aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
18-11-2015, 9h14

Sem Renan, Dilma estaria frita

Congresso mantém vetos presidenciais a projetos da "pauta-bomba"
24

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A manutenção de vetos presidenciais a projetos que aumentam gastos públicos foi uma vitória importante do governo Dilma. É resultado de uma reorganização da base do governo após a reforma ministerial que levou Jaques Wagner para a Casa Civil e Ricardo Berzoini para a articulação política.

O governo distribuiu cargos e verbas a aliados e conseguiu recuperar algum apoio em sua base parlamentar, que estava esfacelada.

O lobby dos servidores do Poder Judiciário foi muito ativo nos últimos meses. Pressionou bastante, sobretudo os deputados. Por uma diferença de apenas seis votos, o governo manteve o veto da presidente Dilma Rousseff a um reajuste médio de 59,5% aos servidores do Judiciário. Dá para falar em vitória, sim.

Mas é uma vitória apertada, que mostra que ainda existem dificuldades para aprovar projetos que exigem quórum mais alto.

Revela algo fundamental: o governo tem grande dependência do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Se o veto ao reajuste do Judiciário tivesse sido derrubado pelos deputados, caberia ao senadores mantê-lo.

Está em curso uma retomada de consciência de deputados e, sobretudo, de senadores de que a irresponsabilidade fiscal do Congresso estava levando o país para o abismo.

Nesta quarta, haverá votação de novos vetos, que deverão ser mantidos, enterrando mais projetos da chamada “pauta-bomba” que foram aprovados pela mistura da fraqueza do governo Dilma com a irresponsabilidade fiscal do Congresso, incluindo a oposição, que votou contra medidas que apoiou no passado, quando estava no poder.

*

A coisa certa

O Congresso deverá votar hoje a mudança da meta fiscal de 2015. O governo abandonou ao longo do ano a promessa de superavit primário de 1% do PIB para chegar a um deficit primário de 2,1% do Produto Interno Bruto. A Comissão de Orçamento votou a permissão para um rombo nas contas públicas de até R$ 119,9 bilhões neste ano, licença que o Congresso precisa referendar.

A tendência é aprovar essa mudança por duas razões: transparência em relação ao tamanho do buraco nas contas públicas e evitar o risco de Dilma sofrer impeachment por quebra da Lei de Responsabilidade Fiscal. Mais uma vez Dilma ficará nas mãos de Renan Calheiros.

Essa mudança é a coisa certa a ser feita. Permitirá que o governo possa tirar todos os esqueletos fiscais do armário e jogar no ano de 2015 todas as contas que precisa pagar, incluindo as chamadas pedaladas fiscais. Isso ajuda a limpar o cenário econômico para 2016, porque dá previsão ao mercado financeiro e aos empresários.

Melhor assumir logo um rombo gigantesco, de 2,1% do PIB, do que apelar para maquiagens. Em resumo, setores do Congresso passaram a demonstrar uma responsabilidade econômica importante. Nesse contexto, o papel de Renan Calheiros tem sido fundamental. Sem apoio dele, Dilma estaria frita.

*

Cristal quebrado

A presidente Dilma Rousseff avaliou que o PMDB apresentou um programa de governo para o caso de impeachment dela. É uma avaliação correta a respeito da reunião peemedebista de ontem.

O documento “Uma Ponte para o Futuro”, com a nova proposta econômica do PMDB, foi chamado de “Plano Temer” pelo presidente da Fundação Ulysses Guimarães, o ex-ministro Moreira Franco.

Parcelas do PMDB sabem que o impeachment perdeu força neste momento, mas avaliam que, se a economia não melhorar, voltarão as pressões pela queda de Dilma.

Nesse contexto, o PMDB se posiciona perante o mercado financeiro e os empresários, adiantando-se ao PSDB na apresentação de um plano de governo liberal e de agrado dos agentes econômicos. O PMDB se vende como uma alternativa anti-Dilma mais eficiente do que os tucanos.

