aki

cadastre-se aqui
aki
Política
09-07-2015, 9h31

Senado mantém escalada da irresponsabilidade fiscal

38

Postado por: Daniela Martins

Há uma escalada de insensatez e irresponsabilidade que prejudica o Brasil. É uma bomba fiscal reajustar as aposentadorias acima da inflação, como aprovou ontem o Senado. Se prevalecer, a regra vai piorar muito as contas da Previdência e do governo. Ao final, todos pagarão a conta, seja por meio de mais impostos, seja pela geração de mais inflação.

O Congresso está brincando com fogo. No caso do Senado, é uma Casa cheia de ex-governadores e ex-ministros, que sabem o peso do que estão votando. A oposição também está querendo ver o circo pegar fogo.

O governo esperava derrubar a regra que estende o reajuste real do salário mínimo a todos os aposentados. Ou ao menos adiar o problema, devolvendo o tema à Câmara ao aprovar uma alteração no projeto. Mas foi atropelado mais uma vez.

Quando a medida foi aprovada na Câmara, o próprio presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reconheceu que os deputados haviam passado do limite. Ontem foi a vez dos senadores também passarem do limite. Isso pode levar o Brasil a perder o chamado grau de investimento, que é o selo de bom pagador internacional.

A principal razão dessas derrotas é a fraqueza política da presidente Dilma Rousseff. Se ela estivesse forte, seus aliados não teriam votado essa regra na Câmara nem no Senado.

Apesar de a fraqueza política de Dilma explicar, ela não justifica a medida. Foi uma irresponsabilidade do Congresso. Deputados e senadores agiram de forma demagógica.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que se tornou réu ontem em um processo por improbidade administrativa, tem se comportado como um incendiário político. O objetivo é claro: criar um problema maior do que o seu para ver se assim há algum alívio para a sua situação. Renan responde também a um inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) no âmbito da Operação Lava Jato. E o país que pague o pato.

Fraco, o governo Dilma pensa em fazer um acordo com as centrais sindicais para encontrar uma alternativa. Será difícil encontrar um caminho que não afete as contas públicas. Nesse caso, a única medida racional é o veto.

O Brasil já vem aplicando uma correção acima da inflação para o salário mínimo, o que beneficia aposentados que ganham esse valor. O correto é proteger os mais pobres e o conjunto da sociedade, por mais que isso traga desgaste com um segmento importante da população.

*

Durante a recente visita a Washington, a presidente Dilma Rousseff recebeu de Barack Obama, presidente dos EUA, uma série de documentos sobre a ditadura militar brasileira que deixaram de ser sigilosos. Os papéis mostram que as autoridades americanas receberam informações sobre mortos e desaparecidos antes mesmo que as famílias das vítimas aqui no Brasil.

O jornal “Folha de S.Paulo” trouxe hoje reportagem sobre três mortos pela ditadura cujos restos mortais até hoje continuam desaparecidos: o deputado Rubens Paiva e os militantes de esquerda Stuart Edgar Angel Jones e Virgílio Gomes da Silva.

Enquanto as famílias brasileiras recebiam mentiras como resposta sobre a prisão, tortura e morte dessas pessoas, autoridades americanas já eram informadas sobre o que havia acontecido.

Uma autoridade americana chega, no caso de Rubens Paiva, a recomendar que um diplomata dos Estados Unidos pressione o governo brasileiro a punir responsáveis pela morte do deputado.

A importância desses documentos é desnudar a política das Forças Armadas de esconder informações e provas sobre o que aconteceu na ditadura.

Os papéis liberados pelos EUA reforçam a suspeita de que é mentirosa a versão de que documentos foram destruídos e desapareceram. Reforçam a suspeita de que, até hoje, setores das Forças Armadas se recusam a ajudar a elucidar um dos capítulos mais tristes da nossa história.

