públicos, não reverte todo o mau causado. Gostaria imensamente de ver brilhar, a estrela dum judiciário independente,julgando qualquer um de nós, com seriedade. Dizer para mim que alguém não cumpriu, ou que o TRF4 não cumpriu, para mim so faz aumentar o meu desprezo pelo judiciário. Se o Lula deve, mostrem porque deve, onde ele passou a dever, dizer que tem convicção para mim não serve.

  20. DIRETO AO ASSUNTO: É PRECISO PASSAR O PAÍS A LIMPO - VIVA A LAVA JATO! disse:

    Enquanto continuarem a buscar “pelo em casca de ovo” com o intuito de proteger e (ou) defender ladrão de cofre público, bandidos, marginais de todo tipo, o país continuará com a corrupção, degradação moral, descrédito com as instituições. Não tem cabimento parte da imprensa continuar a querer defender ladrão de cofre público, corrupto comprovado, alegando filigranas da lei, sempre em benefício dos bandidos. Pior ainda, o que temos visto alguns ministros do STF fazerem com o objetivo de proteger corruptos (Gilmar Mendes, Toffoli, Lewandovski, Marco Aurélio).

  21. J K disse:

    Eu não consigo imaginar que um crime com a dimensão, os personagens envolvidos, que se espalha , em conhecimento, ao nível nacional, não tenha recebido atenção da PF desde o começo das apurações . A PF deve saber com sua investigação, tanto quanto o mais bem informado sabe. Agora precisa tirar a PC do grupo pra não correr risco de interferências

  22. Bruno César disse:

    Se ligou, agiu corretamente, pois tem autoridade e competência para decidir. O culto exacerbado à forma e aos ritos constituem grande prejuízo ao sistema judiciário brasileiro. É baseado neste oceano de contraditórios e amplas defesas que os bandidos da nação conseguem permanecer impunes. Triste é ver que tem gente que ainda defende bandido neste país…

  23. Mariza disse:

    Está faltando notícia no País que ainda os jornalistas estão especulando sobre o Domingo em que Lula foi solto/preso/solto/preso? Na minha opinião a Estratégia do PT de se focar na confusão Lula só está dando oportunidade aos outros partidos que estão se organizando para as eleições de 2018.
    O LULA não quer ser esquecido e nem quer dar oportunidade para que o Partido se organize. O PT virou refém do LULA.

  24. João Grilo disse:

    Virou República Bananas meeeeesmo…

  25. Marcelo de Souza disse:

    Pior que os Corruptos é a Justiça brasileira que tem e demonstrado seletiva e arbitrária.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-03-21 18:44:48