Quando tinha alta popularidade e até recentemente, sem gordura política para queimar, a presidente humilhou o vice-presidente, Michel Temer, e boa parcela do PMDB. Na relação entre Dilma e Michel Temer, o cristal foi quebrado. A presidente errou tanto na relação com o PMDB que conseguiu colocar no currículo essa façanha.

*

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
24
  1. haroldo sampaio disse:

    isso é triste pra o pais,pois o país tá entrgue a uma quadrilha que varios nomes do PMDB E DO PT,QUE TRISTEZA,e o pior é saber que né em 2016 a situação do BRASIL VAI TÀ RESOLVIDA.

    • walter disse:

      Caro Haroldo, não será resolvida, estão tentando um “golpe” a quatro mãos, para manterem o poder, a dilma esta na LONA; o lula que poderia fazer diferença, já é “carta fora do baralho”
      Seu lula honoris bolivia”, esta sendo acusado de varios crimes com testemunhas e dinheiro em conta lá fora; estão escondendo muita coisa, que virá a tona a qualquer momento; pode ser preso…
      Caro Kennedy, o senador magno malta, diz que costuraram um acordão, pela renuncia, o impedimento da dilma; seriam convocadas outras eleições em 90 dias; aliás a unica saída, a dilma não levantará economia nenhuma, o PMDB tem esperança em eleger um presidente;sabemos ser impossível, são suspeitos.

      • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

        Walter, como sempre com uma percepção apuradíssima. Qualquer acordo com qualquer corrente dessa situação seria desastroso pois não existem quadros políticos confiáveis nem competentes. Seria apenas a política do salve-se quem puder.

  2. Marcelo Pierre disse:

    A incompetente da Dilma está afundando o país, e a culpa é do servidor do Judiciário. Esse é quem vai pagar a conta. São 9 anos sem sequer reposição da inflação, enquanto juiz ganha mais de 4 mil reais por mês de auxílio-moradia mesmo sendo proprietário de imóvel no local onde trabalha.

    Vergonha. Nojo.

    • Luiz Claudio disse:

      Prezado João Alberto, a inflação é alta, e todos merecem uma reposição digna, mas esse papo de 9 anos sem aumento não é construtivo; aliás, beira o ridículo. Os competentes servidores do Judiciário merecem ser bem remunerados, mas qq criança sabe que a remuneração média da categoria hoje é amplamente maior que há 9 anos…

  3. wilson disse:

    Realmente o Renan, é um dos últimos cartuchos de sustentação, embora o PMDB esteja governando este pais há mais de 30 anos oficialmente ou nos bastidores e é responsável também pela crise que esta ai.

  4. LUIZ ANTONIO FERREIRA disse:

    Quem tá frito não é a Dilma é o povo Brasileiro quem sofre com essas tentativas de golpe.

  5. mario machado disse:

    Senhor Kennedy: Pessoalmente, não afirmo ter o governo colhido vitórias nas votações a favor da derrubada das ditas “pautas-bombas” que se aprovadas “quebrariam” o Brasil. Acompanhei desde as 20h de ontem a agitação do Congresso. Torna-se necessário à oposição deixar de lado discursos inflamados e partir para decisões mais norteadas pela bússola do convencimento. Aliás, convencimento esse que, vindos da situação, tem sido muito mais firme aos propósitos do Palácio do Planalto. Essa “corrente” de patrióticos situacionistas deixa seus elos abertos porque sofrem, às extremidades, poderosas forças mediante “esmolas” distribuídas fartamente pelo Poder Executivo que têm sido muito mais “razoáveis” do que todas as necessidades de aprovações a favor daqueles que não tiveram responsabilidades à formação desse imbróglio hoje presente no dia a dia da Nação. Reforça dizer: a todo o momento, o Ministro Levy e dona Dilma propalam a todos os ventos se derrubados os vetos inviabilizaria o ajuste fiscal. Como disse ao início, não creio tenha sido vitória do governo e da “consciência” para o “bem” do Brasil; foram, sim, umas derrotas aos cidadãos vítimas “culpadas” pelo desequilíbrio de nossa economia capenga, graças aos muitos “rombos” causados pelos “patrióticos” chefes do governo, empreiteiras e suas dependentes tribos parlamentares. Vejo-me cada vez mais envergonhado, mais enojado e mais desanimado diante dos muitos negociantes e vendilhões de suas consciências interesseiras. Isso sim é uma “pauta-bomba” como foram muitas as engendradas por erros e incompetências do governo que “Balança… Balança, mas não cai”. É lamentável!