É algo que deve envergonhar os apoiadores da ditadura e os que tentam justificá-la.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
38
  1. Luiz Carlos disse:

    “O Congresso está brincando com fogo”. Quem está brincando com fogo, amigo desde 2002, é esse desgoverno do PT. E o eleitor inconsequente tem grande culpa nisso também. Agora o desgoverno prova do seu próprio veneno – o da irresponsabilidade e da gastança infinita. Impecheament nela.

    • Fernando disse:

      O sistema público de aposentadorias do Brasil tem déficit anual de uns R$60 bilhões (valor similar ao que foi desviado em corrupção na petrobrás; os desvios do sistema eletrobrás ainda vão começar a serem desvendados), alcançando mais de 50 milhões de aposentados.
      O país paga por ano de juros bancários mais de R$1 trilhão, para quatro ou cinco bancos (famílias).
      E o problema é a previdência????
      “Déficit” com juros não tem problema, mesmo que seja 1 trilhão, mas deficit da aposentadoria (20 x menor) é o “fim do mundo”?
      Desculpem-me, sei que estou lembrando o discurso petista antes de virar poder, mas é uma distorção inaceitável.
      Em tempo, não sou nem nunca fui petista. Gostaria muito de ver Lula, Aécio, FHC, Serra, Dilma… na cadeia.

  2. Pasquale disse:

    A corrupção na Petrobras causou um prejuízo muito maior do que estimado

    Publicado em: 4/7/2015 16:46:00

    superfaturamento na compra da refinaria Pasadena em 2006: três bilhões de reais

    -superfaturamento da Abreu e Lima cujo custo estimado inicialmente em US$2,5 bilhões decolou, magicamente, para US$18 bilhões: R$48,5 bilhões

    -superfaturamento Comperj: R$48,8 bilhões.
    ____________________________________________________________________________________
    como se vê os números da corrupção são maiúsculos e muito superiores aos minguados seis bilhões lançados, para abafar a revolta popular, no balanço de 2014 da Petrobras.

    Esta nova realidade é, naturalmente, percebida pela equipe de Sérgio Moro e do pessoal da Lava a Jato. O promotor Carlos de Santos Lima, após as últimas delações de Zelada, já garante que o número final será muito maior do que o oficial.

    O que nós sabemos é que o número final será muito, mas muito menor do que o real.

    Esta percepção não é só nossa: um político influente de Brasília nos confidenciou que os totais jamais poderiam ser divulgados sob pena de existir uma forte reação popular.

    Ele quis realmente dizer: uma revolta violenta causada pela raiva e desesperança.

  3. Roberto Buechem disse:

    Temos que incluir na constituição “todo poplítico é desonesto até que se prove o contrario”

  4. Márcio Damaso disse:

    Caro Kennedy, sou fã de seus comentários equilibrados e sensatos. Mas agora tenho que discordar de você. É injusto o achatamento salarial que os aposentados sofem. o Brasil é o único país do mundo (ou um dos únicos) que possui várias fontes de financiamento para a Previdência Social. Demagogia é dizer que não tem caixa para pagar os aposentados e economizar 80 bilhões para pagar juros de uma dívida que muitos economistas garantem que grande parte já está prescrita. O certo é fazer a famigerada auditoria da dívida pública, expulsar essas instituições financeiras das nossas contas, que ó servem para extorquir o país e tentar cobrir roubos que não são nossos (da Grácia, por exemplo). E por fim, é mais que justo essa equiparação de reajuste, cito meu pai com oexemplo, aposentou com quase 8 salários mínimos, hoje recebe menos de 2!!!ISSO É JUSTO!!! Forte abraço.

    • mario machado disse:

      Senhor Damásio:

