aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-09-2013, 9h29

Supremo decide hoje se pesa mais política ou direito

11

No comentário no “Jornal da CBN”, análise sobre sessão de hoje do Supremo, que será decisiva para o processo do mensalão. Tendência do tribunal é rejeitar embargos infringentes, recurso que permitiria reexame de condenações. Opinião: STF deveria aceitar os recursos.

Comentários
11
  1. Marta disse:

    Não, o STF não deve aceitar os embargos. A impunidade tem que acabar, chega de passar a mão em cabeça de corruptos, se fosse um pobre ou mesmo um rico sem fama já estaria preso. Basta de ver o juiz-advogado, Lewandolero fazer de tudo para que o mensalão acabe em pizza. O crime a corrupção virou banalidade, as instituições estão desmoralizadas, por sua própria culpa. Toda vez q pessoas abastadas e conhecidas cometem seus crimes, aí vem o mimimi, dá-se um jeito, faz se uma malabarismo aqui e outro acolá, mas o bandido sai impune. Basta de corruptos e corrupção. Cadeia a estes homens q dizem ter lutado pela democracia, e ganharam a confiança do povo brasileiro, mas q hoje sabemos, quais eram suas intenções, qual seja, seus próprios bolsos. Lugar de bandido rico ou pobre é na cadeia. É lamentável a opinião sugerida neste blog. É de fato querer ver prosperar, triunfar, premiar a bandidagem, roubalheira.

  2. Alexandre dos Reis disse:

    É um absurdo continuar postergando o julgamento.
    Quem analisou o caso foi o STF, daqui a pouco vamos criar uma instância para analisar o julgamento feito por eles.
    Eu concordo com a análise que a maior causa da roubalheira, da violência e da falta de etica é a impunidade.
    Não sei o que leva alguém defender que seja feito um novo julgamento, será que se alimenta da impunidade ou tem algum interesse.
    Acho que a imprensa e os formadores de opinião deveriam lutar mais contra a impunidade.

  3. Será que queremos um país ,em que a justiça privilegia esses corruptos que querem se eternizar no poder ? Corruptos defendidos por advogados caríssimos e que pensam que o povo pode ser manipulado como gado .Se queremos um país com mais justiça ,com mais ética e com moralidade ,devemos torcer para que os juízes do STF não acatem estes embargos infrigentes .

  4. Dorival Francisco de Oliveira disse:

    Quase todos brasileiro sabem, que tem ministros no STF,que foram indicado pelo presidente Lula,e tem deixado clsro que estão com a incumbencia de defender os politicos corruptos do Partido dos Trapalhadores do progresso brasileiro.

    Porque não adicionar juntos com a extinçao dos (vergonhosos votos secretos) Um adicinal criar uma lei que avalie o advogado e o poltico corrupto e a OAB proiba advogados estão participando da corrupção,pois,estão estimulando a permanencia dos corruptos neste lindo pais,com muitas leis e pouca execução.Pensem nisto.bloquia a cobertura pros corruptos.Abraços

  5. CASEMIRO disse:

    Alguns ministros do STF defendem os réus do mensalão com tanta enfase que mais parecem advogados dos petistas do que seus julgadores e, não obstante tal fato, acredito na isenção ética e moral de cada ministro na hora de votar. Cada ministro deve votar de acordo com a Carta Magna, a Lei e a sua consciência.
    Acredito que a maioria votará contra a implantação dos embargos infringentes, uma anomalia jurídica.
    Tenho me perguntado se o fato dos ministros do STF terem sido nomeados pela presidência da república, não poderá interferir ou influenciar, consciente ou inconscientemente, nos seus votos, em ação penal que envolva, direta ou indiretamente, a presidência da república ou o seu partido político como, por exemplo, a AP 470.
    Pelo meu pouco saber jurídico, entendo que os ministros do STF e os de outros Tribunais deveriam ser nomeados pelo próprio Poder Judiciário e jamais pela presidência da república, eliminando o viés político que porventura possa existir.

  6. Carol disse:

    Olá,
    Prisão neles estão assaltando o Brasil desde 2003 mais de 500 milhões
    Devemos ir as ruas nossa pressao é tudo
    #cadeianelesmensalao

  7. Hilton Bley Polatti disse:

    Não sou advogado, sou leigo em direito, mas, se que os recursos infringentes fazem parte do regimento interno do STF. Sei tambem que o Superior Tribunal Federal, é a casa máxima do poder judiciário nacional. Na minha opinião, o STF deveria fazer cumprir com a constituição brasileira,e também com o regimento interno do proprio STF, senão, o exemplo a ser seguido, e ue a constituição existe, mas os superiores ministros da lei não a cumprem, então, ninguem precisa cumprir. O que vejo no canal da justiça, é um ministro defendendo esse cumprimento, outro dizendo-se a lei, que não fazo que é determinado pela Carta Magna da nação. Quem teria razão? eu ainda acho que o que acha que a constituição deve ser cumprida.

  8. Vera Lucia de Oliveira disse:

    Parabéns, Kennedy Alencar!!! A cada dia, o admiro mais!!! Também sou favorável aos embargos infringentes, porque todas as pessoas têm direito à AMPLA DEFESA e os réus do MENTIRÃO não a tiveram!!! Muitos deles não têm direito ao foro privilegiado e, mesmo assim, foram julgados apenas no STF, sem direito às instâncias inferiores, como estão tendo os réus do MENSALÃO tucano!!! Além do que, não existe nos autos uma única prova que os condene. Para os papagaios da mídia golpista que lhes desejam a prisão a qualquer custo, deveriam ler o livro do jornalista Paulo Moreira Leite, A OUTRA HISTÓRIA DO MENSALÃO, pra parar de ficar escrevendo asneiras!!!

  9. Helio disse:

    Essa Vera lúcia Oliveira deve ser petista. Pergunto: Para que repetir um julgamento que já comprovou a culpa de Ze Dirceu e sua quadrilha e cujas dúvidas ou imperfeições foram sanadas pelos embargos declaratórios? SÓ MUITA PAIXÃO, VERA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  10. Gilbert Matos Brown disse:

    Certos ministros do STF, como, por exemplo, Ricardo Lewandowski e Luis Roberto Barroso, fazem malabarismos para defenderem os quadrilheiros do Mensalão (bandidos de colarinho branco). Este último, chegou mesmo a desculpar-se e lamentar-se por votar contra o deputado José Genuíno, como se ele, ministro da mais alta corte da Justiça, não fosse, simplesmente um juiz. Deveria deixar de olhar o aspecto pessoal do deputado do PT, que aliás, não é essa santidade com a qual o descreve. Especialmente, quando disse que Genuíno é uma pessoa simples, pobre, dono de uma vida comedida. Mas, e os honorários milionários (ver a revista Veja) que pagou a seus advogados. Ministro Barroso, a Presidente Dilma Rousseff, não lhe fez favor algum ao lhe nomear para a última vaga do STF, haja vista seu “notável saber jurídico”. Vossa Excelência agora é juiz e não mais advogado, lembre-se disso. Não é necessário se lamentar para proferir seu voto!

  11. Gilbert Matos Brown disse:

    Kennedy Alencar, fui razoavelmente moderado. Quanto ao termo “quadrilheiros do Mensalão”, não é meu esse termo, mas de muitos dos próprios ministros do STF. E, (“bandidos do colarinho branco”) é da própria mídia qu
    e o veicula, por isso coloquei entre parênteses. E, por último, “notável saber jurídico” (entre aspas) extraí da própria Constituição da República, que assim o exige.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 06:39:59