aki

cadastre-se aqui
aki
Política
01-08-2019, 10h46

Senado tem dever de vetar ida de Eduardo Bolsonaro para embaixada nos EUA

Indicação não atende ao interesse nacional
2

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

As relações entre países são baseadas nos interesses nacionais, não em sentimentos ou voluntarismos pessoais. É um ensinamento básico sobre geopolítica. O presidente Jair Bolsonaro mostra baixa compreensão a respeito de política externa, especialmente quando se comporta de modo tão subserviente a Donald Trump.

A indicação do filho Eduardo Bolsonaro para embaixador em Washington contraria o interesse nacional. O presidente disse que, em breve, pretende apresentar o nome do filho ao Senado, que tem a obrigação de aprovar a indicação. Segundo o presidente, Eduardo Bolsonaro poderia atuar para atrair mineradoras americanas a fim de explorar áreas que hoje estão em reservas indígenas. A embaixada do Brasil em Washington não pode ser escritório de lobby dos EUA.

Deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro (PSL) não tem preparo para o cargo que o pai quer lhe dar. O Senado tem o dever de vetar a indicação porque ela não atende ao interesse nacional.

Não dá para comparar a indicação de Eduardo Bolsonaro à Tilden Santiago para Havana, à de Itamar Franco para Roma e à de Paes de Andrade para Lisboa. Tampouco dá para fazer um paralelo com o período de Moreira Salles em Washington. Falta estrada e competência na comparação com qualquer um deles.

O presidente da República também exibe, mais uma vez, o seu despreparo ao falar em eventuais “armadilhas” no acordo entre o Mercosul e a União Europeia, dizendo ter sido alertado pela desinteressada autoridade dos EUA com a qual se encontrou ontem de que haveria riscos.

Ora, se havia “armadilhas”, era dever de Bolsonaro e do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, checar e não fechar o acordo. Mais: um acordo com os EUA dependeria de negociação via Mercosul. Não é tarefa simples. A Alca (Área de Livre Comércio das Américas), proposta por Bill Clinton em 1994, morreu devido à negativa de diversos países latino-americanos em 2005.

*

Caminho ruim

É errado a Justiça Federal cobrar explicações de Bolsonaro sobre a pretensão de indicar o filho para embaixador em Washington. Do ponto de vista jurídico, a discussão cabível é a respeito do óbvio nepotismo do caso. Não é bom ter juízes federais invadindo atribuições presidenciais, como aconteceu com o então presidente Michel Temer quando quis nomear Cristiane Brasil ministra do Trabalho.

É o Senado a instituição que tem o dever de filtrar a qualidade da indicação presidencial. Se os senadores confirmarem Eduardo Bolsonaro em Washington, enfraquecerão o sistema de freios e contrapesos da democracia brasileira.

*

Freios e contrapesos

A interpelação da OAB ao presidente da República fortalece a democracia. Felipe Santa Cruz e ex-presidentes da entidade cobraram ontem explicações sobre Bolsonaro ter dito saber como Fernando Santa Cruz desapareceu na ditadura militar. É uma correta reação da sociedade civil.

A atitude do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de apoio à liberdade de imprensa e ao sigilo da fonte, também é um movimento que fortalece o nosso sistema de freios e contrapesos.

Todos esses assuntos foram temas do comentário de ontem no “Jornal da CBN – 2ª Edição”. Ouça abaixo:

Comentários
2
  1. walter nobre disse:

    Caro Kennedy, não vão vetar por motivos óbvios; não precisamos nem desejar isto, é uma oportunidade comercial tremenda ao Brasil, podemos ter diferenças sobre quem deveria ir, mas jamais tivemos uma oportunidade tão interessante; são boas notícias, mesmo que o TRUMP amanhã não se reeleja, estaremos com os pés lá dentro, como parceiro preferencial; poderia até, corroborar com suas observações, não podemos esquecer, o Eduardo é um Deputado federal, é bem visto neste instante lá…O Santa não tem muitos direitos que acha ter; vai perder tempo nesta questão, mas acho justo sua atitude; não pode agir por viés, com relação a OAB, não tem esta autorização de ninguém; precisa se ater ao papel deste sindicato…

  2. Mariza disse:

    Após as últimas declarações do Bolsonaro eu imagino que o Senado barre a indicação do Eduardo como embaixador do Brasil.

Deixe uma resposta para Mariza Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-08-20 08:39:23