aki

cadastre-se aqui
aki
Política
23-10-2018, 22h35

STF reage a “guarda da esquina” de Bolsonaro

Candidato precisa condenar eleitores agressivos
20

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) reagiu contra um coronel da reserva e apoiador do candidato Jair Bolsonaro que atacou e ameaçou a ministra Rosa Weber num vídeo divulgado na internet.

O Supremo fez bem. É preciso colocar limites a esse tipo de “guarda da esquina” que se sente empoderado para agredir devido à possível eleição de Bolsonaro para presidente. O próprio candidato do PSL deveria vir a público e condenar veementemente esse tipo de comportamento, sob pena de omissão e de incentivo ao ódio na política.

Em 13 de dezembro de 1968, o governo Costa e Silva editou o Ato Institucional 5, que tornaria a ditadura militar ainda mais violenta. O vice-presidente, o civil Pedro Aleixo, teria sido o único a discordar, afirmando: “Presidente, o problema de uma lei assim não é o senhor, nem os que com o senhor governam o país. O problema é o guarda da esquina”. Agressões de eleitores de Bolsonaro após o primeiro turno revelaram guardas da esquina Brasil afora.

O vídeo do coronel da reserva Carlos Alves é tosco, agressivo, imbecilizado, mas ameaçador. Insinuou reação militar contra Weber caso fosse adiante ação contra Bolsonaro baseada em reportagem da “Folha de S.Paulo” que mostrou empresários preparados para comprar disparos em massa contra o PT.

As Forças Armadas também têm de investigar. Apesar de estar na reserva, esse tipo de militar vocaliza um sentimento de agressão que não é autorizado por eventual vitória eleitoral expressiva.

Os ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski foram muito firmes na condenação das agressões a Rosa Weber, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Sucesso na urna não legitima autoritarismo nem desrespeito à Constituição.

*

Não há interesse público

Um vídeo divulgado hoje sobre João Doria (PSDB) é baixaria pura. Coroa uma campanha eleitoral deprimente do ponto de vista de debates e propostas. O vídeo não tem interesse público, apesar do falso moralismo que Doria e seu oponente, Márcio França (PSB), têm mostrado na eleição paulista.

*

Erro tático

Fernando Haddad erra ao não se retratar da afirmação de que Hamilton Mourão foi torturador. O candidato do PT corrigiu parcialmente a informação, dizendo que se baseara na declaração do cantor Geraldo Azevedo. O cantor recuou da acusação. Mas Haddad lembrou que Mourão defendeu Ustra etc. Ora, o petista deveria pedir desculpa pelo erro.

Quem sofre com fake news em proporção imensamente maior do que Bolsonaro, como é o caso de Haddad, não pode atacar com base em informação que não tenha sido checada.

O candidato do PT deve manter todas as críticas políticas a Mourão, que disse que o torturador Ustra era seu herói. Mas Mourão não é torturador, levando em conta tudo o que se sabe sobre a passagem dele pelas Forças Armadas.

Haddad também deve manter todas as críticas a Bolsonaro, que defende a ditadura e a tortura. No entanto, erra ao dar motivo para o candidato do PSL e seu vice tentarem nivelar situações diferentes. É Bolsonaro o maior beneficiário das fake news, como mostra esta reportagem da “Agência Pública”.

*

Retrocesso social é a moeda

Para tentar se reeleger presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), promete entregar à bancada da bala um projeto que abranda as normas do Estatuto do Desarmamento, uma das bandeiras de Bolsonaro. É puro retrocesso social em troca de benesse política. O Centrão está firme com Bolsonaro.

Ouça abaixo os comentários de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição”. Também foram analisadas as eleições estaduais em São Paulo, Rio e Minas.

Comentários
20
  1. Jota Felippe disse:

    Rosa Weber e a Justiça Brasileira tem ajudado a criar esses monstros que agora aparecem vídeos como esse querendo devorá-los.