      O comentário acima, sobre a irresponsabilidade fiscal dos parlamentares – Câmara e Senado – aprovando o mesmo reajuste que se dá a quem ganhe um salário mínimo, foi postado pela senhora Daniela Martins. É muito jocoso quando vemos alguém defendendo o achatamento dos proventos de quem recebe nais de um salário mínimo e esquece que houve maior “irresponsabilidade” dos que aprovaram as “pedaladas” deste governo aceitando o “déficit primário” e, praticamente, as Contas do Governo Federal. Postei, nesta data, comentário a esse respeito. Ele se encontra ao corpo deste blog democrático. Está lá: “A Previdência não pode e nem deve ser deficitária. Quaisquer “rombos” (para não dizer que metem as mãos aos cofres de uma Instituição como a da Previdência como se os valores tivessem origem fora do âmbito privado e pudesse ser usados para outros fins) deverão ser cobertos pelo gestor, no caso o Governo Central. O Governo apenas tem a nossa “procuração” para gerir essas riquezas, que são nossas e não dele. Tenho 80 anos e vejo a hora de não poder adquirir nem mesmo meus medicamentos e muito mais minha “cesta básica” alimentar. Isso é correto? É justo? É ético? É legal tergiversar sobre os fundamentos de nossa Carta Magna? Abraços.

  5. pedro oliveira disse:

    O interessante é que sempre se culpa a oposição, porém os 39 ministérios continuam lá, com seus milhares de cabides.

    • Paulada disse:

      Como se cortando 39 ministérios fosse colocar juízo na oposição em querer votar algo que não vá quebrar o país para depois colocar a culpa no governo, pois para a oposição não importa o que ela faça para bagunçar o país porque quem vai levar a culpa é o governo que foi eleito.

  6. José Valente disse:

    Irresponsabilidade maior do que essa que o autor se refere foi o DESAJUSTE fiscal feito pelo governo do PT, que está obrigando os brasileiros a engolir esse ajuste fiscal para tentar consertar o estrago.

  7. paulo disse:

    Só gostaria que o articulista me explicasse o seguinte:Por que seriam o Senado ou a Câmara responsáveis pelo pseudo ajuste fiscal se o próprio (des)governo arrombou os cofres públicos?Quer dizer que a tal gerentona e dona da verdade joga no lixo a estabilidade econômica e a oposição vai ter que resolver o problema?O articulista esquece que o PT, durante todo o tempo em que foi oposição, só fez tentar inviabilizar os governos que combatia.Preocupação com o país todos devem ter.Por isso mesmo, amarrar os atuais mandatários(?)é essencial para que não nos joguem definitivamente na cloaca.

  8. joão mario disse:

    O Brasil da forma que se encontra, só as FORÇAS ARMADAS para conter essa situação,é claro, dentro dos limites,caso contrário, como escreve o nobre blogueiro, a situação é bastante caótica e tende a piorar, me desculpem os contrários, mas tenho o direito de emitir minha opinião.

  9. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    O custo específico da Câmara e do Senado supera em números monumentais qualquer aumento ou reajuste. Só a gráfica do Senado é o maior cabide de empregos do país. O resto do legislativo é o velho e conhecido trem da alegria ! Mais memória e “MENAS” hipocrisia .

  10. F_Z disse:

    Quando não temos uma liderança no Pais. No caso a muito estamos sem um Presidente, a situação e esta, culpa de quem? dos golpistas assim dito. Não culpa de uma Presidente sem Moral e apoio. Agora vem de novo o papo de tortura, Regime Militar. O que estamos sofrendo hoje e o que? Tortura psicologística todos os dias para as contas fecharem, tortura so de pensar em ficar sem emprego, tortura de ter que tirar coisas do carrinho de compra pois o dinheiro não da, dia 20 tortura para pagar impostos, imposição de impostos corte de onde tiver que cortar do povo, mas nos não nós queremos aumento que nossos salários estão defasados, Porque nos servidores Públicos Estaduais Federais, municipais contribuímos muito com o pais. quem e responsavel por esta tortura? Eu que pago meus impostos em dia? ou nossa presidente que recebe e é paga com meus, nossos impostos para administrar nosso dinheiro com honestidade e desessencia, coisa rara(a muito) esta extinta nos políticos de nosso Pais

  11. paulo disse:

    Desculpe amigo, mas o que me envergonha mesmo é ter essa gente como dirigentes do país!!!

