aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Economia
31-03-2015, 22h41

Senado rejeita acordo sobre dívida de Estados e municípios

Levy tenta, mas aliados rejeitam proposta de adiar mudança de cálculo
8

Postado por: ISABELA HORTA

O governo Dilma vai passar a Páscoa com outra derrota política na tentativa de aprovar o ajuste fiscal: o Senado rejeitou a proposta do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de adiar para 2016 o novo cálculo da dívida de Estados e municípios com a União.

Em depoimento de horas na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Levy foi elogiado até por integrantes da oposição. Ele fez uma defesa didática sobre a necessidade de realizar o ajuste fiscal para que o país volte a crescer. O ministro também sugeriu um acordo para adiar a votação do projeto que muda o cálculo das dívidas dos Estados e municípios com a União.

Na prática, Levy propôs um empréstimo agora que seria devolvido aos Estados e municípios no ano que vem, quando ficar claro que o governo cumpriu a meta de de superávit primário de 2015, que é de 1,2% do PIB (Produto Interno Bruto).

Mas uma reunião de líderes decidiu manter a urgência urgentíssima para apreciar o projeto que obriga o governo a mudar em breve o cálculo da dívida de Estados e municípios. Um senador disse que Levy acha que começou um novo governo agora e se esqueceu de que o projeto fora negociado durante anos no Senado. Outro motivo é o desejo de prefeitos de fazer caixa neste ano por causa das eleições municipais de 2016.

Como os congressistas já estão em ritmo de feriado, a votação foi adiada. Mas o mais provável é que haja uma derrota definitiva na semana que vem, salvo uma nova investida do ministro da Fazenda sobre o Senado.

*

Vaccari na berlinda

Aumentou a pressão interna no PT para que João Vaccari Neto, tesoureiro do partido, seja afastado do cargo. A situação de Vaccari ficou insustentável após o novo depoimento de Alberto Youssef nesta terça-feira à Justiça Federal. O doleiro disse que mandou um de seus funcionário entregar mais de R$ 800 mil em frente ao prédio do PT em São Paulo.

Numa manobra da oposição, que assumiu o comando da CPI da Petrobras, Vaccari foi convocado para depor na semana que vem.

No Palácio do Planalto, há um claro desejo da presidente Dilma Rousseff de que o tesoureiro do PT deixe o cargo rapidamente para responder às acusações. Mas Vaccari tem resistido. E o PT teme os segredos que ele sabe.

*

Comentários
8
  1. César disse:

    O Partido dos Trabalhadores e alguns hipócritas de outros partidos tentaram hoje em vão barrar a PEC da menor idade. Estas pessoas que não vivem no mundo dos mortais, que não sabem a realidade da vida cotidiana dos trabalhadores, que arriscam a vida apenas para poder ir e vir de suas casas ao local de trabalho sem serem roubados ou mortos no trajeto diário, no exercício de ganhar o pão de cada dia. Vivem de fantasias e ilusões, sonhos e utopias e brincam de serem políticos enquanto o cidadão comum é violentado diariamente. Se estes políticos que defendem a manutenção da maioridade penal como está quisessem realmente defender as crianças e adolescentes deste país, teriam trabalhado arduamente para fortalecer os concelhos tutelares e varas de família por todo o país. Se não querem ver os jovens nas cadeias, deveriam trabalhar fortemente pela escola de período integral. Se não querem ver os jovens serem presos por praticarem crimes deveriam responsabilizarem os pais negligentes que os deixam largados pelo mundo, esperando que a vida lhes ensinem tudo o que eles próprios, deveriam ensinar. Hoje vemos pais que vão para a cadeia por não pagarem pensão alimentícia aos filhos, mais quantos pais vão para a cadeia por deixarem os seus filhos menores de idade nos rolezinhos? Quantos pais estão nas cadeias do país, por deixarem os seus filhos menores de idade, nos bailes funks madrugada a dentro? Se estes políticos não querem ver menores nas cadeias, deveriam pensar em colocar os pais negligentes lá. A sociedade hipócrita adianta a idade das crianças e jovens ao sensualizar e vestir crianças com vestimentas cada vez mais adultas. Vemos nas vitrines e pés das crianças de 3, 4 anos as vezes até menos, sapatos de salto auto e decotes que as transformam em mini mulheres, maquiagens, esmaltes, brincos deixam meninas como mulheres antes da hora. Quando estive morando no Japão, notei que as crianças não usam este tipo de roupas e ao perguntar a um Amigo, fui informado que lá não é permitido. Lá criança é proibida de ir à escola com as unhas pintadas, enquanto aqui achamos lindo a menininha dançando a dança da garrafa, o quadradinho de oito, abaixando até o chão. Hoje eles ficam adultos antes da hora, porque nós ajudamos no processo de aceleração do seu crescimento. Se não queremos continuar a ver os nossos jovens perdendo o bonde da história e jogando as suas vidas fora, desperdiçando talentos, se não queremos continuar a morrer na mão de menores de idade, se não queremos ter a idade penal reduzida, temos que trabalhar as bases das famílias e conceitos da sociedade. Dar educação e escola e proteção antes de se tornarem criminosos. Porque depois já é tarde e temos que dar respostas às vítimas de jovens criminosos, que nós perdemos para o mundo do crime. Impunidade fomenta o crime!

    • walter disse:

      caro Cesar tens razão; não adianta, a dilma não se acertou com o LEVY, ele também não demonstra força; ela quer mais dinheiro, só isso…
      Falar em ajustes fiscais, com um ministério que gasta 400 MILHÕES PARA NADA; ela deve estar rindo de nossa cara; se o PMDB o tal mal necessário, não fizer a lição de casa, não terá outra chance.
      o PMDB pode vir a ser, o “fiel da balança”; não pode aceitar condições “rasteiras”; o lula vai fazer barulho; nesta hora o michel temer, tem que sair de cima do muro; afinal, ele é o Vice da dilma, ela tem que respeita-lo; agora ou nunca…

  2. César disse:

    Este ponto do ajuste está comprometido. O Ministro Levy já deve começar a pensar de onde vai retirar o dinheiro para compensar o que não virá de estados e municípios. A derrota é certa! Até os prefeitos e governadores petista querem a mudança do calculo. A política não usa a lógica da iniciativa privada para agir. O Ministro Joaquim Levy está aprendendo que não é só a Presidente Dilma Rousseff que não age da forma mais simples e eficaz.

  3. s.j.barbosa disse:

    Lascou!!!

  4. josias disse:

    Não vamos falar só do Vaccari. Fale também sobre os presidentes da Câmara e do Senado, citados também na
    lava jato. Não entendo a blindagem.

  5. Marco Túlio Castro disse:

    Quero aqui parabenizar todos os petistas pelo seu dia !!!! Principalmente à Dilma !

  6. Martins disse:

    Graças a Deus, agora nós temos um lider e não precisamos a abaixar as cabeças para Dilma/Lula e PT. Parabens Eduardo Cunha e Renan!

  7. o filho de renan é governador aqui em alagoas votei nele mais não voto mias ta uma peste

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-24 02:45:45