aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
15-08-2014, 16h21

Barbosa deixa “legado positivo”, diz Toffoli

1

ISABELA HORTA
Brasília

Em entrevista ao SBT, o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), José Antonio Dias Toffoli, disse que o STF não pode ser “um clube de amigos”. “Lá tem que ser arranca-rabo mesmo, senão juntam seis (ministros), formam uma maioria e decidem.” Para Toffoli, o ex-ministro Joaquim Barbosa deixou “legado positivo” para o Judiciário. “Ele é uma pessoa muito severa na sua forma de conduta e no seu trato com as pessoas. E isso às vezes impressionava”, avaliou.

Toffoli afirmou que o recurso de José Roberto Arruda ao TSE será julgado antes das eleições. Arruda é candidato ao governo do DF pelo PR. Teve seu registro de candidatura indeferido pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), na última terça-feira, com base na Lei da Ficha Limpa. Preso em 2010 por envolvimento no mensalão do DEM, ele foi condenado em segunda instância por crime de improbidade administrativa em julho. Os advogados de defesa de candidato entraram com recurso no TSE para tentar garantir sua candidatura em 2014.

Para o presidente do TSE, o voto deve ser obrigatório porque esse sistema dificultaria a compra de votos. “Em um país que ainda tem rincões, a possibilidade de voto facultativo pode levar a situações de se criar um tipo de curral.”

Toffoli falou ainda sobre a morte de Eduardo Campos, candidato à presidência pelo PSB. “Ele era um político que por onde passou deixou um legado positivo. Vinha com uma política propositiva, sem ódio e sem rancor. Sem dúvida nenhuma, ainda jovem, com muito futuro pela frente e isso impacta todos nós.”

Comentários
1
  1. gesiel disse:

    NÃO SÓ MINISTRO JOAQUIM BARBOSA indicado pelo Lula, mas “TODO ESSE TIME ATUAL DO STF”, formado PELA GRANDE MAIORIA DE MINISTROS INDICADOS PELO PT, deixarão um legado otimo para a justiça brasileira, pois FOI COM ESTE TIME DE MINISTROS DO STF, que o judiciario brasileiro RECUPEROU PARTE DE SUA CREDIBILIDADE JUNTO AO POVO. O hoje o povo brasileira esta acreditando mais na justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-24 06:13:29