  12. Robert disse:

    Injusto é esse governo manter a farra com dinheiro publico e querer que toda a população pague por esse descontrole. Sejam os trabalhadores, tendo que abrir mão de parte de seus salários (isso com suas contas mantendo-se as mesmas), sejam os aposentados obrigados a ter seus salários achatados constantemente. Por que não diminuem os cargos comissionados e os milhares de aspones que povoam os mais variados órgãos de governo ? Lamentável. E depois os caciques petistas não entendem porque seu partido caminha rapidamente para fim.

  13. A Silva disse:

    Bom dia senhor jornalista,
    O título da sua matéria é bem sugestivo, mas, deixe-me pensar um pouco.
    Os articulistas defensores do atual governo sempre falam muito em responsabilidade fiscal, mas não era para ter se falado nisso bem antes, a alguns anos atrás? Agora que o estrago foi feito nas contas é muito simples arrochar as contas em cima de quem não tem culpa, no caso os assalariados, o senhor não acha?
    Outra coisa, fala-se nas contas da previdência, que estão muito elevadas, mas sempre se falou nisso, então dinheiro para pagar as contas da previdência não faltou, faltou gestão responsável há muito tempo, o senhor não acha?
    Também se fala que as contas do governo estão elevadas, mas o governo não se preocupou em baixar suas despesas a alguns anos atrás para que agora não ficasse endividado, porque não se preocupou? Então quem tem que solucionar os problemas de excesso de dívidas do governo é o governo e não quem não tem culpa por isso, no caso os assalariados, o senhor não acha?
    Estamos parecendo a Grécia, que para não “perder o chamado grau de investimento, que é o selo de bom pagador internacional”, está sacrificando os únicos que podem pagar essas contas, a população em geral.
    Esse ajuste fiscal que o governo está impondo através de várias medidas, não está protegendo os mais pobres e a sociedade em geral, como o senhor quer, está mesmo é sacrificando cada vez mais esta mesma sociedade, por isso a grande instabilidade política atual, ensejando várias lutas e correntes a favor e contra o governo, terminando, Deus nos livre, em uma derrota para todos.
    Obrigado.

  14. Paulada disse:

    Não adianta colocar a culpa no governo, pois Dilma faz a política do governo Lula (com algumas mudanças pontuais) e nos tempos do Lula, em que ele tinha apoio político, a população o apoiava. Hoje você tem um congresso conservador que enquanto chama a atenção dos seus eleitores sobre casamento gay e direitos dos homossexuais, não contam para eles sobre o que e pra quem eles estão votando (porque estes mesmos eleitores esperam salvadores e dizem não gostar de política). Eu acho que o governo tenta confiar no poder de independência das instituições brasileiras (que ele se orgulha tanto de dizer que deu) para arbitrar sobre estes abusos, mas também acho que estas instituições independentes que ele acredita existir (hoje), ainda tem um legado político enraizado por gerações passadas que fazem parte dos mesmos grupos polêmicos que existem tanto no congresso, quanto no senado.

  15. marcos disse:

    Lamentável o comentário. Então a IRRESPONSABILIDADE FISCAL é culpa dos aposentados?! Hora cadê o retorno do investimento no porto de Mariel em CUBA e de todos os outros financiamentos do BNDES? Cadê os milhões roubados pelo PT em todas as obras públicas? Cadê o retorno de todos os aumentos nos gastos de custeio com salários dos companheiros comissionados?

    • LUIZÃO disse:

      Acrescente aí . Porque a criação de um enxame de Ministérios ?? Quanto custa isso em despesas verdadeiras e reais, afora as inventadas pelos “cumpanheros” ? Porque esses ministérios ainda persistem em existirem ? Porque são nomeadas pessoas que não reunem o mínimo de competência e conhecimento sobre o ramo de cada um desses ministérios ??
      Assessor disso, assessor daquilo, assessor daquele outro. Se houvesse possibilidade de uma varredura em tudo isso, somado ao PTroubalão, mensalão, bndesão, correiosão, fundos postalis, fundos do raio que o parta, daria para transformar este país em uma Suécia.

    • Joaquim disse:

      Marcos, infelizmente vou ter que discordar de você. O correto é: Cadê os BILHÕES roubados pelo PT em todas as obras publicas?.