    • João Grilo disse:

      A criatura sempre destroi o criador…

    • walter disse:

      Este é um grave prenuncio, caro Jotta; não há decisões firmes no Supremo, desde o Impeachment da dilma, só mantiveram o Lula preso, por não terem condições viáveis, em desclassificar a lava jato; os bandidos do colarinho branco, sendo liberados diariamente; não fosse a presidente do supremo na época, estaria muito pior; estas URNAS sem auditagem externa, com programa da Venezuela…o TSE então, são previsíveis, junto com o Jungmann ministro; esta claro que não falam a mesma língua ali…faltou inclusive, prevenção, ao iniciarem os trâmites, para as eleições…a câmara não é um território inóspito para o Bolsonaro, com Rodrigo maia ou não…FAKE NEWS é injusta a todos, inclusive ao Dória, um exagero…quanto ao haddad, passa diariamente do limite; não adianta, tentar imitar o Lula…

  2. […] Fonte: STF reage a “guarda da esquina” de Bolsonaro | Blog do Kennedy […]

  3. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    O coronel Carlos Alves só quis seus 15 minuto de fama… já teve.
    E quanto ao Deputado Damouz, Zé Dirceu, Gleisi Hoffman; o TSE não fala nada ?

  4. mariza disse:

    Concordo com você quanto ao vídeo divulgado sobre a vida privada de João Dória. Trata-se de ordem privada, exposição desnecessária de pessoas diretamente envolvidas na situação. Ele é um traidor, apoiou Bolsonaro antes do final da apuração das urnas eleitorais.
    Infelizmente, Haddad está se nivelando com Bolsonaro, o desespero está tomando conta do PT. Acabei de ouvir a sabatina do Haddad na CBN e considero que ele perdeu a oportunidade de expor o seu plano de governo. Durante 18 minutos todas as respostas se limitaram a criticar o Bolsonaro e bater na Ditadura. Haddad deveria perguntar para a periferia das grandes cidades qual o maior temos destas pessoas. Deveria perguntar se eles temem os porões de um quartel ou perder os filhos no tráfico de drogas.

  5. Laurindo Bonilha Regueira disse:

    O próprio STF tem culpa sobre essas posturas dos militares. De dois a três anos para cá, todos nos acostumamos a perceber atitudes partidárias do judiciário brasileiro ou de omissão, como ocorreu quanto às fake news eleitorais contra os candidatos adversários de Bolsonaro. A impressão que se tem é a de que os membros do Supremo privilegiam certos interesses deles próprios. Além disso, dado esse costumeiro comportamento desses meritíssimos, o povo perdeu a crença e o consequente respeito, eu inclusive, por essa Casa. É bem por isso que qualquer “guarda da esquina” se sente à vontade para defenestrar aquele que foi um dia, um Tribunal com inicial maiúscula. Lastimável.

  6. Prezado Kennedy,
    Bom dia !
    Por gentileza pode comentar no CBN 2ª Ediçao de 24/10 esta declaração do Lula
    Meus amigos e minhas amigas,
    Chegamos ao final das eleições diante da ameaça de um enorme retrocesso para o país, a democracia e nossa gente tão sofrida (…).
    Todos sabem que fui condenado injustamente, num processo arbitrário e sem provas, porque seria eleito presidente do Brasil no primeiro turno. E resistimos, lançando a candidatura do companheiro Fernando Haddad, que chegou ao segundo turno pelo voto do povo.
    O que assistimos desde então foi escandaloso caixa 2 para impulsionar uma indústria de mentiras e de ódio contra o PT. De onde me encontro, preso injustamente há mais de seis meses, aguardando que os tribunais façam enfim a verdadeira justiça, minha maior preocupação é com o sofrimento do povo, que só vai aumentar se o candidato dos poderosos e dos endinheirados for eleito. Mas fico pensando, todos os dias: por que tanto ódio contra o PT? (…)

    Desde já agradeço,abraço

  7. ERA UMA VEZ O AI-5 DE 1968... ERA UMA VEZ O PT DE lula/dilma/haddad! disse:

    Caro Kennedy, pior que o “guarda da esquina” do ato institucional nº 5 de 1968 (que você compara com os eleitores de Bolsonaro se manifestando “democraticamente”), é, da recente “ERA lula/dilma/haddad”: “AMORDAÇAR A IMPRENSA”. Jornalista do seu nível lembra-se bem (pena que a massa apoiadora de corruptos no poder não se lembra) que o DIRETÓRIO NACIONAL DO PT divulgou, à época, uma resolução defendendo um “NOVO MARCO REGULATÓRIO DAS COMUNICAÇÕES”, que significa em português claro, “CONTROLE DA MÍDIA, ou, melhor dizendo: CENSURA”.
    É perdoável falas de apoiadores de Bolsonaro e de Haddad, indignados por tanta corrupção escancarada, incompetências, mentiras de uma classe política desmoralizada. Quanto ao STF, instituição máxima do Judiciário, deve ser respeitado sim, por todos os brasileiros, principalmente pelos que ali exercem cargos de ministros. Todo exemplo deve vir de cima e o caos moral, político e econômico atual, é fruto das ações e maus exemplos vindos dos Três Poderes!

