aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
10-09-2013, 9h25

Se tiver escolha, Obama prefere ser amado a temido


Comentário no “Jornal da CBN” sobre Dilma ter dito a Obama que ela e o Brasil não podem ser “reféns” das revelações de espionagem pela imprensa e precisam ter acesso a tudo o que a agência americana bisbilhotou. Esse acesso pode ser constrangedor. Brasil também deve fazer dever de casa, aprovando marco civil da internet e articulando reação internacional para tentar frear supremacia econômica e militar dos EUA. E Obama, no sentido maquiavélico, prefere ser amado a temido. Entende que supremacia na base do porrete eleva sentimento antiamericano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-25 19:47:12