    • Michele Cristina disse:

      É ISSO AÍ!!!!!

  16. mario machado disse:

    Antes de de afastar da Presidência da República o senhor Itamar Franco e o seu Ministro da Previdência Antonio Brito fizeram justiça aos aposentados que há muito vinham sendo ludibriados por seus antecessores negando-lhes o reajuste de seus proventos largamente previsto na Constituição de 1988. As desculpas de que a Previdência entraria em colapso se isso fosse feito, não passou de uma farsa até os dias de hoje usada por aqueles defensores de seus polpudos salários e “nada” a quem tem realmente direito à isonomia aos que ganham apenas um mínimo. Melhor dizendo: o que tiver a ser dado àqueles o mesmo deveria ser aos que recebessem mais de um mínimo. Dedução lógica e fácil: todos nessa última condição contribuíram sobre mais de um mínimo por longos anos na esperança de que a lógica prevaleceria e a Justiça fosse feita. Pois bem: o Presidente Itamar Franco e o Ministro da Previdência não só tiveram o senso de Justiça elevado como puseram “mãos à obra”. Reajustaram-se a todos os que por largos anos se viram à contramão dos justos reajustes a que tinham direito como pagaram todos os nossos atrasados (lembram do Buraco Negro da época Collor?). Eu passei a receber (recebi um (01) mínimo por cinco anos) 7,5 salários mínimos e minha esposa 3,7 mínimos. De atrasados, eu recebi à época Cr$ 28.000.000,00 e minha esposa Cr$ 14.000.000,00! Pergunto: a Previdência quebrou? Nunca! A Previdência jamais será “deficitária” entrado no “vermelho”. Reza a Constituição ( os políticos adoram mencionar a Carta Magna quando é para defender seus interesses e os de mais além.)que os “rombo” previdenciário deverá ser coberto pelos cofres do Governo Federal. A nossa Previdência tem “superavit” de mais ou menos 50 milhões de reais, ou mais. Então, por favor, melhor é fecharem as bocas a defenderem sem base futuras situações periclitantes de nossa Previdência. A inflação é igual para todos.

  17. Sr. Kennedy.
    Sou aposentado e tenho 75 anos.
    Quando me aposentei eu estava recolhendo no teto da época que era de 10 salários.
    No início já perdi por volta de 3 salários, para resumir hoje estou com quase 2 salários.
    Te pergunto a você e aos presidentes, senadores e deputados que levam os seus salários onde desejam, e vivem mordendo o erário da nação, isso é justo ???
    Trabalhei e recolhi a minha parte por mais de 30 anos em prol deste pais e hoje passo por dificuldades para manter a saúde, moradia e a alimentação, minha e da esposa.
    Acho o seu comentário no mínimo leviano. Pois se vai quebrar a previdência ou as contas do governo, não fomos nós que trabalhamos e hoje somos relegados a passar dificuldade.
    ISSO É INJUSTO…

    • Paulo disse:

      É isso. Roubaram bilhões,gastaram outros tantos em besteiras por incompetência e agora o “ajuste fiscal”, eufemismo para arrocho, precisa ser pago. Quem paga? este senhor de 75 anos. Mexer em aposentadorias milionárias de mais de 30.000,00 mensais, recebidos pela elite do funcionalismo público, isso o PT não quer porque vai mexer “com sua base de apoio”. Sacanear os aposentados mais pobres, isso é “ajuste fiscal”.

      • Joaquim disse:

        E o melhor de tudo é dar 10% de aumento para o bolsa família e 5% para os aposentados. Ou seja, neste pais quem trabalha e produz é no minimo um otário.