  8. ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE! disse:

    “AGRESSÕES DE ELEITORES DE BOLSONARO APÓS PRIMEIRO TURNO REVELARAM GUARDAS DA ESQUINA BRASIL AFORA”
    Eu fico imaginando, Kennedy, o que a imprensa estaria fazendo se a tentativa de homicídio sofrida por Bolsonaro, tivesse ocorrido com lula, dilma, ciro etc.
    A cobertura dada ao fato ocorrido com Bolsonaro, é uma vergonha! Não será surpresa se, como no caso Celso Daniel, quando todas as testemunhas foram eliminadas e o caso praticamente extinto, forem mais além, no caso da tentativa de homicídio sofrida por Bolsonaro: transformarem o criminoso em herói (já deve haver cineasta de olho); em santo (alguma seita maluca); em vítima da sociedade (direitos humanos que invertem valores).
    “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto. (Rui Barbosa)

  9. Alberto disse:

    Agora,segundo a imprensa, temos o “suástica fake”.O caso da jovem se trata de automultilação conforme laudo pericial e que levou,na ocasião do fato, acusação dos “13” ao dos “17”.Essa é a terra brasilis.

  10. Prezado Kennedy,

    Boa tarde !

    Para comentar no CBN 2ª EDição em 24/102018

    Brasil 24.10.18 13:26

    Em nota que acaba de ser divulgada, as empresas de ônibus de Salvador dizem que foram alvo de “ações criminosas” com a colagem de adesivos do PT nos coletivos…

  11. Prezado Kennedy,

    Boa tarde !

    Para comentar no CBN 2ª edição no dia 24/10/2018

    Brasil 24.10.18 11:47

    A Polícia Civil do Rio Grande do Sul concluiu que os cortes em forma de suástica feitos em uma jovem que disse ter sido atacada na rua, há duas semanas, em Porto Alegre, é um caso de “autolesão”, registra o Estadão.

  12. Prezado Kennedy,

    Boa tarde !

    Para comentar no CBN 2ª edição em 24/10/2018

    Brasil 24.10.18 12:51
    Por Claudio Dantas

    Como antecipado por O Antagonista, os advogados de Jair Bolsonaro protocolaram há pouco na Polícia Federal uma manifestação para que o candidato seja ouvido logo que possível sobre a acusação da Folha de que estaria praticando uma espécie de caixa 2 virtual…

  13. Mauro disse:

    Kennedy;
    Para ódio e raiva dos presentes e da esquerda em geral, o Mano Brown deu o tom desse final de campanha em seu discurso na “festa” de Haddad e Cia,na data de ontem no Rio de Janeiro.
    Alguma coisa me fez lembrar o histórico baile da Ilha Fiscal, ultima comemoração antes da queda o Império.
    Pelas sábias palavras do famoso rapper: “Afastou-se do povo, vai pagar por isso! Vai perder e merece perder.”
    Ressalte-se que Mano Brown é petista, fala a linguagem do povão e é super-hiper-mega conhecido por não dourar a pilula e muito menos falar coisas sómente para agradar as pessoas.

  14. mano disse:

    prezados: na próxima segunda-feira o Brasil será outro. Emprego em alta, dolar em baixa, bolsa em forte alta, pobres sempre pobres, ricos sempre ricos, classe média mais pobre, bajuladores sempre bajuladores, loucos sempre loucos, judiciário sempre o mesmo, Marias felizes, Josés felizes, Aparecidas felizes, soldados felizes, família Bolsonaro fazendo e desfazendo, mandando e desmandando até quando!? Até breve!

  15. Andre disse:

    Deve ser feita uma menção honrosa ao ministro Celso de Melo, pois tem sido a voz do STF que não se cala e de forma elegante, mas firme tem respondido às ameaças que os seguidores a a família de Bolsonaro vem praticando contra as instituições democráticas. Devemos diferenciar críticas, que são inerentes à democracia, de ameaças e de ofensas geralmente praticada por indivíduos que menosprezam a democracia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-11-19 20:04:48