  6. Santos disse:

    “Dize-me com quem andas e te direis quem és”: Renans, Collors, Barbalhos, Malufs, Sarneys, e muitos outros “gente boa” que participam ativamente deste e de outros desgovernos, agradecem a seus fieis e “sábios” eleitores e Da. Dilma, a incompetente “mor”, suas vidinhas boas. Já quem não votou nesta turminha tem que torcer para que um dia, quem sabe, o judiciário brasileiro tome vergonha e faça este país ser sério. Corrupção não se consegue acabar nunca, em nenhum lugar do mundo, mas com educação de qualidade, leis severas e judiciário competente, diminui e MUITO!

  7. antonio barbosa disse:

    “O governo distribuiu cargos e verbas a aliados e conseguiu recuperar algum apoio em sua base parlamentar, que estava esfacelada”. O engraçado é que se fala disso com tanta naturalidade que já é quase uma lei aceita. Não é não. Isto é uma das práticas que mais empurram o Brasil para o lodo. Quem ocupa os cargos? Simples: amigos, parentes e correligionários. Competência: zero. O que importa não é? E Dilma se escora em Renan que é tão ou mais sujo do que Cunha. O mesmo homem que teve de renunciar ao cargo por pagar com dinheiro público as despesas de sua amante. Dilma sentou no colo do diabo e agora fica dependendo do seu humor. Quanto ao programa do PMDB tenho dó. O povo está cansado destes políticos e pode guardar o que te falo, desta laia de políticos que denigrem o Brasil e arrastam o povo para a “lama de Mariana” não vai ficar um nas próximas eleições, com raríssimas exceções. Novas forças estão se reunindo e vai haver uma mudança radical da política no Brasil. O povo cansou.

  8. Waldemar Canalli disse:

    O pais está no buraco por irresponsabilidade de Dilma – Lulla e Ninguém mais. Desperdiçaram a oportunidade de levar o Brasil adiante; de fazer reformas importantes em troca do sucesso fácil. A conjuntura internacional nos era favorável, mas para essa gente, se manter no poder, a qualquer preço, é mais importante que o país.

  9. Alberto disse:

    A Comissão de Orçamento legitimou o crime das pedaladas fiscais e o resto caberá ao plenário.
    Transparência,esqueletos a pagar e outros, é pura hipocrisia quando se trata da terra brasilis.Em jogo o “impitima” e nada além disso.Manicômio político.Simples assim.

  10. César disse:

    Sem Janot, Renan estaria frito.

  11. César disse:

    O PMDB não é um partido qualquer. Um partido que está no governo desde a volta da Democracia não pode ser ignorado. Seus membros são parasitas do poder, que conhecem todos os caminhos para o Palácio do Planalto. Se o país está hoje como está, muito se deve ao PMDB. Que governou ao lado de todos os governos, que governaram o Brasil. Enquanto petistas e tucanos brigam…Os peemedebistas governam a décadas. Tem a Presidência da Câmara, a Presidência do Senado e tem a Vice-Presidência da República, além de 7 Ministérios e a maior bancada de senadores e deputados, 7 Governadores e dezenas de prefeituras. A responsabilidade deles é do tamanho do PMDB. “Enorme”!