    • P/Eduardo Alberto. disse:

      Você tem razão, Eduardo Alberto, é um absurdo quem diz que a Previdência é deficitária por culpa dos aposentados. Ela não é deficitária, ela é mal administrada e roubada por governos corruptos e incompetentes. É muito fácil tirar de quem, além de mais necessitar, menos poder de luta tem, exatamente pela debilidade que a idade trás.
      Mas não se preocupe pois se não formos defendidos pelos mais jovens honestos que reconheçam o absurdo que é quererem imputar aos aposentados peso pelos desatinos dos governos corruptos, esses que cometem tal absurdo não escaparão do que diz a Bíblia Sagrada:”TUDO O QUE O HOMEM SEMEAR ELE CEIFARÁ”.

  18. Santos disse:

    Incompetência, arrogância e desonestidade são atributos indispensáveis para se fazer política hoje no Brasil. E o que é mais lamentável é ver a população brigando entre si para defender oposição e situação. São TODOS péssimos! ACORDEM por favor, e cobrem SERIEDADE, ÉTICA e COMPETÊNCIA das “excelências”, além de punição aos corruptos em vez de ficarem defendendo este ou aquele partido.

    • Maurilio disse:

      Concordo com você! Corrupção sempre houve, até e muito na ditadura, coisa que muitos saudosos, ingênuos e crentes nos “inocentes militares” (claro que não podemos nunca generalizar), teimam em desmentir. Antes, a sujeira era colocada para baixo do tapete, a pf não trabalhava, o judiciário era da casa e quem mais trabalhava era o procurador geral da república, digo engavetador geral (e trabalhava hein!). Tanto que os corruptos e pilantras de outrora, continuam aí, no congresso, assembleias, câmaras municipais e governos. Hoje aparecem como pilares da moral, bons costumes e honestidade, exemplos: os presidentes da câmara e senado, envolvidos em corrupção, assim como aquele que não pode colocar o pé fora do país que a INTERPOL o engaiola, e aqui é nobre deputado federal. Nossos políticos, têm é que criar leis para acabar com a corrupção e punir os corruptos (TODOS… DE QUALQUER PARTIDO!!!). Mas pelo que vimos na votação das “DOAÇÕES” privadas de campanha, razão principal da corrupção, isso não irá acontecer no momento. Não há interesse, da maioria, em matar a galinha, digo galinheiro, dos ovos de ouro! Temos políticos honestos, são poucos! Mas acredito que um dia possamos reverter esse quadro!!!

  19. marcelo 1968 disse:

    Caro SR concordo é irresponsabilidade sim.
    mas falat o Sr postar algo sobre a irresponsabilidade das contas publicas?postar algo sobre quebra nas contas mês após mês.
    em tempo de crise quem é o grande culpado pela crise?com seus gastos aviltantes no ano de eleição quem a aumentou?
    o aumento de juros aumenta divida interna..o sr vai comentar?de quem é a culpa ou irresponsabilidade?o governo é bom ? só a população paga a conta de 74% de luz volta da inflação, aumento de verba para apoio( cheira a compra ) politico? isso não é irresponsabilidade?
    concordo com Sr mas o irresponsáveis senadores parece pouco perto dos 40 ministérios 25 mil cargos de confiança…..triste trópicos triste esquerda (tá mais para direita)

  20. marcos disse:

    Mesmo que a oposição tivesse votado contra, teria sido aprovada com os votos da própria passe do governo, com o PT encabeçando tudo, quando a presidenta não tem o minimo de controle do seu partido, não da pra sabe o que sera dela.

  21. jose mauro da silva disse:

    Atualmente as bombas que vêm destruindo a nação estão vindo de duas frentes: da de todos os políticos que são corruptos e da imprensa que é conivente e tira proveito dessa corrupção generalizada que ocorre há décadas. As notícias são dadas de forma tendenciosas e de acordo com as convicções e conveniência de cada grupo da mídia. O Brasil é um país rico, tem por obrigação cumprir com o dever de remunerar bem aqueles que deram e dão o sangue durante a metade de cada ano para sustentar a máquina nefasta de colher impostos dos nossos governantes corruptos. A saúde e a educação nunca funcionaram, independentemente, da condição econômica em que se encontra o Pais.

  22. Alberto disse:

    Sempre a DESLAVADA MENTIRA de que os aposentados do INSS são responsáveis pelo rombo.Aliás aposentado do INSS é igual a lixo atômico,ninguém sabe onde joga.

