aki

cadastre-se aqui
aki
Política
22-04-2015, 22h18

Sentenças de Costa e Youssef devem estimular mais delações

Leitura política: o crime não compensa, mas a delação sim
11

Postado por: ISABELA HORTA

A primeira sentença judicial da Operação Lava Jato deverá estimular outros presos e investigados a fazer delação premiada. Os delatores Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef foram beneficiados com regimes mais brandos por terem contribuído com as investigações.

O juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, a 7 anos e 6 meses de prisão em regime semiaberto. Mas ele deverá ficar em prisão domiciliar até outubro de 2016, quando passará a cumprir o restante da pena em regime aberto.

Já as condenações de Youssef somam 9 anos e dois meses de prisão em regime fechado. O doleiro, no entanto, terá direito ao regime aberto em 2018.

Na sentença, está escrito que Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef seriam os líderes do grupo criminoso no caso de corrupção na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Mas, como colaboraram com a Justiça, ajudaram a esclarecer os crimes e devolveram dinheiro, tiveram os benefícios de uma pena menor.

Leitura política: o crime não compensa, mas a delação compensa.

*

A presidente Dilma Rousseff não quer engavetar o projeto que amplia as regras da terceirização. Ela acha que é preciso haver uma lei para tratar do assunto, porque, atualmente, só existem súmulas do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre a terceirização.

Dilma é a favor da chamada responsabilidade solidária entre as empresas, para que haja mais respeito aos direitos trabalhistas e mais fiscalização sobre pagamentos de impostos e da Previdência. Com essa regra, tanto as companhias contratantes como as prestadoras de serviço terceirizados respondem perante à Justiça pelas obrigações devidas aos funcionários.

A presidente também avalia que deve ser estabelecido algum limite à terceirização na atividade-fim, ou seja, em áreas que estão ligadas aos objetivos principais da empresa.

No Senado, há sinalização clara de que o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), vai jogar para impor limites à ampliação da terceirização.

*

Confira a avaliação no “SBT Brasil” sobre a Lava Jato e o projeto que amplia a terceirização:

Comentários
11
  1. César disse:

    Que sirva de lição! E que seja apenas o começo.Ainda tem muita gente que nós queremos ver na prisão.

  2. pedro disse:

    Os delatores acusaram não provaram nada, vão ficar 01 ano na cadeia e vão sair para gastar o dinheiro desviado, palhaçada, esse Sergio Moro de rigoroso não tem nada. Quanto a terceirização., quarteirização, quinteirização…..precarização do trabalho venceu na câmara com apoio do PSDB (Pior Salario Do Brasil ) apesar de combatida pelo PT (voto vencido )

    • lucio disse:

      Essa turma do PT continua não vendo nada, não sabendo de nada, igualzinho ao seu lider. Podiam mudar o nome para Partido das Avestruzes.

      • Bruno Amorim disse:

        Lucio, na verdade o Pedro tratou do assunto como se fosse futebol. Não importa a realidade vou sempre dizer que o meu time é melhor. Quando a abordagem é essa, não há o que se debater, pois o outro lado não tem compromisso algum com o que diz.

        Lembro da minha formatura de ensino médio, no qual o Professor de Português discursou dizendo que se sentiria feliz se seus alunos fossem capaz de frente a qualquer notícia ou informação recebida, lê-la com senso crítico.

        Para o Pedro, mesmo que o Lula viesse a público e confessasse ser culpado de corrupção, o Pedro diria que o Lula fez isso porque não havia outra opção, que foi por um bem maior, que o PT foca nos pobres, que tudo melhorou…

        Uma vez, próximo às eleições para presidente no ano passado, perguntei a um trocador de ônibus se ele acreditava em corrupção na Petrobras, e ele disse que tudo era invenção. Consternado com a afirmação, perguntei de novo. Ele respondeu sério, que não acreditava mesmo. E ainda falou que corrupção existe desde que o Brasil foi fundado.

        Não resisti. falei para ele que sofria da síndrome da mulher traída! É a última a saber. Ainda complementei, é melhor viver achando que Papai Noel existe! Dessa forma sobrecarrega menos o processador cerebral.

        Ele me olhou com um cara indefinida, como se não tivesse entendido tudo…

        Pedro, vamos fazer o seguinte, na próxima postagem você fala do tempo, do Big Brother, de moda, …

    • Cláudio Antônio disse:

      Os partidos deixaram suas bancadas livres para votar da forma que quisessem…veja, o partido que propôs esta lei de terceirização foi o SOLIDARIEDADE, partido do paulinho da Força sindical…um “representante” da classe trabalhadora…pq não reclamam com ele.

    • Marco Túlio Castro disse:

      La em casas nasceram no começo da semana 10 cachorrinhos. Todos eram do PT. Mas hoje descobri que só 3 continuam a ser.

      7 já abriram os olhinhos !

      Acorda Alice !!!!!!!!!

  3. Cláudio Antônio disse:

    Kennedy, gostaria que você explorasse mais a controversa briga entre o Vice presidente, o PT, o governo e o PMDB sobre ajuste fiscal e fundo partidário, pois cada um fala uma coisa e depois é desmentido…também acho que é hora de apontar os culpados pelo mega prejuízo da Petrobras e olha que são muitos…não há como não responsabilizar a direção da empresa e o governo…todos tem culpa. Em relação a Delação premiada, o problema não é o Juiz e sim as leis, pois ele não pode aplicar sanção maior do que o que está escrito.

  4. Conforme balanço, O bando desviou mais de 6 Bilhões , somente 7 anos de Cadeia? sendo que a maior parte da pena será no semi-aberto, o crime do colarinho branco continua compensando, o Brasil nunca ficará livre da Corrupção que corroei a Nação.

  5. Karl disse:

    Colarinho BRANCO, sabe como é. Pena branda, acordo com o “JUIZ” MORO? Dois pesos? acredito que sim.

  6. César disse:

    Para os petistas preocupados com o Excelentíssimo Juiz Sergio Moro, digo à vocês que não se preocupem com as garras da lei… Petista, a Presidente Dilma indulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 15:51:34