  12. LYRA disse:

    Imaginem os senhores o que é um país depender de um bandido da periculosidade do meliante Renan Calheiros para sobreviver e, o pior, ficar devendo a ele, vendo ele praticar todo tipo de atos ilícitos e não ter a moral de barrar essas suas ações. Por tudo isso é que digo e repito, essa ZBM que ainda se chama Brasil jamais saíra dessa vergonhosa fama de O MAIOR PAÍS EM CORRUPÇÃO DO MUNDO, se o seu povo não criar vergonha na cara e expulsar da nossa podre politica todos aqueles que nela atualmente se encontram.

  13. Cassio disse:

    Frito, estamos nós, com o PT e o seu projeto criminoso de poder.
    O pais está afundando e parte da imprensa ainda perde tempo ouvindo o que aquele trambiqueiro tem para falar.

  14. João Alberto Afonso disse:

    Me desculpe, mas o Renan tem sido o canalha/carrasco dos aposentado e funcionários públicos do judiciário federal e, claro que obtendo vantagens junto ao execrável governo Dilma. Não há como sustentar qualquer tese e ou desculpa para o não reajuste de indigitados funcionários do Judiciários Federal que não recebem aumento fazem nove anos, enquanto magistrados, senadores, deputadas e canalhada e tal tiveram polpudos reajustes. Se fosse funcionários, daqui para a frente, convocaria todos para uma paralisação total de tudo, no caso, trancamento das portas de todos os fóruns não permitindo a entrada de ninguém.

  15. Marcos disse:

    Você lembra que depois do lulla ter aquela conversinha de pé de ouvido com ele, o mesmo ficou bonzinho com o governo. Você sabe o que o lulla falou para ele?

  16. LUIZ EDNALDO SANTOS disse:

    Congresso mantém vetos presidenciais a projetos da “pauta-bomba”(O CONGRESSO VETOU SEUS VOTOS É DIFERENTE)

    O governo distribuiu cargos e verbas a aliados e conseguiu recuperar algum apoio em sua base parlamentar, que estava esfacelada.(NUNCA VIR QUE COMPRA É O MESMO QUE RECUPERA)

  17. Rafael disse:

    É hora de tirar os ossos dos armários e roê-los!!! Quase 200 BI de osso… sinal que a festa foi grande!!!

  18. Antenor disse:

    Renan é a “tábua de salvação” de Dilma!
    Será que é por isto que o PGU – Rodrigo Janôt – não dá prosseguimento às acusações de recebimentos de propinas e de outras falcatruas do Renan?
    Esse Janôt está sendo muito bonzinho com o Renan Calheiros, com Humberto Costa, com Gleise Hoffmam e outros petistas!!! Isto se chama PARCIALIDADE CONSIENTE.

  19. Pereira disse:

    Não acredito m vitória nenhuma por parte do governo federal, atual gestão só faz mesmo é cavar mais fundo o buraco sem fundo que está metido todos os brasileiros, não se faz nada de proveito, ninguém vê nenhum dos políticos fazerem benefícios a bem do povo brasileiro, no que se refere a uma economia que está atolada a tantas contas que não batem, como pode algo de bom ser feito, nada fazem para diminuir tantos cargos desnecessários, marajás ganhando sem fazer nada, somente batendo o ponto, uma saúde pública de péssima qualidade, ruas sem saneamento, as pessoas saem de casa para trabalhar e não sabe se volta, devido o alto índice de bandidagens a solta, matando, roubando, etc. Eu procuro até quando vamos ter que conviver com isso, cada dia pior, energia com valores exorbitantes, nada de bom para o povo brasileiro, só o que se vê nas entrevistas nos tele jornais a fora é os políticos sorrindo, alegres e satisfeitos, pois pra eles não tem tempo ruim, tem os brasileiro para pagar a conta

  20. Rodrigo disse:

    O que a Dilma gastou “comprando” sua base é muito maior que a despesa que teria com o aumento dos servidores do judiciário.

  21. É triste ver que o Brasil está entregue na mão desses políticos inescrupulosos que só pensam em si mesmos. Até a argentina conseguiu tirar a cristina do poder. Será que algum dia teremos essa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-03 11:27:22