  23. Siber Sacramento Jorge disse:

    O mundo esta se adequando a crise, porque só no Brasil concede aumentos irresponsáveis aos políticos e judiciários, todos tem que fazer sua parte no sacrifício, não só aposentados.
    Todos os aumentos tem que ser iguais e não diferenciados. De modo geral tem que por um fim nessas vantagens, ( auxílio moradia, gasolina, cartão corporativo, etcs ), só receber o salário que tem direito e diga-se de passagem, é muito bem pago. Agora não vem querer colocar a culpa nos aposentados, que trabalharam uma vida inteira pra ter direito ao seu salário. A única solução cabível, é os políticos se adequar a nova realidade, e por favor, não coloquem a culpa nos aposentados.

  24. Marco Antonio Barbosa disse:

    Bom dia Sr. Kennedy,data vênia,permita-me questioná-lo, se a irresponsabilidade fiscal está associada ao reajuste dos aposentados;que deram seu suor,seu sangue, suas vidas para estabelecer o atual status quo que vivenciamos,deveras estarmos em um momento turbulento para a economia;será se a irresponsabilidade não estaria associada aos altos salários dos poderes da República?As grandes fortunas ociosas que geram o capital especulativo?Nobre senhor,será se a regra imposta pelo FMI e Banco Mundial tem prevalência,onde a Sra. Crhistine Legard conjuntamente com os grandes especuladores mundiais querem usar de um expediente para exterminar os aposentados,por ser essa visão,de que os mesmos estão sendo o peso para as economias mundiais equilibrarem suas contas?E lamentável que o senhor compactue dessa mesma teoria.

  25. antonio disse:

    Tá todo mundo muito mal, vivendo mal, digitando em seu computador em casa, quero saber quem há seis anos atrás tinha computador para poder ficar avacalhando o governo? Quanto aos aposentados a conta é simples, por conta do aumento do IDH, que fez as pessoas viverem mais, tem menos gente trabalhando, e mais aposentados recebendo. É assim e vai piorar ainda mais, nossa população esta envelhecendo, então se formos dar reajuste a todos….lembrem-se foi o Lula que montou esta fórmula de reajuste de salário mínimo que antes no governo do antropólogo”sic” FHC , não existia, aliás nem existia salário mínimo, nem educação, nem universidade, nem emprego. Mas ele era legal, nunca se viu uma CPI dele, engavetaram todas, corrupção??? Isso é coisa do PT. O Gozado é que o Catarinense não aceita o PT, não aceita corrupção, vai ver que por aqui não tem isso, só alguns casos isolados como a reforma da ponte Hercílio Luz, que tem 860m e já consumiu 350 milhões para trocar as luzinhas. Em tempo a Ponte Anita Garibaldi , Pensil, da BR 101 em Laguna tem 2600m em curva, e custou novinha menos de 600 milhões R$

    • Pasquale disse:

      Antonio…o partido é dos trabahadores,imagina se não fosse.
      _______________________________________________________________________________
      Trabalhadores ligados ao sindicato das empresas de distribuição de combustíveis do estado do Rio de Janeiro (Sintramico-RJ) decidiram nesta terça-feira (7) em assembleia, parar as atividades no próximo dia 24 em protesto contra o Plano de Negócios da Petrobras 2015-2019, que prevê a venda de ativos (patrimônio) da empresa, redução de investimentos e venda de até 25% das ações da Petrobras Distribuidora (BR), empresa voltada para a comercialização de derivados de petróleo.

      A assembleia reuniu empregados que trabalham na logística dos aeroportos do estado. Os trabalhadores decidiram manter a mobilização nos próximos dias.

      Na avaliação da presidente do Sintramico-RJ, Lígia Deslandes, a greve se destina a pressionar a Petrobras a manter as ações da empresa em poder de brasileiros. “A venda de ativos é uma forma dissimulada de privatizar a Petrobras”, disse.

Deixe uma resposta para Márcio Damaso Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-28 20:37:17